Novidade reduzida entre os sedans no mês de janeiro. Considerando os compactos, o destaque foi o Chevrolet Classic, que aproveitou a grande queda das comercializações do Renault Logan para aparecer entre os cinco mais comercializados do ramo. O modelo da empresa francesa possuiu 5.407 unidades comercializadas em dezembro, enquanto teve 2.802 no último mês, sendo uma queda de 48,1%. A menor redução ocorreu com o Volkswagen Voyage, que possui 15,8%. O Prisma permanece como líder, embora tenha comercializado 1.777 unidades a menos em janeiro e ser um dos carros que ficaram mais caros durante o último ano.

É importante recordar que existem riscos de grandes modificações no ranking de sedans para este ano, uma vez que a maior parte dos modelos terão facelifts. A Hyundai prepara a primeira performance para o HB20S, enquanto a Chevrolet também fará o mesmo com o Cobalt.

Após superar o Honda Civic no acumulado do último ano e ter o título de carro mais comercializado do mundo, o Toyota Corolla permanece como o sedan médio mais comercializado do Brasil, com 4.201 unidades vendidas no primeiro mês deste ano. Parece que o detalhe do Corolla “basicão” deixar de fornecer sistema de som e rodas de liga leve não impactou no número de comercializações do veículo.

Uma das maiores reduções do ramo foi a do Chevrolet Cruze, que antes saiu da terceira posição do ranking para o quinto lugar, depois de comercializar somente 843 unidades. O Volkswagen Jetta, que será fabricado no Brasil a partir deste ano e que não estava no top 5 em dezembro, ficou com a terceira posição da lista.

Considerando os médios, a Ford irá repetir a reestilização do Focus no sedan também, sem considerar o Volkswagen Jetta. A Honda também garante modificar o que detalhe que mais incomoda no Civic: a lista de itens de série.

O Nissan Sentra ficou em 3º lugar na lista de sedans médios mais vendidos em janeiro.

Por Felipe Couto de Oliveira

Chevrolet Classic 2015

Renault Logan 2015

Fotos: Divulgação


Depois de apresentar a configuração hatchback da nova geração do Ford Ka, a fabricante estadunidense lançou no Brasil a versão sedan, o Ka+. Inaugurando uma versão de carroceria inédita para o Ka, o sedan compacto completa a linha global da Ford no mercado brasileiro que foi totalmente renovada nos últimos anos. O Ka hatch chega às concessionárias da Ford em meados de setembro, enquanto que a configuração sedan (Ka+) estará disponível nas lojas da marca em um momento posterior.

Visualmente, a configuração sedan conta com o mesmo desenho do Ka hatch, seguindo as características atuais de design dos últimos lançamentos da Ford, com destaque para a ampla grade frontal com formato trapezoidal e o desenho dos faróis dianteiros. Contudo, o modelo sedan traz grade filetada, enquanto que o hatch possui grade com disposição do tipo colmeia. Outro ponto de diferenciação entre os modelos é o acabamento interior do farol, já que na versão hatch possui máscara negra e no Ka+ nota-se o interior cromado.

Com o prolongamento do porta-malas, o Ka+ tem capacidade de comportar 445 litros de bagagem, com direto a braços pantográficos.

Enquanto o Ka hatchback terá como principal rival o Hyundai HB20, o Ka+ terá que concorrer de frente com a nova geração do Renault Logan entre os sedans compactos com boa capacidade de carga, bons equipamentos e preço relativamente mais baixo.

Para tanto, o novo Ford Ka+ deixa de lado o acabamento em aço escovado, mais voltado para o público mais jovem, e adota os apliques em Black Piano e revestimento dos bancos com tecido exclusivo, tudo para atrair os consumidores do segmento.

Disponível nas versões de acabamento SE, SE Plus e SEL, as mesmas oferecidas na configuração hatchback, o novo Ford Ka+ terá ainda duas opção de motorização. A primeira opção é o carro trazer o novo motor três cilindros aspirado 1.0 Fox TiVCT 12V Flex, com sistema Easy Start que dispensa o uso de tanquinho, capaz de entregar até 85 cv e torque de 10,7 kgfm quando abastecido com etanol. A segunda opção é o bloco 1.5 Sigma Flex que rende até 111 cv e torque de 14,9 kgfm com etanol, o mesmo propulsor utilizado no New Fiesta. Independente do motor, o Ka+ sempre vem com câmbio manual de cinco velocidades.

Abaixo, versões e preços do novo Ford Ka+:

– SE 1.0 – R$ 37.890;

– SE Plus 1.0 – R$ 39.890;

– SEL 1.0 – R$ 42.490;

– SE 1.5 – R$ 42.890;

– SE Plus 1.5 – R$ 44.890;

– SEL 1.5 – R$ 47.490.

Por Caio Polo

Ford Ka+

Foto: Divulgação


A Toyota anunciou que começará a vender a série especial Platinum do seu modelo Etios, que começa a ser vendido na versão hatch (R$ 47.090) e sedan (R$ 49.790). Ambos são feitos com base no topo de linha XLS, mas com alguns itens exclusivos, como os bancos de couro. Segundo a montadora, a série especial “agrega novos itens de série destinados a consumidores que buscam mais conforto e sofisticação”.  Além disso, os dois vêm equipados com  direção com assistência elétrica, airbag duplo frontal,  ABS, pintura metálica, grade frontal cromada, lanternas traseiras com lentes escurecidas, sensor de estacionamento,  rodas de aro 15, entre outros equipamentos.

Em seu interior o Toyota Etios conta com acessórios detalhes de acabamento cromados,  travamento das portas e acionamento elétrico dos vidros, espelhos retrovisores com comando elétrico rádio AM/FM, CD player e entrada USB com comando no volante de base, o volante vem em couro com costura diferenciada, painel Total Black, velocímetro e tacômetro com grafia Black & Blue, maçanetas internas das portas em prata fosco.

O motor que impulsiona a novidade é o conhecido 1.5 16V, que entrega até 96,5 cv se abastecido com etanol, que funciona em conjunto com o câmbio que será disponível somente manual de 5 marchas. A montadora ainda não tem a intenção de lançar o modelo Platinum com o câmbio manual. O que pode acontecer é que futuramente a opção seja lançada no mercado, assim como foi com o Etios, que chegou para revenda somente com o câmbio manual, mas que atualmente também disponibiliza a opção do câmbio automático.

Por enquanto, as cores disponíveis do carro serão somente prata e preto. A montadora ainda não se pronunciou sobre aumentar o número de cores disponíveis para o carro, isso vai depender da procura do consumidor por cores diferentes, o que fará com que a Toyota adicione cores ao mercado.

Por Igor Lima

Toyota Etios Platinum

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: