No mês de maio, com o fim da redução do IPI, a venda de veículos recuou 9,61%, um total de 251,1 mil unidades de caminhões, comerciais leves, automóveis e ônibus licenciados. Em abril foram licenciados 277,8 mil veículos.

Mesmo com esta redução, o resultado foi o maior registrado para o mês de maio. Em 2010 o acumulado já atinge 1,317 milhões de unidades emplacadas. Com o aumento das vendas, a produção também cresceu: 6,6% ante abril e 14,9% na comparação com maio de 2009.

No acumulado do ano, o numero de unidades fabricadas somou 1,499 milhão – aumento de 20,7% em relação ao cinco primeiros meses do ano passado e recorde para o período.

Fonte Jornal Metro

Por Fernanda Peixoto


Após o término da exoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em 31 de março, o setor de veículos automotores vem apresentando baixa nas vendas, como já era de se esperar. No entanto, a comercialização de automóveis bateu recorde no período de janeiro a abril, com mais de 1 milhão de unidades emplacadas.

Em abril, o número de licenciamentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus atingiu quase 280 mil unidades. Mesmo assim, Cledorvino Belini, novo presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), vê o quarto período do ano como bom.

O portal dinheiro do Folha UOL indica existir cenário positivo no segmento, pelo menos entre 2010 e 2012, pois receberá investimentos superiores a US$ 11 bilhões, voltados ao desenvolvimento de produtos, adequação no âmbito tecnológico e melhorias nos processos de fabricação e comercialização de veículos.

Leia mais no Folha UOL.

Por Luiz Felipe T. Erdei





CONTINUE NAVEGANDO: