O Gol foi considerado por 27 anos como o carro mais vendido do Brasil. Mas, agora, após quase 10 mil dias na liderança, foi derrotado pela comercialização do Palio. Nesta semana, de acordo com dados da Fenabrave, a Fiat superou a Volkswagen com 153.600 unidades contra 153.443.

A mudança de patamares começou há aproximadamente seis meses. Segundo análises, o modelo Gol 5, ao utilizar componentes provenientes do Polo passou a apresentar quedas na venda após a chegada de modelos na mesma faixa de preço, contudo, mais modernos.

Até então, somente uma única vez o Gol correu o risco de perder a liderança por alguns dias. Em 2007, o Palio iniciou com uma vantagem de menos de 500 veículos. Entretanto, depois a diferença se rompeu e a VW retornou com ampla comercialização.

Nas demais temporadas, o Gol se manteve bem, quando assumiu o elevado nível em 1987, após perder por quatro anos para a Chevrolet. Esta ganhou em 1983 com o Chevette e por três anos consecutivos com o Monza. Já anteriormente, o Fusca era o carro que dominava todas as vendas de automóveis no país. Isso acontecia desde 1959.

Hoje, o mercado no geral, quando levado em consideração os compactos, é dominado pela Fiat e Volkswagen. Com alta comercialização também dos demais modelos, como Fox, Polo, Uno e Up!.

Entretanto, os gostos e as condições financeiras dos consumidores têm alterado. O Onix e o HB20, em São Paulo, têm alcançado muitas vendas, apesar de serem mais caros. Essas marcas estão comemorando, pois elas mantêm as vendas, mesmo com modelos com o valor mais elevado. Tudo isso, porque investem em novidades.

Dados mostram que em cinco anos, até o mês de outubro de 2014, a Fiat havia perdido 3% de mercado e a Volkswagen, 7%.

Enquanto isso, as oscilações continuam. Novos lançamentos tentam balançar o mercado. O Gol, por exemplo, lançou uma versão ainda mais em conta, por apenas R$ 27 mil.

Por Camila Caetano

Fiat Palio

Foto: Divulgação

 


Novo Gol Track 2014 Uma versão inédita foi apresentada pela Volkswagen do Gol 1.0 quatro portas, é o Gol Track tendo como principais características para-choques, adesivos, suspensão elevada e apliques igualmente da atualizada versão Rallye, que vem com o propulsor 1.6. 

O Track é o modelo mais simples que custará RS 33.060 e o Rallye, que é mais equipado, custará R$ 45.850 com o câmbio manual e R$ 48.580 com o câmbio automático. 

O Track é feito para quem não tem condições de pagar por um Rallye ou para quem não gosta de apliques aventureiros mas quer passar por buracos e pelas lamas sem problemas. 

O Gol Track destaca-se pelos seus pneus mistos que andam na terra e asfalto e na parte interna do carro o revestimento foi todo modificado, pois os bancos e portas receberam o tecido de PET reciclado e o restante é revestido de carpete incluindo o porta-malas e para-sóis. O banco do motorista está com a regulagem de altura e a carroceria está 23 mm mais elevada. 

O Gol Track vem com o sistema que orienta o motorista para dirigir de uma forma mais econômica através de uma mensagem no painel, esse sistema chama-se ECO Confort.

Por Mariana Rodrigues


A Volkswagen comemora a produção de 7 milhões de carros da marca Gol no mercado de autos brasileiro.

Há 25 anos, o veículo é o mais vendido no país e sua fabricação teve início na década de 80. A versão mais tradicional foi, em um primeiro momento, produzida na unidade fabril da cidade de São Bernardo do Campo, São Paulo. É o famoso Gol quadrado, com carroceria branca e o motor com potência 1.0, até hoje visto em ruas e avenidas de todo o Brasil.

Para comemorar este marco histórico, as celebrações contaram com a participação do Conselho Mundial do Grupo VW juntamente com os funcionários que atuam na linha de montagem do chão de fábrica.

Segundo informações da marca, um Gol é fabricado a cada 47 segundos em uma das duas unidades onde é produzido.

Fora a unidade de São Bernardo do Campo, o carro é feito também em Taubaté (SP). Para se ter uma ideia da aceitação do modelo da Volks, de todos os veículos produzidos até hoje, seis milhões estão no país e um milhão foi exportado.

Por Marcelo Araújo

Fonte: Estadão


Com motivos de sobra para comemorar, entre eles os trinta anos de existência do modelo, e o fato de ser um dos mais vendidos no Brasil em todo este tempo, a Volkswagen resolveu homenagear o seu modelo Gol com uma edição especial resumida em apenas trinta unidades fabricadas do modelo Gol Vintage.

Mantendo o seu desenho de linhas enxutas e urbanas, as novidades nesta edição especial são estéticas com a carroceria pintada na cor branca com uma faixa negra na tampa do capô, com o contraste destes dois tons se repetindo em várias partes da carroceria. E também o interior possui o mesmo jogo de cores.

O propulsor é o mesmo da versão original do Gol, um 1.6 Litros V8 que pode produzir 104 Cv de potência garantindo bom desempenho e rendimento ao modelo. Mas o Gol Vintage reserva uma surpresa: a fabricante de instrumentos musicais Tagima participou do projeto desta versão especial e o modelo trará uma guitarra em seu porta-malas, pintada nas mesmas cores do carro.

Com apenas trinta unidades fabricadas a venda será feita através de encomenda especial e só poucas concessionárias terão o modelo para a venda, cujo preço será de R$ 52.180.

Por Mauro Câmara





CONTINUE NAVEGANDO: