Quem se lembra do Mercedes-Benz Classe A antigo, que já parou de ser fabricado pela montadora alemã, futuramente vai ter uma boa surpresa quando a marca voltar a fabricar o modelo que será totalmente remodelado e com os quatro pneus no futuro.

O carro conceito do novo Classe A foi apresentado no Salão do Automóvel de Nova York e também no Salão de Xangai e surpreende pelo design arrojado, que segundo a montadora foi inspirado no vento e no movimento das ondas. Pelo produto final os projetistas e designers da Mercedes-Benz conseguiram dar forma ao vento. O desenho é esguio, em linhas que parecem fluir alongando o design e dando um intenso ar de movimento. Os faróis possuem um desenho arrojado que lembra também um movimento como o refluxo de ondas. E tudo isso dotado de uma elegância moderna e marcante.

O conceito do novo Mercedes Classe A foi montado com um propulsor 2.0 l de quatro cilindros que pode produzir 210 CV de potência alimentando com força o design fluído do modelo e, para torná-lo ainda mais sofisticado, a futura geração contará com inovações na sua categoria. Entre elas um sistema orientado por radar que ajudará a detectar possíveis colisões.

Sem uma confirmação oficial por parte da montadora de quando o novo Classe A começará a ser produzido só resta aguardar e sonhar.

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


Assim como a GM e a Nissan já vendem os seus carros elétricos Volt e Leaf na Europa, a Mercedes não ficou para trás e também está investindo pesado em carros elétricos.

Na Espanha, por exemplo, o mais recente lançamento foi o Classe A E-Cell. Semelhante ao tradicional Mercedes Classe A, que é movido a gasolina, o E-Cell tem 5 lugares e as baterias de lítio ficam na carroceria, na parte inferior do veículo.

As baterias podem ser carregadas em tomadas comuns, porém demoram 8 horas para completar a carga, já em um posto apropriado para esse tipo de recarga, a demora é de apenas 3 horas, o que garante ao proprietário do veículo 255 km de autonomia. O E-Cell também tem a capacidade de recuperar a energia em reduções e frenagens.

A Mercedes tem um portfólio bastante avançado nesse segmento, pois vem desenvolvendo carros elétricos, como o Van Vito E-Cell, desde 2009.  

Por Edson Nascimento





CONTINUE NAVEGANDO: