A Honda apresentou no Salão de Genebra o novo Civic Cupê, que tem um design diferenciado, com visual harmônico e linhas esportivas. A previsão é que a versão sedã chegue ao Brasil ainda em 2016, mas o cupê somente ano que vem na versão esportiva Si. A dianteira não recebeu muitas modificações e ainda possui os faróis afilados, que podem ser full led, ligados por uma barra cromada. A principal característica do novo Honda Civic Cupê é o design esportivo.

Além disso, as lanternas são integradas por uma barra vermelha e o para-choque também ganhou detalhes esportivos com a simulação de saídas e difusor de ar. A versão de entrada LX e LX-P serão equipadas com motor 2.0 i-VTEC de 160 cv de potência e 19,1 mKgf de torque. Em relação à versão esportiva Si, ela ainda vai ser apresentada de forma oficial. Há rumores que indicam que a versão terá um motor turbo 2.0 com potência acima de 206 cv.

Outra novidade é que a marca apresentou o teaser do Civic Hatch, que será apresentado em Genebra. O carro deve chegar ao mercado europeu em 2017. A principal notícia apresentada pela Honda é que um conceito vai antecipar as linhas da nova geração do Civic Hatch.

Porém, a marca ainda não apresentou muitos detalhes ou informações sobre o novo Civic, somente que ele será produzido na fábrica no Reino Unido, e exportado para outros lugares como, por exemplo, os Estados Unidos. O Civic tem sido considerado destaque nos últimos salões. Por exemplo, em janeiro a nova geração do sedã ganhou o prêmio de carro do ano, no salão Detroit.

Além do teaser, há outras novidades para serem apresentadas no Salão Genebra como, por exemplo, o Clarity, que é um veículo movido a hidrogênio, sendo o primeiro carro elétrico. A versão final dele já foi apresentada no Salão de Tóquio, em novembro de 2015. Além disso, tem o Fit, que na Europa é conhecido como Jazz, e  vai ter uma versão conceitual, em que poderá ser demonstrado novas possibilidades de personalização. Em relação às motos, uma das principais notícias da Honda é a nova CRF 1000L Africa Twin. 


A Opel também quer ter uma ampla visitação em seu estande no Salão de Genebra e para isso, a subsidiária da GM na Europa revelou por completo e confirmou a presença no evento do Astra OPC Extreme, baseado na versão apimentada OPC, sendo ainda mais esportivo. Se a opinião do público do Salão for positiva, como aguarda a Opel, o Astra OPC Extreme pode virar uma série limitada.

Fruto de um desenvolvimento com atenção voltada ao design e à engenharia, o Opel Astra OPC Extreme traz diversos detalhes estéticos diferenciados, como o para-choque e a grade dianteira, o capô esportivo em fibra de carbono, as saias laterais, o para-choque traseiro com detalhes em fibra de carbono e com defletor de ar, duas saídas duplas de escape, adesivos decorativos e aerofólio traseiro.

Somado a todos esses diferenciais, o Astra OPC Extreme traz ainda rodas de liga leve de 19 polegadas, sistema de freios Brembo com pinças de seis pistões e discos de 370 milímetros de diâmetro na dianteira, reforço para a carroceria no lugar dos bancos traseiros, bem como suspensão regulável, semelhante aos carros de competição.

No interior, a Opel também caprichou e equipou o carro com bancos esportivos Recaro do tipo concha e com revestimento em couro, cinto de seis pontos da Schroth, volante multifuncional com revestimento em camurça, costuras em amarelo, além dos detalhes em fibra de carbono nas portas, no console central e no próprio volante.

Sob o capô, o modelo trará o motor 2.0 Turbo do OPC, mas que foi configurado para entregar 300 cv, 20 cv a mais que o OPC “comum”.  Trabalhando em conjunto com o propulsor turbocharged está um câmbio manual de seis velocidades e um diferencial autoblocante. Com 100 quilogramas mais leve que o OPC, graças aos diversos componentes em fibra de carbono e alumínio, o esportivo acelera de 0 a 100 km/h em 6 segundos.

Por Caio Polo

Opel Astra OPC Extreme

Foto: Divulgação


Um dos lançamentos mais esperados do Salão de Genebra, na Suíça, foi o  Countryman John Cooper Works, da montadora Mini.

O carro tão aguardado e cercado de suspense superou as expectativas de quem conferiu o evento, pois a versão 2013 chegou com o design mais imponente e agressivo, além de ter recebido nova suspensão esportiva, moderno kit aerodinâmico e rodas de 18 polegadas.

O desempenho e a segurança também não deixaram a desejar. A frenagem é bastante precisa e a performance do modelo é realmente surpreendente. O Countryman John Cooper Works 2013 conta ainda com escapamentos especiais, volantes e bancos esportivos, e acabamento interno exclusivo em vermelho ou preto.

O compacto tem sua propulsão realizada através de competente motor 1.6 que atinge a potência de 215 cavalos. Como se não bastasse, o lançamento conta com tração integral e câmbio automático de seis velocidades. Com excelente desempenho o carro da Mini vai de 0 a 100 km/h em apenas 7 segundos, atingindo a velocidade máxima de 225 km/h.

A novidade deve começar a ser vendida na Europa no final do segundo semestre de 2012, entretanto, ainda não se sabe o valor de comercialização.

Por Larissa Mendes de Oliveira


O novo hatchback A3 da  Audi foi apresentado no Salão de Genebra, na Suíça.  A versão vem mais imponente que o seu antecessor, além disso,  o modelo recebeu para-lamas agressivos e entradas de ar mais amplas.

As mudanças não param por aí, afinal a parte interna também sofreu alterações. Embora o painel se assemelhe ao do Audi A1, boa parte dos controles passou a ser comandada por botões contidos no volante, uma característica exclusiva dos carros mais elaborados da montadora, como o A8 e o A6.

Os menus musicais também foram atualizados, sendo separados pelo nome do artista, do álbum e pelo título das músicas. Dentre outras funcionalidades, o A3 recebeu uma tela deslizante, com itens 3D que remetem aos iPhones.

Em termos de segurança, o  A3 conta com um  freio eletromagnético de estacionamento, bem como um navegador inteligente, que evita colisões e atropelamentos, além de direcionar os motoristas em rodovias. 

O A3 será disponibilizado com três portas e três tipos de propulsão, dentre elas o motor a diesel 2.0 TDI, que desenvolve 150 cavalos de potência e os motores a gasolina 1.4 TSI e 1.8 TFSI que atingem respectivamente 122 e 180 cavalos.

Por Larissa Mendes de Oliveira


O evento mais comentado da atualidade do setor de veículos automotores é o Salão de Genebra, na Suíça, que segue até o próximo dia 13 (domingo). As montadoras, apostando em inovações relacionadas aos designs interiores e exteriores, aproveitam cada dia para levar ao público o tema da moda do ramo: carros elétricos e híbridos.

A Toyota, por exemplo, decidiu exibir dois modelos híbridos, um deles é um carro conceito. O Prius + é considerado o primeiro híbrido europeu a oferecer sete lugares. O maior espaço interno, ilustrado pelo “+“de seu nome, propicia conforto e maior economia de combustível.

O Yaris HSD (Hybrid Synergy Drive) é o conceitual da marca e embora não esteja finalmente terminado, apresenta-se bem próximo daquilo que a fabricante pretende comercializar pela Europa. Um dos grandes focos desse modelo é justamente a aerodinâmica por meio de novos para-choques dianteiro e traseiro, maçanetas associadas às portas e rodas aro 18. Por enquanto, informações sobre  a motorização não foram divulgadas pela Toyota.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Assessoria de Imprensa


A Ferrari lançou o seu carro com tração nas quatro rodas, e trata-se do primeiro automóvel do gênero lançado pela companhia italiana.

O modelo, batizado de Ferrari FF ou Ferrari Four, é um esportivo de quatro lugares com porta malas de capacidade para 450 litros, podendo ser expandido e comportar até 800 litros. Como não podia deixar de ser, potência é uma marca registrada da Ferrari e o FF apresenta motor 6.3 de 600 cavalos de potência, fazendo o ponteiro do velocímetro atingir a máxima de 335 km/h, e para quem aprecia "resposta rápida", o carro vai de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos.

O modelo foi exibido na Suíça no Salão de Genebra e será o substituto do 612 Scaglietti.

O Ferrari FF chegará às concessionárias dos Estados Unidos e da Europa custando em torno de U$$ 360 mil e em terras brasileiras, a máquina dará o ar da graça somente em outubro, com o valor aproximado de R$ 2,5 milhões.

Por Andrea Gomes


Durante o Salão Internacional de Genebra (Suíça), a Volkswagen apresentará duas novidades: o novo Golf Cabriolet e o Tiguan. Além dos lançamentos, a montadora irá exibir o Bulli, versão moderna da Kombi, que terá motor elétrico e espaço interno com seis bancos.

O Tiguan está de cara nova, apresentando as partes traseira e frontal reformuladas, tecnologia de propulsão que proporciona consumo econômico de combustível, além de motores a gasolina de 122 ou 210 cavalos ou a base de diesel com potências de 110 ou 170 Cv. O novo Tiguan se destaca pelo maior conforto, segurança e economia. O modelo chegará às concessionárias na Europa somente no mês de agosto.

O novo Golf Cabriolet marca pelo conforto, segurança e silêncio. Em termos de conforto, o veículo é espaçoso internamente e vem com portamalas com capacidade para 250 litros. O ponto seguinte é que o novo Golf preza pela segurança, possuindo uma barra anticapotagem automática, air bags frontais e para o joelho de quem está dirigindo, além de cortinas laterais que protegem a cabeça e tórax contra impactos. Apesar de ser um conversível, quando a capota se fecha, o Golf Cabriolet é considerado um dos carros conversíveis mais silenciosos já produzidos.

Para saber mais informações, confira no blog da Volkswagen.

Por Andrea Gomes


O Salão de Genebra, já com data marcada para acontecer (3 a 13 de março do ano que vem), deverá trazer muitas surpresas aos fanáticos por veículos automotores, assim como sempre ocorre em todo e qualquer evento dessa amplitude. A Rainspeed, montadora suíça, já deu indícios do que o público poderá conferir.

Trata-se do BamBoo, veículo conceitual com capacidade para comportar até quatro passageiros. A montadora assinala que a aparência do carro possui similaridade com os veículos utilizados em campos de golfe e embora alguns componentes remetam à década de 1970, o automóvel possui características contemporâneas.

Antes de o leitor questionar sobre o motor, de antemão a Rainspeed assegura, mesmo sem maiores detalhes, que virá equipado com sistema de propulsão elétrica. O curioso nome, que lembra bambu, será emplacado no interior do veículo por meio de fibras da madeira.

Outro elemento poderá agradar – e muito! – os consumidores: teto removível. Porém, até o momento a Rainspeed não informou o preço estimado.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Car Sale





CONTINUE NAVEGANDO: