Primeiro SUV da marca chega ao Brasil custando a partir de R$ 309 mil.

Mesmo diante do cenário de crise no mercado econômico brasileiro, as empresas do setor automotivo estão buscando diversas alternativas para espantar a má fase, sendo que uma delas é o lançamento de novos modelos ou modelos reestilizados. É nessa perspectiva que nesta última terça-feira, dia 31 de maio de 2016, a grande e renomada Jaguar fez o lançamento oficial, no Brasil, do primeiro veículo SUV da marca. Este novo veículo da Jaguar foi batizado com o nome de F-Pace e chega ao mercado nacional disponível em três versões e com preços fixados a partir de R$ 309.300. As versões do F-Pace  são a de abertura denominada Prestige, a intermediária R-Sport e a topo de linha S, sendo que respectivamente estas custaram R$ 309.300, R$ 360.500 e R$ 405.900.

O F-Pace teve a sua estreia mundial no Salão de Frankfurt, na edição realizada no ano de 2015, sendo que na ocasião o veículo estreou com grande estilo inclusive com uma apresentação de looping para que o veículo entrasse no Guiness, para conquistar este objetivo o veículo realizou um giro em uma grande estrutura que continha 19 metros de altura.

Com relação aos propulsores que serão disponibilizados neste veículo, no total essa grande novidade da Jaguar chegará ao mercado com três opções, sendo o 2.0 movido à diesel e capaz de produzir uma potência máxima de 180 cavalos e outras duas opções movidas à gasolina, as quais possuem a configuração V6 3.0 e conseguem produzir as potências máximas de 340 e 380 cavalos. Vale ressaltar que todas essas versões de motorizações do F-Pace são disponibilizadas com um câmbio automático de 8 marchas e tração nas quatro rodas.

Na parte interna, o veículo vem com uma central de multimídia com tela de 10,2 polegadas, que trabalha com o sistema chamado In Control Touch Pro. Essa central é dotada de um processador de quatro núcleos, o qual suporta a conexão simultânea de até oito aparelhos via Wi-Fi.

Conforme os dados repassados pela fabricante, a carroceria do F-Pace teve 80% da sua constituição feita em alumínio, fator este que fez com que o peso final do veículo ficasse em 1.655 Kg. Esse novo Crossover da Jaguar possui um comprimento de 4,73m e um entre-eixos de 2,87m, já o porta-malas dele é de excelentes 650 litros.

Por Adriano Oliveira


Veículo chegará ao Brasil em março do próximo ano e custará a partir de R$ 264 mil.

A grande e renomada fabricante de veículo automotores Jaguar fez o anúncio nesta última terça-feira, dia 08 de dezembro de 2015, a respeito da chegada da nova geração do sedã XF aqui no Brasil.

O veículo será disponibilizado nas concessionárias da marca de todo o país até o mês de março de 2016. Ele terá três versões, sendo estas as seguintes: R-Sport, Prestige e S, sendo que as duas primeiras serão equipadas com um propulsor 2.0 litros turbo e a versão S contará com um motor 3.0 supercharged dotado de seis cilindros em V, propulsor este que é o mesmo utilizado no superesportivo F-Type.

O novo Jaguar XF, além de chegar com um visual mais moderno, ele traz como principal destaque a sua plataforma de carroceria rígida e leve, integral ou parcialmente confeccionada em alumínio, detalhes estes que fazem com que o veículo seja 28% mais rígido do que o anterior. Além da rigidez, a estrutura desse carro traz ainda, em pontos estratégicos e específicos, isolamentos duplos, o que faz com a sua condução seja ainda mais silenciosa. A carroceria deste sedã possui 75% de sua estrutura feita de alumínio. Já na suspensão este novo Jaguar utiliza o sistema Double Wishbone na parte da frente e o sistema Integral Link na parte traseira.

Outros atrativos trazidos por este carrão são: sistema de vetorização de torque por frenagem, direção elétrica, controle adaptativo de cruzeiro com a presença de assistência em fila, monitoramento da condição do condutor, frenagem autônoma de emergência, dentre outras tecnologias embarcadas de última geração.

A versão Prestige será comercializada por R$ 264.700. Já a versão intermediária, a R-Sport, será comercializada por R$ 288.000. Por fim, a versão topo de linha desse supercarro custará nada mais nada menos que R$ 381.100.

Apesar de todas as expectativas para o início da comercialização deste novo Jaguar no mercado nacional, a verdade é que devido aos valores este será um veículo para poucos aqui no Brasil.

Por Adriano Oliveira


A marca Jaguar é conhecida no mercado por produzir carros com design de qualidade na parte exterior e motor de primeira linha no lado interno. Nos bastidores, há boatos de que a empresa saiu na frente ao desenvolver o modelo XJ como novidade para 2015.

A empresa deixou vazar uma informação preciosa e que pode afetar o setor de forma direta. Além disso, a notícia pode provocar um aumento na velocidade da produção de veículos dos concorrentes para que as marcar também possam apresentar novidades nesta nova temporada.

Fotógrafos de revistas especializadas em automóveis conseguiram tirar fotos do novo modelo que estava estacionado, na garagem da marca Jaguar, ao lado da edição atual XJ. Também existem fotografias que retratam o carro em testes de velocidade, junto com engenheiros da empresa.

Em termos práticos, os usuários contam com novidades não apenas no design, que permanece moderno, como também no sistema de combustão. Nos dias atuais, o modelo trabalha com bloco turbo a gasolina e que tem 237 cavalos na estrutura 2.0.

Boatos da empresa que foram espalhados em fóruns de notícia indicam que o novo carro vai ter o esperado motor JLR, composto com quatro cilindros e desenvolvidos de forma oficial para trabalhar com o modelo XJ.

Os novos cilindros, denominados “INGENIUM”, estreiam no mercado no começo de 2015. Engenheiros que participaram do projeto da linha produtiva esperam colher resultados positivos e inovar no mercado de forma impactante.

Não se pode ignorar o fato de que as edições XE também devem trabalhar com os novos tipos de motores.

Não por menos a empresa investiu nas novidades do modelo para 2015. Nos primeiros noves meses de 2013, as vendas do XJ ao redor do mundo cresceram 23%. O aumento aconteceu de maneira principal por causa das vendas na China.

Por Renato Duarte Plantier


A Land Rover nasceu no Reino Unido no ano de 1948 e é uma das pioneiras na indústria automobilística, principalmente  devido à linha dos conhecidos SUVs. Os mais vendidos hoje no Brasil são os modelos Range Rover Sport e o Range Rover Evoque.

Como já havia sido cogitado, o Grupo que agora é chamado de Jaguar/Land Rover confirmou que a sede brasileira será realmente no Rio de Janeiro, na cidade de Itatiaia. Especula-se que cerca de mais de 400 empregos serão gerados em um projeto que vai custar cerca de R$ 750 milhões.

A nova fábrica nacional deverá produzir 24 mil veículos ao ano e as primeiras unidades a ficarem  prontas serão apresentadas em 2016.

As obras vão começar no próximo ano e a empresa não abriu detalhes sobre os modelos que serão fabricados em solo brasileiro, mas certamente o Evoque e o Freelander já estão previstos na lista.

Todos os detalhes foram acertados e firmados sob a presença do Governador Sergio Cabral, do Diretor Global de estratégia e Desenvolvimento Phil Hodkinson e do Presidente da Jaguar Land Rover América Latina e Caribe, Flavio Padovan. Sendo assim, o Brasil fica sendo o 4º país a ter a fábrica da britânica. As outras são na própria casa, o Reino Unido, na China (que tem parceria com a Chery Motors), além de uma unidade recém-inaugurada e que é direcionada a veículos somente desmontados que fica na Índia. 

Segundo os dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), até o mês de outubro a Land Rover alcançou a marca de 8.920 mil carros emplacados no Brasil com importação do Reino Unido. Um considerável aumento de 30% se comparado ao mesmo período do ano anterior. Com esses dados o Grupo passa a ficar lado a lado com a BMW e Mercedes-Benz em relação ao número de vendas.

Por Luciana Ávila

Fábrica da Land Rover

Foto: Divulgação


A marca de luxo Jaguar introduziu o seu renovado esportivo com 2 lugares. Trata-se do F-Type, que apresenta motorização dianteira, sistema de transmissão centralizado e tração traseira. O modelo terá 3 versões: F-Type V8 S, F-Type S e F-Type.

A F-Type S e a F-Type virão equipadas de um propulsor 3.0 V6 do tipo Supercharged (gasolina), que oferece uma potência de 340 a 380 cavalos. O modelo F-Type V8 S tem um motor 5.0 V8 de 495 cv. Os 3 apresentam transmissão sequencial com 8 marchas.

A opção de entrada, modelo F-Type, tem aceleração de zero a 100 quilômetros por hora em apenas em 5,3s. Já a sua velocidade total chega a 260 km/h.

Já a versão S, tem aceleração de zero a 100 km/h em 4,9s e atinge a velocidade máxima de 275km/h.

Por fim, a versão V8 S alcança os 100 km/h em cerca de 4 segundos, atingindo a velocidade máxima de 300 quilômetros por hora.

Vale lembrar que a velocidade total para os 3 modelos é eletronicamente limitada.

A versão S contém também um sistema de “escape ativo”, que dá ao motorista a permissão de adaptação de várias funcionalidades dinâmicas do automóvel às suas preferências. O veículo ainda tem um controle de largada, aprimorando a aceleração na hora de dar a saída.

O novo Jaguar F-Type é considerado um carro esportivo focado em ótimo desempenho. Fora isso, foi fabricado em alumínio sólido.

O veículo será comercializado no Brasil pelos seguintes valores:

  • F-Type: R$ 419.900,00.
  • F-Type S: R$ 479.900,00.
  • F-Type V8 S: R$ 559.900,00.

Por Marcelo Araújo


A fabricante de automóveis Jaguar está lançando no Festival de Velocidade de Goodwood (Reino Unido) o seu novo modelo de veículo. A fabricante usou o seu sedan de luxo XJ para criar uma versão híbrida, conhecida por XJ_e.

Como sempre acontece nas versões híbridas, o foco do automóvel não é a potência, mas sim o fato de ser sustentável.

Mesmo assim, o motor do XJ_e é um 2.0 turbo que funciona a gasolina e tem 240 cavalos de potência. Junto ao propulsor elétrico, o motor rende 334 cavalos de potência. O automóvel ainda tem um câmbio automático com oito velocidades.

O consumo médio é de 31,2 km/l, sendo que a autonomia do XJ_e é de 1.092 km. A aceleração de 0 a 100 km/h acontece em 6,5 segundos e a velocidade máxima é de 250 km/h. Se for usado somente com o recurso elétrico, o automóvel consegue rodar cerca de 40 km. Quanto às emissões de gás carbônico, o índice é de 75 g/km se o veículo funcionar a gasolina e não há emissão alguma no caso de se usar a bateria elétrica.

Por Matheus Camargo


A indústria automobilística mundial encontra-se em um momento de, por um lado grandes avanços tecnológicos com a produção de modelos cada vez mais sofisticados, e por outro, uma acirrada disputa por mercados alimentada justamente por essa profusão de modelos requintados e luxuosos ou simplesmente de baixo custo, mas com desempenho, eficiência e qualidade.

Neste panorama montadoras tradicionais como, por exemplo, a inglesa Jaguar, requintada fabricante de sedãs de luxo, de linhas elegantes e estilo esportivo, cheios de glamour agora percebeu a necessidade que o mercado lhe impõe de aumentar seu portfólio de modelos, conforme matéria do site Carros IG, com informações do site autocar.

A empresa inglesa chegou à conclusão que precisa oferecer modelos diferentes da sua gama tradicional, conquistando outros nichos de mercado. Conforme a matéria citada a Jaguar pretende produzir um utilitário de porte pequeno. Um crossover que possa modificar a imagem da montadora de só produzir sedãs. Além deste modelo, a empresa pretende produzir também uma perua do seu tradicional sedã XF, visando o segmento dos carros maiores com estilo família.

Embora não tenha divulgado a data do inicio da produção destes modelos, a notícia por si só trará mais oxigênio e opções para o mercado mundial de automóveis com modelos que tem segmentos em crescimento e que contará com a tradicional marca Jaguar.

Por Mauro Câmara





CONTINUE NAVEGANDO: