Muitos gostam de um carro estiloso, cheio de luxo e requinte, já outros preferem a esportividade e dão mais valor ao que um veículo tem embaixo do capô. Independente da sua escolha haverá sempre um Porsche ideal para você.

Para os amantes dessa marca a notícia é boa. O piloto e advogado Sérgio Magalhães, que é um dos maiores colecionadores da América Latina, resolveu se juntar aos seus amigos do Clube 356 Brasil e o SPPC Brasil para criar uma exposição sensacional com diversas marcas e modelos de carros clássicos do mesmo estilo.

A II Exposição de Porsche 356 reúne 50 modelos do 356 e 55 do 911 de todas as épocas. Além da clássica marca alemã a exposição também teve participações de marcas como Ferrari, Lamborghinni, BMW e Mercedes-Benz. O evento reuniu colecionadores e amantes da marca do Brasil inteiro e a versão do próximo ano já foi confirmada pelos organizadores.

A Porsche é uma marca criada inicialmente na Áustria e que depois teve como sede principal a Alemanha. O modelo 356, base da exposição, foi produzido pela primeira vez em 1948 e tinha como base o famoso Carocha da Volkswagen, que veio para o Brasil, mudou de nome e ficou conhecido como Fusca. Boa parte da motorização e das peças do 356 também tinha o Fusca como base.

Por Ebenézer Carvalho


Foi confirmada a implantação de uma nova fábrica da Mercedes-Benz na cidade paulista de Iracemápolis. O anúncio oficial aconteceu dia 1º de outubro, no Distrito Federal. Em reunião com Dilma Rousseff, presidente do país, os representantes da montadora assinaram o contrato de instalação.

De acordo com Andreas Renschler,  chefe de produção da Mercedes-Benz, o    investimento total na nova fábrica será de 170 milhões de euros, o equivalente a  R$ 510 milhões. A expectativa é que aproximadamente 1.000 empregos diretos serão gerados.

O início das atividades está marcado para 2016 e a princípio a estimativa é de que 20 mil unidades  de utilitários leves sejam produzidos anualmente. Os modelos que já  estão confirmados para fabricação na nova planta são o Classe C e o SUV compacto GLA. Os outros carros da categoria, por enquanto, continuarão sendo fabricados no México.

Philipp Schiemer, executivo da empresa, afirmou que a Mercedes será a única montadora/fábrica de veículos atuante em todos os segmentos de mobilidade (carros, ônibus, caminhões e vans) a ser instalada no Brasil.

A nova fábrica da Mercedes-Benz é a 12ª fábrica de utilitários leves a ser implantada no  Estado de São Paulo, o que sinaliza o quanto o mercado de automóveis no país está mais em alta do que nunca.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


O Salão do Automóvel de São Paulo, evento tradicional que ocorre todos os anos na cidade, mal começou e já apresenta desfalques de marcas importantes no mercado de autos.

Por meio de suas assessorias de imprensa, quatro das mais importantes marcas como Ferrari, Lamborghini, Maserati e Rolls-Royce, anunciaram que, este ano, não irão marcar presença no Salão do Automóvel de São Paulo de 2012.

As vendas dos ingressos pela internet para o Salão do Automóvel começaram na última quinta-feira (12/07). As pessoas que tiverem interesse em comparecer ao evento já estão aptas a comprar os ingresso pelo site, mas devem ter que desembolsar entre R$ 40 e R$ 70, dependendo do dia que forem visitar o salão.

O site para a compra dos ingressos é o www.ingressorapido.com.br/salaodoautomovel.

Neste ano, o Salão do Automóvel de São Paulo irá acontecer entre o dia 24 do mês de outubro e dia 4 de novembro. O local escolhido para a ocorrência do evento foi o Parque de Exposições do Anhembi.

Estudantes e crianças tem a vantagem de pagar meia-entrada. Para grupos que formarem caravanas totalizando mais de 30 pessoas e os que comprarem os ingressos pelas redes sociais também há descontos.

Por Marcelo Araújo


O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está pronto para aprovar um dos investimentos automotivos mais caros da história. Ele vai desembolsar um valor de R$ 307,4 milhões a Hyundai Motor Brasil.  Essa quantia será aplicada para financiar a fábrica da montadora em Piracicaba, no interior de São Paulo.

Algumas obras de instalações e testes de equipamentos devem estar prontas até março deste ano, mesmo que a produção seja iniciada no final de 2012. O capital vai ser investido na indústria brasileira da Hyundai justamente para ajudar com as inovações por parte do próprio fabricante de carros.

Modelos do segmento conhecido como HB que serão produzidos no país, além das novas construções dentro da empresa. Os que já estão sendo planejados, serão modelos como o hatchback  de três portas, o sedan de quatro portas e o Mini SUV conhecido como utilitário esportivo de cinco portas, com motorização flex e câmbio automático ou manual.

A produção do hatch será finalizada ainda no final deste ano e será o último automóvel a deixar a linha de montagem.  Os outros dois veículos, infelizmente,  ficarão para 2013.

Por Jéssica Monteiro

Fonte: Quatro Rodas


O número de concessionárias espalhadas pelo país cresce vigorosamente a cada ano. Em 2010, as chinesas Chery e Lifan inauguraram unidades em vários estados e a JAC Motors, outra recém-chegada, já disponibiliza aos brasileiros uma loja inaugurada há poucos dias, próxima ao CEAGESP de São Paulo.

O grupo SHC, que conta com concessionárias da fabricante Citroën, acaba de anunciar seu mais novo ponto na capital paulista, mais precisamente na Avenida Bandeirantes (Itaim Bibi), um dos locais mais movimentados da cidade por estar próximo de grandes empresas e do aeroporto de Congonhas, além de se situar no caminho para o Porto de Santos.

A expectativa de vendas na nova Francecar é alta. De acordo com Domingos Boragina Neto, diretor-comercial da Citroën do Brasil, os números devem chegar a 100 veículos novos e outros 40 seminovos por mês, a serem completados pela disponibilidade de serviços e peças aos clientes da fabricante.

A inserção de uma nova unidade deve complementar os índices positivos da Citroën em terras brasileiras entre janeiro e fevereiro deste ano, pois as vendas subiram mais de 57% em comparação ao primeiro bimestre de 2010, para 14.524 unidades.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Citroën


Adquirir um veículo automotor após as medidas adotadas pelo Banco Central (BC), no final do ano passado está um pouco mais complicado, mas na verdade não muito difícil. Depois de um ano de resultados gloriosos para o setor, as montadoras e concessionárias passaram a apostar, mais uma vez, nas promoções e nos feirões.

Nos dias 12 e 13 de março, respectivamente sábado e domingo, a Nissan promoverá mais uma vez o feirão “É Agora Nissan”. A promoção engloba desde taxa 0% aos veículos zero quilômetro financiados em até 36 meses até brindes como película solar, tapetes e o pagamento da 1ª parcela do IPVA.

Entre os carros oferecidos pela montadora destacam-se a família Tiida e Livina, assim como o Nissan Frontier e o Sentra. Para conferir os preços e condições da promoção, vá ao Shopping Center Norte (São Paulo, capital), das 9h às 19h.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Assessoria de Imprensa


Com números excepcionais em 2010, o segmento de veículos automotores no Brasil, tem acarretado avanço nas vendas das montadoras por aqui instaladas, além do ingresso e comercialização mais amplos de automóveis provenientes do exterior. Os investimentos das fabricantes estrangeiras devem ser ainda mais extensos nos próximos anos, uma vez que o mercado interno tem correspondido bem às expectativas.

Um dos mais recentes casos passíveis de exemplo é o grupo Citroën Le Man, que deve investir R$ 13 milhões para a abertura de duas concessionárias na cidade de São Paulo, uma localizada no Bairro do Limão, zona norte, e outra na Vila Prudente, zona leste. Com isso, 80 oportunidades de emprego devem ser geradas. A iniciativa deve incidir na comercialização de aproximadamente 3.840 unidades por ano, entre novos e seminovos.

Segundo Domingos Boragina, diretor-comercial da Citroën do Brasil, além de 200 carros novos e outros 120 seminovos mensais, o grupo quer mais dois pontos de atendimento completos em serviços, peças e vendas. Para Rodrigo Stefanini, diretor do Grupo Citroën Le Man, a comercialização de quase 9,4 mil unidades em 2010 foi recorde e para 2011 a previsão de crescimento é de 33%, para 12,5 mil unidades.

O Aircross, novo no mercado brasileiro, contribuiu amplamente para o sucesso de vendas da marca em 2010 no país. O C3, já tradicional por aqui, continua a apresentar bons resultados.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Citroën (release)





CONTINUE NAVEGANDO: