A Hyundai irá lançar o seu modelo elétrico no Brasil em breve.

Se você gosta da ideia de economizar combustível e ao mesmo tempo ser responsável pela sustentabilidade do planeta, você pode apostar num carro híbrido ou totalmente elétrico.

Os carros híbridos oferecem dois motores: um motor a combustão (normalmente a gasolina) e um motor elétrico. Em veículos de pequeno porte o motor elétrico auxilia o motor à combustão, possibilitado a diminuição de emissão de gases poluentes e ajudando o bolso do motorista, pois há enorme economia de combustível. Também há os chamados “híbridos completos”, onde a movimentação do carro fica a cargo do motor híbrido e o motor à combustão fica responsável pela movimentação de um gerador, que carrega as baterias.

O primeiro modelo de carro híbrido produzido e vendido em larga escala foi o Toyota Prius, que começou a ser vendido há 21 anos (em 1997), tornando-se o híbrido mais famoso e vendido do mundo. Mas a concorrência chegou em outros modelos.

A montadora sul-coreana Hyundai vai se juntar à Toyota (que tem seu Prius), à Ford (que tem seu Fusion Hybrid) e outras montadoras, lançando o Ioniq no Brasil.

Há 2 anos (em 2016) vimos o Hyundai Ioniq híbrido ser exibido no Salão do Automóvel aqui no Brasil. Mas esse ano a coisa foi diferente. Em 2018 vimos a versão totalmente elétrica em exibição.

Carros totalmente elétricos não possuem motores à combustão, não emitindo nenhum gás poluente e sendo quase totalmente silenciosos. Eles precisam ser frequentemente carregados, já que não são movidos a gasolina.

Diferentes do que ocorre com o Toyota Prius, o Hyundai Ioniq tem a opção híbrida e a opção totalmente elétrica em um único modelo. Ainda há a opção Hybrid Plug-in. O modelo já tem promessa para chegar ao Brasil mas as datas ainda não foram definidas.

Especificações Técnicas

Com baterias de lítio de 28 KWh, a versão totalmente elétrica tem uma autonomia de até 280 km, de acordo com a Hyundai. Ou seja, você pode dirigir até 280 quilômetros entre uma carga e outra da bateria. Para se ter uma ideia, a viagem entre a cidade de São Paulo e a cidade de Santos, no litoral paulista tem entre 60 e 90 km (dependendo do ponto da cidade), sendo possível uma viagem de ida e volta entre as duas cidades com apenas uma carga das baterias do Hyundai Ioniq.

O motor elétrico tem 90 quilowatts (120 cavalos), é capaz de alcançar uma velocidade de 165 km/h. Se o motorista conectar o carro a um carregador do tipo rápido (de 100 kW), a carga já vai estar quase completa (mais de 80%) em 25 minutos.

Detalhes do Carro

Os faróis do veículo sul-coreano são do tipo LED. O painel do carro tem uma tela TFT de 17 centímetros de diagonal e é compatível com Google Android Auto e Apple Car Play.

Preços

Ainda não foi definido nada em relação aos preços, mas especula-se que o carro possa chegar próximo dos R$ 200 mil. Nos Estados Unidos o modelo top de linha chega a custar US$ 37.000 (R$ 142.968). Mas nos Estados Unidos há uma política de crédito do governo federal para encorajar a compra de híbridos e elétricos. Nesse caso, o carro sairia de US$ 37.000 (R$ 142.968) para US$ 29.500 (R$ 114.000).

No Brasil ainda não há incentivos federais para compra de carros híbridos e elétricos, mas há incentivo no Estado de São Paulo, como devolução de 50% do IPVA de carros híbridos e elétricos que não custem mais de R$ 150 mil.

Para informações completas sobre o Hyundai Ioniq híbrido, visite este link www.hyundaiusa.com/ioniq-hybrid/specifications.aspx?%20specs e veja informações sobre o veículo. Lá na Terra do Tio Sam o veículo pode ser encontrado em sua versão mais simples por US$ 22.400 (R$ 86.571).

Por Bruno Rafael da Silva

Hyundai Ioniq 2019

Hyundai Ioniq 2019


O novo Fiat 500X é muito espaçoso, aconchegante, com muita conectividade e modernidade.

O Fiat 500X vem para o mercado trazendo um novo conceito de carro. Com muita modernidade e beleza esse Sedan vem com tudo para enfrentar seus principais adversários e entre eles estão: Nissan Juke, Kia Soul e Mini Countryman. Por ser um carro muito completo, ele dificilmente irá desagradar a uma quantidade alta de usuários, mas é claro que o quesito gosto não se discute não é mesmo? O novo Fiat 500X tem detalhes parecidos dos seus concorrentes e mais alguns detalhes. Então confira agora as informações desse carro.

Carro muito espaçoso e aconchegante

O Fiat 500X é um carro muito espaçoso e aconchegante. Por essa razão os usuários desse carro não terão o que reclamar. Pois com um carro desses, a viagem se torna mais simples, já que dentro dessa máquina tem bastante espaço e bancos confortáveis. Os acentos são feitos com tecido de couro e pequenas almofadas laterais, elas servem para deixar o corpo bem confortável e relaxado durante toda a viagem. Ainda falando dos acentos, ele tem um detalhe muito importante, que é o encosto para a cabeça, dessa forma fica muito fácil tirar uma soneca durante a viagem.

Parte interna com muita modernidade

Ainda falando da parte interna do Fiat 500X, é preciso ressaltar sua conectividade e modernidade. Dentro do carro os usuários vão encontrar:

– Encostos de cabeça arredondados e com controles de áudios e clima-controle;

– Central multimídia com tela de 5 polegadas com touchscreen Uconnect;

– Sistema de rádio por satélite e Bluetooth

– Abertura de ventilador com três botões;

– 6 Airbags;

– Espelhos aquecidos;

– E muito mais.

Grande espaço para os passageiros traseiros

Não podemos deixar de falar de mais um detalhe incrível desse carro, que é seu enorme espaço traseiro na parte de trás. Seu sofá tem piso plano e espaço suficiente para acomodar os ocupantes e também deixar suas pernas livres. Por essa razão esse carro é indicado para pessoas altas ou que estão acima do peso. Também é possível dormir tranquilamente nessa parte do carro.

Porta-malas bem espaçoso

O porta-malas desse carro é muito espaçoso e ideal para carregar diferentes tipos de bagagens. Dessa forma não se ocupa espaço na parte interna do carro, mantendo o lugar dos ocupantes traseiros intactos.

Motorização de alto nível

O motor do Fiat 500X é alto padrão, e os usuários vão contar com duas opções que são: 1.4 e o 1.6. Além disso, esse carro oferece transmissão automática com 9 opções de marchas. Ele consegue fazer 180 cv máximo, levando a uma alta aceleração.

Carro com muita beleza externa

O Fiat 500X 2019 tem muita beleza e seu designe é muito moderno. É considerado um carro grande e bem espaçoso. Ele também é indicado para quem já tem segurança ao dirigir, por ser maior que muitos carros, algumas funções podem ser mais trabalhosas, como estacionar em um local com poucas vagas por exemplo. A parte externa conta com grandes rodas e faróis grandes, assim como suas lanternas de LEDS.

Valor de mercado desse carro

O valor de mercado desse carro está estipulado em 17.900 Euros. É um ótimo valor para um carro tão completo e cheio de funções que só acrescentam no dia a dia de seus consumidores. Mas ainda não saíram informações do seu real valor em Real. A princípio, serão 4 versões diferentes, cada uma com seus atrativos. O que podemos esperar são apenas notícias boas.

Será que vale a pena investir nesse modelo?

Sim. Avaliando todos os pontos positivos desse carro, optar por comprá-lo pode ser sim uma ótima opção. Já que ele tem motivos de sobra para ser classificado como um carro moderno, completo e espaçoso!

Por Cristiane Amaral

Fiat 500 X 2019

Fiat 500 X 2019


Novo modelo da Volkswagen será lançado no Brasil em 2020.

Toda estreia de um novo automóvel, sobretudo em uma das grandes companhias automotivas em todo o mundo, constitui um evento à parte, que atrai tanto os consumidores, quanto a própria mídia.

Assim, a companhia Volkswagen fez estrear novo modelo por meio de apresentação realizada no Salão de Guangzhou, na China, que constitui um evento de exibição dos dois novos SUVs para aquele país. O primeiro deles é o intitulado Tharu, que consiste em um modelo cuja linha será comercializada no Brasil, a partir do ano de 2020, junto do título de Tarek, sendo que a produção se dá nas esteiras industriais da Argentina. Esta estreia, já efetuada na China, para a versão R-Line, vasada em um visual mais esportivo, e equipado de um motor 1.4 TSI com desempenho de 150 CV, também deverá munir a versão da argentina.

Vamos a mais detalhes:

Produzido sobre a plataforma chamada MQB, o novo Volkswagen Tarek foi elaborado nas seguintes dimensões: são 4,45 metros de comprimento; 1,84 metros de largura; são 1,63 metros na altura e mais 2,69 metros no entre eixos.

É importante frisar que essas medidas tornam esse novo veículo sutilmente maior que o seu principal rival no mercado, o Jeep Compass, que chega a medir 4,42 metros de comprimento e mais 2,64 metros no entre eixos. A meta da empresa é a de que este modelo alcance um bom posicionado entre o modelo T-Cross, que estreará nas concessionárias no mês de maio, e o modelo Tiguan, que está faixa de preços entre 100 mil e 130 mil.

Deste modo, com a chegada efetiva do veículo, é muito provável que a popular versão equipada com cinco lugares, a do Tiguan, hoje comercializada na faixa de 125 mil, tenha a sua comercialização suspensa.

Entretanto, na China, o SUV em questão, de porte médio, será comercializado munido de dois tipos de motores. O SUV inicial está aparelhado do motor 1.4 TSI com 150 CV de desempenho, e mais um conjunto de câmbio DSG, com dupla embreagem e sete marchas, para o Brasil. Alguns especialistas especulam que os consumidores brasileiros poderão esperar por uma equipagem de transmissão Tiptronic em seis marchas.

Entretanto, as versões mais incrementadas e, por conseguinte, mais caras, estarão aparelhadas de um motor de 2.0 TSI, com 186 CV de desempenho, também munida de um câmbio tipo DSG, porém, equipado com a tração integral em 4-Motion. Este é um modelo que, por ser de menor potência, não será causa de disputa interna com o novo modelo Tiguan, o qual ainda mantém uma capacidade para até sete ocupantes como qualitativo diferencial.

Portanto, a produção do novo Volkswagen Tarek, que ocorrerá na unidade industrial de fabricação na região de Pacheco, na Argentina, está pré-programada para iniciar no ano de 2020, sendo o fruto de um imenso investimento, no custo de US$ 650 milhões.

Este modelo pretende, e certamente vai ocupar o patamar de prestígio que hoje ocupa a perua famosa intitulada SpaceFox, que é uma carro família, grande, confortável e seguro, a qual deixará ser der comercializada. O Volkswagen Tarek se posicionará, certamente, entre o modelo T-Cross, programado para estrear oficialmente no mês de abril de 2019 e o modelo Tigual AllSpace, o qual já está à venda, oriundo do México.

A companhia automotiva Volkswagen consiste em uma grande empresa alemã, que é parte integrante do Grupo Volkswagen. É, atualmente, o maior fabricante de automóveis em todo o mundo e possui a sua sede principal estabelecida na cidade de Wolfsburg, na Baixa Saxônia.

Por Paulo Henrique dos Santos

Volkswagen Tarek

Volkswagen Tarek


O Renault Alaskan 2019 é um modelo bastante equipado, proporcionando aos seus usuários mais tecnologia; amplo conforto; mais segurança; mais economia e maior estabilidade.

Todo lançamento de um novo veículo, na atualidade, consiste em um grande evento entre os consumidores, sobretudo entre os mais abastados. Recentemente uma das maiores companhias automobilísticas europeias promoveu a pré-estreia de um novo carro.

Trata-se aqui da nova picape Renault Alaskan edição de 2019, a qual está prestes a chegar ao mercado automobilístico do Brasil. Esta caminhonete estará pronta para ocupar um bom patamar entre os líderes do comércio nesta categoria. Todo consumidor que esteja em busca de mais informações a respeito deste novo Renault Alaskan 2019, valerá a pena seguir este artigo até o fim.

Assim, esta nova geração que está sendo produzida pela Renault, na série Alaskan, corre sobre os trilhos da linha de montagem, porém o seu oficial lançamento se dará somente em 2019. Trata-se de um modelo bastante equipado, proporcionando aos seus usuários mais tecnologia; amplo conforto; mais segurança; mais economia e maior estabilidade.
Entre seus atributos mais externos, a caminhonete Alaskan edição 2019 estará repleta de linhas robustas, em acabamento num estilo bem marcante, apropriado para uma verdadeira picape moderna e imponente.

Em sua parte frontal este veículo está munido de uma nova grade, em design chamativo, com lanternas alongadas completando esteticamente esse estilo.

Entre as especificações da Renault Alaskan 2019, podem ser listadas as seguintes:
Possui Ar-condicionado digital em duas zonas e manual; equipado com bancos de couro com função de aquecimento e mais os ajustes elétricos para o do motorista e do passageiro; munido de ignição na ausência da chave; possui bancos com suporte lombar e os bancos dianteiros operam com aquecimento; o computador de bordo; dispositivo de Bluetooth; dispositivo GPS; a câmera de ré; o seu volante é multifuncional; equipado com os auxílios de subida e de descida; equipado com a chamada Visão de 360 graus por meio de câmeras.

A revelação da ficha técnica é que vai garantir aos consumidores e usuários informações essenciais e precisas, mantendo todos por dentro do conjunto das características referentes ao modelo de veículo prestes a ser comercializado. São detalhes que, em realidade, o consumidor precisa saber sobre as suas dimensões; suas capacidades; a motorização e o chassi.

Embora não estejam disponíveis informações mais completas, para que o consumidor tenha uma noção básica de como este modelo chegará até si, é só conferir as informações da ficha técnica presente em suas versões atuais já disponíveis:
Ele roda com Diesel e gasolina; possui 16 Válvulas e o Torque é de 450-2000 N • m / rpm; as rodas são de 255/60 em R18; possui a suspensão dianteira de tipo McPherson independente e a suspensão traseira de tipo Multi-link; possui um tanque de combustível com capacidade para 80 litros; possui capacidade de carga para até 1000kg; a sua transmissão é de tipo manual em seis marchas e com opção de automática em sete velocidades.

Renault Alaskan 2019 possui diversas versões e os preços variam, conforme segue:

A Nova Renault Alaskan 2019 Flex 4×2 Mecânica, com valor a partir de 115.000 mil;

A Nova Renault Alaskan 2019 Flex 4×4 Automática, com valor a partir de 135.000 mil;

A Nova Renault Alaskan 2019 Diesel 4×4 Mecânica, com valor a partir de 135.000 mil;

A Nova Renault Alaskan 2019 Diesel 4×4 Automática, com valor a partir de 150.000 mil;

A Nova Renault Alaskan 2019 Diesel 4×4 Automática TOP, com valor a partir de 170.000 mil.

Todos esses preços poderão sofrer alterações ao longo do tempo, até o lançamento oficial, embora não cheguem a ser mudanças que pesem muito no bolso. Vale a pena conferir.

Por Paulo Henrique dos Santos

Renault Alaskan 2019

Renault Alaskan 2019

Renault Alaskan 2019

Renault Alaskan 2019


Linha 2019 do Ford Focus está com uma nova proposta de preços.

A Ford está iniciando as vendas de sua linha 2019 do Focus e está realizando um realinhamento nos seus preços para reforçar a competitividade nos seus dois modelos, o Hatch e também o Fastback. Porém, a maior diferença pode ser encontrada no Fastback, que abaixou cerca de R$2.500 nos catálogos dos SE Plus, Titanium e Plus.

Reconhecido como uma referência em quesito de direção, o novo Ford Focus foi pioneiro no segmento oferecendo seus equipamentos de controle eletrônico para estabilidade, estacionamento totalmente automático com segunda geração e ainda um assistente de frenagem para autônomo. No total, a sua linha é formada com 12 catálogos, sendo com sete modelos Hatch possuindo motores de 1.6 Sigma e Flex com 135 cv e 2.0 Direct também Flex com 178 cv, e cinco modelos do Fastback, equipado com um motor 2.0, que possui transmissão sequencial com seis velocidades.

O Ford Focus Hatch ano 2019 tem como sua versão de entrada o modelo SE 1.6, que já possui de fábrica controle eletrônico em estabilidade e uma tração AdvanceTrac, assistente para partida em rampa, e a central multimídia sendo SYNC, além de rodas de liga leve com 17 polegadas, pelo valor de R$78.100 um acréscimo de somente R$1.100.

Já o Focus Hatch SE, possui um motor 2.0 Direct e Flex além de transmissão sequencial com seis velocidades, saindo pelo valor de R$85.800 com um acréscimo de R$900 somente. Essa versão também tem como opcional uma central de multimídia a SYNC 3, com uma tela de 8 polegadas, pelo valor de R$86.800.

O modelo SE Plus 1.6 acrescenta também seis airbags, e sua central de multimídia é a SYNC 3, além de câmera de ré, e bancos de couro com ar-condicionado automático e uma digital de dupla zona, por um valor de R$88.000 sem nenhum aumento de valor. Já o SE Plus 2.0, vem com um motor Direct Flex e sua transmissão sequencial, sai pelo valor de R$94.400 com um acréscimo de R$900.

O Focus versão Titanium 2.0 vem equipado também com um teto solar elétrico, e um sistema de navegação, possui uma chave com sensor de presença com acesso inteligente, partida de botão Ford Power e um som Sony Premium Sound possuindo 9 alto-falantes, pelo valor de R$104.900.

O topo de sua linha é o Titanium Plus 2.0 que acrescenta o sistema de estacionamento automático que é de segunda geração, um assistente de frenagem totalmente autônomo, ajuste elétrico para o banco do motorista e os seus faróis são de bi-xenon adaptativos e ajuste automático, pelo valor de R$110.600. Essas duas últimas citadas não tiveram nenhuma alteração de valor em relação à sua linha 2018.

O Focus Fastback vem seguindo a mesma oferta dos equipamentos do seu modelo hatch. Sendo o primeiro de seu catálogo, SE 2.0, custando o valor de R$85.200 e com a sua opção de central de multimídia SYNC 3 saindo por apenas R$86.300, em ambos os seus valores seguem sem nenhum reajuste.

Já os outros três catálogos que são os mais equipados do modelo Focus Fastback 2.0, com uma redução considerável de R$2.500 passaram a custar a média dos seguintes valores: o SE Plus, valor de R$91.000; o Titanium, valor de R$101.800; e o Titanium Plus, valor de R$107.500.

Agora é a hora de aproveitar a baixa nos seus valores e escolher o modelo que mais encaixa nas suas necessidades do dia a dia.

Escolha o seu carro mais esportivo ou familiar, com certeza terá um Ford Focus que atenderá todas as suas expectativas.

Pesquise todos os modelos, experimente e faça a sua melhor escolha. Pense bem antes de comprar, para não se arrepender depois e sair satisfeito com o melhor modelo que atende todas as suas necessidades.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Ford Focus 2019

Ford Focus 2019


Modelo custa na faixa de R$ 37.990 e traz mudanças no visual, contando, ainda, com mais conteúdo e conectividade.

Você já deve ter conhecido todas as novidades do modelo Volkswagen Up! 2018 em sua prévia realizada para a imprensa especializada. Agora, o subcompacto da montadora alemã chega com o detalhe mais importante que faltava, os seus preços. O modelo custará na faixa de R$ 37.990, trazendo algumas mudanças importantes na parte de seu visual, obtendo maior conteúdo e uma conectividade bem melhorada.

Além de que, o Volkswagen Up 2018 recebeu algumas alterações em sua composição nas novas versões, agora basicamente não terá a opção de duas portas mais, reunindo sua gama ao redor dos modelos take up, move up, high up e o cross up completando a série. A segunda opção pode trazer ainda um pacote Connect, acrescentando um visual totalmente bem mais interessante.

O novo modelo continua com motores 1.0 e 12V sendo MPI com até 82 cv apenas nos modelos Take e também o Move e o 1.0 TSI com no máximo 105 cv, exceto o Take. Seu câmbio automatizado pelo I-Motion é também oferecido com o modelo apenas no seu Move Up. Os outros modelos possuem apenas transmissão manual de até cinco velocidades somente.

Feito através da plataforma PQ12, o novo Volkswagen Up 2018 fica um pouco maior, agora medindo 3,68 m no seu comprimento e o entre eixos medindo 2,42 m. Essas mudanças visuais estão na frente e no painel, destacando o seu para-choque que possui desenhos mais modernos e um spoiler integrado. Seus faróis foram atualizados de maneira sutil e sua traseira recebeu um aplique preto nos seus faróis, ganhando aspecto totalmente inovador. O seu protetor traseiro foi totalmente modificado. E suas novas rodas de aros 14 e 15 polegadas estão inseridas nessa nova versão.

Na versão TSI, o seu para-choque dianteiro recebe uma parte do acabamento na cor preto brilhante, que já está presente também na sua tampa traseira. O seu teto preto é uma opção no pacote do Connect. E as colunas B recebem um acabamento na mesma tonalidade e com um logotipo TSI, indo na sua tampa. Outra novidade interessante são os faróis de neblina recebendo função curva. Umas faixas decorativas com friso vermelho na sua grade e rodas que são diamantadas no modelo exclusivo do Connect.

Por dentro do seu o painel ganhou algumas novas tonalidades, assim como uma parte central totalmente repaginada, adicionando seu novo sistema de áudio, Composition Phone, integrando ao smartphone. Contando também com um suporte de espelhamento no veículo, obtendo um computador de bordo o Maps & More e um aplicativo possuindo atualização gratuita. Além de possuir também um navegador GPS da marca Tom Tom com seus dados de tráfego integrando o novo modelo. Apps como o Waze e Spotify podem ser utilizados.

A instrumentação nova e muito mais completa, possuindo um display maior para o seu computador de bordo. Já o volante é do mesmo modelo que o do Golf e possui todas as suas funcionalidades. O modelo também dispõe agora de um sensor crepuscular e outro de chuva, bem como uma luz ambiente sob o acabamento da frente no modelo TSI. Incluindo bancos que podem ser couro native e outras opções de tonalidade. No pacote Connect inclui também um retrovisor preto e um interior escurecido dando um charme único no veículo. O seu preço é no valor de R$ 2.200 ou até R$ 3.600 com seu teto preto. E uma tonalidade laranja Habanero que foi adicionada à sua paleta de cores.

Com certeza uma ótima opção de compra para quem procura um carro luxuoso e potente. Além de ser espaçoso e bem econômico. Não deixe de fazer um test-drive e conferir pessoalmente esse excelente modelo da Volks.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Volkswagen Up 2018

Volkswagen Up 2018


Nova geração do BMW X5 traz detalhes e novidades que impressionam os apaixonados por carros.

Acabou o suspense em relação às informações do lançamento da Nova Geração do BMW X5. Muitos admiradores da marca estão ansiosos por mais detalhes sobre essa máquina incrível e quem tem tudo para ser sucesso no mercado automobilístico nesse ano de 2018. Esse modelo traz mudanças no seu design externo e promete seguir a mesma qualidade da versão anterior. Fora isso esse carro traz bom motor além de conforto para seus ocupantes. Veja abaixo as principais informações sobre a Nova Geração do BMW X5.

Carro com ótimo espaço no porta-malas

Umas das informações mais pesquisadas na hora de comprar o carro novo é o tamanho do porta-malas. Pois esse espaço é muito importante para todo usuário de carro. É comum que no dia a dia as pessoas que usam carro de modo geral, reservem espaço no porta-malas para transportar diversos tipos de bagagens e objetos. No caso desse carro em específico, ele tem um tamanho acima da média, com 645 litros, e se os bancos estiverem rebatidos esse tamanho vai para 1.860 litros. Por isso ele é indicado para quem tem uma família grande ou gosta de andar com amigos no carro.

Novos detalhes da parte externa da Nova Geração do BMW X5

A parte externa da nova BMW X5 é linda e não passa despercebida, o que não é novidade se tratando da marca. Uma das novidades desse carro é que ele tem faróis de laser que tem capacidade de iluminação de até 500 metros, o que é muito. Além disso, o desenho desse novo modelo é muito sofisticado e ao mesmo tempo robusto. É um carro grande por dentro e por fora, o que vai animar a maioria dos usuários da marca. Suas medidas são: 4,92 m de comprimento, 2,97 m entre eixos e 1,74 m de altura. O que resume a grandiosidade dessa máquina.

Modernidade na parte interna do carro

A parte interna da nova BMW X5 também tem seus encantos como já era esperado. O destaque principal fica com o painel virtual de 12,3 polegadas com a função Head UP Display acoplada, essa modernidade agrada a todos os consumidores do carro e serve para distrair os ocupantes em quanto fazem algum trajeto de carro. Além disso, a nova versão possui porta-copos que servem também para resfriar o carregador de celular. Podemos ver que modernidade não vai faltar na Nova Geração da BMW X5.

Motorização que impressiona

O motor da Nova Geração da BMW X5 vem para trazer excelência e agradar a muitos usuários que estão à espera do lançamento desse carro. Seu motor vai ter duas versões disponíveis e que foram feitas para agradar a todos os usuários. O primeiro motor é o xDrive40i que possui 6 cilindros e faz até 340 cv de potência. A outra opção é o motor XDrive50i que tem um V8 e 4.4 biturbo que consegue fazer até 452 cv de potência máxima. Esse modelo possui versão automática com 8 marchas. É muita potência em um carro só.

Nova Geração da BMW X5 tem muito espaço interno para seus ocupantes

Outra característica desse carro é que ele tem espaço para 7 ocupantes, e por isso ele é considerado um carro para a família grande. Todos os passageiros têm espaço de sobra para ficar bem posicionados e sem se sentir apertados, inclusive em relação a esticar as pernas. Esse é outro ponto positivo desse carro.

Lançamento da Nova Geração da BMW X5

Ainda não tem uma data certa para o lançamento dessa máquina. A única certeza que se tem é que esse carro vai ser lançado até o final do ano de 2018. Mas pode ser que isso aconteça antes também. Vamos torcer para que isso aconteça.

Essas são as informações sobre a Nova Geração da BMW X5!

Por Cristiane Amaral

BMW X5 2019

BMW X5 2019


O Honda Civic Si 2019 é um carro muito luxuoso e com ótimo acabamento interno.

O Honda Civic Si 2019 é um carro completo e cheio de funções modernas. Essa marca já é bem conhecida pelo fabuloso design externo que é muito luxuoso e chamativo. O público-alvo desse modelo de carro são pessoas que gostam de andar em um carro seguro, moderno e com muita beleza externa. Vale lembrar que para adquirir esse modelo é preciso ter uma grana reservada, pois um carro com tantas qualidades tem o seu preço. Veja abaixo as diversas funções e detalhes do Honda Civic Si 2019.

Honda Civic Si 2019 tem painel interior muito moderno

O destaque fica para o painel interior desse carro, pois ele possui um painel muito moderno e com multimídia de 7 polegadas, com várias funções modernas e que ajudam a vida do motorista e entre essas funções está o botão vermelho que dá a partida do motor apenas com um clique. Essa função do Honda Civic Si 2019 é bem bacana.

Carro com muito conforto na parte interna

Se ainda existe dúvida sobre o conforto desse carro, ela vai acabar nesse momento. Pois na parte interna do Honda Civic Si 2019 o usuário vai encontrar vários detalhes como:

– Bancos esportivos com costura vermelha em dois tons

– Ar-condicionado dual zone

– Teto solar

Entre outras coisas.

Detalhes externos que não passam despercebidos

Já sabemos que o Honda Civic Si 2019 é muito bonito e com detalhes luxuosos. E para deixar isso um pouco mais evidente, vamos falar de mais alguns detalhes da parte externa desse carro. Ele possui lanternas na traseira que possuem formatos novos que deixam essa parte do carro ainda mais moderna. Além disso, esse carro tem uma aparência bem esportiva e conta com para-choques que tem spoilers integrados e entrada de ar grande, aerofólio traseiro, faróis de Full Led e para-choque com central único e formato bem achatado, e esses detalhes que fazem o detalhe externo desse carro ser impecável.

Carros com bons itens de séries

O Honda Civic Si 2019 possui muito itens de séries que são fundamentais para tornar esse carro mais completo. Eles também trazem mais segurança, conforto e modernidade para os usuários e, por isso, os consumidores estão cada vez mais exigentes em relação aos itens de séries dos carros.

– 6 Airbags

– Piloto automático

– Lanternas traseiras frontais

– Visor de 5 polegadas

– Alarme de segurança

– Rodas aro 17 de liga leve

– Câmera de marcha ré e multivisão

– Porta-malas grande

– Multiconectividade USB

– Alarme de segurança

– Painel com computador de bordo e velocímetro digital

E muitos outros.

Valor do Honda Civic Si 2019

O Honda Civic Si 2019 possui 5 versões que são indicadas para gostos e bolsos diferentes. A versão de entrada é o 2.0 SportMT que custa R$87.900,00 e a versão Top de linha é o 1.5 Turbo Touring que custa R$124.900,00. Todas as versões possuem modernidade, conforto e segurança, porém o que diferencia esses valores são alguns detalhes, e isso vai ficar a critério do consumidor.

Carro com 5 opções de cores

O Honda Civic Si 2019 possui 5 opções de cores incríveis que vão agradar a seus usuários. As cores disponíveis para esse modelo de carro são:

– Cinza Barium em tom perolado

– Branco Estelar

– Preto Cristal

– Branco Tafefá em tom sólido

– Prata Plantium na versão metálica

Informações sobre o motor de entrada

O Honda Civic Si tem motor de 1.5 turbo e com injeção direta que está disponível na versão de entrada. Ele faz 173 cavalos de potência máxima, que é uma potência muito boa.

Consumo médio da versão de entrada

O consumo médio do Honda Civic Si 2019 é bom.

Na estrada ele faz 14,6 km/l e na cidade ele faz 12,6 km/l abastecido com gasolina.

Por Cristiane dos Santos do Amaral

Honda Civic Si 2019

Honda Civic Si 2019


Para vender um carro usado e realizar um bom negócio é preciso mantê-lo em bom estado. Confira algumas dicas.

Nos dias de hoje, quem tem um carro sabe a dificuldade que é mantê-lo funcionando e em boas condições de estado.

Sabe-se que automóvel estragado, para muitos brasileiros, é sinônimo de gastos adicionais exacerbantes, isto é, contando tanto com a mão de obra do mecânico, mas especialmente com as peças. No entanto, apesar da importância que tem a parte interna está bem cuidada, não se pode esquecer ainda da parte externa do automóvel, essa sim oferece ainda mais gastos para quem quer recuperar e enche os olhos de quem pretende comprar, uma vez que, basicamente, é característica que conquista o comprador à primeira vista.

A primeira dica é direcionada para quem tem o interesse de revender o carro usado. Em situações como essa, é bastante comum que o comprador que tem interesse em adquirir o veículo queira comprá-lo a um preço abaixo do que aquilo que realmente vale. Ao mesmo tempo, o dono do veículo tem por natureza o modo de superestimar o veículo e, dessa forma, cobra um preço bem acima daquilo que realmente é válido.

Desse modo, pense duas vezes antes de levar o carro para uma concessionária. Isso porque, apesar de parecer mais fácil de concluir a venda, grande parte das concessionárias deixam o proprietário do veículo no prejuízo, uma vez que, essas empresas só aceitam efetuar a compra por um preço inferior aquele proposto pela tabela. Geralmente, as afirmações são sempre as mesmas, isto é, em suas justificativas, alegam que precisam realizar manutenções e reformar algumas partes, pois só assim o veículo pode tornar-se interessante frente aos olhos de um terceiro comprador.

No entanto, quando se trata de revendedoras, a situação muda por completo, pois é possível deixar veículo no modo consignado. Desse modo, ele é exposto na loja ao preço que o vendedor julgar ser justo e quando o comprador aparecer, eles cobram apenas uma porcentagem do valor total que o veículo foi vendido.

Outra opção que nos últimos anos, com a grande disposição de recursos tecnológicos, tem ganhado força no mercado automotivo é investir em publicidade. É isso mesmo, há inúmeros sites de classificados, com o intuito de justamente facilitar, pelo menos, à primeira vista, a relação do vendedor com o comprador. É certo que eles devem marcar alguns encontros para chegar a um negócio.

Entretanto, nenhuma outra estratégia costuma ser tão eficaz quanto às feiras de automóveis. Esses lugares são ideais tanto para quem precisa vender quanto para aqueles que estão à procura de um automóvel.

Manter as peças originais do veículoé outra dica muito importante e que deve ser levada a sério. Ás vezes é necessário fazer adaptações no automóvel com peças diferentes. No entanto, isso não é aconselhável, uma vez que, o comprador pode ter uma impressão ruim sobre o veículo, isto é, pode parecer externamente que é de má qualidade. Além disso, pode parecer falta de zelo por parte do dono. Sendo assim, quando houver a necessidade de trocar as peças, é bom que seja comprada as originais. Pois, dessa forma, caso o veículo tenha que ser repassado para frente, o vendedor consiga fazer um bom negócio.

Manter o carro limpoparece uma dica óbvia. Entretanto, quando for apresentar o veículo para um possível comprador é bom certificar-se que o carro esteja livre de qualquer sujeira. A mesma dica pode valer quando for fotografar partes do veículo para fazer um post de divulgação na internet. Vale ressaltar que é necessário que estejam limpos tanto a parte interna quanto a parte externa do automóvel. Dessa forma, é bom zelar pelos estofados do carro, pois manchas podem passar uma sensação de desconforto para quem possui interesse na compra. O mesmo acontece com cheiro do carro, que é um agravante ainda maior.

Por Ana Paula Oliveira Coimbra

Carro usado


O carro conta com motor moderno e design externo deslumbrante.

O Audi A3 2018 é um carro maravilhoso e muito moderno, e com muitas funcionalidades que são de impressionar qualquer pessoa. Um dos seus pontos fortes é o seu motor e sua potência, porém, os elogios não param por aí, ele possui beleza externa, modernidade interna e espaço de sobra. Quem já conhece a marca, espera muitas coisas positivas, então vamos falar sobre as principais informações desse carro logo abaixo:

Carro com detalhes internos impressionantes

Vamos de alguns detalhes externos que são incríveis no Audi A3 2018. Aliás, esses detalhes são bem impactantes na hora de decidir a compra de um carro, e por isso esse modelo tem pontos positivos. Ele possui: Bancos em couro sintético que possuem ajustes elétricos no assento do motorista, modernidade dos comandos do MMI, difusores de ar que favorecem os passageiros na parte traseira e muito mais.

Audi A3 2018 possui ótimo motor

O Audi A3 2018 possui motor 1.4 TFSI Flex e possui 150 cv até 5.000 rpm e faz 25,5 kgfm. Ele consegue fazer a velocidade máxima de 204 km/h, então podemos concluir que ele é um carro para quem gosta de aventura e velocidade, além de ter conforto e segurança. Ele possui transmissão automática e tem 6 marchas Tiptronic, e esses detalhes o diferencia dos carros mexicanos e outros modelos nacionais.

Itens de séries Top de linha

Agora vamos falar dos itens de série do Audi A3 2018, que conseguem deixar esse carro ainda mais perfeito, aumento ainda mais o entusiasmo dos seus futuros consumidores. Veja abaixo os itens de série:

– Ar-condicionado

– Alarme

– Freio de estacionamento elétrico

– Conjunto elétrico

– Controle de tração e estabilidade

– Sensor de estacionamento traseiro

– Sistema Start-Stop

– Isofix

– Rodas de liga leve

– Volante multifuncional com alertas para troca de marchas em sequência

– Direção elétrica

– Vidros e travas elétricas

– E muito mais.

Valor da versão de entrada do Audi A3 2018

A versão de entrada desse carro tem valor de R$115.190,00, para quem ainda está em dúvida se compensa comprar esse carro, vale ressaltar que ele é um carro completo, mesmo em sua versão mais simples. Possui modernidade e potência na medida certa. Quem já conhece as linhas passadas, sabe do que estou falando. As versões do Audi são excelentes e um ótimo custo benefício.

Carro confortável

O Audi A3 2018 é muito confortável com bancos de couro projetados para uma melhor postura. Além disso, ele tem capacidade para 5 passageiros se acomodarem perfeitamente, permitindo uma viagem mais prazerosa e com segurança.

Porta-malas espaçoso

Outro ponto positivo do Audi A3 2018 é o espaço que ele tem em seu porta-malas. Esse detalhe costuma ser muito importante para quem está em busca de um carro novo. O porta-malas desse carro cabe até 425 litros de bagagens, ou seja, serve para carregar caixas, malas e outras coisas que o usuário precisar transportar, por isso ele é indicado para quem família grande e com crianças.

Ótimo consumo médio

Esse carro possui um ótimo consumo médio, inclusive ele ganhou nota máxima pelo Inmetro. Ele é considerado um carro muito econômico, e isso é muito animador, pois os usuários não querem gastar muito com o abastecimento desse carro. Abaixo veja o consumo médio desse carro:

Abastecido com gasolina

Na estrada ele faz 14,2 km/l e na cidade ele faz 11,7 km/l

Abastecido com etanol

Na estrada ele faz 9,9 km/l e na cidade ele faz 7,8 km/l

Podemos considerar que é um ótimo consumo.

Essas são as informações mais importantes para quem quer ter uma ideia das qualidades desse carro!

Por Cristiane Amaral

Audi A3 2018


Linha 2018 traz 3 versões e muitos itens de série.

O Polo 2018 vem nas seguintes versões: Polo 2018 (1.0 MPI), 1.6 MSI, Comfortline TSI e Highline TSI. Sendo que a versão 1.0 MPI sairá pelo valor de R$ 49.990, a versão 1.6 MSI pelo valor de R$ 54.990, a Comfortline TSI por R$ 65.190 e a versão Highline TSI por R$ 69.190.

Os modelos 2018 vêm nas seguintes cores: preto ninja, cinza platinum, prata sirius, azul night, branco cristal, vermelho tornado e amarelo kurkuma

Segue abaixo a lista de equipamentos de cada versão:

Polo 1.0 MPI 2018:

Motor 1.0 MPI

Transmissão manual de 5 marchas

Parte interna clara

Painel Cinza Paladium

Ajuste de altura no banco do motorista

Direção elétrica

Ar-condicionado

4 portas com vidros elétricos

Travas elétricas

Padronagem exclusiva nos bancos

Rodas de aço c/ calotas aro 15”

Pneus 185/ 65 R15

Controle de tração M- ABS

Luz de frenagem de emergência

Freios ABS c/ EDB

Sist. de controle do freio motor (MSR)

Sist. de rádio Media Plus (USB, Bluetooth, SD).

Pacotes de Itens Opcionais:

1º: Safety

Display multifuncional no painel

Controle de estabilidade

Controle de tração

Bloqueio eletrônico do diferencial

Quem tiver interesse em adquirir esse pacote de itens opcionais, poderá compra-lo por R$ 1.050.

2º opção: Connect Pack

Vem com os Itens do pacote Safety,

Sist. de áudio Composition Touch com App-Connect

Display multifuncional específico

Volante multifuncional

Rodas de liga leve com aro 15”

Esse pacote poderá ser adquirido por R$ 2.600.

Polo 1.6 MSI:

Possui os itens opcionais do Polo 1.0 MPI

Motor 1.6 16V MSI

Transmissão manual de 5 marchas

Polo Comfortline 1.0 TSI Tiptronic:

Essa versão possui alguns dos itens citados acima

Motor 1.0 TSI

Transmissão automática de 6 marchas

Altura da coluna de direção ajustável

Profundidade da coluna de direção ajustável

Retrovisores elétricos

Padronagem exclusiva nos bancos

Parte interna em preto Titan

Painel Cinza Paladium

Rodas de liga leve com aro 15”

Freios a disco nas 4 rodas

Airbag duplo

Airbags nas laterais

Controle de estabilidade

Assist. de partida (em rampa)

Assist. de frenagem de emergência

Bloqueio do diferencial (eletrônico)

Bloqueio do diferencial (eletrônico) c/ atuação do ESC

Limpeza dos discos de freio

Controle de momento de giro das rodas

Pacotes de Itens Opcionais:

1º: Tech I:

keyless go

Sensor dianteiro de estacionamento

Controle de cruzeiro

Luz temporizada

Retrovisor eletrocrômico,

Rodas de liga leve com aro 16”

Pneus 195/ 55 R16

Sensor de chuva

Sensor crepuscular

Volante multifuncional c/ paddle shifts

O pacote citado acima sai por R$ 2.200.

2º: Tech II:

Possui os Itens do Pacote Tech I

Monitoramento de pressão dos pneus

Frenagem pós- colisão

Refrigeração no porta-luvas

Assoalho do porta-malas c/ variação de altura

Rede no bagageiro

Câmera de ré

Ar-condicionado (automático)

Sensor de fadiga

Esse 2º pacote sai por R$ 3.500.

Polo Highline 1.0 TSI Tiptronic:

Detalhes preto brilhante

Painel Cinza Tungstênio

Padronagem exclusiva nos bancos

Rodas de liga leve com aro 16”

Pneus 195/ 55 R16.

Pacotes de Itens Opcionais:

1º: Native:

Bancos

Portas e laterais c/ couro sintético

Os itens citados acima saem pelo valor de R$ 800.

2º: Tech high:

Sensores dianteiro e traseiro de estacionamento

Monitoramento de pressão dos pneus

Assoalho do porta-malas com variação de altura

Antena

Câmera de ré

Sensor de fadiga

Discover Media c/ navegador GPS (SD, USB, Android Auto, Bluetooth, Car Play, MirrorLink)

Retrovisor eletrocrômico

Farol c/ facho automático e com temporizador

Frenagem pós-colisão

Sensor de chuva

Sensor crepuscular

Rede no bagageiro

O 2º pacote sai por R$ 2.800.

3º: Technology pack:

Active Info Display

Rodas de liga leve com aro 17”

pneus 205/ 50 R17

Sensor dianteiro e traseiro de estacionamento

Monitoramento de pressão dos pneus

Assoalho do porta-malas com variação de altura

Antena

Câmera de ré

Sensor de fadiga

Discover Media c/ navegador GPS (SD, USB, Bluetooth, Car Play, Android Auto, MirrorLink)

Retrovisor eletrocrômico

Farol c/ facho automático e com temporizador

Frenagem pós- colisão

Sensor de chuva

Sensor crepuscular

Rede no bagageiro

O 3º pacote sai no valor de R$ 4.500.

Em relação ao consumo do veículo, a versão c/ motor 1.0 MPI faz 8,8 km/ l usando o etanol e 12,9 km/ l usando gasolina, na cidade.

Já em estrada ele faz 10,0 km/ l usando etanol e 14,3 km/ l usando gasolina.

O modelo com motor 1.6 MSI 16 V faz 8,2 km/ l usando etanol e 12,0 km/ l usando gasolina, na cidade.

Em estrada ele entrega 9,5 km/ l usando etanol e /13,9 km/ l usando gasolina.

Os modelos com motor 1.0 TSI fazem 8,0 km/ l usando etanol e 11,6 km/ l usando gasolina, na cidade.

Em estrada fazem 9,8 km/ l usando etanol e 14,1 km/ l usando gasolina.

Segue abaixo a Ficha Técnica do Polo 2018:

Motor

Motor: 1.0 TSI/ 1.6 MSI

Tipo: Dianteiro transversal, Turbo Etanol e Gasolina

Número de cilindros: Motor 1.0 TSI – 3 em linha/ Motor 1.6 MSI 4 em linha

Cilindrada em cm3: Motor 1.0 TSI 999/ Motor 1.6 MSI 1598

Válvulas: Motor 1.0 TSI 12/ Motor 1.6 MSI 16

Taxa de compressão: Motor 1.0 TSI 11,2:1 / Motor 1.6 MSI 11,5:1 / Motor 1.0 TSI 10,5:1

Injeção eletrônica de combustível: Multiponto

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484): Motor 1.0 TSI – Potência de 75 Cv a 6350 rpm com uso de gasolina e 84 Cv a 6350 rpm com o uso de etanol.

Motor 1.6 MSI – Potência de 110 Cv a 5750 com o uso de gasolina e 117 Cv a 5750 rpm com o uso de etanol.

Motor 1.0 TSI – Potência de 116 Cv a 5500 rpm com o uso de gasolina e 128 Cv a 5500 rpm com o uso de etanol.

Potência Máximo Líquido (ABNT NBR 5484): Motor 1.0 TSI – 9,7 kgfm a 3.000 rpm com o uso de gasolina e 10,4 kgfm a 3.000 rpm com o uso de etanol.

Motor 1.6 MSI – 15,8 kgfm a 4.000 rpm com o uso de gasolina e 16,5 kgfm a 4.000 rpm com o uso do etanol.

Motor 1.0 TSI – 20,4 kgfm a 2.000 rpm com o uso de gasolina e 20,4 kgfm a 2.000 rpm com o uso do etanol.

Tipo de transmissão: Motor 1.0 TSI e Motor 1.6 MSI – Manual 5 marchas/ Motor 1.0 TSI – Manual 6 marchas.

Tipo de freios: Motor 1.0 TSI e Motor 1.6 MSI – Disco ventilado / Tambor/ Motor 1.0 TSI – Disco ventilado / Disco.

Tipo de direção: Elétrica

Suspensão dianteira: McPherson (independente com barra estabilizadora)

Suspensão traseira: Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas: Motor 1.0 TSI – Aço / Liga Leve com aro 15”

Motor 1.6 MSI – Liga Leve com aro 15”

Motor 1.0 TSI – Liga Leve com aro 16”

Pneus: Motor 1.0 TSI e Motor 1.6 MSI – 185/65 R15

Motor 1.0 TSI – 195/55 R16

Capacidades

Tanque: 52 Litros

Porta Malas: 300 Litros

Dimensões

Comprimento: 4.057mm

Largura: 1.751 mm

Altura: 1.468 mm

Distância entre eixos: 2.565 mm

Por Lorena Ruiz

Volkswagen Polo 2018


Modelo é um sedan considerado moderno e que é um dos mais procurados nos dias atuais pelos consumidores, por oferecer um bom espaço para o motorista e os demais ocupantes.

Uma das maiores paixões das pessoas ao redor do mundo são os automóveis. Esse tipo de veículo que começou a ter suas primeiras criações no ano de 1769 passou por muitas mudanças e avanços ao longo desses séculos. Nos dias atuais, os carros são produtos que apresentam diferentes funções para agradar ao maior número de pessoa. Devido a isso, as empresas que possuem linha de produção de montagem de veículos precisam sempre investir muito dinheiro e, sobretudo, contar com uma boa mão de obra para desenvolver seus produtos e continuar com bons números em suas vendas. Pensando dessa forma, as montadoras fazem de tempo em tempos lançamentos dos seus novos produtos. E um dos lançamentos que promete agitar o mercado automobilístico é o Fiat Cronos.

Conheça agora um pouco mais sobre este carro e quem sabe ele não pode se incluído na sua lista de desejos para 2018.

Considerada uma das principais montadoras do mundo, a Fabbrica Italiana AutomobiliTorino, conhecida internacionalmente como Fiat foi criada em julho de 1899 na cidade de Turim, na Itália. Em mais de um século desde a sua fundação, a Fiat está presente através de concessionárias e lojas nos mais diversos países de todos os continentes. Os seus carros sempre estão na lista dos mais vendidos do ano e dos mais aclamados pela crítica especializada neste tipo de segmento. A empresa produz os mais variados modelos de carros para agradar a um público cada vez maior e também mais exigente. Os consumidores de carros, hoje em dia procuram por modelos que apresentem diferentes funções, que tenham um design bonito, que atenda todas as normas de segurança e que seja um bem durável enquanto ele esteja em posse de seus compradores e que ao trocarem de modelo ele ainda tenha uma certeza valorização no mercado. A Fiat nos últimos anos vem conseguindo atingir esses objetivos e apresentar aos seus clientes grandes modelos, como é o caso do seu mais recente lançamento, o Fiat Cronos.

O Fiat Cronos é um sedan. Modelo considerado moderno e que é um dos mais procurados nos dias atuais pelos consumidores, por oferecer um bom espaço para o motorista e os demais acompanhantes. Primeiramente, é necessário falar sobre a potência do Fiat Cronos. Ele conta com 109 cavalos para a versão 1.3 e 139 cavalos para a sua versão 1.9, bons números muito para um sedan. Que é um carro geralmente usado mais em locais urbanos. Ele vai poder ser encontrado em câmbio automatizado ou manual. Neste quesito, o cliente pode escolher qual o mais lhe interessa. A versão automática vai contar com 06 marchas e a manual com 05 marchas. O design do Fiat Cronos é bem moderno. Visto que no interior do veículo, uma parte do painel é couro. O que dá um ar mais luxuoso ao carro. O painel vem equipado com um computador de bordo, que mostra todas as funções que o veículo possui de maneira clara para que o motorista não tenha dificuldade de compreender.

A parte frontal do veículo possui um estilo mais esportivo, graças as suas linhas mais arredondadas. O modelo vai ser produzido na Argentina e deve começar a ser vendido no mês de fevereiro de 2018. Os seus faróis são todos com luzes de LED poderosas para ajudar os motoristas em seus passeios seja qual for a hora do dia.

O Fiat Cronos conta com muitas funções e ele vai ser lançado para competir de igual para igual com outros sedans que estão hoje à venda no mercado. Estima-se que o seu preço fique entre R$ 55.000,00 e R$ 70.000,00. Isso vai depender de tudo o que o cliente desejar incluir no modelo. Se você quer mais informações a respeito do Fiat Cronos, acesse o seguinte endereço eletrônico: www.fiat.com.br/index.html.

Por Isabela Castro

Fiat Cronos

Fiat Cronos


Da geração dos potentes, o novo modelo do Cayenne é o mais leve e também o mais rápido de todos.

O rei não está morto: o Cayenne conhecido como rei entre os modelos SUVs está de volta com seu novo modelo e é uma máquina muito completa para os motoristas! Essa versão é a neta da que fez a Porsche consolidar sua fortuna, quando apareceu em showrooms no ano de 2002.

Da geração dos potentes, o novo modelo é o mais leve e também o mais rápido de todos. Esse resultado expressa a dedicação da equipe da engenharia em desenvolver o veículo! O novo modelo também é mais baixo e mais alongado que o anterior, características que serão notadas assim que você bater o olho na estética do SUV.

A carroceria é evidentemente mais larga. Contando com ajuste muscular, ela possui também uma barra de luz em LED (com largura absoluta) entre as luzes da parte de trás. Na traseira também são encontradas as letras do Porsche em 3D.

Acerca do motor, as 3 versões são a gasolina, uma com V6 turbo com 3 litros e 335 cavalos. Enquanto isso, segue-se um V6 duplo com turbo de 2,9 litros e 434 cavalos. Por último, temos um V8 chamado twin-turbo. Esse conta com 4 litros com 542 cavalos de potência, sendo também conhecido como turbo. Todas as opções vem com 8 velocidades Tiptronic ao invés de uma dupla embreagem PDK. Todos eles contêm essa nova tecnologia, desde a versão padrão.

Acerca da linha 2018 e seu design, nas versões Cayenne e Cayenne S E-Hybrid, há o acréscimo de alguns detalhes como os elementos externos serem em preto brilhante e o logotipo da Porsche estar presente nos encostos dos bancos. Além disso, as versões contam com sistema de som assinado pela Bose e também vidros de trás escurecidos.

Enquanto as versões menos potentes marcam de 0 a 100km/h em 4,5 segundos, enquanto as mais potentes marcam incríveis 4,1 segundos, além de velocidade máxima de 284 km/h.

De comprimento, o modelo conta com 4,85 metros, enquanto a largura marcar 1,93 metros de largura, de altura contamos com 1,70 metro, enquanto a distância entre os eixos é de 2,89 metros. As baterias da versão híbrida podem ser recarregadas em uma tomada comum, dessas domésticas. A carga deve ser feita entre 5 e 10 horas. Ainda sobre a estética, podemos apontar como diferença uns detalhes em verde, tanto no interior quanto na carroceria.

Sistema eletrônica que faz controle de estabilidade, freios do tipo ABS, alarme contra roubos, imobilizador de motor, piloto automático, ar-condicionado de tipo automático que conta com regulagem de temperatura e também regulagem da quantidade de ar diferenciadas para passageiros e motorista, além de bancos que permitem 8 posições diferentes de regulagem, sistema centralizado de comunicação e informações e teto solar: tudo isso é componente do Porsche Cayenne.

Seguindo o sucesso do primeiro da linha Cayenne lançado no Brasil em 2003, foi lançado no fim do ano passado a primeira versão híbrida em território nacional.

Os esportivos têm variedade de preço, mas a base anunciada pela própria empresa dos modelos já presentes no mercado em 2017, varia entre 687 mil e 763 mil reais. Acerca dos modelos 2018, já é possível encontrar estimativas de preço que naturalmente variam de versão para versão, mas que iniciam em 389 mil e vão até 960 mil, na versão mais completa.

Com preços de carros de luxo, os SUV Porsche Cayenne têm excelentes avaliações de custo benefício, o que demonstra que o modelo entrega tudo que promete e mais um pouco.

Por David Ferreira

Porsche Cayenne

Porsche Cayenne


Carro está disponível nas versões 1.0 drive, 1.3 attrative, 1.8 essence e 1.8 sporting.

Um novo carro tem conquistado cada vez mais público pelo seu design, segurança, espaço, conforto e diversidade que apresenta. O Fiat Argo.

Desde quando foi apresentado sem ainda muitas especificações, o Fiat Argo já caiu nas graças de quem é apaixonado por carros.

Segundo a Fiat, o Argo é o hatch mais completo da categoria.

Disponível nas versões: 1.0 drive, 1.3 attrative, 1.8 essence e 1.8 sporting, o preço do novo Fiat Argo 2018 pode variar entre 61 e 70 mil reais.

Algumas características do carro são opcionais de acordo com o modelo escolhido pelo cliente, como: airbags laterais, câmera traseira para manobras, sensores de estacionamento traseiro, ar condicionado automático, chave presencial, banco revestidos em couro, limpador para brisa automático, faróis com acendimento automático, retrovisores rebatíveis automaticamente.

Ficha Técnica

· Ano: 2018

· Configuração: Hatch

· Preços: de R$ 61 mil a R$ 70 mil

· Garantia: 3 anos

· Revisões: 3.504km até 60.000 km

· Portas: 4

· Porte: Compacto

· Motor

· Disposição: Transversal

· Instalação: Dianteiro

· Cilindros: 4 em linha

· Válvulas por cilindro: 4

· Potência: 139 cv a 5750 rpm

· Potencia Específica: 79,56 cv/litro

· Cilindrada: 1747 cm

· Tração: dianteira

· Câmbio Manual de 5 marchas

· Embreagem monodisco a seco

· Dimensões

· Comprimento: 3998 mm

· Entre Eixos: 2521 mm

· Porta malas: 300 litros

· Peso: 1229 kg

· Largura: 1724 mm

· Altura: 1505 mm

· Tanque de combustível: 48 litros

· Velocidade máxima: 192km/h

· Consumo: 8km/h em área urbana e 9,6 km/h na rodovia

· O carro conta com equipamentos de segurança como:

· Freios ABS

· Encosto de cabeça para todos os ocupantes

· Controle de tração

· Faróis de neblina

· Desembaçador de vidro traseiro

· Monitoramento da pressão dos pneus

· Sensores de estacionamento traseiro

· Airbags frontais

· Alarme antifurto

· Cinto de três pontos para todos os ocupantes

· Controle de estabilidade

· Faróis com refletores duplos

· Limpador e lavador do vidro traseiro

· Travamento central das portas

· Assistente de partida em rampa

O carro possui também funções de infotenimento, como rádio, conexão USB, conta giros, indicador de temperatura externa, termômetro da agua do motor, bluetooth e volante multifuncional.

O carro também oferece conforto e segurança com rodas de liga leve, luz no porta malas e porta luvas, sistema start-stop, banco traseiro rebatível, ajuste da altura do volante, controle elétrico dos vidros, direção assistida, abertura interna do tanque de combustível, limpador de para brisas automático.

O Fiat Argo 2018 é um carro família. Oferece conforto e segurança para todos os ocupantes, e além dos cinco lugares, é possível “montar” mais dois lugares no automóvel.

Disponível em várias cores como branco, vermelho, preto e cinza, o Fiat Argo surpreende no tamanho interno, que deixa confortável todos os ocupantes do automóvel.

A Fiat

Fundada em 1899, a empresa fabricou automóveis comuns, veículos militares e tratores. Até que em 2013, a empresa Fiat foi considerada a segunda maior fabricante de carros europeus, em termo de quantidade de carros produzidos.

Em 2014, a empresa comprou o grupo Chrysler e desde então é responsável pelas seguintes marcas: Abarth, Alfa Romeo, Ferrari, Fiat, Lancia, Maserati, Iveco Chrysler, Dodge, Jeep, Ram.

Além dessas marcas, faz parte do grupo fiat: Case Construction, Case Agriculture, New Holland Construction, New Holland Agriculture para tratores, máquinas de construção e colheitadeiras; Iveco e Irisbus para caminhões e ônibus; Magneti Marelli, Teksid, FPT Powertrain e COMAU para componentes e serviços automotivos.

A Fiat possui 178 fábricas, 114 centros de Pesquisa e Desenvolvimento, 180 mil empregados, 2,3 milhões de automóveis e veículos comerciais vendidos.

Além de grande empesa, a Fiat é dona de carros que caíram no gosto da população. O Fiat Argo 2018 é uma nova aposta da empresa.

Por Fabiane de Barros Coelho

Fiat Argo 2018


Sem muitas novidades e novas características, o modelo 2018 Sandero da Renault passou a ser comercializado no Brasil.

Porte volumoso, grandes eixos – para um carro popular – opção para Easy'R e câmbio automatizado de 4 marchas, eis uma descrição breve do modelo atual (2018) do Renault Sandero. A atualização do automóvel trouxe motores de SCe com 1.0 e 1.6 litro, sendo, respectivamente de três e quatro cilindros. Além disso, uma versão esportiva R.S. equipada com o motor F4R 2.0 16V, já conhecido pelos modelos anteriores. Mesmo não tendo turbo, o RenaultSport (versão esportiva) dá ao motorista uma bela performance com baixo custo, o que é primordial para os dias de hoje, muita gente quer economizar no que pode, não é mesmo? Detalhe: o motor desta máquina, ainda por cima, é Flex.

Um breve histórico desse incrível modelo

Por incrível que pareça, o modelo Sandero é natural do Brasil, ele começou a ser fabricado e comercializado no ano de 2007, e logo caiu no gosto de lugares muito afastados daqui. Países como Romênia, África do Sul, Irã, Marrocos e Rússia passaram a fabricar este mesmo modelo, no mesmo ano de lançamento. Não se sabe se foi pelo design, pelo valor ou pelo ótimo custo-benefício, o fato é que depois desta "explosão" internacional, outros lugares como Argélia e outra fábrica do Marrocos começaram a produzir a segunda geração do carro Sandero. Ou seja, esse modelo brasileiro da Renault é um sucesso tremendo!

O hoje e o amanhã do Sandero

Por enquanto, o estilo europeu ainda não é visto nos modelos fabricados, mas especulações mostram que esse visual irá mudar em breve. Atualmente o modelo da Sandero tem exatos 4,06 metros de comprimento, 1,53 metros de altura e 1,73 metros de largura. Os eixos do automóvel são separados por 2,59 metros e seu porta-malas é muito espaçoso contando com 320 litros. É um belo carro para viajar com toda a família.

Além de muito espaço, a novidade da Renault conta também com uma beleza sem igual, friso cromado, molduras diferenciadas no para-choque, retrovisores grandes, grade em formato de U, além dos belos amortecedores no capô do automóvel e outros detalhes visuais.

Se por fora o carro não deixa a desejar, por dentro não é diferente. Contudo, a versão 2018 da Sandero apresenta uma forma sutil no interior. Simples, mesmo na versão R.S., o veículo traz nas partes laterais, difusores de ar, em formato circular. Além disso, o volante vem com controle de mídia, ou seja, você pode controlar as funções do reprodutor sem tirar as mãos do volante. O ar condicionado pode ser simples ou automático.

Acerca do rádio, as versões contam com 2DIN ou ainda uma tela com nada mais nada menos 7 polegadas, MediaNav, equipado com GPS com dados atualizados acerca das ruas e tráfego da cidade, assinado pela Tom Tom.

Outra funcionalidade é o score que torna a condução eficiente, juntamente com as informações coletadas acerca da viagem. Ainda na parte de dentro, podemos observar muitas peças em plástico, enquanto os bancos podem ser considerados um tanto quanto esportivos, a depender da versão do veículo. Acerca do baixo custo, devemos destacar que até na versão R.S. ou em versões chamadas intermediárias, podemos obtê-lo quando o banco de trás demonstra-se inteiriço.

Os engates do Sandero não são muito suaves, enquanto o câmbio tem alavanca alta. Podemos ainda, contar da direção eletro-hidráulica do Hatch, que é um pouco resistente quando o assunto é manobras. Outra redução no custo pode ser encontrada pela observação do fato de que o carro não possui regulagem acerca da coluna de direção (profundidade).

Renault Sandero 2018


Volvo passará a usar somente motores elétricos em seus carros a partir de 2019.

Parece que o fim dos carros com motores a combustão já tem data programada. A Volvo, uma das maiores montadoras de carros do mundo, de origem sueca, declarou no início deste mês de julho que a fabricação de carros a combustão deverá ser abandonada a partir de 2019.

O anúncio feito na última quarta-feira, dia 5 de julho, pelo atual presidente da empresa, Hakan Samuelson mostra claramente a preocupação da empresa com uma tendência mundial cada vez mais crescente: deverá investir pesado na fabricação de modelos de automóveis com motores elétricos.

A intenção inicial da fabricante com o anúncio feito é que todos os seus modelos passarão a contar com motores elétricos num prazo de dois anos.

De acordo com o dirigente mundial da marca, a preocupação da empresa com a preservação do meio ambiente partiu de uma demanda atual das pessoas em buscar alternativas mais limpas e econômicas dentro das grandes cidades e a busca por carros do tipo elétrico tem aumentado muito nos últimos tempos. Seguindo esta linha, o objetivo da empresa é a construção de um modelo novo de fabricação que emita cada vez menos dióxido de carbono para atmosfera.

Para se chegar a um modelo totalmente elétrico a partir de 2019, inicialmente, a marca deverá investir num tipo de motor do tipo misto, que seja capaz de utilizar uma arquitetura de propulsão única e ligada a um padrão de combustão primário. Este tipo de funcionamento já vem sendo empregado nos automóveis do tipo híbrido fabricados na atualidade.

O compromisso da fábrica de automóveis com os milhares de consumidores mundiais é trabalhar para que as populações urbanas possam desfrutar de cidades cada vez mais limpas em termos de qualidade do ar, sem abrir mão das facilidades que os avanços tecnológicos proporcionados pela indústria automobilística possam trazer a seus habitantes.

Entre 2019 e 2012, deverão ser lançados novos modelos que passaram a ser totalmente elétricos e assim a empresa possa ser a primeira marca mundial de peso a investir em carros que possam incorporar o conceito de um motor ecologicamente correto e que respeite a natureza.

Por Emmanoel Gomes

Carro elétrico da Volvo


Informações completas sobre o modelo HR-V, da Honda.

O primeiro Honda HR-V desembarcou no mercado brasileiro ainda no primeiro semestre do ano de 2015, sendo comercializado como linha 2016, e no final do ano passado a marca anunciou o lançamento da linha 2017 do Honda HR-V.

Ficha técnica do novo Honda HR-V (linha 2017)

Confira abaixo a ficha técnica do modelo Honda HR-V em sua linha 2017:

O SUV possui um motor FlexOne de 1800 cc, com 16V SOHC i-VTEC, que gera uma potência de 140 cavalos com gasolina, e com etanol 139 cv para todas as suas configurações.

A transmissão do crossover é um câmbio manual com seis velocidades somente na configuração LX e, nas versões EXL, EX e LX o motor será acoplado a um câmbio automático do tipo CVT com sete velocidades.

Veja a tabela de dimensões do Honda HR-V:

Altura (em mm) – 1.586

Comprimento (em mm) – 4.294

Distância entre eixos (em mm) – 2.610

Largura (em mm) – 1.772

Capacidade do porta malas (em litros) – 431

Capacidade do tanque de gasolina (em litros) – 51

Consumo do Honda HR-V 2017

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) realizou a avaliação do consumo de combustível do referido modelo.

A versão testada foi a que possui uma transmissão automática com câmbio CVT.

Veja abaixo as informações de consumo do veículo, circulando tanto em perímetro urbano como também na estrada:

Na cidade – com gasolina: 10,5 Km/l – com etanol 7,1 Km/l.

Na estrada – com gasolina: 12,1 Km/l – com etanol 8,5 Km/l.

Preços do Honda HR-V 2017:

Confira abaixo a tabela dos valores atuais sugeridos para todas as versões do Honda HR-V em sua linha 2017:

  • Versão EXL 1.8 transmissão automática – R$ 99.200
  • Versão EX 1.8 transmissão automática – R$ 90.600
  • Versão LX 1.8 transmissão automática – R$ 84.900
  • Versão LX 1.8 transmissão manual – R$ 78.700

Todas as versões têm como opcional a pintura, podendo, o consumidor, fazer a escolha entre uma pintura perolizada ou então metálica, as quais possuem um custo de R$ 1.200 sobre o valor informado na lista acima.

Por Filipe Silva

Honda HR-V 2018


Novo modelo será uma versão brasileira do Polo.

Quem é um verdadeiro fã da Volkswagen e está sempre de olho nos lançamentos da montadora, já pode se preparar, pois vêm por aí um grande ano para a marca, uma vez que essa anunciou quatro novos carros. E entre as novidades, há de se destacar o Novo Volkswagen Gol.

Sendo desenvolvido e fotografado na Europa com o disfarce do VW Polo, esses disfarces são as chamadas mulas, em que carros são criados e baseados no modelo de um e na carroceria do outro. Porém, o que se espera para 2017 por lá é que esse conceito já tenha sido ultrapassado e o projeto seja outro.

Esperado no Brasil somente um ano depois, ou seja, em 2018, o novo veículo coloca Gol e Polo como um mesmo carro. Tal fato é ressaltado, inclusive, por fontes internas.

Sendo assim, o novo Gol terá muito mais atribuições do que as encontradas no carro hoje, uma vez que será caracterizado como um modelo de padrão no mundo todo, guardando sempre algumas diferenciações que são reservadas para veículos feitos para países considerados de primeiro mundo e aqueles de mercados emergentes.

Ressalta-se que os carros incluídos nesses últimos precisam ser produzidos com tecnologias e materiais específicos e diferentes, de maneira que atendam às legislações que são distintas. Além disso, também são necessárias essas alterações por causa da demora na obtenção de retorno de investimento para as empresas nesses países.

Porém, pela incrível semelhança dos dois, a VW europeia pensou como estratégia a adoção do nome Polo para ambos os modelos, independente de onde fosse vendido. A ideia, todavia, não vingou no Brasil, devido à força do nome Gol no mercado brasileiro.

Sendo assim, o novo Gol deve vir com o acabamento do Polo europeu, reposicionando seus carros no topo da tabela de mais vendidos, com preços acima da média dos demais vendidos no país.

Com diferentes texturas e materiais, portas laterais espelhadas e outros recursos com iluminação diferenciada, com lâmpadas em pontos estratégicos como teto, puxadores e no painel, a sofisticação falará por si. Pode-se esperar, com toda a certeza, um modelo top de linha.

Portanto, resta aguardar o ano de 2018 e ficar de olho nesse lançamento que vai dar o que falar por aqui.

Por Kellen Kunz

Novo Gol 2016


No mês de julho de 2016 a queda na venda do setor de automóveis e comerciais leves foi de 20,3%.

Como se sabe, a crise afetou consideravelmente vários setores no Brasil. Prova disso são os dados divulgados pelo Registro Nacional de Veículos Automotores, o Renavan.

Conforme este, no mês de julho de 2016, a queda na venda do setor de automóveis e comerciais leves foi de 20,3% no comparativo com o mesmo período do ano de 2015. Porém, na relação com o mês de junho deste ano, o crescimento apontado girou em torno de 5%.

Sendo assim, destaca-se que a General Motors (GM) foi a líder no setor no mês passado, com a venda aproximada de 29.580 carros. Em segundo lugar, a Fiat entrou no ranking com a comercialização de 28.711 unidades da montadora. Ainda, a Volkswagen (VW), que tem sofrido prejuízos por não estar conseguindo receber peças para fabricar e montar os seus veículos no Brasil, ficou com o terceiro lugar, com a venda de 21.509 carros da sua marca.

Conforme a montadora, a Volkswagen do Brasil possui quatro fábricas no país. Destas, três estão paralisadas por motivos de problemas no abastecimento das autopeças, fato este que prejudica a montagem de novos veículos da marca. Outro fato alarmante é que, até o final desta matéria, ainda não havia nenhuma previsão de retorno das operações de qualquer uma das unidades.

Continuando então, na relação e sequência das posições do ranking, a Toyota comercializou 16.855 automóveis, rendendo-lhe o quarto lugar. A mesma foi seguida pela Ford com 16.754 unidades e a Hyundai com 16.101 automóveis e comerciais leves.

Com isso, as vendas de carros totalizaram durante este ano, até o momento, 1.127.734 unidades. Na comparação com o mesmo período do ano passado, ou seja, de janeiro a julho de 2015, este valor representa um volume menor de veículos de 24,4%.

No quadro geral de todo o ano, portanto, a GM novamente ficou com o primeiro lugar, com 187.108 carros, seguida pela Fiat com 172.466 unidades da licenciada. Em terceiro lugar, a VW aparece com a comercialização de 148.284 veículos. A quarta posição é da Hyundai com 112.062 carros, seguida pela Toyota com 102.320 unidades.

Já a montadora Ford aparece com 97.521, seguida pela Renault com 83.227, a Honda com 71.331. A Jeep aparece, ainda, com 31.101 automóveis e comerciais leves.

Por Kellen Kunz

Venda carros


Projeto ainda está em fase de testes em São Paulo. Aluguel do carro custa de R$ 35 a R$ 210.

A montadora General Motors (GM) lançou no Brasil, um projeto piloto de compartilhamento de carros, o conhecido car-sharing.

O carro compartilhado tem se popularizado como a possibilidade de se alugar um veículo diretamente com o proprietário deste. A negociação é realizada por uma plataforma online, basicamente o que conhecemos por aplicativos, sendo que diversas cidades já aderiram à proposta, como Rio de Janeiro, Fortaleza, Curitiba e São Paulo.

Nesse sentido, a GM busca organizar, por meio do programa nomeado Maven, uma frota de carros da marca. Assim, os usuários poderão alugá-los a qualquer hora que precisarem, como no trajeto para o trabalho em um dia de chuva, por exemplo.

O primeiro país a adotar a medida da montadora foi os Estados Unidos, em janeiro deste ano. Apesar de ainda estar em fase de testes, que iniciaram em março de 2016 na fábrica em São Caetano do Sul, em São Paulo, a ideia já está dando o que falar e já conta com sete unidades do modelo Cruze e, ainda, 800 inscritos.

Até o último mês aproximadamente 220 aluguéis já foram realizados, incluindo sábados e domingos. Para esse compartilhamento, as pessoas precisam pegar e devolver o carro no mesmo local, ou seja, na fábrica. O custo para o usuário que aluga o veículo, até então, é de R$ 35 por hora de utilização, podendo ser negociada uma diária no valor de R$ 210. Já estão inclusos nestes preços o seguro e o combustível.

Para o final deste ano, todavia, é previsto que o serviço se expanda para um condomínio de São Paulo, oferecendo dez carros equipados para a reserva.

A ideia é que as próximas etapas permitam a retirada e entrega em outros pontos da cidade, por meio de parcerias com prefeituras para negociação de vagas que sejam específicas para isso. Ou ainda, desenvolver ainda mais o programa de forma que seja adotado a prática de pegar e entregar o carro onde o usuário bem entender, em qualquer área viável da cidade.

Com isso, nota-se por meio deste programa uma importante estratégia da própria marca de divulgar os seus veículos, podendo este ser um fator decisório no processo de decisão e compra de um carro da GM, por exemplo. A ideia da montadora, portanto, é que em breve, toda a gama de produtos desta esteja incluído no projeto. Além disso, é visível que esta se torna uma opção extremamente viável financeiramente, uma vez que pode-se considerar que os meios de transporte usados pela população, como táxis, cobram normalmente mais pelo mesmo trajeto. Portanto, vale ficar de olho no futuro que nos aguarda em termos de carros compartilhados.

Kellen Kunz


Confira aqui mais detalhes sobre o Novo Lexus RX350 2017.

Para aqueles que já tiveram a oportunidade de dar uma olhadinha um pouco mais a fundo no novo Lexus RX350, com certeza percebeu que o modelo foi desenvolvido com um foco grande centrado no conforto. Todo o conjunto, ou seja, o motor e seu consequente barulho em funcionamento, os possíveis ruídos e até a suspensão parecem terem sido trabalhados com afinco com a principal finalidade de dar “paz” para os ocupantes do carro. Mas antes de mais nada, é o consumidor quem irá decidir se optará por ter esse modelo “mais comportado” ou vai querer um mais nervoso para o seu uso.

Bom, caso resolva e se decida pelo conforto oferecido pelo Lexus RX350, o condutor, para aproveitar todo aconchego oferecido pelo carro, que é a mais nova geração do crossover, terá que desembolsar valores que começam (em tese) a partir de R$ 337.350.

No que diz respeito a motorização, algumas observações devem ser feitas. O modelo conta com a presença de um bloco V6 de 3,5 litros. Quem costuma ficar ligado nesse aspecto deve ter percebido que não se trata de um dos mais potentes já disponibilizados para a geração. São 305 cavalos de potência. Ainda assim, ele é mais robusto do que era anteriormente quando tinha a capacidade para entregar 277 cv. Outro ponto que aumentou foi o torque. Dos 35 anteriores, agora ele conta com 38 mkgf, mas mantendo os mesmos 4.700 rpm.

Além disso, vamos encontrar no Lexus RX350 a presença de um câmbio automático com oito marchas. Novamente, comparando com antes, eram seis marchas nesse caso. Esse aspecto novo acabou por dar ao carro uma força de arrancada um pouquinho maior. Mas não é bom ir todo alegre, já que a coisa em si pode não ser tão empolgante quanto parece.

Ainda falta as considerações sobre a suspensão do RX350. Aqui a fabricante optou pela chamada adaptativa. Isso quer dizer que ajusta de forma eletrônica todo o conjunto considerando a situação do piso. Também teremos quatro modos de condução indo do normal ao esportivo.

Por fim, o acabamento escolhido para o carro não deixa a desejar, sendo até bem apresentável nas duas versões disponibilizadas pela montadora. Bom, curiosamente, apesar de ter dado atenção a essa parte, o volante do carro possui algumas partes de plástico, coisa que a primeira vista não é muito comum quando se quer dar um ar mais especial para o interior de um veículo. Para se ter ideia, esse detalhe do plástico já não era usado desde os idos anos de 1990. Em compensação, há couro de sobra no carro e o plástico tem uma textura confortável até porque é do tipo macio.

Já o espaço destinado para os ocupantes também é generoso. Quem viajar atrás ainda vai poder contar com bancos reclináveis. Apesar de ser apenas um carro, o Lexus RX350 ironicamente lembra uma classe executiva de um avião.

Por Denisson Soares


Modelos como a Ford F-150 Raptor, Chevrolet Silverado 1500, Toyota Tundra TRD PRO e Dodge RAM 1500 são as conhecidas “Tug-of-war”, vulgo cabo de guerra, em rachas ou desafios 4×4.

Se você é uma pessoa que acha que o motor 3.0 da Hilux é assustadoramente forte, cuidado! Esse post irá lhe revelar um mundo das picapes desconhecido para a maioria dos brasileiros.

Comumente encontrado na América do Norte, as “Super Caminhonetes” são tão grandes e pesadas quanto caminhões, mas com uma diferença básica: os motores.

Algumas podem ser encontradas com certa dificuldade nas cidades brasileiras, como a Dodge RAM 1500 ou a Ford F-150 Raptor.

Esses “monstros” batalham entre se, basicamente em “Tug-of-war”, vulgo cabo de guerra, em rachas ou desafios 4×4. Cada uma delas com seu tamanho específico e potência.

Irei lhes falar sobre 4 dessas máquinas em suas versões mais simplórias.

1 – Ford F-150 Raptor:

A versão Off-Road da Ford F-150 é a mais “esguia” dessas picapes. É uma das menores tendo tamanho parecido com as médias fabricadas no Brasil, como a Ranger e Frontier.

O novo, twin-turbo, intercooler DOHC de 24 válvulas, de alto desempenho 3.5 L EcoBoost com injeção direta de combustível é projetado para proporcionar ainda mais poder que o 6.2L V8 anterior. Uma transmissão automática de 10 velocidades com modo de comutação manual envia esse poder para todas as quatro rodas.

E o novo Terrain System Management permite ao condutor escolher entre seis modos predefinidos para otimizar a dinâmica de condução às condições ambientais. As configurações disponíveis incluem rua, Baja, lama e areia.

Confira mais AQUI – www.ford.com/trucks/f150raptor/.

Ford F-150 Raptor

2 – Chevrolet Silverado 1500:

O legado da Silverado é elevado por um novo para-choque muscular, esculpido no capô e com assinatura de LED no farol dá acentos de iluminação modernos. Você também vai encontrar uma combinação de poder comprovado com os motores de classe mundial EcoTec juntamente com uma impressionante capacidade de economia em uma motor V8. Se você está procurando luxo robusto em um sistema totalmente direcionado ao Off-Road a nova Silverado é a caminhonete certa.

A 5ª geração dos motores GM de bloco pequeno, lendários, utilizam de três tecnologias de economia de combustível comprovada – Active Fuel Management, injeção direta e cronometragem de válvula continua – para entregar eficiência sem precedentes, com desempenho em que o proprietário pode confiar. Para um melhor equilíbrio entre potência e aceleração a Silverado oferece uma transmissão automática de 8 velocidades.

Confira mais AQUI – www.chevrolet.com/silverado-1500-pickup-truck.html.

Chevrolet Silverado 1500

3 – Toyota Tundra TRD PRO:

Sob a poeira, sujeira e lama essa caminhonete se comporta de uma forma centrada, sem permitir erros.

O desempenho da TRD com um sistema de dupla saída de escape ajuda a maximizar o poder e também equipa o motor V8 com 5.7L com um rugido incrível. Escapamento construído a partir de aço inoxidável 304, este sistema de escape é projetado para ajudar a melhorar o desempenho em baixa rotação. Com um para-choque construído em skid plate, o motor fica bem guardado e protegido, além de um visual moderno para um carro tão bruto.

Confira mais AQUI – www.toyota.com/tundra/.

Toyota Tundra TRD PRO

4 – Dodge RAM 1500:

Com uma impressionante combinação de poder e Fuel Saver Tecnologia, o 5.7L HEMI motor V8 é o motor mais potente disponível para a Ram 1500. Fazendo jus ao seu legado, este motor HEMI V8 da à caminhonete potência e músculo para lidar com praticamente qualquer carga.

Oferecendo capacidade de carga impressionante e conforto, o modelo Quad Cab oferece características como reverter portas traseiras para dar uma maior abertura para o carregamento de cargas tornando a RAM uma picape bastante conveniente para todos os seus usuários.

Confira mais AQUI – www.ramtrucks.com/en/ram_1500/#laramie_longhorn.

Dodge RAM 1500

Fotos: Divulgação

Essas foram algumas das fortes concorrentes no mercado internacional de grandes picapes, mas ainda assim foram versões pequenas perto de algumas “feras” com motores Big Blocks V10.

O que vocês acharam, essas máquinas com motores V8 fariam sucesso no Brasil?

Por Wendel Dias Quaresma


Modelo passou por uma reformulação e ganhou elementos do C4 Picasso e C4 Cactus.

Apesar de ainda não ter previsão de fabricação e produção no Brasil, nesta quarta-feira, dia 29 de junho, a Citroën lançou oficialmente na Europa o seu novo C3, que integra a nova geração do modelo. Com um visual reformulado e bastante original, com elementos do C4 Picasso e do C4 Cactus, o novo veículo apresenta uma grande variedade de customizações de cores, além de equipamentos modernos que conferem um visual ainda mais bonito e, principalmente, praticidade ao carro.

Como forma de achar o seu espaço entre outros compactos como os modelos Peugeot 208 e Renault Clio, entre as modernidades apresentadas pelo novo carro da montadora francesa pode-se citar a câmera no espelho retrovisor interno, que possibilita o registro por fotos da viagem e também a gravação de pequenos vídeos de curta duração para postar nas redes sociais. Além disso, a mesma tem a capacidade de gravar até trinta segundos que antecedem um acidente veicular, além de os sessenta segundos posteriores. Tudo isso é realizado em alta definição e pode ser armazenado, uma vez que o dispositivo possui 16 GB de memória interna.

Além destes, o novo C3 possui entrada e partida sem chave, uma tecnologia que vários carros tem utilizado, chamado de sistema “keyless”. Ainda, o compacto vem com uma tela de 7 polegadas e multimídia.

O motor é da família PureTech, de 1.2 litro e 3 cilindros. Na versão européia, o propulsor aparece nas versões de 68, 82 e 110 cavalos de potência. Porém, ao que tudo indica, os brasileiros poderão esperar aqui uma versão flex com 90 cv.

Já no que se refere às tecnologias de assistência ao motorista, o veículo possui monitoramento de ponto cego, alerta sobre mudança de faixa e controle de saída de rampa. É importante saber que estes fatores tratam de importantes diferenciais, uma vez que tais requisitos, no Brasil, somente são encontrados em carros de segmentos superiores ou de luxo.

Mudaram também as dimensões do novo C3 em relação à geração anterior, tendo 5 centímetros a mais de comprimento, 4 centímetros a mais na largura, 5 centímetros a menos na altura e 8 centímetros na distância entre-eixos.

Quem quiser saber mais sobre o veículo e suas novidades, pode fazê-lo pelo site oficial da montadora (http://www.citroen.com/en/Highlight/17/discover-new-citroen-c3). Ainda é possível ver o vídeo divulgação do carro abaixo.

Kellen Kunz


Fraude é parecida com a da Volkswagen e atinge apenas modelos com motor a diesel.

Depois da Volkswagen sofrer com um dos maiores escândalos automotivos da história por conta da fraude de emissões de veículos a diesel nos Estados Unidos, as autoridades americanas apertaram o cerco contra as montadoras que atuam no país. Dessa vez, as investigações chegaram a General Motors (GM), que também pode ter violado os testes de emissões de carros a diesel que são comercializados nos EUA.

De acordo com informações, um escritório de advocacia de Seattle está processando a GM por fraudar os índices de emissões de poluentes, provocando uma alteração ilegal e intencional nos motores a diesel do Chevrolet Cruze.

Os autores do processo, que está sendo tramitado na Califórnia, afirmam que o veículo estaria emitindo uma taxa de óxido de nitrogênio (NOx) acima do limite permitido por lei. A alegação veiculada ao processo afirma que o Cruze possui um software capaz de manipular a quantidade de óxido de nitrogênio emitido durante os testes de emissões em laboratório.

O caso é bastante similar ao da Volkswagen, que ficou conhecido como dieselgate e gerou prejuízos bilionários para a montadora alemã. No caso da GM, o software irregular altera o comportamento do motor 2.0 turbodiesel para maquiar os números reais de emissões do propulsor de 153 cavalos e 36,5 mkgf de torque.

Os autores do processo anexaram ainda um relatório elaborado por um grupo ambientalista alemão que declara que a marca Opel, filial europeia da GM, possui um software que reduz as emissões de poluentes em velocidades e temperaturas determinadas do motor 2.0 a diesel.

A ação movida contra a General Motors solicita a recompra dos veículos e o pagamento de uma indenização. Em sua defesa, a GM desmente as acusações declarando que elas "são infundadas" e que o motor turbo diesel que equipa o Chevrolet Cruze atende às diretrizes de emissões aplicadas pelo governo norte-americano. Além da Volkswagen e da GM, a Fiat também foi acusada de fraudar o sistema de controle de emissões em seus veículos. A Autoridade Federal de Transporte Motorizado (KBA) acusou a montadora italiana de utilizar um dispositivo que funcionava durante 22 minutos (os testes realizados em laboratório duram, no máximo, 20 minutos) e que reduzia a quantidade de óxido de nitrogênio emitido pelos motores testados.

Por William Nascimento


Modelo pesa mais de duas toneladas e consegue ir de 0 a 10 km/h em 5,5 segundos.

A Volvo apresentou recentemente uma de suas últimas novidades: um SUV híbrido que conta com um peso de mais de duas toneladas e que consegue ir de 0 a 10 km/h em 5,5 s. Essas são apenas algumas das particularidades do novo XC90 T8. O modelo foi “obra” da Polestar, a divisão da marca que é responsável pelo desenvolvimento dos carros de competição pertencentes à montadora além das versões dos modelos esportivos topo de linha. Então, vamos ver alguns detalhes dessa novidade do setor automobilístico.

Sobre a motorização do carro:

A novidade vem com um motor 2.0 sendo quatro cilindros e com injeção direta. O bloco é um turbo supercharger. Além dele ainda vamos encontrar um motor auxiliar, elétrico. Na opção mais simples batizada de T8 Twin Engine o XC90 entrega 406 cv de potência com 65,2 kgfm de torque. Como a Polestar entrou no projeto nada mais natural do que esperar um upgrade e foi exatamente isso que ocorreu. O SUV ganhou de quebra mais 20 cavalos e 4,1 kgfm. Em todas as opções com tração integral.

As alterações necessárias:

A divisão esportiva da marca ainda fez algumas alterações com relação às respostas do acelerador. A transmissão automática de oito velocidades também teve a sua vez. Agora há a retenção da marcha no caso do veículo fazer uma curva com força G (lateral) muito grande. De acordo com as informações dadas, as modificações feitas nesse sentido tem uma importância fundamental uma vez que evita o fato do câmbio trocar de marcha sozinho. No caso disso ocorrer, o carro eventualmente poderia perder a estabilidade.

Para fechar ainda temos alguns aspectos que são interessantes de serem destacados. Um deles diz respeito aos bons números que a marca conseguiu manter para o carro em especial se o assunto a ser tratado for o consumo de combustível. De acordo com as informações divulgadas o XC90 T8 conseguiu manter esses “bons números” em parte graças a presença do já citado motor elétrico. Segundo a Volvo com ele o veículo passa a contar com uma autonomia de cerca de 43 km.

Disponibilidade:

O novo modelo da Volvo já está disponível, inicialmente apenas no mercado europeu. Porém, há a expectativa de que a perua V90 e também o sedã S90 sejam os próximos a irem para o mercado com o mesmo motor apresentado nessa versão.

Por Denisson Soares

Volvo XC90 T8

Volvo XC90 T8

Volvo XC90 T8

Fotos: Divulgação


Veículo sofreu alterações em sua frente e custará entre R$ 43 mil e R$ 70 mil.

A Volkswagen anda correndo (literalmente) para não perder mercado. Uma prova disso é o fato de que nem sequer faz um mês da apresentação do Voyage e do Gol para a linha 2017 e a companhia resolveu apresentar a linha 2017 de sua picape Saveiro. A nova linha chegará ao mercado com as mesmas atualizações já aplicadas nos sedãs compactos e no hatchback.

A Saveiro virá em sete versões. Já para as cabines teremos três opções (dupla, estendida e simples). Além disso, a picape estreará com algumas novidades exclusivas, entre elas podemos chamar a atenção para a frente do carro, que terá um design próprio. Serão duas opções para escolher no caso da central multimídia. Será possível, por exemplo, o espelhamento do smartphone na tela sensível ao toque, e nesse caso as plataformas que darão suporte ao sistema serão Google Android Auto, Apple CarPlay e MirrorLink. No mais ainda vamos ter a suspensão elevada. Vale destacar que esse último ponto é um dos principais aspectos da atual líder de mercado em termos de vendas, a Fiat Strada.

No caso da motorização não vamos encontrar mudanças. Os dois blocos 1.6 vão continuar presentes sendo o flex 8v para as versões intermediária e de entrada e o 16v MSI para a versão Cross.

Agora vejamos alguns dos valores. A opção mais simples que será chamada de Robust (cabine simples) sairá por R$ 43.530. Para a versão completa (Cross) o preço dá um salto para R$ 70 mil. É aí que entra a explicação do motivo da Voks lançar logo sua linha 2017. Com esses valores inevitavelmente a Saveiro ingressou no mesmo terreno da Renault Duster Oroch, que curiosamente é a nova concorrente da Strada. Para não ficar para traz a Volks tratou logo de trabalhar e marcar presença na categoria.

Uma curiosidade da linha 2017 que vale a pena destacar é o fato de que em 33 anos essa é a primeira vez que a Saveiro em sua história recebeu um identidade própria. O lançamento da primeira geração da Saveiro foi lá em 1982. A última alteração veio em 2014 com a chegada da opção de cabine dupla, que contava com o controle de estabilidade e trazia um motor 1.6 EA211 de 120 cv. Essa versão contava com espaço para cinco ocupantes.

De modelos produzidos na modalidade de série especial foram oito versões. A última foi a do Rock in Rio.

Por Denisson Soares


Veículo será fabricado em Resende (RJ) e irá concorrer com modelos como Duster e EcoSport.

A montadora Nissan anunciou na última segunda-feira, dia de 4 janeiro, que irá produzir o SUV Kicks no Brasil, na fábrica da cidade de Resende, no Rio de Janeiro. Será o primeiro modelo do tipo da marca no país. Conforme Carlos Ghosn, o CEO da companhia, a produção deste modelo irá gerar 600 novos postos de trabalho na fábrica, além do investimento de R$ 750 milhões.

O chefe executivo ainda afirmou que o Kicks irá ser um modelo global, mas a fábrica brasileira será a primeira a produzi-lo. A mesma será responsável pelo abastecimento dos outros mercados pertencentes a América Latina.

Segundo o presidente, a data de lançamento não será divulgada, porém ela já está definida. Além disso, também não foram divulgadas as informações técnicas, porém, conforme algumas especulações, o modelo deverá ser equipado com um motor 1.6 de 16 válvulas e de 111 cavalos, o qual já equipa o March e o Versa.

O índice de nacionalização do SUV Kicks no início de sua produção irá ser de 74%, segundo François Dossa, o presidente da Nissan no Brasil.

Para se ter uma ideia, o March hoje possui 68% de seus componentes fabricado no Brasil e com o objetivo de chegar a um valor 80%.

A Nissan o definiu como crossover, modelo este que é uma mistura de características de diversos segmentos como minivan, utilitário esportivo e sedan. O Kicks irá concorrer diretamente com veículos lançados recentemente, como Jeep Renegade, Honda HR-V,  Renault Duster e Ford EcoSport.

Este é um momento estratégico para a montadora, que tem uma meta de atingir 5% do mercado até o final deste ano. No ano de 2015 passaram de 2,1% para 2,5%, o que não foi considerado um ano muito bom para a Nissan, segundo Ghosn.

Outra grande meta da Nissan é chegar ao pódio e ficar entre as três montadoras que mais vendem veículos na América Latina.

FILIPE RIBEIRO DA SILVA


Carro chegará às concessionárias de todo o país no próximo ano e custará R$ 312 mil.

A montadora Mercedes-Benz anunciou no dia 30 de novembro o lançamento de um novo modelo da marca no mercado nacional. O utilitário esportivo GLE, que vem para suceder o Mercedes Classe M e vem na versão 350d 4Matic.

Anteriormente esse modelo era conhecido como ML, entretanto, continua com o posto de mais luxuoso da empresa, mas agora passa a se chamar GLE. Consequentemente veio uma renovação visual, com várias novidades mecânicas e em seus acessórios. Além do design, seu espaço interno foi conservado devido sua plataforma, o que dá um grande conforto para os passageiros.

O carro foi exposto no Salão de Nova York com uma frente nova, com faróis, para-choques e grades redesenhados. Atrás o veículo conta com uma saída de escapamento e pára-choques, com novos formatos. A lâmpadas em LED vem em uma nova disposição.

Na parte interna, o GLE possui espaço de sobra e um excelente acabamento. Suas medidas são de 4,81 metros de comprimento e 2,91 metros entre-eixos, também possui um grande espaço no porta-malas, comportando 690 litros.

Veículos do SUV apresentam vários acessórios como: sistema Dynamic Select (que tem objetivo de controlar a dirigibilidade de forma dinâmica e contar com cinco modos diferenciados de condução), o Slippery, o Comfort, a Individual, Off-road e Sport. Vem com uma suspensão chamada de Airmatic, que tem uma nova regulagem, que altera suas características de acordo com o modo selecionado no Dynamic Select.

Este modelo também conta com sete airbags, rodas de 19 ou 20 polegadas, faróis em LED com sistema Intelligent Light, sistema start/stop, direção elétrica, conjunto Active Parking Assist com câmera de ré, freios ABS, controle de velocidade em decida, sistema Comand Online com uma tela de 8 polegadas, detector de fadiga, entre outros.

O motor é um turbodiesel, 3.0, 6V de 258 cavalos de potência. Será comercializado na versão 4MATIC e 4MATIC Family, com transmissão automática 9G-TRONIC de 9 marchas, com tração integral 4MATIC.

O carro chegará custando R$ 312.900 e R$ 369.900.

FILIPE RIBEIRO DA SILVA


Novo modelo virá com novo propulsor 2.0 turbo e terá 3 versões, sendo elas sDrive20i GP, sDrive20i X-Line e xDrive25i Sport.

Os apaixonados e amantes da grande e renomada fabricante de veículos automotores do Brasil têm mais um motivo para comemorar e este motivo é a chegada do novo BMW X1 que já está sendo vendido nas concessionárias da marca de todo país em regime de pré-venda. Essa nova geração da BMW X1 será vendida, aqui no mercado nacional, em três versões, sendo estas: sDrive20i GP, sDrive20i X-Line e xDrive25i Sport. Vale ressaltar que os três modelos virão equipados com o novo propulsor 2.0 turbo da marca.

Este utilitário esportivo terá a sua produção sendo realizada na unidade da cidade de Araquari (SC) do BMW Group no início do ano de 2016, inicialmente esta joia rara será comercializada com o novo propulsor 2.0 TwinPower Turbo dotado de quatro cilindros em linha, motor este que possui a capacidade de produzir uma potência máxima de incríveis 194 cavalos e um torque de 28,55 Kgfm a 1250 rpm nas versões sDrive20i X-Line e sDrive 20i. Já na versão xDrive25i Sport o motor é capaz de gerar uma potência inacreditável de 234 cavalos e um torque de 35,7 Kgfm, isso na mesma faixa de rotação. Em todas as versões o veículo possui câmbio automático de oito marchas.

Na versão xDrive25i o veículo é dotado de tração integral xDrive que permite com que o carro consiga acelerar de 0 a 100 Km/h em impressionantes 6,5 segundos, já as versões sDrive20i é dotada de tração dianteira.

Devido ao fato de ter sido produzido em uma nova plataforma, essa nova geração do BMW X1 acabou fincando maior do que a sua geração antecessora, sendo que ele obteve um acréscimo de 53 milímetros na altura e 23 milímetros na largura. O grande destaque da parte interna desse veículo é o espaço, haja vista que houve uma ampliação, fator este que fez com fosse acrescentado 74 milímetros a mais para as pernas dos ocupantes que ficam no banco de trás.

O porta-malas desse veículo possui uma capacidade de 505 litros e caso os assentos sejam rebatidos essa capacidade pode chegar a 1.550 litros.

No quesito tecnologia e segurança não precisa nem mencionar que este veículo é um verdadeiro espetáculo. O preço de comercialização deste carro, aqui no país, será a partir de R$ 166.950.

Por Adriano Oliveira

BMW X1

BMW X1

Fotos: Divulgação


Veículo chegará ao Brasil em março do próximo ano e custará a partir de R$ 264 mil.

A grande e renomada fabricante de veículo automotores Jaguar fez o anúncio nesta última terça-feira, dia 08 de dezembro de 2015, a respeito da chegada da nova geração do sedã XF aqui no Brasil.

O veículo será disponibilizado nas concessionárias da marca de todo o país até o mês de março de 2016. Ele terá três versões, sendo estas as seguintes: R-Sport, Prestige e S, sendo que as duas primeiras serão equipadas com um propulsor 2.0 litros turbo e a versão S contará com um motor 3.0 supercharged dotado de seis cilindros em V, propulsor este que é o mesmo utilizado no superesportivo F-Type.

O novo Jaguar XF, além de chegar com um visual mais moderno, ele traz como principal destaque a sua plataforma de carroceria rígida e leve, integral ou parcialmente confeccionada em alumínio, detalhes estes que fazem com que o veículo seja 28% mais rígido do que o anterior. Além da rigidez, a estrutura desse carro traz ainda, em pontos estratégicos e específicos, isolamentos duplos, o que faz com a sua condução seja ainda mais silenciosa. A carroceria deste sedã possui 75% de sua estrutura feita de alumínio. Já na suspensão este novo Jaguar utiliza o sistema Double Wishbone na parte da frente e o sistema Integral Link na parte traseira.

Outros atrativos trazidos por este carrão são: sistema de vetorização de torque por frenagem, direção elétrica, controle adaptativo de cruzeiro com a presença de assistência em fila, monitoramento da condição do condutor, frenagem autônoma de emergência, dentre outras tecnologias embarcadas de última geração.

A versão Prestige será comercializada por R$ 264.700. Já a versão intermediária, a R-Sport, será comercializada por R$ 288.000. Por fim, a versão topo de linha desse supercarro custará nada mais nada menos que R$ 381.100.

Apesar de todas as expectativas para o início da comercialização deste novo Jaguar no mercado nacional, a verdade é que devido aos valores este será um veículo para poucos aqui no Brasil.

Por Adriano Oliveira


Nova Geração do Veículo chegará ao país em duas versões e custará de R$ 144 mil a R$ 151 mil.

Após ter sido feito a confirmação pela Volkswagen a respeito do lançamento da nova geração do Passat aqui no Brasil, alguns detalhes a respeito deste veículo já estão sendo divulgados.

Essa nova geração do Passat será fabricada na Alemanha, na unidade de Emdem. O veículo chegará aqui no país com duas versões de acabamento: a Comfortline e a Highline, sendo que estas custaram respectivamente R$ 144.500 e R$ 151.300.

O alto nível de tecnologia que a Volkswagen colocou nessa nova geração do Passat é um dos fatores que irão chamar a atenção de muitos consumidores, sendo que o principal foco da montadora com o lançamento deste veículo é o de concorrer com rivais de peso no mercado, tais como o Audi A3 Sedan 2.0 TFSI e A4, o Mercedes-Benz Classe C e BMW Série 3, veículos estes que são de luxo do mesmo modo que o Passat, porém, contam com status de suas respectivas marcas.

O novo Passat chegará ao Brasil com dez opções de cores, sendo estas as seguintes: Azul Havard, Azul Night, Bege Sund, Branco Puro, Cinza Indium, Marrom Oak, Prata Tungstênio, Prata Sargas, Vermelho Crimson e Preto Mystic. Já as cores de revestimento dos assentos terão como opções o marrom, o bege ou o preto.

A principal aposta da Volkswagen para entrar com força total na briga dos sedãs premium aqui no país é oferecer um veículo que seja bem equipado já de série e com poucos opcionais e é nessa proposta que chega o Passat. Para confirmar esta perspectiva, os únicos opcionais disponibilizados para os clientes neste veículo são o teto solar elétrico (que custa R$ 5.400) e o pacote premium (que é composto pela integração de uma tela de oito polegada sensível ao toque e o sistema de entretenimento Discover Pro).

A parte interna deste novo Passat ficou ainda mais sofisticada, haja vista que o seu interior foi projetado com materiais de excelente qualidade, um exemplo disso foi a inserção da textura emborrachada nos elementos de metal.

Com relação à motorização, o veículo chegará com um propulsor 2.0 turbo, o qual será capaz de produzir uma potência máxima de 220 cavalos a 4.500 rpm.

Por Adriano Oliveira


Novo veículo será lançado na Índia e busca reconquistar o público consumidor da montadora.

A montadora indiana Tata Motors divulgou pela primeira vez fotos de seu novo carro compacto, o Zica. O compacto é parte de uma empreitada da empresa para aumentar sua presença no mercado de veículos para passageiros na Índia.

No Brasil o nome Zica seria possível motivo de piada, mas na Índia ele seria uma abreviação para Zippy Car, algo que significaria carro animado ou cheio de energia em português. Inicialmente o nome deveria ser Kite (pipa em português), mas a empresa decidiu troca-lo.

O design lembra um pouco o Indica, também da Tata Motors, de quem ele é sucessor, porém, ele é mais moderno e inovador, parte de um esforço por parte da empresa para renovar também seu design. O motor também será novidade, o Zica será movido por um motor de 1.05 l e três cilindros à diesel, com 140Nm de torque, ele é uma evolução do motor 1.4l à diesel da Tata e estimativas dizem que deve rodar cerca de 25km/l. Uma versão a gasolina também estará disponível para o mercado indiano com um motor de 1.2l, o mesmo usado no sedã da Tata, o Zest.

Na Índia a Tata motors andou perdendo parcelas do mercado para outras montadoras como Honda e Toyota no setor de veículos para passageiros, por isso começou a investir em novos projetos para reconquistar os compradores. Essa nova linha inclui carros como o Zest, o primeiro modelo novo da Tata em quatro anos. Os veículos foram criados para mudar a percepção que os compradores possuem da Tata e sua relação com pouca qualidade. A nova ideia é transformar a Tata numa marca com alto desempenho, qualidade e conforto, para assim conquistar novos clientes. Foi para conseguir isso que a Tata Motors contratou o jogador Lionel Messi, ele é embaixador da marca e terá como uma de suas funções promover o Zica.

Por Gizele Gavazzi


Modelo está com um visual mais moderno e ganhou novo pacote de itens.

Há alguns anos a briga dos veículos automotores sedãs médios, aqui no mercado brasileiro, tem sido bastante acirrada. Nesta perspectiva, na nova geração desses sedãs não poderia ser diferente.

Após a renomada fabricante Honda ter confirmado os primeiros passos do Civic 10 (veículo este previsto para chegar ao mercado brasileiro até o segundo semestre do ano de 2016) e da promessa da Chevrolet em lançar o Novo Cruze no próximo ano, agora é o momento da fabricante japonesa Nissan anunciar a atualização do Sentra, veículo lançado mundialmente no ano de 2012.

Como a concorrência no setor é bem grande, ainda correm por fora o recém modificado Peugeot 408, o Ford Focus Fastback, o Renault Fluence, o Citroën C4 Lounge e o Volkswagem Jetta.

Este novo Sentra foi anunciado como modelo 2016 no Salão de Los Angeles (EUA), sendo que chegará às lojas Norte Americanas no final do mês de Dezembro com um visual mais arrojado e interessante, visual este que seguirá os preceitos da nova identidade da Nissan.

As primeiras novidades ficarão por conta da substituição daquela antiga carinha oriental e cansada que possuía grandes pontos de LED, que faziam referência aos modelos chineses e que agora foi substituída por guias de luz e faróis de xénon, detalhes estes comumente encontrados nos veículos europeus.

Para atrair os consumidores, as mudanças não ficarão somente na parte externa, tendo em vista que o veículo foi contemplado com um novo pacote eletrônico composto pelos seguintes acessórios: freio automático nas versões mais caras, alertas de trafego cruzado e ponto cego na traseira, bem como piloto automático inteligente.

Nesta primeira análise, os equipamentos e o visual deste novo Sentra conseguem responder a altura o seu principal concorrente aqui no Brasil, que deverá ser o novo Honda Civic. A única notícia desanimadora a respeito deste novo Sentra é que fontes ligadas à Nissan já garantiram que por enquanto a fabricante não possui planos imediatos para a inserção deste veículo no mercado nacional.

Por Adriano Oliveira


Veículo da Honda ganhou cinco estrelas nos testes realizados pela Latin NCAP.

O Latin NCAP, programa que avalia a segurança de veículos na América Latina e no Caribe, aponta que o Honda HR-V é o carro com maior nota em segurança produzido no mercado brasileiro. Ele teve a maior pontuação e se iguala ao Jeep Renegade.

O SUV da Honda obteve cinco estrelas para proteção a adultos e crianças. A nota para a segurança de ocupantes dos bancos da frente foi 16,70 do total de 17. O seu grande concorrente, o Jeep Renegade, obteve 16,12.

O Latin NCAP apontou que o HR-V deixa o passageiro em boa segurança em um impacto frontal com uma velocidade de 64 km/h. O motorista teria uma maior fragilidade nesse acidente na região do peitoral. No teste feito para as crianças, o modelo da Honda teve a pontuação de 43,30 do total de 49. Ele ficou atrás do Renegade, o qual teve pontuação de 43,54. Quando aconteceu a simulação, os cintos do HR-V conseguiu evitar que ocorresse uma movimentação excessiva das crianças na faixa etária dos três anos e de bebês de até 18 meses.

O Honda HR-V teve o seu lançamento em março do ano de 2015 e é o líder de vendas do mercado. São 38.631 unidades que foram comercializadas até o mês de outubro. Em uma soma das pontuações, o modelo da Honda teve o total de 60 pontos. O Jeep Renegade teve 59,66.

Segurança do Ford Ka Sedã:

O Latin NCAP também fez testes com o modelo da Ford. O modelo sedã Ka+ não contou com um resultado negativo. O veículo da nova geração do compacto obteve quatro estrelas para a segurança com adultos e três para as crianças. Os pontos foram perdidos devido a não possibilidade de desativar o aribag do passageiro para a instalação da cadeirinha, a falta do cinto de três pontos para a posição central do assento traseiro, entre outros.

Acesse mais detalhes no site do Latin NCAP: www.latinncap.com.


Montadora deverá produzir o carro elétrico em sua fábrica no Rio de Janeiro.

A Nissan anunciou que o Leaf terá parte de sua fabricação feita no Brasil, mais precisamente no Rio de Janeiro. O objetivo da marca é a produção do modelo no sistema CKD, sendo que as peças vão chegar já prontas e serão montadas no estado carioca.

O carro elétrico japonês chegará ao mercado nacional como linha 2016. O grande destaque do veículo elétrico é a autonomia da sua bateria, que é de 270 km. Em uma comparação com a versão atual do modelo, a bateria roda 150 km sem necessidade de recarga.

João Veloso Jr, diretor de comunicação da Nissan, deu entrevista e afirmou que o primeiro modelo do Leaf deve ser produzido na fábrica de Resende, no Rio de Janeiro, no ano de 2017. Segundo o mesmo, ele será totalmente nacionalizado apenas em 2020. Outra possibilidade que Veloso comentou é a fabricação do E-NV200 no Brasil.

Assim como outras empresa que trabalham com a fabricação de carros elétricos, a Nissan também espera que o projeto de lei 174/2014 seja aprovado. O mesmo poderá conceder isenção do IPI para modelos elétricos que tenham a produção no Brasil.

Recentemente, houve a aprovação da resolução que dá a isenção para modelos elétricos, movidos a hidrogênio e híbridos plug-in para o imposto de importação. Com isso, pode acontecer uma diminuição de até 30% no curso dos carros importados. Desta maneira, o Nissan Leaf, que tem um preço sugerido em R$ 200 mil, poderia ter esse valor reduzido para R$ 140 mil. Como aconteceria a montagem no Brasil e uma provável isenção para o IPI, o preço tenderia a ser ainda mais barato.

Kia Motors:

A montadora também divulgou que vai importar a versão elétrica do seu modelo Soul. Isso aconteceu também devido a resolução 96 da Camex. O Soul EV já teve homologação para transitar no Brasil. A bateria do modelo tem uma autonomia de 199 km.


Cupê esportivo traz nova linha de motores turbo e tração nas quatro rodas.

A montadora alemã de Stuttgart apresentou um de seus novos modelos – o 911 Carrera 4 – no Tokio Motor Show 2015. O cupê esportivo possui uma nova linha de motores com turbo – em detrimento do aspirado – e tração nas quatro rodas.

O veículo levou à capital japonesa uma potência de 370CV a 420CV – dependendo da versão – em seis cilindros. Essa força faz o novo Porsche acelerar a 100km/hora em 3,9 segundos, segundo a empresa. A velocidade máxima é de no mínimo 285km/hora.

O teto pode ser removido para o uso de um conversível. No interior, uma tela touchscreen de sete polegadas, fazendo parte do novo pacote multimídia do carro, que contará com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto. A navegação do GPS apresentará dados em tempo real ao usuário. 

O câmbio manual de sete marchas foi mantido, porém há alternativa para quem preferir a versão automática. A suspensão ativa é capaz de rebaixar o veículo em até um centímetro para estradas em boas condições e aplicação de maior velocidade. O exterior teve leves mudanças no capô, nos faróis e na traseira em relação ao exemplar anterior, mas manteve o design. 

Entre os opcionais, está o esterçamento das rodas traseiras. Os demais itens facultativos oferecidos são alerta de carro em ponto cego, aviso de troca de faixa e ajuste de velocidade conforme o fluxo da via.

O lançamento global será em dezembro. O carro estará à venda no Brasil por valores de aproximadamente R$ 625 mil – modelo de entrada – a R$ 1,25 milhão pelo modelo top de linha.

Anteriormente, a apresentação do novo veículo havia sido feita no Salão de Frankfurt.

Juntamente ao 911 Carrera 4, a empresa do Grupo Volkswagen apresentou seu novo modelo SUV – o Macan GTS no Japão. As versões do Porsche Macan têm chegada prevista para janeiro de 2016 no Brasil.

Por Bruno Klein

Stuttgart 911 Carrera 4

Foto: Divulgação


Crossover irá receber a mais atual forma da linguagem de design KODO.

Foi anunciado no dia 4 de novembro de 2015, através de um teaser, onde é possível ver a dianteira e algumas linhas laterais do novo Mazda CX-9, o local onde ocorrerá a apresentação do novo automóvel para todo o mundo. A apresentação será realizada no Salão de Los Angeles. O lançamento está sendo aguardado ansiosamente para o dia 20 de novembro.

Todo reformulado, o Mazda CX-9, nos remete a lembrança do conceito apresentado no Salão de Frankfurt, o Koeru Concept. Esse conceito recebeu uma boa aceitação tanto do público quanto da crítica em relação ao design inovador. Segundo a montadora japonesa, o novo modelo irá receber a mais atual forma da linguagem de design KODO.

O Mazda CX-9 é um crossover, onde este apresenta lugar para até sete passageiros. O modelo, também, entra para se encaixar em uma linha de execução Premium, que se encaixa melhor com o estilo de três linhas de passageiros de um crossover SUV.

O design inovador utilizado no veículo faz com que, mesmo que tenha alta capacidade de passageiros, este não seja visto como um carro apenas familiar. Isso mostra que os novos conceitos usados pela Mazda estão dando certo e agradando o mercado em vários aspectos.

Há muitas especulações de que o motor V6 de 3.7 litros não será mantido, porém, substituído por um motor altamente efetivo que vem aparecendo em veículos automotores da marca, o motor Skyactiv. Outra especulação é que o modelo será muito mais eficiente no consumo de combustível, ou seja, mais econômico do que modelos antigos.

Com toda a certeza o Mazda CX 9 vai ser um dos mais distintos SUVs presentes no mercado, que pode vir a elevar o preço final do automóvel. Contudo, ainda há um mistério em torno do preço final do crossover. Espera-se que a marca mantenha o preço praticado por eles nas versões antigas, com pequenas modificações.

Como muito sobre esse veículo ainda não passa de especulação dos especialistas teremos que esperar até o dia 20 de novembro, data marcada para o lançamento mundial, para que tenhamos mais informações sobre o modelo.

Por Igor Furraer

Mazda CX9

Mazda CX9

Fotos: Divulgação


Modelo receberá nova linha 2016 em breve e versão atual está sendo vendida com descontos de até R$ 7 mil.

O Cobalt, sedan compacto da marca, deverá ter sua nova linha – 2016 – lançada entre o final deste mês e o início do próximo. Por conta disso, as concessionárias estão concedendo descontos que chegam a R$ 7 mil na compra dos modelos 0km que sairão de linha.

A versão atual do veículo de maior valor é a Graphite 1.8 8V Econoflex de câmbio automático, valendo aproximadamente R$ 64 mil. Encontra-se o modelo por cerca de R$ 57 mil à vista. O Cobalt LTZ 1.8 8V também automático está sendo oferecido, para queima de estoque, na faixa de R$ 52 mil; o preço de tabela fica em torno de R$ 58 mil, aproximadamente R$ 6 mil de desconto. A versão LS 1.4 8V Flexpower de câmbio manual, a mais barata, pode ser encontrada de R$ 44.765 – valor de tabela – por preços em torno de R$ 38 mil e R$ 39 mil, mais de R$ 5 mil a menos.

Os valores dos novos modelos do Chevrolet Cobalt ainda não foram revelados. As estimativas vão de R$ 45 mil, pelo mais básico, a R$ 54 mil – versão mais completa e potente.

Na dianteira, o Cobalt terá faróis com mudança no tamanho e no formato; grade e para-choques também serão redesenhados e redimensionados. O sistema de iluminação traseiro mudará tanto quanto os faróis. E o interior tende a ser melhorado. O atual motor 1.4 Econoflex será substituído pelo já em uso no Prisma e no Onix – 1.4 SPE.

Os modelos 2015 novos não estão mais sendo vendidos sem juros a prazo. Os usados são comercializados dentre R$ 42 mil a R$ 49 mil sem desconto e também com taxas de juros no parcelamento. Isso ocorre porque os descontos atuais, de mais de 10%, apenas são rentáveis à montadora para queima de estoque na venda de veículos 0km e à vista.

Por Bruno Klein

Chevrolet Cobalt 2016

Foto: Divulgação


RX-Vision Concept marca a volta da tração rotativa a um veículo da Mazda.

A japonesa Mazda colocou em amostra na Tokio Motor Show 2015 o protótipo RX-Vision, sua nova criação. O carro marcará a volta da tração rotativa a um veículo da marca e a sucessão do antigo RX-7. O lançamento terá o feedback de seu protótipo avaliado e deve ser colocado à venda em 2017, quando irá se comemorar 50 anos do primeiro esportivo Mazda com motor rotativo.

A atualmente convencional tração dianteira dos automóveis funciona por pistões, bielas e virabrequins. A traseira – chamada de rotativa e nomeada pela marca de Skyactiv-R – funciona por rotores triangulares que acionam as rodas do lado oposto ao motor. O modo oferece maior potência. As últimas produções da montadora com essa característica foram os Mazda RX-7, produzido de 1978 na primeira geração até 2002, e RX-8, de 2003.

Sobre o conceito apresentado na capital japonesa, a marca pronunciou-se dizendo que "jamais interrompeu esforços em pesquisa e desenvolvimento para o motor rotativo" e que o carro representa a determinação da empresa em desafiar convencionalidades com suas aspirações. "O motor rotativo Skyactiv-R representa um futuro que a Mazda espera poder transformar em realidade em breve", concluiu o pronunciamento.

O nome do design é Kodo. De longo capô, o RX-Vision Concept possui duas portas e dois lugares. Os pneus são de aro 20 e liga leve. O sistema de escapamento é de saída dupla. E o interior é revestido em couro com detalhes em fibra de carbono, volante de três raios e painel compacto com medidores analógicos. O design, mesmo sinuoso e esportivo, é minimalista também até mesmo no sistema de iluminação. A grade frontal é preta e nela mesma está colado o logotipo da marca.

Detalhes mecânicos não foram revelados pela marca. A estimativa do motor está em torno de 300CV de potência. A última linha de RX-7 possuía força de 240CV. O valor aproximado para venda também não foi divulgado.

Por Bruno Klein

Mazda RX-Vision Concept

Mazda RX-Vision Concept

Mazda RX-Vision Concept

Fotos: Divulgação


Nova versão do Fox chega às concessionárias com novos itens de série e custando cerca de R$ 45 mil.

Os consumidores da Volkswagen terão novidades, principalmente os futuros proprietários do FOX 2016. O modelo sucesso de venda chega ao mercado com uma versão chamada de Track e a montadora aposta com isso num visual mais aventureiro e com melhor custo benefício para seus clientes em relação ao modelo CrossFox, por exemplo.

A versão Track promete ser mais leve e com um motor de potência 1.0 e três cilindros, que é capaz de atingir até 82 cv de potência. O mínimo que um interessado deverá desembolsar pela nova versão são R$ 45.390.

Novato entre os modelos de Fox, o Track ficará entre as versões Trendline (bem aceita no mercado pelo preço acessível) e a Comfortiline (considerada intermediária). O modelo já é aguardado nas concessionárias para o início de novembro e pode ser uma das soluções para alavancar as vendas no momento de baixa na compra de carros.

Assim como acontece com o primo mais humilde, o Gol Track, o Fox também é diferenciado pela potência do motor 1.0  e, nesse caso, possui três cilindros capazes de gerar até 82 cv com etanol no uso do câmbio manual de cinco marchas.

Mas o modelo Track não mudou totalmente as características do Fox e recebeu uma forcinha da versão Cross. Do modelo aventureiro de verdade, o novo carro herdou as rodas de liga-leve de 15 polegadas, as capas plásticas nas caixas de rodas dianteiras e traseiras, além do rack de teto integrado. Mais uma novidade são os retrovisores, que ganharam repetidores de seta, lanternas traseiras mais escuras e quebra-sol luminoso. Nada mudou quando o assunto é a suspensão, que segue com a mesma altura.

Alguns itens de série são indispensáveis como o ar-condicionado, volante com ajuste de altura e profundidade em relação ao motorista, direção com assistência elétrica e vidros dianteiros com a tecnologia one-touch. O rádio conta com Bluetooth e entradas USB e SD.

Jocivalda Ferreira da Silva


Preço sugerido do modelo é de R$ 183.900. Ele traz como grande novidade o motor 3.3 V6 de 270 cv de potência e mudanças em seu visual.

Um dos grandes lançamentos da Kia em 2015 já se encontra à venda nas concessionárias da montadora: trata-se da terceira geração do famoso Kia Sorento. O automóvel foi lançado no início de outubro e chega com preço sugerido partindo de R$ 183.900. Com isso, o preço inicial teve um aumento de R$ 74 mil se compararmos com a versão de entrada da geração anterior.

A grande novidade no Kia Sorento 2016 é o novo motor. Nesta versão, o SUV da Kia conta com motor 3.3 V6 de 270 cv de potência a 6.400 giros e 32,4 kgfm de torque a 5.300 rpm. Além disso, o motor vem acompanhado do novo câmbio automático de seis velocidades. Dentre as vantagens desse novo câmbio automático, podemos destacar a maior quantidade de opção de trocas sequenciais.

Além disso, o Kia Sorento 2016 também contou com mudanças em seu visual. Dessa forma, os destaques ficam por conta dos novos faróis além de uma grade avantajada.

O Kia Sorento 2016 também apresenta muitas novidades quando o assunto é tecnologia e itens de segurança. Segundo a montadora, a terceira geração do SUV estreia os seguintes itens: sistemas de detecção de pontos cegos, faróis dianteiros com facho adaptativo e abertura do porta-malas por aproximação. Já quando o assunto é segurança, o Kia Sorento 2016 também é uma referência: o automóvel é equipado com seis airbags e ainda conta com controle de estabilidade.

Outro grande destaque deste lançamento é sem sombra de dúvidas o grande número de itens de série que o Kia Sorento 2016 dispõe. Dentre os quais, podemos destacar: volante com ajuste de altura e profundidade, faróis com facho direcional adaptativo, câmera de ré, revestimento de couro nos bancos, piloto automático, luzes diurnas de LED, banco do passageiro com ajuste elétrico, manopla de câmbio, faróis de neblina, teto solar duplo panorâmico, ar-condicionado digital duas zonas, rodas de liga leve aro 18, assistente de partida em rampa, sistema multimídia com tela sensível ao toque, dentre outros itens.

Por Bruno Henrique

Kia Sorento

Kia Sorento 2016

Fotos: Divulgação


Veículo ganha novo conjunto mecânico e será produzido na Argentina.

A Citroen anunciou a produção do novo Citroen C4 Lounge na Argentina. O novo modelo será equipado com as atualizações mecânicas que estão presentes atualmente nos novos e reestilizados Peugeot 308/408, que estarão em breve no mercado brasileiro. Não há, contudo, previsão de mudanças no visual do novo Citroen. As novidades estarão disponíveis apenas para as versões HDi e THP.

As versões do veículo contam com o tradicional motor 2.0 de 143 cv , que será equipado ainda com um câmbio manual de 5 marchas. Já o Citroen Tendance, que possui um motor de 1,6 cilindradas a diesel de 115 cavalos, alterou o câmbio manual para 6 marchas ao invés do antigo câmbio de 5 marchas. Outro destaque observado nesta versão foi a nova função Overboost, que é capaz de aumentar o torque máximo de 24,5 para 27,5 kgfm a uma rotação de 1.750 por minuto (rpm).

As versões equipadas com motor 1.6 THP a gasolina ganharam a homologação para o Euro5. A potência também foi modificada, aumentou de 163 para 165 cv. Os modelos estreiam também com um câmbio automático de seis marchas. A promessa é de funcionamento mais suave, trocas de marcha mais rápidas e um modo para economizar combustível (modo “Eco”).

Além das modificações citadas, os modelos contarão ainda com uma modificação que irá baratear o preço do seguro. Trata de um pacote chamado “superbloqueio”.

Essa nova função será controlada por controle remoto e inativa todos os botões internos responsáveis pelo destravamento das portas, inclusive do porta malas (tampa do bagageiro). O objetivo da mudança é coibir a ação delituosa de ladrões de estepe, que se aproveitavam da vulnerabilidade apresentada pelos modelos antigos.

O alto índice de furto de estepe já começava a comprometer o valor do seguro do veículo, que naturalmente apresenta elevação nos preços. Com a inovação, a promessa é que o valor do seguro fique mais barato.

Por André César


Modelo ganha design mais moderno e itens de série.

A Toyota apresentou a sua novidade: a versão Special Edition para o seu modelo Etios. A divulgação foi realizada na Índia e o novo carro conta com vários diferenciais, principalmente em relação ao design, que pode ser encontrado em dois tons de cores, além de mudanças também no seu visual interno.

Porém, a mecânica do carro não sofreu alterações, ou seja, prevalece os motores 1.2 de 79 cv a gasolina e a versão a diesel que é a de 1.4 de 69 cv. Na parte externa, a mudança é notável, porque o carro conta com duas combinações de cores, em que a carroceria pode ser pintada. Assim, mesclam-se tons com vermelho e preto (teto) ou prata e preto (teto).

Além disso, outras mudanças podem ser notadas como a presença dos itens: aerofólio, rodas de liga leve que tem 15 polegadas, além da presença do acabamento especial no carro e grade frontal que acompanha desenhos e pinturas exclusivas, o que realça ainda mais o design externo da nova categoria do modelo.

O lado interno do carro também ganhou detalhes especiais como o painel que foi fabricado em acabamento de madeira e equipamentos como, por exemplo, o sistema de som que tem conectividade por meio do bluetooth.

Entre outras novidades anunciadas pela Toyota destaca-se o lançamento da versão Platinum, na Argentina. A série especial que é limitada a 1000 veículos pode ser encontrada para as carrocerias sedâ e também a hatchback.

Entre as mudanças na nova categoria está pequenos detalhes como o aplique de cromados na carroceria, bancos de couro, rodas que tem 15 polegadas, bancos de couro e central de multimídia com muitos recursos tecnológicos como, por exemplo, a televisão digital com 6,1 polegadas.

O preço do novo carro é de 207.300 pesos (equivale a quase R$ 86.800,00) para a versão hatch.

O que achou da novidade divulgada pela Toyota?

Por Babi


Novo modelo traz ótimas características, sendo inspirado nos modelos da versão sedan do Mazda2.

O novo Toyota Yaris R foi lançado no México e está chegando ao Brasil. Em nossa matéria, entretanto, o leitor e fã de carros ficará por dentro das novidades e características desse grande automóvel.

O carro já começou a ser vendido em terras mexicanas e foi inspirado nos modelos da versão sedan do Mazda2. Trata-se de um veículo confortável e estiloso, que tem tudo para agradar seus clientes. O motor é 1.5 SkyActiv, foi criado na fábrica de Salamanca e surge como uma opção mais barata em relação ao Corolla.

O Yaris R, contudo, tem 4,36 metros de comprimento, é compacto em sua forma, tem freios ABS, airbag duplo e muitas outras funções de bom porte e grande tecnologia.  O visual é semelhante ao modelo Mazda2, porém como um desenho mais sofisticado, e com desenhos também na grade e nos faróis.

Está sendo bastante esperada a chegada desse carrão em nosso país, mas a alta do dólar deixou esses  planos para mais tarde. No Brasil, o Toyota Yaris R viria para disputar terreno de mercado com o Honda City.

A Toyota, que cresce e inova a cada ano, sabe das potencialidades do mercado brasileiro e, por isso, quer muito lançar o Yaris R por aqui, sobretudo porque os brasileiros estão entre os principais consumidores de carros em todo o mundo. O carro vem com seis marchas e, em sua versão mais cara, vem com bancos de couro e com uma tela de sete polegadas em sua tela. Assim, com esse automóvel que é uma união entre a Toyota e a Mazda, o público pode esperar um carro compacto de bom uso e segurança. Os preços, no entanto, ainda não foram divulgados.

Este será um belo sedan. 

Por Madson Lima de Oliveira

Toyota Yaris R

Toyota Yaris R

Toyota Yaris R

Fotos: Divulgação


No mês de setembro foram produzidos 174,2 mil veículos, registrando queda de 42,1% em comparação ao mesmo mês de 2014.

A economia brasileira continua mostrando suas fragilidades em diversos setores. Uma das principais indústrias do país, a automotiva, está enfrentando grande retração neste ano.

Segundo dados divulgados pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), no mês de setembro a retração na fabricação de veículos foi de 42,1%, comparando com o mesmo mês do ano passado.   

O número traz grande preocupação para o setor que via no país, em anos anteriores, grande oportunidade de expansão e investimentos.

Diversas empresas estrangeiras do setor investiram em fábricas no país, proporcionando empregos para o mercado brasileiro. Com as quedas nas vendas, a tendência de dispensas é cada vez maior, prejudicando ainda mais a economia brasileira.  

Somados os automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões, em setembro foram produzidos 174,2 mil veículos. Para comparação, no nono mês de 2014 foram 300,8 mil veículos produzidos. Em relação ao mês de agosto, onde foram produzidas 216,6 mil unidades, setembro/2015 registrou uma queda de 19,5%. Já no acumulado do ano, a queda também é considerável, apesar de ser menos acentuada. Este número é de -20,1%.

Nos nove primeiros meses de 2015 foram fabricados 1,9 milhão de veículos no país. Já no ano passado, no mesmo período, a produção chegou a 2,38 milhões. Segundo a Anfavea, a projeção para o fechamento de 2015 é de que o declínio fique em cerca de 24%.   

Um outro dado bastante interessante divulgado pela Anfavea mostra que o mercado internacional está se recuperando, ajudando no aumento das exportações. Houve um aumento significativo nas exportações em setembro de 2015 em comparação com o mesmo mês de 2014. Com 33,5 mil carros vendidos, o aumento foi de 28,7%. Mesmo com mais carros vendidos, o montante arrecadado de US$ 834 milhões foi 9,7% menor do que no ano passado. As exportações, no acumulado do ano, caíram 10,8% em valor e subiram 12,3% em vendas.

Por William Nascimento

Produção de veículos

Foto: Divulgação


Modelo, que ganhou atualizações em um design mais ousado, será lançado nos Estados Unidos e em breve no Brasil.

O país escolhido para o lançamento do Mitsubishi Lancer 2016 foi os Estados Unidos. Foi por lá que o Mitsubishi Lancer 2016 se apresentou com todas as suas curvas no design, potência no motor e inovações tecnológicas, com a finalidade de atrair não apenas aos norte-americanos como também a clientes de todas as partes de mundo.

O primeiro Lancer foi apresentado ao mercado automobilístico em 2007, desse ano até aqui, muitas mudanças foram feitas e esse modelo da Mitsubishi só fez ganhar boas aceitações no mercado. No entanto, a montadora asiática sempre via a necessidade de fazer novas repaginações nesse modelo, objetivando conquistar novos clientes e manter fieis os que sempre foram trocando seu carro por versões mais atualizadas do Lancer.

Para 2016, os olhos americanos contemplaram um Mitsubishi Lancer ainda mais ousado, no seu modelo sedan – já para causar toda a imponência que o carro tem a proposta de passar. O carro ganhou luzes LED com capacidade de serem destacadas até mesmo durante dia. Imagina então a beleza que essas luzes em LED não poderão causar durante a noite.

A carroceria está com mais opções de cores e as rodas de liga-leve de 18 polegadas também ganharam novos formatos. O motor é o 2.0 a gasolina, nas versões GT, HLE e HL, de quatro cilindros e 16V com 160 cv em transmissão manual de cinco velocidades, somente na versão de entrada.  O ar-condicionado é automático, bancos de couro inteligentes (que se aquecem à medida da temperatura exterior); sistema de áudio com tela integrada; câmera para quando o motorista for usar a marcha ré e o sistema Fuse para quando o motorista for usar o comando de voz. 

Seguindo com as novidades, o Lancer 2016 contará com suspensão para acerto esportivo, aerofólio traseiro, retrovisor interno eletrônico, sensores de chuva, teto solar e discos de freios com maiores dimensões. Não se pode esquecer que o Lancer 2016 também ganhou uma maior quantidade de detalhes cromados, tendo como proposta passar mais requinte ao carro.

Tudo indica que logo no primeiro mês de 2016 o novo Mitsubishi Lancer 2016 já estará circulando pelas ruas do Brasil. Ele pode ser adquirido com preços entre R$ 68.990,00 e R$ 89.490,00. É só ficar no aguardo e esperar para ver, mais de perto, tudo em conforto, velocidade e tecnologia que esse carro tem a oferecer.   

Por Michelle de Oliveira

Mitsubishi Lancer 2016

Mitsubishi Lancer 2016

Fotos: Divulgação


Modelo traz um novo sistema de injeção de água que ajuda a reduzir a temperatura de vários componentes do motor, ajudando o seu desempenho.

O BMW M4 GTS Concept vem para mostrar o conceito de beleza e um alto desempenho.  As novidades ficam por conta de um novo sistema de injeção de água que ajuda a reduzir a temperatura de vários componentes do motor, ajudando o seu desempenho, pois a água ajuda a reduzir o estresse térmico sobre esses componentes, além de ajudar a aumentar a estabilidade e a durabilidade do motor. 

Melhoramentos aerodinâmicos deixaram o carro inspirado em modelos de competição ainda mais bonito.

O foco do M4 GTS, mantém a tradição e a sequências das versões M lançadas até agora, desde 1988: é o alto desempenho. A BMW quer que esse desempenho apareça principalmente nas pistas, para que se tenha a perfeita combinação da versatilidade dos veículos de uso diário com as características esportivas.

O motor já é um velho conhecido, pois ele já equipa o novo M3 – é um potente turbo 3.0 e seis cilindros em linha. Mais que isso não se sabe, pois a montadora ainda não adiantou outros detalhes e nem mesmo números sobre o desempenho do carro. Mas se tem como referência o motor "normal" – esse gasta 4,1 segundos para ir de zero a 100 km/h. Agora, façam suas apostas em valores abaixo disso.

Os componentes como a asa traseira e o spiler frontal do M4 GTS são feitos de fibra de carbono e têm regulagem manual.

O modelo que foi mostrado é na cor cinza escuro (Frozen Dark Grey Mettalic) , que ganhou um lindo laranja (Acid Orange) como contraste, no spoiler dianteiro e  nas rodas polidas na mesma cor. O carro vem equipado com ridas dianteiras de 19 polegadas e traseiras de 20 polegadas, nas medidas 265/35 e 285/30 respectivamente.

As vendas do M4 GTS Concept devem começar no início de 2016.

Por Elia Macedo

BMW M4 GTS Concept

BMW M4 GTS Concept

Fotos: Divulgação


Versões irão custar entre R$ 110 mil e R$ 120 mil e serão lançadas em novembro no Brasil.

A Citroën informou durante a última sessão do evento Salão de Frankfurt, no dia 16 de setembro de 2015, que novas versões do C4 Picasso chegam no próximo mês de novembro no Brasil com um preço com acréscimo de 20% em relação às versões anteriores, que vai de R$ 110 mil até R$ 120 mil.

As versões que serão importadas da cidade de Vigo, que fica na Espanha, referem-se ao C4 Picasso com capacidade para 5 pessoas e também ao Grand C4 Picasso que comporta exatamente 7 pessoas e elas estão vindo ao Brasil, pois para a empresa esse é um dos mercados mais promissores quando se trata dessas minivans familiares. No passado foram registradas histórias de sucesso com relação às vendas de SUVs e fora que o nosso país também consome demais modelos de empresas rivais como, por exemplo, outros tipos de minivans e também peruas.

Agora o que tem de extraordinário nessa linha?

Ela foi reformulada e com isso temos ainda a inauguração da plataforma EMP2, pertencente do grupo PSA no Brasil, que segue uma linha de porte global e modular, que já nos próximos meses vai ser colocada em prática no mercado europeu diretamente no modelo Peugeot 308 e depois esse mesmo veículo vai também ser importado para o território brasileiro.

Agora com relação a essa linha do C4 Picasso, ela apresenta as seguintes características:

  • Uma base modular;
  • Monovolumes que estão mais leves, ou seja, com um peso de até 140 kg a menos dos modelos anteriores;
  • Motorização que chega a 165 cv (THP) em um 1.6 turbo, no lugar da versão anterior que chegou no mercado com 2.0 a gasolina e ainda com 143 cv;
  • Câmbio automático que registra agora 6 marchas;
  • Direção e também os freios elétricos que serão acionados por botões;
  • Dupla de telas do tipo táteis multifuncionais que podem ser de 7 ou senão 12 polegadas;
  • Abertura automática para a tampa que fica no porta-malas;
  • Conjunto óptico que é formado justamente por LEDs;
  • Lanternas que apresentam uma iluminação 3D, que também é de LED.

Esses elementos expostos mostram que esses veículos vêm para o mercado brasileiro proporcionando para o público mais segurança, conforto e também firmeza para rodar pelas nossas ruas e estradas.

Por Fernanda de Godoi

Novo Citroen C4 Picasso

Novo Citroen C4 Picasso

Fotos: Divulgação


2025 N Vision Gran Turismo é um modelo virtual da Hyundai, que foi criado para o jogo Gran Turismo 6.

A Hyundai já é bem conceituada no meio automobilístico por ter carros de desenho inovadores, cheios de recursos tecnológicos e com modelos que agradam a todos os gostos, como dos SUV`s até os mais cobiçados sedans do mundo.

Para o Salão do Automóvel de Frankfurt 2015, na Alemanha, evento que pretende apresentar o que há de mais futuristas em carros, a Hyundai pretende não apenas dar uma incrementada no convencional como também deseja ir além, pretendendo adentrar pelo mundo virtual.  

Esse projeto ambicioso começou quando a Hyundai criou a linha “N” e agora a torna ainda mais poderosa com o lançamento do 2025 N Vision Gran Turismo, uma máquina que promete “apimentar” ainda mais a vida dos loucos por tecnologia. Para começar, é bom informar que o carro é virtual, e vai estar pronto para fazer parte da sua brincadeira por velocidade somente após encerrado o Salão do Automóvel, que será em 27 de setembro deste ano. Depois dessa data, fiquem todos à vontade para baixar o 2025 N Vision Gran Turismo – fazer download – pelo game Gran Turismo 6.

Pelo pouco das imagens que já circulam pela internet, o modelo do carro virtual é de uma esportividade fora do comum, algo até então imaginável apenas nos filmes de Batman, com aqueles seus carros incríveis.  

A Hyundai afirma que também há uma inspiração nesse carro virtual com o universo da aeronáutica, por ser um game que promete levar os jogadores a entenderem, de uma forma muito próxima da realidade, a tênue linha entre o ar e o asfalto. O grande mistério é saber se é isso que a Hyundai também ambiciona fazer com seus lançamentos futuros de carro, criando máquinas de altas velocidades e performances.

Sem dúvidas, quem ama carros e curte games, não tem como ficar desatualizado do que a Hyundai projetou para seus clientes em potencial, assim como para aqueles que já são seus clientes. Agora, resta também ficar na torcida para que o Salão do Automóvel em Frankfurt também apresente o que há de mais interessante da Hyundai para 2016, além da grande possibilidade de logo se contar, na vida real, com uma máquina 2025 N Vision Gran de verdade, perfeita para se dirigir com alta tecnologia, beleza e conceito.    

Por Michelle de Oliveira

Hyundai 2025 N Vision Gran Turismo

Hyundai 2025 N Vision Gran Turismo

Fotos: Divulgação


Novo modelo mescla carro e moto em somente um veículo. Ele será apresentado no Salão de Frankfurt.

Conforme é de conhecimento geral, a renomada fabricante de veículos automotores Honda cresceu bastante e no mundo contemporâneo é uma referência global tanto na produção de automóveis quanto na produção de motocicletas.

E foi pensando neste contexto que os engenheiros da empresa tiveram a ideia de mesclar os dois tipos de veículos produzidos pela empresa em somente um, junção esta que deu origem ao protótipo 2&4 concept, que será apresentado oficialmente ao público no Salão de Frankfurt durante esta semana.

Quem olhar este veículo pela primeira vez, de imediato vai conseguir distinguir essa característica mista dele, que apesar de possuir quatro rodas, não há cabine. A ideia inspiradora da criação deste veículo foi originada a partir RA272, veículo que foi utilizado pela Honda no decorrer da temporada do ano de 1965 da Fórmula 1.

O que chama bastante atenção neste carro é a sua dimensão, haja vista que o seu cumprimento de apenas 3,04 metros é mais semelhante ao de uma motocicleta do que de um carro.

E por falar em motocicleta, vale a pena ressaltar que o bloco que foi utilizado no 2&4 concept é derivado da RC213V, motocicleta utilizada pela Honda nas competições, tais como a MotoGP.

O propulsor deste veículo é 1.0 V4, o qual tem a capacidade de ofertar uma potência máxima de 215 cavalos e um torque de 12 mkgf, motor este que foi instalado na parte central do modelo. O sistema de transmissão tem a presença de duas embreagens e seis velocidades. Convém ressaltar também que este motor tem a capacidade para chegar ao limite de 14 mil rotações por minuto.

O espaço que foi destinado ao piloto/motorista foi o menor possível, a título de exemplo, como nos veículos convencionais há a presença de painel de instrumentos ou para-brisa, neste carro somente tem um vidro pequeno logo acima do volante, local onde são projetadas as informações em tempo real.

O fator que mais aguçou a curiosidade de todos foi o peso deste protótipo que é de apenas 405 Kg.

Por Adriano Oliveira

Honda 2&4 concept

Honda 2&4 concept

Fotos: Divulgação


Modelo será lançado oficialmente no Salão de Frankfurt e virá com um visual muito semelhante ao do último lançamento da Renault, o Talisman.

Seguindo a tendência das demais fabricantes de veículos automotores, a fabricante francesa Renault foi mais uma a projetar uma linguagem de design padronizada para os seus principais modelos. A mais recente prova dessa nova investida da fabricante é o novo Renault Mégane, veículo este que apesar do fato de sua apresentação oficial ter sido marcada para ocorrer somente no Salão de Frankfurt, contudo houve uma antecipação e as primeiras imagens oficiais deste carrão foram divulgadas nesta última segunda-feira, dia 7 de setembro.

A Renault, ultimamente, tem trabalhado dessa forma, antecipando os seus lançamentos, estas investidas começaram a partir do lançamento da nova geração da minivan Espace, veículo que teve o seu lançamento oficial no Salão de Paris no ano de 2014.

Conforme as imagens que foram divulgadas, o novo Mégane tem um visual muito semelhante ao do último lançamento da Renault, o Talisman, que é sedan. Este veículo foi lançado com a missão de substituir de uma só vez dois modelos, o Laguna e o Longitude.

Até o presente momento, poucos dados técnicos a respeito deste veículo foram repassados pela montadora, mas a principal alteração já foi divulgada que foi a alteração nas suas dimensões. O que sabemos é que nesse novo modelo o Mégane ficará 2,5 cm mais baixo em relação ao solo, detalhe este que apesar de parecer pequeno e não fazer diferença, faz com que a condução do carro seja mais esportiva.

Com relação à largura o veículo também teve acréscimo de 4,7 cm na dianteira e 3,9 cm na traseira. E no espaço do entre-eixos foram acrescentados 2,8 cm, aumento este que irá fazer com que haja um espaço ainda maior para os ocupantes.

As expectativas são muitas em relação a este lançamento e os consumidores já podem se preparar, uma vez que versões de performance já estão garantidas, inclusive a versão GT já teve as suas imagens divulgadas, sendo que no futuro a versão mais apimentada, a RS, será divulgada.

Por Adriano Oliveira

Renault Megane

Renault Megane

Fotos: Divulgação


Com um recuo de 18,2%, foram fabricados 216,5 mil veículos em agosto deste ano, pior índice registrado para o mês em 10 anos.

As montadoras brasileiras estão passando por momentos cada vez mais difíceis. Como se não bastasse a situação do mercado e perspectivas não muito boas para a economia, o mês de agosto que acabou de se encerrar trouxe uma notícia nada agradável: 216,5 mil veículos fabricados. Esse número representa o pior apresentado para o mês em um período de dez anos.

De acordo com informações divulgadas pela Anfavea, a entidade que é responsável por representar o setor, se compararmos com o mesmo período do ano passado vamos encontrar um recuo das atividades de produção na margem de 18,2%.

Para ver a baixa na produção nem é preciso ir tão longe. Quando comparamos os números da indústria vamos encontrar uma queda de 3,5% de agosto em relação a julho.

Já quando o assunto é a produção acumulada no ano teremos 1,73 milhão de unidades. Pode parecer muito, mas não é. Isso representa 16,9% para baixo sobre o mesmo período do ano passado. Desde o ano de 2006 esse é o menor índice apontado. Na época foi registrado 1,62 milhão.

Venda de carros novos:

No caso da venda de veículos novos houve, no mês de agosto, um recuo de 8,9% em relação a julho. Já a queda registrada em comparação com o mês de agosto de 2014 é de 23,9%. Novamente, esse é o pior percentual desde o mesmo mês do ano de 2006. Nesse período (2006) as vendas ficaram em 178,5 mil.

De acordo com a presidência da Anfavea o momento do mercado continua sendo difícil. O setor que mais sofre com isso é o de produção de caminhões. Outra informação importante dada pela entidade é o fato de que para os meses de setembro e de outubro também estão sendo esperadas novas quedas.

A recuperação nas vendas ainda está muito longe de acontecer para a entidade. A previsão é que isso ocorra somente a partir do fim do segundo trimestre de 2016.

Por Denisson Soares

Produção de veículos

Foto: Divulgação


Novo modelo DS4 da Citroen ganhou novas características off-road e será lançado no Salão de Frankfurt.

A nova tendência que virou febre no meio automobilístico, os SUVs, chegou também à linha DS, divisão de luxo da Citroën. A montadora revelou uma nova versão com uma pegada off-road do modelo DS4. O modelo receberá o sobrenome de “Crossback”, e será oficialmente apresentado ao público durante o próximo Salão de Frankfurt, que acontecerá no mês de setembro. As vendas do novo modelo começarão em novembro, no Reino Unido.

Apesar de chegar com um visual mais próximo dos carros com pegada mais aventureira, o novo modelo vai seguir a linha mais luxuosa da Citroën. Prova disso é que a campanha publicitária do modelo foca mais na tecnologia utilizada no carro do que em seu desempenho em terrenos acidentados, por exemplo. O novo SUV será comercializado juntamente com a versão hatch, também reestilizada recentemente. A versão anterior do modelo é atualmente vendida no Brasil com preço a partir de R$ 100.900.

Dentre as mudanças do novo SUV está a altura: o modelo ficou 3 centímetros mais alto que o modelo hatch e também tem diâmetro maior de aro, ainda não divulgado pela montadora. Fora isso, as mudanças são somente nos para-lamas que agora são pretos e no rack de teto. Na mecânica não há diferenciais. O DS4 Crossback promete agradar a quem deseja um carro mais alto, mas sem tanta robustez.

O interior do carro tem o luxo como prioridade. Com revestimento de couro e volante com comandos especiais do sistema de som. Uma das inovações tecnológicas é a partida, que é feita sem chave, apenas por um botão atrás do câmbio.

A tela multimídia do modelo, sensível ao toque, fez com que o modelo eliminasse cerca de 12 botões no painel central. O modelo tem também uma inovação inédita: a tecnologia Play Car, desenvolvido pela empresa Apple e que facilita a conexão de iPhones com o carro, a fim de deixa-lo mais seguro e de uso mais fácil para o motorista.

Sensores que monitoram o ponto cego, câmera de ré e teto panorâmico são outras atrações do modelo.

Quanto ao motor, o DS4 contará com até seis diferentes escolhas de motorização. Três deles movidos a gasolina e outros três a diesel estes últimos possivelmente não chegarão ao mercado nacional. Dentre os modelos a gasolina destaca-se o 1.2 turbo que possui injeção direta e um propulsor três cilindros que vem com a promessa de diminuir a emissão de poluentes e reduzir o consumo de combustível em até 21%. O câmbio é manual e tem seis velocidades.

Estas e outras inovações prometem agitar o mercado de SUVs ainda este ano. Luxo e potência andando lado a lado é a aposta da Citroën. Será que os desenvolvedores acertarão?

Por Patrícia Generoso

Citroen DS4 Crossback

Citroen DS4 Crossback

Fotos: Divulgação


Novo motor é 1.6 e é movido a gasolina. Montadora também se preocupou em oferecer um novo motor que estivesse dentro do regulamento Euro6 de consumo de combustível e de emissões de poluentes.

Na última terça-feira (dia 25), a montadora Dacia lançou um novo modelo de motor para o seu Duster. O novo modelo tem 1.6 de capacidade cúbica e é movido a gasolina. A montadora se importa com o meio ambiente, e fez questão que o novo motor estivesse dentro do regulamento Euro6 de consumo de combustível e de emissões de poluentes, o que, aliás, foi uma das motivações para o desenvolvimento do novo modelo. A exigência para a adaptação dos carros ao novo modelo de emissões de poluentes vai até o próximo dia 1º, e a montadora já se antecipou ao prazo.

O novo modelo não chega aos mercados somente como uma evolução do bloco anterior, mas vem com a força de um modelo completamente novo. Seu motor desenvolve-se a 115 cv de potência e possui 15,91 mkgf de torque.

O motor vem equipado com a novidade da transmissão manual com apenas 5 marchas. A aceleração do Dacia Duster é de 0 a 100 km/h em apenas 11 segundos, marca considerável se comparada a outros do mesmo estilo. A versão com tração integral perde um pouco no arranque, e chega à mesma velocidade em 12 segundos.

As emissões de poluentes, como o CO2, tiveram uma redução de cerca de 30 g/km e chegaram à marca de 155 g/km na versão 4X4 e 145 g/km na versão 4X2. Para os motoristas mais tradicionais, a Duster possui uma opção que possui transmissão manual de seis marchas.

O Dacia Duster já é comercializado na Inglaterra, onde pode ser encontrado pelo preço de 9.495 libras, o que equivale em nossa corrente moeda a R$ 52.700. Preço razoável, se compararmos todas as funcionalidades que o modelo nos oferece.

Aqui no Brasil, o modelo disponível agora está ultrapassado, o 1.6 16V que conhecemos é flex e tem potência parecida com o modelo lançado na Europa. A principal diferença é que o modelo deles só roda a gasolina, já o nosso, quando abastecido com etanol, chega a 115 cv e torque de 15,9 kgfm a 3.750 rpm.

Por Patrícia Generoso

Dacia Duster

Dacia Duster

Fotos: Divulgação


Novo modelo está à venda no Brasil pelo preço inicial de R$ 78 mil.

Não faz muito tempo que ele chegou ao mercado, mas, como já era grande a expectativa em torno da sua chegada, o novo Renault Fluence GT Line já pode ser considerado um grande sucesso em vendas, superando até mesmo a meta em margens de venda da sua fabricante, a Renault no Brasil.

As razões de tanto sucesso, mesmo em tempos de baixa nas vendas de carro, argumentada pela crise econômica brasileira, está no conjunto perfeito entre beleza e economia que o Fluence GT Line traz.

Em se tratando de beleza, a parte externa, o novo Renault Fluence GT Line ganhou mais robustez, passando um aspecto de ser mais imponente, mais forte e ganhando o respeito de um sedan com para-choques de ar emoldurado, um detalhe de alto luxo, charmoso, colocado para destacar ainda mais a proposta do carro: ser um esportivo respeitado no mercado. Os faróis ganharam mais largura e também aspectos mais escurecidos – que realmente dá um toque esportivo ao lançamento da Renault. Os pneus com suas jantes originais; rodas de aro de 17 polegadas, o que complementa ainda mais essa proposta da esportividade. Tudo isso, pelo preço, em nível de Brasil, de R$ 78.000,00.  

Abordando o assunto potência, já que se trata de um esportivo, o novo Renault Fluence GT Line tem motor 2.0 com 190 cv, com câmbio automático do modelo CVT, alcançando velocidade de até 220 Km/h. Tudo isso com opcionais como sensor de estacionamento, regulagem automática de altura, câmera de ré, ar condicionado digital, sistema multimídia R-link, reconhecimento de voz e GPS, além de controle de estabilidade e de tração.  

Se você está com projeto de comprar o seu, é necessário estar informado de que ainda há opções de comprar o Fluence GT Line nas cores Branco Glacier, Preto Nacré e Vermelho Fogo, estas duas últimas metálicas. Para quem optar pelas cores metalizadas terá que pagar um acréscimo de R$ 1,6 mil, deixando o novo Renault Fluence GT Line pelo total de R$ 79.600,00.  

Por Michelle de Oliveira

Renault Fluence GT Line

Renault Fluence GT Line

Fotos: Divulgação


Modelo conta com novidades e itens interessantes em suas versões.

A Chevrolet, montadora de veículos renomada aqui no Brasil, anunciou oficialmente, nesta quinta-feira, dia 13 de agosto de 2015, o lançamento da nova Montana edição 2016. Dentre as novidades trazidas por esta nova versão estão o novo material de revestimento dos assentos na versão LS e outra opção de cor de carroceria a cor metálica Cinza Graphite.

Como já havia sido sugerida por especialistas e proprietários da picape, dessa vez a montadora atendeu às sugestões e inseriu novos acessórios na picape, tais como, tapete para caçamba confeccionado em E.V.A e capa automotiva,  bem como suporte para o transporte de bicicleta.

O veículo ainda trouxe de série sensor de estacionamento, módulo para ativação da função ilt Down, capota marítima e santo antônio.

Mesmo na versão mais básica, a LS, a picape já conta com direção hidráulica, sendo que ela vem com itens de série bastante interessantes como, cinto de segurança e banco do condutor com ajuste de altura, alerta para que o motorista não esqueça os faróis acesos, para-choques da mesma cor que a carroceria, freios ABS dotado de sistema auxiliar de frenagem de emergência o EBD, ar-condicionado, proteção no vidro traseiro por meio de uma grade, retrovisores, travas e vidros acionados por comandos elétricos são os opcionais.

Já a versão topo de linha, a Sport, a montadora investiu na versatilidade dos dois assentos a mais para que o proprietário possa utilizá-lo durante o seu cotidiano e para o lazer, esta versão além de vir completa traz um acabamento muito mais refinado. Nessa versão o cliente terá de série rodas de liga leve no tamanho 16 polegadas, luzes de neblina, faróis com máscara negra, adesivo de coluna e rack  são os itens que fazem a distinção entre as duas versões, dentre alguns outros detalhes mais.

Com relação à motorização, o propulsor continua sendo o motor 1.4, o qual é capaz de produzir uma potência máxima 99 cavalos e 13 Kgfm de torque juntamente com uma transmissão de cinco velocidades manual.

O consumidor que for adquirir a picape nas concessionárias da Chevrolet de todo o país irá encontrá-la, com as seguintes opções de cores: Cinza Graphite, Vermelho Pepper, Cinza Astec, Preto  Carbon Flash e Branco Summit.

Apesar de já ter sido feito o lançamento oficial, a fabricante deixou para divulgar os valores de comercialização dessa novidade somente durante esta semana.  

Por Adriano Oliveira

Chevrolet Montana 2016

Chevrolet Montana 2016

Chevrolet Montana 2016

Fotos: Divulgação


Nova família de carros compactos serão lançados no mercado europeu e irão competir com os modelos Volkswagen Golf e Ford Focus.

Os carros compactos são uma verdadeira febre no mundo dos automóveis. Recentemente, a montadora Volvo revelou que pretende lançar uma nova família de carros compactos. A montadora está trabalhando em uma nova linha para o mercado europeu. O projeto está sendo desenvolvido em parceria com a montadora chinesa Geely, sua proprietária, na cidade de Gotemburgo, na Suécia, em um centro de tecnologia criado pela proprietária chinesa da montadora: o China Euro Vehicle Tecnnology, ou simplesmente CEVT.

Dentre os modelos que irão compor a nova linha de carros devem estar o competidor para o modelo VW Golf e também para o modelo do Ford Focus, um novo modelo XC40 crossover e a montadora também promete um sucessor para o modelo V40. Além de todas essas promessas, a montadora também pretende lançar novos carros para a linha da Geely, tanto na China quanto na Europa.

Os novos carros serão feitos sobre uma plataforma modular que permitirá que os modelos sejam ajustados no comprimento, altura e largura e também no espaço entre eixos, para melhor se adaptar às características próprias de cada veículo.

As peças dos modelos também devem manter a mesma tecnologia, que garante maior conforto a todos os integrantes dos veículos. Alguns exemplos das inovações presentes nos carros da Volvo e que já fazem sucesso entre os clientes é o uso do sistema de aquecimento nas versões manual e automática. O motorista é capaz de escolher entre diferentes temperaturas, a que melhor se adapta às suas necessidades, possibilitando um ambiente interno altamente confortável.

A data de lançamento da nova linha ainda não foi revelada, mas a montadora Volvo deve revelar o design e alguns detalhes dos novos modelos em, no máximo, dois anos e meio. Enquanto a data de lançamento não chega, basta aos admiradores dos modelos das montadoras acompanharem as novidades para este ano, e os principais fóruns, em busca de novidades sobre esse importante lançamento.

Por Patrícia Generoso

Volvo V40 Crosscountry

Foto: Divulgação


Novo modelo contará com novo motor 1.0 turbo e será lançado no dia 15 de setembro no Salão de Frankfurt.

Mostrado pela primeira vez como ik.2 Concept, no Salão de Genebra, o novo hatchback da Suzuki, o Baleno, será apresentado ao público em setembro.

Com esteia marcada para o dia 15 de setembro no Salão de Frankfurt, o novo hatch compacto da Suzuki irá combinar “design estiloso, amplo espaço interno e novas tecnologias”, nas palavras da marca.

Ainda sem muitos detalhes divulgados, o que se sabe é que o Baleno será uma alternativa mais racional ao Swift, graças às dimensões um pouco maiores (4,02 metros de comprimento e 2,52 metros de entre – eixos) e maior versatilidade. Sob o capô, o compacto vai estrear o novíssimo motor 1.0 litro com turbo compressor e injeção direta. As diferenças ficam por conta de detalhes como para-choques, rodas e acabamentos.

Os conjuntos óticos também mudam nesta versão de produção, num modelo que deverá manter as medidas do iK-2, modelo que tinha 4,0 metros de comprimento, 1,92  metro de largura, 1,45 metro de altura e 2,52 metros de distância entre eixos.

A Suzuki promete para este motor força e eficiência suficientes para as melhores prestações e economia de combustível. Para ficar ainda mais interessante, o Baleno seguira o novo conceito de construção leve da Suzuki.

O lançamento vai ao encontro de legislações, principalmente na Europa, que exigem propulsores que gastem menos combustível e emitam menos gás carbônico na atmosfera.

Embora o turbo compressor dê mais torque e potência ao veículo, a ideia é tornar os veículos mais sustentáveis. Essa onda, chamada de "downsizing", começa a chegar ao Brasil com o lançamento do Volkswagen Up! TSI.

A novidade estreia no novo hatch Baleno. O nome já é conhecido, inclusive no Brasil, mas o formato é inédito, derivado do conceito iK-2, que foi mostrado no Salão de Genebra, em março deste ano. Ainda não há informações sobre comercialização do modelo no Brasil.

Por Guido Michel Macris

Suzuki Baleno

Suzuki Baleno

Suzuki Baleno

Fotos: Divulgação


Com a crise econômica, o setor automobilístico também sofre as consequências. Em julho de 2015, o número de veículos emplacados caiu mais de 19%, registrando 84,2 mil veículos a menos nas vendas em comparação com o mesmo período do ano passado.

A crise na economia brasileira atingiu também o mercado automobilístico. Em comparação com o mês de julho do ano passado, o número de veículos emplacados caiu mais de 19%. O número registrado no ano foi de 84,2 mil veículos a menos do que no ano passado, onde o número de veículos com novo emplacamento foi de 436,6 mil. 

Os números registrados incluem veículos como automóveis comerciais leves, motocicletas, ônibus, veículos rodoviários e de outros tipos. Os índices foram divulgados na última segunda-feira (dia 3) pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). A entidade representa atualmente cerca de 8 mil concessionárias por todo o país.

Se for comparado com o mês de junho deste ano, no entanto, o número de emplacamentos subiu 6,9%. Ao analisar o acumulado do ano, a queda é de 17,8% em relação ao mesmo período no ano de 2014. Nos primeiros sete meses deste ano foram emplacados cerca de 2,4 milhões de unidades automotivas, e no ano de 2014, o número era de 2,9 milhões no mesmo período.

Segundo a fundação, o aumento em relação ao mês de junho foi impulsionado graças ao calendário. O mês de julho possuía 23 dias úteis e o mês de junho somente 21. Um aumento discreto nos dias úteis, mas que já impulsionou um leve aumento no número de vendas.

Porém, em todos os segmentos, segundo a média, o saldo permaneceu negativo em 2,09% durante os dias úteis. O presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior faz uma projeção ainda mais negativa para o setor durante todo o ano de 2015. Segundo ele, a queda poderá chegar a 20% no setor.

Para os veículos comerciais leves, a queda foi de 21,58% em relação ao mesmo mês do ano passado, já os caminhões registraram queda de 42,95% em seus novos emplacamentos. Os ônibus somaram 26,46% a menos emplacamentos do que em 2014, segundo a pesquisa.

A grande queda no número de caminhões emplacados parece estar ligada diretamente à queda do consumo brasileiro. Como o comércio está desaquecido, o transporte de produtos sofre queda e, consequentemente, o número de vendas de caminhões diminui, superando a queda de automóveis leves e de ônibus.

Por Patrícia Generoso

Venda de veículos

Foto: Divulgação


Empreendedor baiano conseguiu transformar mel em combustível para seu veículo.

Luiz Jordans é nome de um inventor baiano que conseguiu transformar mel em combustível e vem chamando a atenção não só das autoridades brasileiras, mas também de vários outros países. Luiz é dono de uma produtora de mel no sudoeste da Bahia, na cidade de Barra do Choça e conseguiu realizar um feito que para muitos seria impossível: transformar o mel em combustível para seu automóvel.

E ele agora conseguiu zerar o descarte do mel e hoje utiliza um veículo para o seu empreendimento, somente à base do mel combustível.

A empresa de Luiz Jordans chega a produzir mais de 10 mil quilos de mel mensalmente e 100 quilos deste mel são descartados mensalmente, porque é um mel que traz riscos se for consumido pelo ser humano, então a solução era transformar todo este mel que seria jogado fora, em ração, que serve de alimento para as abelhas, só que havia o risco de fermentação e isso trazia risco para as abelhas.

A solução seria pegar todo este mel e simplesmente jogá-lo fora, só que Luiz Jordans é muito preocupado com a questão ambiental e não queria danificar o meio ambiente com este descarte. Luiz começou então a pesquisar o que poderia ser feito com este mel e descobriu que ele poderia ser transformado em álcool e com a ajuda da FAPESB – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia – e também do SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – o empresário começou a dar um novo destino ao mel que deveria ser descartado.

O empresário Luiz Jordans conseguiu, ainda, transformar este mel em produtos que possuem as características para ser utilizado na produção de extratos medicinais e até de licores. Luiz Jordans ainda percebeu que 30% deste mel seria jogado fora, mas ele queria aproveitar todo o mel e não jogar nada no meio ambiente e assim começou um novo projeto, que é este de utilizá-lo como combustível.

Agora o mel  passa por uma fermentação, depois vai para a destilação e chega ao mel combustível. Então, o descarte de mel na empresa do Luiz Jordans é zero, como ele desejava.

O mel combustível é utilizado no veículo da própria empresa e Luiz disse não ter pretensão de utilizar o álcool do mel para fins comerciais, mas sem dúvida alguma, é mais uma solução para a substituição do petróleo que tanta poluição traz para o meio ambiente.

Por Russel

Mel combustível

Foto: Divulgação


Novo modelo já está à venda no Brasil e conta com ótimas características.

Sonho de consumo de todos os apaixonados por carros com suas inovações tecnológicas, beleza e velocidade, o Porsche 911 Carrera chegou para “tirar o sono” de quem sonha em tê-lo, mas, não tem como desembolsar R$ 549 mil – sim, esse é o valor dessa máquina, assim como chegou para ser a alegria de milionários que podem pagar essa quantia pelo carro e cobiça tê-lo como um dos seus brinquedinhos na garagem.

É possível o leitor se perguntar o que leva um carro a custar R$ 540 mil. Para os outros carros talvez não exista explicação, mas para o Novo Porsche Carrera S fica mais fácil de explicar. Primeiro, o carro tem uma mecânica de colocar inveja em qualquer outro tipo de automóvel que possa ser comparado a ele. O motor é de 6 cilindros em disposição boxer com nada mais nada menos que 400 cv de potência, sendo que essa composição vem com o sistema de injeção direta de gasolina (Direct Fuel Injection – DFI) e VarioCam Plus. O que significa esse sistema? Que o motorista dessa máquina vai conseguir obter toda a potência que esse carro tem para oferecer, com consumos bem menores em relação a carros potentes.

O novo Porsche 911 Carrera tem uma caixa manual de 7 velocidades e ainda falando em sistemas, ele tem o sistema Porsche Torque Vectoring (PTV), que chega com um diferencial a mais, já que auxilia na boa dinâmica do carro para os motoristas, dando ao motorista uma direção precisa tanto nas retas quanto nas curvas. O Porsche 911 Carrera é todo projetado no aço e no alumínio, afinal, para aguentar a velocidade que pode chegar, de até 304 Km/h, a estrutura desse carro tem de ser forte.

Na sua parte interna, nada se compara ao conforto que ele pode oferecer. Bancos de couro e, por sinal, esse mesmo couro envolve todo o volante, a caixa de marcha e, sem exageros, toda a parte interior do carro. O painel de instrumentos tem um tom na cor ecrã, mas a resolução das cores vai de acordo com o uso do controle de velocidade de cruzeiro ou do sistema de áudio.

Criado para também proporcionar interação, o novo Porsche 911 Carrera vem com o Porsche Communication – o que possibilita ao motorista usar todas as formas de comunicação dentro do carro; com pré-instalação para celulares e sistema de som High- End Sorround (som da mais alta qualidade).

Quer mais novidade? O Novo Porsche 911 Carrera também oferece aplicação Aha Radio, onde o motorista poderá reproduzir Web Rádio, Podcasts e Audio Magazine no PCM, além de poder fazer consultas sobre as condições meteorológicas. Tudo através de um smartphone. Será que com tanta informação, tecnologia, beleza e potência dá para se compreender o super valor de mercado do Novo Porsche 911 Carrera? E, para finalizar, outra boa notícia: a máquina já está à venda no Brasil.

Por Michelle de Oliveira

Porsche 911 Carrera

Foto: Divulgação


Novo modelo traz como itens de fábrica rádio, ar-condicionado, alarme, vidros e travas elétricos e faróis de neblina. Preços variam de R$ 45.990 a R$ 62.890.

O novo Peugeot 208 do ano de 2016 já está à venda no Brasil. A montadora lançou a nova linha mantendo os preços do modelo em 2015, que variam entre R$ 45.990 para a versão Active e R$ 62.890 para a versão Griffe, que possui câmbio automático.

O novo hatch que chegou ao mercado brasileiro não possui ainda a atualização dos modelos europeus, anunciados no Salão de Genebra, em março.

Segundo o diretor de marketing da Peugeot, o modelo ainda não tem as inovações no visual, pois a montadora no Brasil possui um cronograma diferente da europeia. Se o visual não é inovador, o interior do novo modelo não deixa a desejar: os modelos mais básicos (Active) já vêm de fábrica com itens como rádio, ar-condicionado, alarme, vidros e travas elétricos e faróis de neblina. Nesse modelo, a central multimídia é item opcional.

Ao modelo Active Pack há o acréscimo de airbags laterais, ar-condicionado digital, volante de couro e sistema multimídia já incluso. A versão intermediária do modelo tem atrativos como teto solar panorâmico, sensor de ré e piloto automático.

A versão mais completa de todas, a Griffe, tem além de todos os itens já citados, airbags de cortina, sensor para estacionamento dianteiro. O modelo está disponível somente com o motor 1.6. O modelo Griffe vem com o aplicativo exclusivo para celulares, MyPeugeot. Este aplicativo registra informações do percurso do carro, na tela do seu celular outros controles, como o nível do combustível e alertas de revisões também são exibidos pelo aplicativo.

Ao mesmo tempo em que o modelo 208 torna-se o mais equipado da Peugeot, seu concorrente, o Citroen C3, deve de destacar no preço, e conseguir disputar o gosto dos clientes, com suas versões de entrada.

Com a nova linha 2016, a Peugeot tem a expectativa de aumentar suas vendas em cerca de 30%.

Por Patrícia Generoso

Peugeot 208 2016

Peugeot 208 2016

Peugeot 208 2016

Fotos: Divulgação


Bancos diminuíram os prazos dos consumidores que não conseguem pagar o financiamento do veículo.

Com a crise econômica cada vez mais agravada, algumas empresas de recuperação de crédito resolveram reduzir os prazos dos consumidores que estejam em atraso e aumentaram a retomada de veículos por inadimplência em até 28% só este ano.

O pedido de reforço na cobrança veio de bancos e instituições financeiras de crédito, responsáveis por financiamentos de veículos que já estão sentindo os impactos da crise econômica.

Com a medida, os bancos querem evitar que devedores de 15 a 90 dias tornem-se consumidores inadimplentes, alcançando mais de três meses de atrasos das parcelas. Ao tomar o carro do consumidor, as financeiras acreditam estar forçando uma retomada do pagamento do veículo.

As devoluções não acontecem somente por meio judicial. O número de clientes que devolveram seus carros espontaneamente, por não poderem arcar com as despesas, cresceu 20%. É um forte sinal da crise, pois mesmo depois de terem pago a entrada, ou duas ou três parcelas, os consumidores desistem da compra.

O aumento do desemprego é um dos fatores que leva a dificuldade em quitar as parcelas dos carros. Segundo os economistas, o consumidor, ao perder o emprego vai priorizar o que vai conseguir pagar. Além do prazo para retomada de veículos, os prazos para acionar o devedor na justiça e o tempo de cobrança por atraso também foi reduzido: agora o consumidor recebe notificação de cobrança com até 5 dias de atraso na parcela e já pode ser acionado judicialmente com 90 a 60 dias de atraso.

Mas o momento não é só de prejuízos ao consumidor. Com a crise em alta, o devedor pode se beneficiar com as facilidades de renegociação da dívida. Com o aumento de inadimplentes, aqueles que desejam regularizar a sua situação têm abertura muito maior para renegociar. Os contratos são analisados individualmente, de forma cuidadosa. É importante notar que nas dívidas com mais de 90 dias terão juros menores e parcelas maiores.

Fica o alerta para quem deseja entregar o carro: os bancos têm maior interesse em fazer a renegociação dos valores do que receber de volta o carro, que já estará desvalorizado pelo uso. A dica é apostar nessa preferência para renegociar os valores e continuar com seu veículo.

Por Patrícia Generoso

Financiamento carro

Foto: Divulgação


Modelos como o Duster Oroch da Renault e o Qashqai da Nissan estão na lista dos lançamentos mais aguardados pelos brasileiros para o próximo semestre de 2015.

Embora a crise tenha chegado também no setor automobilístico, algumas novidades ainda atraem os clientes, e o próximo semestre promete algumas boas inovações para os apaixonados pelo mundo automobilístico. 

As montadoras prometem algumas boas novidades para seus clientes, e dentre os modelos mais esperados estão a picape Duster Oroch da Renault e o SUV Qashqai da Nissan.

Ao prometer novidades para o próximo semestre as montadoras criam todo um clima de mistério e acabam impulsionando suas vendas, mesmo em um cenário não tão favorável, como o que a economia brasileira enfrenta.

Uma pesquisa da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores aponta para uma queda nas vendas de automóveis no país. Até o mês de maio, por exemplo, houve queda de 20% se comparado ao mesmo mês do ano passado. Se o cenário não é otimista para as vendas espontâneas, então essa é a hora de investir em novidades para o setor. 

Os oito carros mais esperados para o próximo semestre estão listados abaixo:

– Picape da Fiat (ainda sem nome);

– Sandero RS (esporte), da Renault;

– Qashqai (SUV), da Nissan (SUV);

– Duster Oroch (picape), da Renault;

– A3 sedan flex, da Audi;

– Hilux (picape), da Toyota;

– C4 Picasso, da Citroën;

– Ranger, da Ford.

Resta descobrir se o setor automobilístico terá aumento de vendas, ou manterá o cenário de queda registrado no primeiro semestre desse ano.

As montadoras estão apostando todas as fichas numa característica muito conhecida dos brasileiros: o gosto pelas novidades. Alguns modelos como os citados acima foram guardados no começo do ano para serem usados como "coringa" das vendas caso a crise, como a que vivemos atualmente, continuasse. Mas se a novidade atrai o gosto do consumidor brasileiro, se esta vier aliada com bom preço, o resultado sempre será positivo.

Vamos aguardar para ver se as montadoras farão o conjunto preço-inovação e conquistarão novamente os índices de venda positivos.

Por Patrícia Generoso

Renault Duster Oroch

Nissan Qashqai

Fotos: Divulgação


Montadora aposta em novo modelo esportivo com 7 lugares e sistema de tração integral.

Um SUV esportivo com sete lugares. É nisso que apostam os engenheiros da montadora Honda. A montadora está se preparando para promover mudanças importantes em seu próximo modelo, previsto para ser lançado no mercado no ano de 2017.

A ideia da montadora é distanciar o novo modelo do seu último lançamento o HR-V, lançado este ano no continente europeu. Para que isso aconteça, o próximo modelo terá aumento em suas dimensões, o que o aproximará de modelos como o Volvo XC60 e a Land Rover Discovery Sport, por exemplo.

Além dos sete lugares, que seriam item de série, o novo modelo adotaria também um sistema de tração integral, como os outros modelos semelhantes.

O CR-V será a quinta geração do SUV esportivo japonês e está previsto para ser lançado daqui a dois anos. Com o aumento das dimensões, o modelo passa a ser considerado um produto mais luxuoso e atraente segundo alguns críticos. No seu interior, o CR-V traz o mesmo design do HR-V, com algumas inovações tecnológicas. A tecnologia do modelo fica garantida pela inclusão de um novo sistema de infotainment que apresenta uma tela sensível ao toque do motorista. Os motores também manterão o padrão lançado pelo HR-V. 

Chegará ao fim a escolha entre o esportivo e o funcional, entre família e aventura. Quem tem a família grande ou mesmo muitos amigos poderá desfrutar da funcionalidade de mais lugares no carro, aliada com o design e motor imponentes de um bom esportivo, o que pode lhe proporcionar bons momentos em viagens mais longas e em terrenos mais acidentados. Embora a maioria das pessoas não utilize esses trajetos com muita frequência, o modelo proporciona enorme versatilidade para o motorista. 

Embora o modelo apresente versatilidade e funcionalidade, algumas pessoas acreditam que o modelo deixa a desejar na aparência.

E você, o que acha? É importante aliar um bom design com a funcionalidade? Qual dos dois aspectos pesa mais na hora da escolha por um bom carro?

Por Patrícia Generoso

Honda CR-V

Honda CR-V

Fotos: Divulgação


Renault apresenta as primeiras imagens do modelo Talisman. Início das vendas do carro deverá acontecer no final de 2015.

A Renault apresentou oficialmente nessa segunda (6) seu novo modelo sedã de luxo, o Talisman. O novo sedã deverá substituir o Renault Laguna, que está presente há 21 anos no mercado automobilístico. O novo modelo também deverá substituir o Renault Latitude, que não foi comercializado no Brasil.

Durante a semana passada, a montadora francesa Renault divulgou um teaser para promover seu novo sedã de luxo, nomeado Talisman. O novo sedã possui esse nome em relação ao poder e segurança que o modelo garante ao motorista. Além disso, a palavra possui fácil pronuncia e entendimento em todos os continentes.

O Talisman possui as seguintes dimensões: 4.85 m de comprimento, 1,87 m de largura e 1.46m de altura. Segundo a Renault, a distância entre os eixos é de 2,81 m, que garante melhor desempenho para manobra sendo melhor do que o modelo Laguna.

O modelo possui base aerodinâmica, já que é fabricado sobre a plataforma CMF da Renault, que garante uma melhor dirigibilidade e desempenho nas pistas.  Segundo a empresa, o modelo promete ser a melhor opção no segmento.

O design frontal moderno traz grades e faróis em LED, semelhante ao modelo Renault Espace. Já o interior do veículo conta com bancos revestidos de couro, que se ajusta a dez diferentes posições. As versões premium do modelo terão sistema multimídia R-Link 2 (com display de 8,7 polegadas) e sistema de áudio Bose. Já as versões de entrada terão sistema multimídia e display de 4.2 polegadas.

O Renault Talisman terá uma versão especial, Initiale Paris, que estará disponível na cor preto ametista, exclusivo para a versão de luxo. Além disso, a versão possui rodas de liga leve de 19 polegadas, revestimento interno completo em couro Nappa, carpete especial, entre outros itens.

O modelo deve contar com cinco opções de motorização, sendo duas movidas à gasolina, gerando 150 cv e 200cv. As opções a diesel geram 110 cv, 130 cv e 160 cv biturbo. O câmbio de dupla embreagem e sete velocidades está disponível para opções alimentadas a gasolina. Já os motores alimentados a diesel tem opção de câmbio manual de seis velocidades ou dupla embreagem de sete velocidades.

Antes mesmo de seu lançamento, o Talisman é considerado um rival em potencial para o modelo Passat da Volkswagen, Mondeo da montadora Ford e Mazda 6. O Renault Talisman deverá estar à venda até o final de 2015. 

Por Wendel George Peripato


Modelo será lançado em breve e teve pequenas alterações no design.

A montadora italiana Fiat confirmou o lançamento do modelo 500 reestilizado. O modelo recebeu pequenas alterações quanto ao design, preservando sua identidade. Segundo a empresa, ao todo foram realizadas 1.800 modificações no pequeno utilitário.

O design externo do modelo sofreu algumas alterações. A grade, as lanternas e os faróis receberam design moderno, que chama bastante atenção. Além disso, o modelo recebeu lanternas diurnas com tecnologia LED.

O modelo possui o novo sistema de entretenimento Uconnet, que garante acesso seguro as mídias, display sensível ao toque e comando por voz. O sistema promete proporcionar uma experiência única ao motorista, graças à interação que o mesmo oferece. Além disso, o sistema possui outras funcionalidades, tais como: GPS de série, Rádio AM/FM, CD/DVD, conexão USB e compatibilidade com sistema Android.

É possível adquirir como item opcional o computador de bordo, que conta com display de 7 polegadas. O item é utilizado para fazer cálculos sobre a quantidade de combustível gasta, quantidade de combustível disponível, estado do veículo, pressão dos pneus, entre outras funcionalidades.

 O modelo deverá ser lançado em três versões: Pop, Popstar e Lounge. Todas as versões devem possuir sistema de segurança Airbag, controle de estabilidade do veículo e assistente de partida em rampa.

A motorização do veículo recebeu poucas alterações em relação às versões anteriores. O motor 0.9 alimentado a gasolina pode gerar potência máxima de 104 cv. Já a versão com motor 1.3 abastecido a diesel possui 94 cv de eficiência. Segundo a empresa, a versão com motor 1.3 polui menos a atmosfera terrestre, emitindo apenas 99 g/km de dióxido de carbono. As três versões contam com cambio manual de cinco ou seis velocidades.

Infelizmente, o Fiat 500 reestilizado não deverá ser produzido e comercializado no Brasil, pelo menos por enquanto. Os modelos vendidos do Fiat 500 vendidos no país são de origem do México e por lá o modelo ainda não sofrerá mudanças. O preço máximo do compacto no Brasil chega até R$ 81.710.

Por Wendel George Peripato

Fiat 500 reestilizado

Fiat 500 reestilizado

Fotos: Divulgação


Queda nas vendas de veículos foi de 20,7% entre os meses de janeiro a junho de 2015.

O fraco desempenho da economia brasileira está afetando profundamente o mercado de automóveis no país. Na comparação com 2014, as vendas de veículos neste primeiro semestre de 2015 sofreram uma queda de 20,7%, de acordo com o que informa a Fenabrave.

Os dados mostram que foram emplacados 1.318.985 carros, caminhões e ônibus entre os meses de janeiro e junho. Este número é o pior resultado para o período desde o ano de 2007, quando apenas 1.082.257 unidades foram comercializadas.  

No primeiro semestre de 2014, foram emplacados exatos 1.662.837 unidades de veículos no país. As previsões de queda de vendas para este ano estão aumentando à medida que os meses passam e os consumidores estão respondendo negativamente ao mercado de carros novos. Em janeiro, a estimativa era de uma queda de 10% nas vendas sobre 2014. No mês de maio, a projeção foi revisada para 18,9% e, agora, está em 23,9%. Isso significa que a expectativa é que sejam vendidos 2.662.857 veículos, cerca de 834 mil unidades a menos que o ano passado.   

Segundo o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção, o país "perde um México este ano, em relação ao volume de carros vendidos". Para os automóveis e comerciais leves – picapes e furgões – a baixa para o ano é prevista para 23%, totalizando 2.563.126. A comparação feita por Assumpção leva em conta o volume de automóveis que deixarão de ser vendidos no Brasil com o total de emplacamentos de carros no mercado mexicano em 2014. 

Na América Latina, Brasil e México caminham juntos na supremacia de produção de veículos. No quesito vendas, o mercado brasileiro ainda é bem inferior ao dos irmãos latinos.   Em relação aos veículos maiores, como caminhões e ônibus, a queda deve ser ainda mais acentuada e preocupante. É esperado que neste ano a queda neste segmento de veículos chegue a 41%. Caso a previsão seja confirmada no final do ano, também será o pior ano desde 2007.   

Neste primeiro semestre de 2015 o Fiat Palio continuou como o domínio do mercado, sendo o mais vendido. Foram 62.757 unidades vendidas, contra 55.789 do segundo colocado, o GM Onix. O Volkswagen Gol que liderou o mercado brasileiro por muitos anos e é considerado o principal rival do Fiat Palio, conseguiu vender 44.900 unidades até o momento.   

Em relação às marcas, a Fiat segue como a principal montadora do país com 18,64% de participação. GM com 16,07% e Volkswagen, com 15,5%, completam os três primeiros. A Jeep, que está investindo pesado no país, apareceu pela primeira vez entre as 15 marcas mais emplacadas entre os automóveis, com 8.664 unidades vendidas de janeiro a junho.   

Devido ao fraco ritmo de vendas, foram cortados 12 mil empregos nas concessionárias neste primeiro semestre. Cerca de 242 lojas foram fechadas. A expectativa é que até o final do ano, mais 8 mil vagas sejam cortadas.

Por William Nascimento

Compra veículos


Volks pretende usar um motor de 3 cilindros 1.0 TSI no Up!.

A Volkswagen vem inovando sua tecnologia para manter seus modelos no ranking dos veículos mais vendidos ao redor do mundo. A empresa alemã anunciou que irá investir cerca de R$ 460 milhões para deixar o modelo Up! mais veloz. O novo motor terá 3 cilindros 1.0 TSI, e deverá ser fabricado em São Carlos – interior do estado de São Paulo.

O Volkswagen Up! será o primeiro modelo produzido no Brasil que contará com motor 1.0 turbo, abastecimento bicombustível e injeção direta. Além disso, o novo Up terá um aumento em seu desempenho, passando de 82 cv para 105 cv com o uso do etanol. Já para quem prefere utilizar gasolina, o ganho passará de 75 cv para 101 cv de potência.

A nova tecnologia empregada nas versões Up! tem outros benefícios como, por exemplo, o menor consumo de combustível e um melhor desempenho. Isso ocorre, porque o modelo turbo administra melhor a queima de combustível garantindo que nada se perca.

A empresa alemã garantiu que os modelos nacionais Gol, Saveiro e Fox devem receber o motor 1.0 turbo flex logo mais. Tanto é que esses modelos já possuem tal tecnologia em suas versões 1.6.

A versão Volkswagen Up! terá outro diferencial em relação ao modelo atual, o porta-malas será pintado de preto. Isso deverá torná-lo semelhante ao modelo europeu que possui porta-malas em vidro, diferenciando da cor restante da carroceria.

O investimento no novo motor será concretizado até o ano 2018. A empresa estima que pelo menos R$ 900 milhões devem ser gastos em melhorias para a fábrica em São Carlos, que já chega à marca de 10 milhões de unidades produzidas.

Durante o evento para divulgação da nota um dos representantes da Volkswagen  no Brasil, garantiu que a empresa está preocupada em trazer qualidade e tecnologia internacionais para o Brasil. O investimento na unidade de São Carlos deverá reduzir a importação de peças da Alemanha, já que as mesmas serão produzidas no país.

Por Wendel George Peripato

Volkswagen Up!

Volkswagen Up!

Fotos: Divulgação


Novo modelo foi apresentado na Alemanha em duas versões: sedan e perua.

A Audi apresentou na última segunda-feira (29) a nova geração do modelo A4 na Alemanha. Segundo a fabricante, o modelo traz tecnologias revolucionárias empregadas nos modelos Q7 e TT, que são sucesso no continente europeu. Duas versões do modelo devem ser lançadas no mercado, a versão sedan e a perua.

Segundo informações disponibilizadas pela empresa, o modelo Audi A4 é bastante econômico, seguro e possui a melhor tecnologia do mercado. O modelo possui base aerodinâmica, o que facilita a dirigibilidade em altas velocidades. Além disso, a montadora garante que o novo Audi A4 possui 21% de eficiência a mais em relação aos modelos do mesmo segmento.

Apesar das novas tecnologias empregadas, houve um pequeno aumento nas dimensões do produto. A nova versão possui cerca 4,72 metros de comprimento, contra 4,70 da versão 2015. Já a distancia entre os eixos sofreram aumento de dois centímetros, passando de 2,80 para 2,82 metros. A altura do veículo se manteve a mesma – 1,42 metros.

Para quem gosta de viajar o modelo é excelente, já que conta com porta-malas capaz de armazenar até 480 litros na versão sedan e 505 livros na versão perua. As dimensões do Audi são consideradas excelentes para um sedan médio de luxo.

Internamente o modelo se destaca pela tecnologia. O novo A4 possui painel de instrumentos totalmente digital – semelhante ao modelo TT – e tela de 12,3 polegadas. O display de 8 polegadas é responsável pelo sistema de entretenimento. Detalhes como revestimento em couro e detalhes em alumínio são pontos positivos e se destacam.

O modelo possui plataforma MLB Evo, que garante a redução do peso do veículo em até 120 Kg. Isso afeta diretamente no desempenho do veículo, tornando-o mais veloz e prático de dirigir.

Os motores utilizados nas versões A4 contam com quatro e seis cilindros, que devem ser alimentos a diesel ou gasolina. São eles: 1.4 com150 cv, 2.0 com 190 ou 252 cv de potencia, 2.0 TDI diesel com 150 ou 190 cv e o poderoso 3.0 que conta com 218 ou 272 cv.

O modelo conta com câmbio manual de seis marchas, exceto na versão com motor 3.0, onde a caixa de transmissão deverá alcançar oito velocidades automaticamente. A versão com motor 1.4 deve alcançar de 0 a 100 Km/h em apenas 8.4 segundos. Já a versão 2.0 deverá alcançar a mesma velocidade em apenas 7.3 segundos.

A Audi está mostrando todo o seu potencial, e busca consolidar-se como a melhor fabricante no segmento. Vale ressaltar, que a concorrência composta por modelos da Mercedes, BMW e Jaguar promete tornar essa tarefa bastante árdua. 

Por Wendel George Peripato

Novo Audi A4

Novo Audi A4

Novo Audi A4

Fotos: Divulgação


Com o novo modelo a montadora voltou a apostar no mercado de pequenos crossovers.

A montadora japonesa Mazda resolveu investir novamente no mercado de pequenos crossovers, onde a companhia estava afastada há algum tempo. Nos últimos meses, a fabricante asiática atualizou muitos de seus veículos, em uma atitude ousada de ganhar espaço, principalmente no eixo Europa-Ásia.

O seu novo carro, o CX-3 já chegou à Europa com pompa arrojada e de possível sucesso no mercado.   A Mazda deposita grandes esperanças neste modelo, não somente pelas características do automóvel, mas também pela recuperação do setor automotivo. No mercado europeu, por exemplo, os pequenos crossovers tiveram um aumento nas vendas de 56% comparado 2014 com 2013. É esperado que até o final de 2017, o volume total de veículos deste segmento vendidos por ano seja de 800 mil unidades.   

Apesar da forte concorrência de outras montadoras neste segmento, a companhia japonesa espera aumentar sua participação de mercado em 3,1%. Cerca de 38 mil unidades do CX-3 serão destinados ao mercado europeu. A Mazda pretende produzir 150 mil unidades do modelo para suprir todos os mercados em que atua.   

O CX-3 compartilha de diversos componentes do Mazda2, com dimensões bastante compactas e um estilo arrojado e moderno. Seu jeito esportivo e dinâmico o deixa atraente e bem afeiçoado ao mercado europeu. A versão do modelo com motorização a gasóleo Skyactiv-D 1.5, que será vendido em Portugal, tem baixas taxas de emissões, além de apresentar 105 cv de potência e um binário de 270 Nm.  O motor também oferece aos usuários uma agradável experiência em trechos urbanos, apresentando também uma resposta bastante eficiente na estrada.   

A Mazda resolveu não modificar muito o CX-3 em relação aos seus "irmãos". O automóvel conta com recursos interessantes, mas comuns em mercados desenvolvidos. Alerta de saída involuntária de faixa, travagem automática em cidade, faróis adaptativos, alerta de ângulo morto, regulador de velocidade adaptativo, entre outros recursos estão presentes no novo veículo da Mazda. Há ainda pacotes específicos que poderão incrementar as características do modelo: Alta Segurança (HS) e Alta Tecnologia (HD) por 1.085 e 1.310 euros, respectivamente.   

O CX-3 dispõe do mesmo sistema multimídia dos modelos anteriores da marca asiática. O dispositivo multimídia é dotado de um comando central rotativo que permite conexão à internet e acesso a aplicações de redes sociais e navegação. Conexão Bluetooth também faz parte do pacote multimídia disponível no automóvel.   

O Mazda CX-3 está disponível no mercado em dois principais modelos, o 4×2, que custa entre 22.970 euros e 27.740 euros. e o 4×4, que é avaliado entre 28.461 euros e 32.736 euros.

Por William Nascimento

Mazda CX-3

Mazda CX-3

Mazda CX-3

Fotos: Divulgação


Modelo, que foi lançado no final do ano de 2013, teve sua produção encerrada em 19 de junho de 2015.

Foi anunciado pela Porsche, na manhã desta última sexta-feira, dia 19 de junho de 2015, o encerramento da produção do Posrche 918 Spyder. A produção deste veículo já era feita há 21 meses, em Stuttgart, na Alemanha.

A fabricante, quando desenvolveu este veículo, o destinou exclusivamente para ser um carro superesportivo plug-in híbrido. Ele apareceu pela primeira vez durante o evento denominado Geneva International Motor Show no ano de 2010, ainda como um conceito, a empresa gostou tanto do modelo que no verão do mesmo ano deu a luz verde para que o desenvolvimento desse carro e a sua produção se iniciasse de maneira imediata.

Este veículo foi lançado oficialmente no final do ano de 2013, o seu lançamento foi feito para representar uma verdadeira continuação de uma série de supercarros dos modelos esportivos que estavam sendo lançados por esta montadora alemã. Os modelos pioneiros desta série foram o 904 Carrera GTS, o 959, o 911 GT1 e o Carrera GT.

Não há como negar que o lançamento do Spyder no mundo automobilístico foi um grandioso impulso para o desenvolvimento de tecnologias inovadoras voltadas para os supercarros esportivos do futuro.

O Spyder Porsche encarnou as virtudes clássicas e foi um definidor de pilares para o futuro, uma vez que este veículo é sinônimo de bom desempenho, um exemplo disso é o fato de que no ano de 2013, este carro foi o responsável por definir um recorde, o de dar a volta somente com pneus de produção em Nürburgring com a incrível marca de nada mais nada menos que 6 minutos e 57 segundos, recorde este que jamais foi igualado por qualquer outro veículo até o presente momento. O consumo de combustível deste carro é de cerca de apenas três litros de gasolina por 100 km.

Portanto, é uma lamentável perda o encerramento da produção desse veículo, o qual sem sombra de dúvidas ilustra com muita propriedade o grande potencial da tecnologia plug-in híbrido.

Por Adriano Oliveira

Porsche 918 Spyder

Porsche 918 Spyder

Fotos: Divulgação


Modelo sedan de luxo vem equipado com motor V8 e design mais atlético.

A fabricante de veículos automotores Bentley fez a revelação nesta última quinta-feira, dia 18 de junho de 2015, de uma novíssima versão do seu modelo Flying Spur. Essa versão foi batizada com o nome de Beluga. O desenvolvimento dessa versão foi feito, segundo a montadora, exclusivamente para este modelo que é equipado com motor do tipo V8, ainda o outro objetivo foi o de dar a este sedan de luxo um design mais atlético.

O Flyng Spur Beluga será trazido ao mercado com a presença de rodas de liga leve no tamanho 20 polegadas com acabamento na cor preto brilhante ou a opção de escolha pelo tamanho 21 polegadas no pacote Mulliner, este veículo irá trazer a barra da sua grade inferior dianteira da mesma cor que a carroceria, sendo que os acabamentos da grade serão na cor preto brilhante no entrelaçado.

Na parte interna deste veículo o que chama atenção são as costuras que foram feitas em cores contrastantes com as cores das costuras que feitas nos assentos, outros detalhes bem interessantes ficarão por conta dos tapetes e das manoplas de câmbio que foram desenvolvidas exclusivamente para este modelo.

No que diz respeito à motorização do veículo, a montadora preferiu não realizar nenhum tipo de modificação com relação à versão anterior. Desse modo, o veículo foi equipado com um propulsor 4.0 V8 biturbo, o qual tem a capacidade de oferecer ao carro uma potência máxima de nada mais nada menos que 507 cavalos. Nos testes de aceleração, esse motor conseguiu atingir incrível marca de conseguir acelerar de 0a 110 Km/h em apenas 5,2 segundos, no quesito autonomia, os testes realizados pela montadora inglesa revelaram que, com o tanque cheio, este veículo possui uma autonomia de 804 quilômetros.

O certo é que o lançamento desse veículo foi feito por esta empresa inglesa a fim de sublinhar o lado mais desportivo dessa berlina luxuosa.

Por Adriano Oliveira

Bentley Flying Spur Beluga

Bentley Flying Spur Beluga

Bentley Flying Spur Beluga

Fotos: Divulgação


Modelo traz ótimas características e será vendido por, aproximadamente, R$ 190 mil.

A Mitsubishi apresentou o novo modelo, o facelit do Outlander PHEV. Este novo lançamento teve sua exibição no dia 18 de junho de 2015. E pode-se descrever que o carro vem com adicionais totalmente cromados na parte que vem na grade direita, rodas de liga leve com 18 polegadas, novos tipos de bancos, para-choque e volante. O carro ainda dispõe de um eficiente sistema híbrido, que evita a possibilidade de dar atrito e ainda proporciona uma economia de até 8%.

O veículo também passou por novas adaptações no sistema de segurança, como também oferece um moderno sistema de monitoramento com multivisão que fica no entorno do carro, vem com freios ABS, airbags nas laterais e varias outras inovações. E ainda possui dois tipos de motores conduzidos a gasolina. A primeira opção com 2.4 litros com quatro cilindros para uma produção de 166 cv e 22,3 kgfm de torque e caixa de câmbio CVT. A outra opção com 3.0 litros para produzir 224 cv com potência de 29,7 kgfm de torque através da transmissão automática com seis velocidades.

Não há como negar que a nova versão apresenta alta tecnologia e padrão de qualidade, pois a marca japonesa sempre trabalhou com veículos que sempre ganharam grandes destaques no mercado automobilístico. E para esse utilitário, o destaque está no modelo esportivo, que possui cinco lugares e quatro portas. E pelo bom desempenho que oferece, pode alcançar até 180 km/h e aceleração de 100 k/h em 11 segundos. Na cidade o carro proporciona uma economia de 12 km por litros, na estrada pode ganhar até 13 km por litro.

E pensando no conforto, o veículo possui bancos de couro, o volante é multifuncional, vem com apoio de braço para o motorista, teto solar e muitas outras comodidades. E com tantos detalhes, o preço do Mitsubishi Outlander PHEV 2.0 está em torno de R$ 190.000,00, mas é preciso levar em consideração todas as opções de segurança, comodidade e beleza do carro.

Agora, falta saber apenas a opinião das pessoas sobre o que acharam do Mitsubishi Outlander PHEV 2.0. Não deixem de postar seus comentários.

Por Jaqueline Mendes Rodrigues dos Santos

Mitsubishi Outlander PHEV

Mitsubishi Outlander PHEV

 

Mitsubishi Outlander PHEV

Fotos: Divulgação


Modelo superesportivo foi lançado no Brasil e em breve a versão WRX STI também desembarcará por aqui.

Um dos grandes destaques do Salão do Automóvel de São Paulo na edição 2014, o Subaru WRX foi anunciado oficialmente no Brasil. A versão WRX STI também já está com data prevista para chegar ao mercado, de acordo com a montadora oriental. Ambos os modelos devem desembarcar em terras tupiniquins ainda em agosto deste ano.

Os dois modelos são superesportivos, e com boas configurações mecânicas. O WRX vem com um bloco de quatro cilindros contraposto, de 2.0 litros. Esse motor, que é turbo e possui injeção direta, gera uma potência de 268 cavalos e tem torque de 37 kgfm. Essa versão possui duas opções de transmissão: manual, com 6 velocidades, e automática, com 8 velocidades.

Mas para quem quer mesmo potência, o WRX STI é o ideal, pois ele aparece com um bloco de 2.5 litros, também com quatro cilindros. Como era de se esperar, seu rendimento é melhor, gerando torque de 40 kgfm e potência de 305 cv. O único detalhe é que ele possui apenas uma opção de câmbio, que nesse caso é de 6 marchas.

Para quem quiser adquirir um carro desses, obviamente os valores não são dos mais acessíveis: a versão WRX custa inicialmente R$ 147.900,00, enquanto a versão top de linha, a WRX STI parte do preço de R$ 194.400,00. Os interessados já podem fazer suas reservas a partir dessa semana, em uma concessionária Caoa, porém a entrega começará apenas em agosto desse ano.

De uma maneira geral, a Subaru está tendo um bom rendimento esse ano no Brasil, sobretudo em meio à crise. Em relação aos quatro primeiros meses do ano passado, a marca aumentou em 73% a quantidade de venda de seus modelos no país, passando de 280 unidades vendidas nesse período em 2014, contra 484 unidades para o mesmo período em 2015. Com a chegada desse modelo, a tendência é aumentar ainda mais as vendas.

Por Felipe Villares

Subaru WRX

Subaru WRX STI

Fotos: Divulgação


Novo modelo terá design totalmente esportivo e será 91 kg mais leve que a versão anterior.

A nova geração do Audi A5 está ganhando várias novidades e a previsão é que ela chegue ao mercado ainda este ano. Um dos destaques é o design totalmente esportivo, presença de peças em alumínio para deixar o carro mais leve e o uso da plataforma Modular MLB. Outra novidade é que a nova versão deve ser 91 quilos mais leve que a antiga.

Além disso, o Audi A5 deve ter faróis em LED, interior futurista o motorista vai poder ter acesso às principais informações do veículo diretamente no para-brisa por meio de uma tecnologia chamada head-up display (HUD). A nova versão também deve contar com motor turbo de 2.0 Litros de quatro cilindros. A versão top de linha do Audi A5 será a RS5 e a previsão é que o carro tenha as vendas iniciadas na Europa ainda este ano, como modelo de 2016.

Você conhece o RS Q3, também da Audi? Atualmente, o veículo ganhou uma reestilização na Europa e a previsão é que o carro chegue ao Brasil somente no próximo ano. O carro se destaca pelo design esportivo e diferenciado e conta também com motor de 2.5 cilindros com turbo e consegue desenvolver até 310 cavalos. O carro é rival do GLA 45 AMG e o preço médio dele, a linha de 2015, é de R$ 273,6 mil.

Entre outras características, o RS Q3 conta com câmbio S-tronic, automatizado de dupla embreagem e tem 7 velocidades. Além disso, o carro foi considerado pelo quinto ano consecutivo o melhor entre 2 e 25 litros, e devido a isso ganhou em premiação internacional.

Além do design esportivo e futurista, o RS Q3 da Audi tem 7 marchas, mede 184 m de largura, 1,58 m de altura e pesa 1.655 Kg. O RS Q3 chega ao mercado apenas no próximo ano, mas o Audi ainda deve chegar em 2015.

Gostou das novidades? Deixe o seu comentário!

Por Babi

Audi A5

Audi A5

Audi A5

Fotos: Divulgação


Novo modelo sedan será lançado na Europa.

O novo modelo sedan CTS-V da fabricante Cadillac estará disponível para ser vendido inicialmente na Europa, mas é para o próximo outono de 2015. O carro vem com motor super equipado e permite aceleração de até 100 km/h em aproximadamente 4 segundos. A máquina ainda possui 649 cv de potência e 64,24 mkgf de torque, acoplamento automático de transmissão automática com oito marchas controlada pelo volante. E ainda permite tração traseira.

Com toda essa potência, o carro também tem grandes concorrentes no mercado, pois os modelos das linhas Audi, BMW e Mercedes também são altamente potentes e luxuosos. Retomando sobre o estiloso CTS-V da Cadillac de origem norte-americana, o veículo vai estrear no mercado com o valor inicial de 98.500 euros, mas o preço pode abaixar na época do verão para um valor em torno de 75.000 euros.

Comentando novamente que o CTS-V ainda tem capô com fibra de carbono, a parte interna apresenta um modelo esportivo sendo o acabamento com tecido de couro e os bancos em microfibra, além do painel sensível com tela de 12.3 polegadas, duas saídas duplas de escape e difusor traseiro, um audacioso para-choque e spoiler traseiro bem mais agressivo.

E baseado nessa tecnologia avançada, a Cadillac acredita que o CTS-V será um modelo que vai agradar muito o futuro dono. Pois, a empresa tem grande reconhecimento e boa referencia no mercado de automóveis no estilo sedan de luxo, como também sempre apresentou todo o marketing publicitário neste tipo de segmento.

Percebe-se que o modelo CTS-V da Cadillac ganhou novas características, perdeu mais o tradicional para um estilo arrojado e irreverente. Lembrando que a tecnologia está bem avançada, pois o sedan pode chegar a uma velocidade aproximada de 322 km/h, um grande avanço na aceleração.

Portanto, o moderno sedan CTS-V da Cadillac brevemente vai desfilar pelas ruas do mundo inteiro. E assim todos poderão conferir os detalhes do veículo e postar futuros comentários da super máquina.

Por Jaqueline Mendes Rodrigues dos Santos

 

Cadillac CTS-V

Cadillac CTS-V

 

Cadillac CTS-V

Fotos: Divulgação


Nova edição especial traz rodas de 18 polegadas de liga leve e para-choque com soleiras mais evidenciadas.

A Volkswagen, gigante alemã do setor automotivo, disponibilizou ao seu público uma nova edição especial do seu cupê CC. Chamado de CC Dynamic Black, o veículo está inovando principalmente pelo design considerado um tanto “agressivo” (para não dizer, exclusivo), pelo novo acabamento, a abrangência no padrão e pelos itens diferenciais de série.

Fazendo jus ao próprio nome, o novo CC vem na cor negra e com um conjunto de atualizações que o farão desde logo um grande sucesso: na parte exterior, as rodas são de 18 polegadas de liga leve na concepção da marca Talladega, e um para-choque com as soleiras mais evidenciadas.

Os faróis são bi-xenon, com possibilidade de focar em luz de neblina. Há um bom sistema de geolocalização por GPS e também a conectividade Bluetooth.

Interiormente, modelo da Das Auto tem assentos de couro Nappa, na cor cinza, assim como em toda a cabine, com detalhes na costura decorativa, no estilo chamado Grey Art, bem como acentos Art cinza em toda a cabine.

E não param por aí essas novidades, pois o VW CC Dynamic Black possui um motor a gasolina 150PS ETI ou a diesel 150PS e 184PS TDI, junto com um motor manual de seis ou sete velocidades, com transmissões de dupla embreagem.

O preço atualmente praticado pela Volkswagen na Alemanha está na casa de 38.200 euros a 45.500 euros, a depender da configuração desejada. Comparado com modelos da Audi, como por exemplo, o TFSI Audi TT 2.0 quattro S Tronic, que custa cerca de 40.000 euros, o apaixonado por carros pode acabar se convencendo a investir em um VW desse porte.

Vale ressaltar que, embora se chame CC Dynamic Black, a perspectiva é de que a VW lance o modelo em cores diferentes do preto. O último detalhe é que esse ótimo automóvel só pode chegar ao consumidor brasileiro se for feita uma encomenda prévia.

Por Alberto Vicente

Volkswagen CC Dynamic Black

Volkswagen CC Dynamic Black

Fotos: Divulgação


Novo modelo sedan contará com apenas 3 mil unidades produzidas e trará novidades em seus itens tecnológicos e no acabamento.

A tão esperada edição limitada do HB20 sedan chega às concessionárias em junho. A produção do HB20S Impress contará com apenas 3 mil veículos e com diferenciais tanto em sua lista de itens tecnológicos como no seu acabamento.

A versão terá apenas um motor 1.6 de 128cv, que será baseado na versão Comfort Style e virá com câmbio manual de 5 marchas ou automático de 4. O novo HB20S Impress virá em três cores diferentes: Preto Onix, Branco Polar e o Prata Metal, quem quiser esse último modelo terá que desembolsar R$ 1.095 a mais no valor do veículo, que tem preço inicial de R$ 53.665.

Sua central de multimídia aparece como uma das maiores novidades, com tela sensível ao toque e com diversas funções: TV digital, reprodução de vídeos e fotos, conectividade Bluetooth, entradas auxiliar e USB, além do clássico rádio. O único ponto fraco nesse quesito é o fato do carro ser lançado sem navegador GPS.

Ainda entre itens exclusivos no novo HB20S Impress, estão os retrovisores elétricos com repetidores de seta, sensor para estacionar, faróis com acendimento automático além dos novos bancos de couro perfumados e com costuras em cinza.

Por fora, o veículo também apresenta algumas novidades exclusivas, rodas com aro de 15 polegadas, de liga leve, acabamento estilo diamantado e com desenho exclusivo, além de ter um emblema com a escrita Impress em suas partes laterais.

O preço inicial do novo HB20S Impress é de R$ 53.665 para o modelo manual e de R$ 57.225 para o modelo automático, preços dentro do esperado pelo público em geral.

Sobre o HB20:

O HB20 foi o primeiro carro popular da sul-coreana Hyundai a ser fabricado no Brasil, em setembro de 2012. Desde então o carro concorre no mercado principalmente com o Gol, da alemã Volkswagen, o Palio, da italiana Fiat e o Fiesta, da americana Ford. Uma curiosidade é que o nome “HB” significa Hyundai Brasil, o modelo fez sucesso e já ganhou algumas versões como o HB20X, por exemplo.

Por Tom Vitor de Freitas

Hyundai HB20S Impress

Hyundai HB20S Impress

Fotos: Divulgação


Novo SUV poderá ser montado na fábrica da Skoda. Além da novidade, a Seat apresentou o novo Ibiza no Salão de Barcelona, com atualizações e novidades.

Uma novidade parece que está chegando para o próximo ano: o primeiro SUV da Seat. O nome do carro ainda permanece desconhecido e a possibilidade é que ele seja montado em uma fábrica da Skoda, na República Tcheca. A expectativa é que o novo automóvel chegue ao mercado em meados do próximo ano e poderá ser encontrado em duas versões: gasolina e diesel. Depois, a tendência é que o carro ganhe uma versão híbrida.

Outra novidade apresentada foi o novo Seat Ibiza no Salão de Barcelona, que mostrou algumas atualizações para a linha de carros pequenos como, por exemplo, faróis com LEDs para luz diurna, além de novas rodas. O interior também tem novidades como a tela central do painel que espelha a do telefone celular, além da presença do volante, instrumento e alguns materiais que foram revistos para o novo automóvel.  Outros recursos também ganham destaque como o monitor de desatenção do motorista e freios multicolisão, que tem a finalidade de frear o carro após um impacto, para evitar um acidente, por exemplo.

Além disso, a linha de motores do Seat Ibiza conta com um de três cilindros de 1,0 litros com 75 cv, 95 cv ou 110 cv, além de 1,4 turbo com 150 cv a gasolina. Outro detalhe é que nas opções dos motores de 110 cv a gasolina e 90 cv a diesel tem câmbio de DSG de seis marchas e também dupla embreagem.

O Seat Ibiza é um carro hatch, sendo montado sobre o mesmo chassi do Volkswagen Polo e ambos contam com uma mecânica muito semelhante. O carro é produzido desde 1984 e para o novo carro da marca dois aspectos importantes foram melhorados: a segurança e a personalidade, que pode ser notada por meio do design marcante. Outras mudanças foram introduzidas como a nova grelha dianteira, novos para-choques, entre outros.

Gostou das novidades dos automóveis? Deixe a sua opinião!

Por Babi

SUV da Seat

SUV da Seat

Fotos: Divulgação


Nova geração será híbrida e tem data oficial de lançamento para 2018.

De forma oficial o que se sabe é que até o presente momento a Nissan não estabeleceu nenhuma data oficial para o lançamento. Mas os trabalhos visando ao desenvolvimento da mais nova geração do esportivo da marca, o GT-R, andam a pleno vapor.

Entretanto, uma informação que circula em sites especializados no setor tem chamado a atenção de muita gente: segundo a mesma a próxima geração do Nissan GT-R, que será híbrida, vai contar com nada mais nada menos do que 700 cv de potência. As especulações sobre esse ponto começaram depois de uma publicação no site AutoBild.

Apesar de ainda não ter nenhuma data de lançamento definida a previsão é que o novo GT-R, seja como for, chegue ao mercado oficialmente em 2018. Uma curiosidade é o fato de que esse esportivo japonês vai usar o mesmo trem de força que foi desenvolvido especificamente para o GT-R LM NISMO. Este por sua vez será presença registrada no Campeonato Mundial de Endurance a contar a partir das 24 horas de Le Mans, no mês de junho. Porém, apesar da “afinidade” o desempenho entre os dois vai ser diferente, mais precisamente reduzido, para o novo lançamento.

A informação que se tem até agora é que essa medida foi adotada com o intuito de reduzir o consumo de combustível. Outro ponto fundamental é também melhorar a durabilidade do conjunto. Esse ponto fica fácil de compreender quando observamos os seguintes detalhes na versão de competição: um pacote híbrido que traz um motor a combustão 3.0 litros V6 biturbo que atua em conjunto com um motor elétrico desenvolvendo, consequentemente, 1.250 cv. Ainda olhando para os detalhes da versão de competição vamos ter uma transmissão sequencial de cinco marchas e embreagem de três discos de carbono dentre outros aspectos.

Esse “poder” todo da versão de competição precisa ser reduzido para mais ou menos os 700 cv apontados anteriormente. Se esse e alguns outros “ajustes” não forem feitos não há muito que fazer com relação ao consumo de combustível e a durabilidade. Para finalizar ainda há o fato de que o modelo deverá contar com materiais mais leves. A expectativa é que o peso total caia de 1.750Kg para 1.400 kg.

Por Denisson Soares

Nissan GT-R

Nissan GT-R

Fotos: Divulgação


Modelo conta com conectividade HomeLink e novo espelho retrovisor com bússola digital.

Uma série de atualizações para o Tucson Fuel Cell 2016 foi anunciada pela sul-coreana Hyundai. O novo modelo da marca, que é movido a célula de hidrogênio, receberá conectividade HomeLink e um novo espelho retrovisor que contará com uma bússola digital. Outra novidade anunciada pela Hyundai é a opção de cor do novo Tucson Fuel Cell 2016, a paleta foi expandida e conta com novas opções como Chromium Silver e Hydro Blue.

Apesar de todas as novidades, o preço anunciado para o veículo não deve sofrer alterações, sendo mantido na faixa dos US$ 20 mil, ou, no caso de aluguel, US$ 499 durante 36 meses, com um adicional de US$ 2.999, que inclui reabastecimento de hidrogênio ilimitado como cortesia, além de serviço de manutenção.

O novo Tucson Fuel Cell 2016, que será lançado em alguns dias, estará disponível apenas no sul da Califórnia, a marca pretende expandir o modelo para outros estados norte-americanos, mas para isso precisa investir em postos de abastecimento de hidrogênio.

A expansão desses postos também significa uma forma mais limpa de abastecer o carro, é uma alternativa que já vem sendo testada há anos em automóveis pelo mundo e vem passando por diversas mudanças. O lançamento da Hyundai pode significar um grande avanço para esse tipo de abastecimento.

Sobre a empresa:                                 

A Hyundai é uma marca sul-coreana, fundada em 1967 por Chung Ju-Yung, inicialmente com fabricação de carros para o mercado interno. Só em 1974, com o modelo Pony, a Hyundai mostrou as caras para o mundo com sua produção de veículos. A marca foi ganhando prestigio mundial e hoje em dia é uma das maiores fabricantes de automóveis do mundo.

Com uma fábrica em Piracicaba, interior de São Paulo, desde 2012, a marca produz diversos veículos para a marca Hyundai como o HB20, HB20S e o I30, a fábrica também produz automóveis para a Kia, subsidiária da Hyundai.

Por Tom Vitor de Freitas

Hyundai Tucson Fuel Cell 2016

Hyundai Tucson Fuel Cell 2016

Fotos: Divulgação


Modelo está sendo desenvolvido para ser um autêntico off-road. Será o concorrente do Land Rover Defender, que também será lançado nos próximos anos.

Foi divulgado oficialmente pela montadora Mitsubishi que a nova geração do Pajero Full deverá demorar cerca de pelo menos mais dois anos para ser lançada no mercado, contudo as informações oriundas dos bastidores da empresa com relação aos detalhes deste veículo já começaram a surgir.

Em uma publicação recente de uma revista famosa na Inglaterra foi divulgado de forma antecipada que o desenvolvimento da Pajero Full está a todo vapor no Japão, além disso, as informações dão conta de que o propósito da montadora no desenvolvimento deste veículo é o de manter grande parte das características atuais deste carro.

Ao que tudo indica a chegada desse veículo no mercado será uma opção de concorrente mais em conta do que o Defender, essa nova Pajero Full está sendo desenvolvida para ser uma autêntica off-road, porém ela não será um veículo demasiadamente sofisticado ou chique, ela vai ser um carro voltado para aquelas pessoas que gostam de rodar com o veículos para o fora-da-estrada, bem como transporte de reboques com animais.

O principal concorrente da Pajero Full, o Land Rover Defender, também seguindo esta nova tendência irá ganhar uma geração totalmente inovadora, contudo esta deverá ser lançada somente nos próximos anos assim como a Pajero, os dois devem acabar tendo lançamentos em datas próximas, principalmente, devido ao fato de serem concorrentes, todavia a Mitsubishi já garante em primeira mão que a nova Pajero Full independente de qualquer outra circunstância será mais barata que este concorrente.

A inspiração visual dessa nova Pajero Full partirá do conceito GC-PHEV, visual este que foi apresentado na edição do ano de 2013 do Salão de Tóquio. A linguagem de características deste SUV será a @earth e já foi definido que o sistema de tração que será utilizado será o renomado Super All Whell Control. Na mecânica a expectativa é que este veículo chegue ao mercado com a disponibilização de uma versão inédita híbrida e com câmbio de oito marchas automático, agora é só aguardar que posteriormente mais notícias quentinhas virão dos bastidores da montadora.  

Por Adriano Oliveira

Mitsubishi Pajero Full

Mitsubishi Pajero Full

Fotos: Divulgação


Novo modelo será um coupé, fabricado baseado na nova geração de plataforma da montadora. Previsão de lançamento é para 2019.

A glória do cobiçado Audi TT pode estar com seus dias contados. Isso porque a Mercedes-Benz está com planos de lançar um veículo para bater de frente com o carro da marca pertencente à Volkswagen.

A informação foi divulgada pelo site da revista Autocar, e dá conta de que o projeto tem previsão para ser lançado nos próximos anos. Segundo a publicação, o veículo da Mercedes também seria um coupé, porém, sua construção seria em cima da nova geração de plataforma da montadora. Essa plataforma é compacta e tem tração dianteira.

Com nova tecnologia, a plataforma é ideal para qualquer tamanho e segmento de veículo, sendo fácil à adaptação de novos recursos, o que inclui a propulsão híbrida.

A previsão é de que o novo carro da Mercedes chegue ao mercado em 2019. E não é apenas o Audi TT que a marca quer brigar de igual para igual, pois eles pretendem, também, encarar o BMW Série 2.

A motorização deve seguir a mesma linha de outros modelos de coupé fabricados pela AMG, como é o caso dos compactos CLA 45 AMG, A 45 AMG, e GLA 45 AMG. Isso significa que esse novo modelo deve vir com um motor turbo de 2.0 litros, que entrega até 400 cavalos de potência.

E quem pensa que é apenas esse novo coupé que deve vir com essa nova carroceria se engana, pois a montadora alemã tem planos de criar também um novo conversível, com essa mesma plataforma.

Sobre o Audi TT, a montadora da Volks também está com grande expectativa, pois seu novo modelo já tem até site exclusivo e já está recebendo reservar em sua plataforma. A marca deve começar a comercializar a nova versão entre o fim de maio e o início de junho desse ano. No site, é possível ver todos os detalhes da terceira versão desse veículo que trouxe grande prestígio à marca.

Por Felipe Villares

Novo Mercedes-Benz coupé

Foto: Divulgação


Modelos foram lançados para celebrar os 20 anos da divisão esportiva. O RS6 Avante é um modelo perua e o RS7, cupê.

A Audi lançou dois novos carros no Brasil para celebrar os 20 anos da divisão esportiva: o RS6 Avant (perua) e também o RS7 (cupê). Os automóveis foram apresentados ao mercado nacional no dia 29 de abril.

O que ambos os carros têm em comum? Motor 4.0 V8 TSFI de 560 cv, que consegue percorrer a velocidade de 0 a 100 Km em apenas 3,9 segundos. Além disso, os automóveis também têm a velocidade de 305 Km/h.

Os modelos RS têm itens exclusivos como, por exemplo, para-choques com tomadas de ar mais agressivas, além de rodas de liga leve personalizadas e saída dupla de escapamento. A nova linha de carros da Audi também conta com consumo eficiente de combustível, devido ao sistema de cilindros por demanda, que tem a capacidade de desligar até 4 cilindros, quando o motor não é exigido.

Entre outros itens que ganham destaque na nova categoria estão os faróis que são 100% de LED e também a entrada USB. Além disso, os carros contam também com fachos de luzes direcionais, entradas de ar e lanternas traseiras. Os carros têm acabamento em fibras de carbono, além de banco esportivo com couro Alcântra. Uma das novidades da linha R S da Audi é a presença de head-up display, em que o motorista pode ter acesso às visualizações do painel e ter informações variadas como, por exemplo, velocidade.

Alguns itens de série também marcam presença nos novos  carros da Audi como o sistema MMI Touch, que inclui navegação 3D, TV digital, além de DVD Player, controle dinâmico de rolagem, tração integral quatro, discos de freio em cerâmica, entre outros diferenciais.

Ambos os modelos chegam ao mercado ainda em maio. Mas, os interessados já podem adquirir e encomendar os carros nas revendas da Audi. Os preços do RS6 e RS7? O preço de tabela é de R$ 590.990,00 para o RS6 e R$ 624.900,00 para o RS7.

Gostou das novidades? 

Por Babi

Audi RS6 Avant

Audi RS7

Fotos: Divulgação


Modelo disponibilizará os pacotes Twilight Blue, Spice Red e Jet Black aos compradores.

Sonho de consumo de muitos, possibilidade real para poucos. Assim é o Corvette, que chega em seu modelo 2016 com algumas novidades, anunciadas pela Chevrolet na última segunda-feira (27/04).

O modelo não perdeu suas linhas esportivas nem seu estilo mais agressivo. Entre os novos itens de série, estão rodas novas de liga leve, novo volante com base achatada (estilo de veículos de competição), capô em fibra de carbono, e duas opções novas para a cor da carroceria: vermelho metálico e amarelo.

Mas as novidades não param por aí. A Chevrolet anunciou três novos pacotes disponíveis para o Corvette, em sua versão 3LT. O que pode ser considerado o mais básico é o Twilight Blue: ele vem com aerofólio traseiro, suspensão Magnetic Ride Control, rodas diferenciadas e interior na cor azul. O segundo pacote, batizado de Spice Red, tem todos os itens que apresenta o Twilight Blue, porém o acabamento é na cor vermelha.

O terceiro e último pacote, chamado de Jet Black, é o mais parrudo de todos: ele vem com insígnias especiais e extrator preto no capô, rodas na cor preta, aerofólio traseiro, pinças de freio na cor vermelha, além de ter, em seu interior, um acabamento sofisticado, feito em fibra de carbono e veludo.

Os valores e a data de lançamento do novo Corvette ainda não foram divulgados pela montadora norte-americana, mas obviamente ele não será acessível para as grandes massas. Pelo menos não aqui do Brasil, e dificilmente o será no resto do mundo.

O que se sabe também é que o modelo virá com dois tipos de carroceria: conversível e coupé.

A montadora não divulgou informações a respeito da motorização e da parte mecânica, nem dos possíveis itens tecnológicos que o carro virá. Mas independente de suas outras configurações, é certo que é um dos veículos mais desejados em todo o mundo, e com a versão 2016 não será diferente. 

Por Felipe Villares

Chevrolet Corvette 2016

Chevrolet Corvette 2016

Chevrolet Corvette 2016

Fotos: Divulgação


Versão europeia será lançado em julho com 2 alternativas de motorização: 2.3 EcoBoost de quatro cilindros e 5.0 de oito cilindros em “V”.

A Ford divulgou recentemente as especificações técnicas da versão europeia do Mustang. Segundo a empresa, o modelo será recebido na Europa em julho com duas alternativas de motorização, sendo 2.3 EcoBoost de quatro cilindros e também 5.0 de oito cilindros em “V”.

A pioneira é mais direcionada para as pessoas que não desejam ter descuidos com a eficácia no consumo de combustível, que possibilita 313 cv e 44 mkgf de torque. Para esta configuração, o consumo médio é de 12,5 km/l. Considerando o desempenho, o veículo possibilita acelerar de 0 a 100 km/h em 5,8 segundos.

A versão de elite V8 fornece 415 cavalos de potência e 54 mkgf. Estando o bloco relacionado com um câmbio manual de seis velocidades, o modelo possibilita acelerar de 0 a 100 km/h em 4,8 segundos.

O Ford EcoSport não verá a disponibilização de diversos concorrentes sem buscar alterar a situação. O modelo que lidera o ramo tornará a ter uma grande reformulação até o começo do próximo ano. Será proveniente dele a base para a grande em união com o capô e faróis, que é um estilo que também será adotado na Ranger. Estar mais crossover não quer dizer deixar de ter aspectos de jipinho, onde pode-se citar o estepe presente na porta de trás. Apesar da alteração estar prevista para outros mercados, aqui o pneu adicional continua onde está.

Na parte interior, alteram especificações de acabamento e performances. Somado a uma versão mais sofisticada do Sync, que inclui uma central sensível ao toque, o painel possuirá quadro mais nítido e comandos com menor dificuldade. Estará mais sintetizado, com base no Ford Focus reestilizado, onde sua disponibilização poderá ocorrer em maio.

O modelo possuirá uma nova alternativa de motor 1.5. É aguardada a transmissão de dupla embreagem Powershift com uma versão mais acessível. Neste momento, a caixa automática é fornecida somente com motor 2.0 Duratec.

Por Felipe Couto de Oliveira

Ford Mustang europeu

Ford Mustang europeu

Ford Mustang europeu

Ford Mustang europeu

Fotos: Divulgação


Festival foi criado pela união da Anfavea, Fenabrave e Abac, com o objetivo de que pessoas que já foram contempladas durante o consórcio usem o crédito para realizar a compra de um novo veículo.

Esta é a primeira vez em que três importantes entidades no setor de automóveis se reúnem para combater a queda nas vendas nesse segmento.  

Atualmente, a Associação Nacional do Fabricantes de Veículos Automotores, a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios e a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores estão unidas com o objetivo de amenizar os problemas enfrentados pelos negócios que lidam com a venda de automóveis.

Essa junção entre as entidades foi batizada de Festival do Consorciado Contemplado. Essa iniciativa desenvolvida pela Anfavea, Fenabrave e Abac disponibiliza oportunidades exclusivas para que as pessoas que já foram contempladas durante o consórcio, usem o seu crédito para realizar a compra de um novo veículo.

A união destas três entidades colocará em prática o Festival durante um mês e quinze dias, a partir do dia 1° de maio até dia 15 do mês de junho. Durante esses 45 dias de evento, serão oferecidas condições boas para os consorciados, para que isso fosse determinado houve reuniões entre as marcas e as suas relativas associações, as negociações com os participantes dos consórcios serão feitas de forma individual e terá como objetivo  a concessão de boas oportunidades para que as pessoas possam fechar negócio e assim ir melhorando a situação econômica do setor. Até agora, onze marcas confirmaram presença no Festival: Honda, DAF, Audi, Scania, Volkswagen, MAN Latin America, Toyota, Caoa, FCA, General Motors e Iveco.  

De acordo com o Presidente da Anfavea, Luiz Moan, esta ação realizada em conjunto com diversas marcas mostra que há um bom contato entre elas e que os diálogos estão mais efetivos. Ainda sobre a ação conjunta ele afirma que é uma forma de incentivar a compra de automóveis por meio de consórcios, já que ele pode catalizar as vendas e alavancar os resultados do setor.  

Cada empresa irá oferecer determinadas condições de pagamento. Para conhecer os benefícios disponibilizados por cada marca é fundamental procurar cada empresa através dos canais de vendas.  

Por Melina Menezes

Festival do Consorciado Contemplado


Produção do modelo que poderá ser utilizado nas ruas já teve início.

A McLaren está produzindo uma versão para utilização do modelo P1 GTR nas ruas, que foi mostrado no Salão de Genebra, em 2015, de acordo com a revista inglesa Autocar. No total, 40 unidades do veículo já foram comercializadas para clientes da empresa que já compraram o híbrido P1.

A produção será realizada pela Lanzante para a versão de rua, que poderá iniciar fabricando alguns veículos que sigam as regras de trânsito do continente europeu para, em seguida, chegar ao Oriente Médio, entretanto não deverá estar somente neles, uma vez que outros mercados poderão ser considerados também.

Contudo, concederam a autorização para a companhia produzir o veículo e irão ajudar para confirmar que o P1 GTR se trate do veículo mais qualificado possível.

A McLaren também divulgou o recebimento do novo 540C. O modelo adota quase a linha idêntica do 570S, entretanto, possui um novo pacote aerodinâmico e também rodas de 19 ou 20 polegadas únicas. Na parte interior, o veículo tem revestimento em couro nos bancos, painel de instrumento, painel e portas. Nos componentes de série, o fator principal é o sistema de entretenimento com visor de sete polegadas, que possui Bluetooth e navegador GPS.

Na motorização, por sua vez, o modelo tem um motor V8 de 3.8 litros biturbo, que possibilita 540 cv e 55 kgfm de torque, possuindo uma transmissão SSG de sete marchas e dupla embreagem. O veículo possibilita acelerar de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos e acelera de 0 a 200 km/h em 10,5 segundos, tendo a velocidade máxima de 320 km/h.

Segundo a empresa, a união de suspensão do novo veículo possui novos amortecedores para fornecer uma direção mais qualificada a cada dia. O peso é de 1.311 kg, devido à utilização de painéis de alumínio na carroceria e também chassi de fibra de carbono. O modelo terá o valor de 126 mil libras.

Por Felipe Couto de Oliveira

McLaren P1 GTR

McLaren P1 GTR

Fotos: Divulgação


Modelo foi apresentado no AutoRAI e terá apenas 15 unidades produzidas.

A Porsche fez questão de apresentar na 23ª edição do AutoRAI, que foi organizada na cidade de Amsterdã, que fica nos Países Baixos (mais conhecida como Holanda), um dos seus modelos que vai colocar à disposição do público nos próximos dias.

Esse modelo é o 911 Targa 4S Exclusive Edition que vai ter apenas 15 unidades produzidas.

Isso mesmo, a Porsche colocou à disposição somente 15 carros e a primeiro instante podemos ver que o Targa 4S tem uma pintura exterior na cor azul golfo, que ainda combina com detalhes gráficos em preto, além dos seus faróis se apresentarem com máscara negra, fora que as rodas de liga leve são na cor preta e as lanternas traseiras são de LED.

Quais são os outros itens que esse modelo dispõe?

Nesse modelo também tem uma característica para aqueles que estiverem dispostos a desembolsar um custo adicional, pois eles podem encomendar o modelo com discos de freio de cerâmica e também com um kit que aumenta a sua potência, aonde ocorre uma variação que vai de 400 cv até 430 cv, ficando parecido com o Targa 4GTS. Os seus clientes ainda vão poder adquirir um sistema de som surround, do tipo Burmester por um valor a mais no custo do carro e com isso substituir justamente aquele tradicional kit de áudio da Bose.

Agora com relação ao interior dessa máquina, o que a Porsche preparou para os seus clientes?

Para esse esportivo a Porsche preparou bancos confeccionados na cor preta e com detalhes em tecido no centro, além das soleiras serem iluminadas nas portas.

Já que esse modelo apresenta apenas poucas unidades para serem comercializadas, qual vai ser o valor que a empresa vai cobrar daqueles que ficaram interessados em realizar a compra?

Como são duas versões distintas oferecidas os preços também são diferentes, portanto a versão de entrada, que vai equipada com um câmbio PDK de duas embreagens e com sete marchas deve apresentar um custo de exatamente 223.230 euros, enquanto que o modelo que apresenta câmbio manual vai sair pelo valor de 229.500 euros

Por Fernanda de Godoi

Porsche 911 Targa 4s Exclusive Edition

Porsche 911 Targa 4s Exclusive Edition

Porsche 911 Targa 4s Exclusive Edition

Fotos: Divulgação


Modelo tem tecnologia hibrida e potência de 500 cv

Uma das grandes atrações do Salão de Xangai será o novo conceito da Peugeot. Trata-se de um modelo bastante diferente e com um conceito muito desafiador para a marca. O Peugeot 308 Hybrid R é nada menos que um automóvel com tecnologia hibrida e potência de 500 cavalos. Confira mais detalhes sobre o lançamento da marca francesa na continuação desta matéria.

O novo modelo da Peugeot, que será uma das principais atrações do Salão de Xangai foi desenvolvido pela divisão Peugeot Sport. Trata-se de um hibrido plug-in a gasolina que vem equipado com três motores que são capazes de funcionar de forma independente. Com isso, vem o grande resultado deste conceito: um motor com 500 cavalos de potência e 74, kgfm de torque máximo. Dessa forma, este é um automóvel de família com desempenho de um supercarro, algo não tão comum no mercado mundial.

Além disso, a montadora também destacou que o modelo é equipado com três fontes de alimentação diferentes que são capazes de acelerar de 0 a 100 km/h em nada menos que quatro segundos. A máxima é de 250 km/h. O principal motor do automóvel é o 1.6 THP com potência de 270 cavalos que está associado a dois motores elétricos de 115 cavalos cada.

Outro grande destaque desse automóvel são as quatro opções para o modo de condução. Dentre elas está a opção Hot Lap que funciona com o sistema híbrido de forma integral. Outra opção bastante interessante é o Track que dispõe de 400 cv com motor a gasolina. Já modelo Road é indicado para os percursos rodoviários e conta com potência de 300 cavalos. Já o modo ZEV utiliza apenas os propulsores elétricos.

A parte visual do Peugeot 308 R é um dos principais destaques desse automóvel, haja vista o design bastante agressivo que é composto de elementos estéticos originados do conceito Quartz. Um dos principais destaques é o para-choque dianteiro com grandes entradas de ar laterais e o protetor traseiro.

Por Bruno Henrique

Peugeot 308 Hybrid-R

Peugeot 308 Hybrid-R

Peugeot 308 Hybrid-R

Fotos: Divulgação


Modelo será lançado no Salão de Xangai

Apesar de ter o seu lançamento oficial previsto somente para ocorrer no próximo dia 19 de abril na China durante o Salão de Xangai. A montadora GM acabou realizando a divulgação antecipada de uma imagem da nova Buick Verano, nessa imagem é possível visualizar o novo desenho que foi dado ao veículo.

Na Europa este lançamento será comercializado com a alcunha de “novo Astra sedan”, porém, a inspiração do conceito deste carro foi retida no conceito Riviera 2013 e do Avenir 2015.    

Ainda não foi divulgado pela montadora nenhum detalhe técnico a respeito desse veículo, mas segundo informações oriundas dos bastidores da GM, este veículo virá ao mercado, a fim de oferecer uma experiência de direção inovadora, com a presença de um interior bastante confortável e único. Outro aspecto que a montadora se preocupou no projeto desse veículo foi com relação à potência dele, para que seja um carro forte e com um excelente desempenho. Principalmente, por ter sido utilizada a plataforma com entre-eixos alongados, o tamanho desse carro deve ser beneficiado em proporções.

Há muitos especialistas dizendo por aí que no caso deste lançamento, possivelmente, a plataforma que ele irá rodar será a D2XX, idêntica a plataforma que foi utilizada no Astra no continente europeu em sua última geração, bem como no próximo Cruze que será fabricado na China, esse será mais um sedan compacto lançado pela GM, a fim de desbancar os seus concorrentes, com este lançamento a GM também busca atrair todos os tipos de compradores, mas principalmente os jovens, para conseguir acabar com aquele velho rótulo de que a Buik é um modelo de veículo produzido somente para pessoas mais idosas, por isso nessa foto que foi divulgada é possível perceber que o veículo virá com um design bem inovador e com um estilo mais bonito que os modelos anteriores. Vale a pena aguardar e conferir maiores detalhes a respeito desse lançamento que sairá em breve de dentro do forno da GM.

Por Adriano Oliveira

Buick Verano

Buick Verano

Fotos: Divulgação


Modelo começou a ser disponibilizado no País pelo preço de R$ 579 mil

A Stuttgart, que representa a Porsche de forma oficial no Brasil, começou as comercializações do SUV Cayenne em sua versão com design mais esportivo, GTS. Ele é recebido com o valor de R$ 579 mil, e possui motor V6 3.6 biturbo de 440 cv. De acordo com a Porsche, ele possibilita acelerar de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos, e atinge máxima de 262 km/h.

Em comparação ao Cayenne de entrada, o GTS possui suspensão 24 mm inferior. No visual, o GTS também é distinto por faróis e lanternas escurecidos, sistema de escape ativo, e rodas de 21 polegadas com design único. Entre os componentes de série, existe o pacote Sport Chrono, câmera de ré, Start Stop, ar-condicionado digital de 4 zonas, monitoramento de pressão dos pneus, faróis bi-xenon, bancos revestidos em Alcantara e suspensão ativa.

Mesmo possuindo o design mais esportivo, o GTS não é o mais eficaz dos Cayenne. Superior a ele em potência, existe o Turbo, tendo V8 4.8 de 520 cavalos e o Turbo S, com o motor idêntico, entretanto, ajustado para 570 cavalos. Eles possuem preços de R$ 699 mil e R$ 969 mil, de forma respectiva.

Novas previsões da mídia internacional apontam que a Porsche irá disponibilizar uma versão híbrida do seu SUV compacto Macan. Até o momento, não existem especificações a respeito do sistema híbrido que estará presente no novo Macan, entretanto, possivelmente será similar ao do Cayenne S E-Hybrid. O sistema considerado tem um motor de 3.0 litros e também um motor elétrico que possibilita 416 cv e um torque máximo de 60,1 kgfm.

A Porsche também divulgou o novo Boxster Spyder recentemente. A versão foi apontada como a mais eficaz e mais leve para o modelo da empresa. Ele poderá ser recebido no mercado da Europa em julho e possuirá o valor de R$ 283 mil, na cotação recente.

Por Felipe Couto de Oliveira

Porsche Cayenne GTS

Porsche Cayenne GTS

Fotos: Divulgação


Modelo revelará como poderá ser o aspecto no futuro Audi A6 Allroad

Tudo indica que a Audi tem intenções de levar o seu mais novo protótipo de carro para o Salão de Xangai. O projeto desenvolvido dentro da gama Prologue, o terceiro desenvolvido pela marca dentro da família, é chamado de Prologue Allroad Concept, que antecipa o desenho das futuras variantes Allroad da marca de Ingolstadt.  

Desenhado com a supervisão de March Lichte, responsável pelo desenho da companhia, o Prologue Allroad mostra como poderia ser o aspecto do futuro Audi A6 Allroad e segue a linha marcada pelos concept car revelados ao longo dos últimos meses, nos salões de Los Angeles e Genebra, ainda que possua uma altura bem maior livre do solo e elementos específicos.  

Espera-se que conte com esses toques Allroad que diferenciam das demais versões, como as proteções para a carroceria, os robustos para-choques, rodas mais largas, barras de teto fabricadas em alumínio, elementos para dar uma aspecto mais robusto ocupam também a parte interna do veículo. Este setor chegará ao mercado contando com um design diferenciado. O novo modelo Prologue, deverá manter os traços gerais muito próximos aos do Avant.  

O modelo mais antigo do Prologue foi apresentado durante o Salão de Los Angeles no ano passado, neste momento a empresa mostrou ao público o gran coupé.  A segunda versão do Prologue, o Avant, foi divulgada durante o mês de março de 2015 durante o Salão de Genebra. Estes três modelos da companhia terão uma influência muito grande no futuro da empresa, além de consolidar a visão da marca no futuro, o protótipo será a base para a fabricação de uma próxima geração da Audi posterior ao A8, o A9 e também do A6 Avant.

A apresentação de um novo conceito da gama Prologue vem sendo esperada pelos amantes da marca. Vale a pena esperar o conceito Allroad, ele irá agradar os fãs da Audi.  

Por Melina Menezes

Audi Prologue Allroad Concept

Audi Prologue Allroad Concept

Fotos: Divulgação


Modelo terá as versões Allure e Griffe, com motor de 1.6 de 16 válvulas

A Peugeot irá ampliar a lista de novos concorrentes do Ford EcoSport através do 2008. Produzido em Porto Real (RJ), o modelo será comercializado nas versões Allure e Griffe, sendo elas com motor 1.6 de 16 válvulas, que possibilita até 122 cavalos, e câmbios manual de cinco velocidades ou automático de quatro marchas, e também Griffe THP, que fornece até 173 cavalos, possibilitada somente com o motor 1.6 THP e transmissão manual de seis velocidades. Não existirá alternativa de caixa automática direcionada para esta versão.

A versão Allure possui de série ar-condicionado digital bizona, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD), quatro airbags, sendo dois frontais e dois laterais dianteiros, faróis de neblina, coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, retrovisores com luzes de seta, volante multifuncional, borboletas para substituições de velocidade sequenciais (somente caso possuindo transmissão automática), porta-luvas refrigerado, sensor de estacionamento traseiro, computador de bordo, piloto automático, alarme e rodas de liga leve aro 16.

A configuração Griffe adiciona airbag do tipo cortina, bancos revestidos em couro e tecido, teto solar panorâmico, sensor de chuva, sensor de estacionamento dianteiro, rodas de liga leve com acabamento diamantado, banco de trás bipartido e especificações externas cromadas. No exemplo da versão Griffe THP, o modelo recebe controles de estabilidade (ESP) e de tração, faróis de neblina com iluminação ativa em curvas, assistente de partida em aclives, pedaleiras esportivas e também Grip Control, que é um sistema que age junto com o controle de tração em pisos de aderência reduzida, onde pode-se citar lama, areia e neve.

A Peugeot divulgou recentemente as fotos oficiais do 2008 reestilizado, que será disponibilizado em junto no continente europeu. As modificações estão, sobretudo, na parte dianteira, que possui como fatores principais os faróis reestilizados com contornos mais atrativos e blocos de xenônio projetados. Existe uma mistura do para-choque que possui entradas de ar mais elevadas com conjunto.

Por Felipe Couto de Oliveira

Peugeot 2008

Peugeot 2008

Fotos: Divulgação


Confira as características e novidades do modelo

O mercado automobilístico é um dos mais concorridos do mundo, haja vista o grande número de montadoras atuando em todo o mundo. Com isso, as mesmas sempre estão em busca de novas opções para seus clientes.

E para aqueles que estão atentos aos próximos lançamentos, saibam que a Renault deve lançar o Sandero RS muito em breve. Vale ressaltar que o Sandero RS também será lançado pela Dacia, uma subsidiária romena de baixo custo da marca francesa. Além disso, saiba que o lançamento é uma das grandes expectativas para o mercado brasileiro.

Vale ressaltar que rumores apontavam que o Sandero RS chegaria com motor 1.2 turbinado. Porém, os mesmos não se confirmaram, haja vista o modelo europeu seguir as mesmas modificações mecânicas do brasileiro. Dessa forma, o motor do Sandero RS será o 2.0 aspirado que é originado do Duster. Em relação ao motor do Duster, o 2.0 do Sandero RS conta com pouquíssimas modificações, as mudanças presentes visaram deixar o motor ainda mais potente. A potência do motor deverá ultrapassar a marca de 150 cv com as modificações.

Uma das grandes novidades do Sandero RS será a sua suspensão. A mesma será totalmente retrabalhada. Com isso, os freios traseiros irão contar com discos e a direção deve ficar mais objetiva e rápida. Tanto o modelo da Renault, bem como Dacia contam com para-choques exclusivos, novas rodas, saias laterais e escapamento com saída dupla.

Além disso, um dos objetivos da montadora é quanto ao Sandero RS ser um dos esportivos mais acessíveis do mercado brasileiro. Segundo declarações oficiais da empresa, a mesma está atuando intensivamente para que o carro seja vendido abaixo de R$ 60.000. É importante destacar que na atualidade a versão mais cara do Sandero, a Stepway, conta com preço sugerido de R$ 51.350. Com o objetivo de preço acessível a Renault irá brigar de frente com o Volkswagen Up! que também também tem preço acessível.

Por Bruno Henrique

Renault Sandero RS

Foto: Divulgação


Novo modelo da linha ficará situado entre o Evoque e o Range Rover Sport

Atualmente, a gama de Range Rover é composta por três modelos, os mais luxuosos e avançados da marca Land Rover. O mas pequeno é o Evoque, seguido pelos Range Rover Sport e o sempre majestoso Range Rover. Mas, parece que a marca quer adicionar pelo menos um quarto integrante à família, este novo modelo ficaria situado entre o Evoque e o Range Rover Sport, visto que considera que há um grande espaço entre os dois modelos, sendo assim, a Land Rover estaria desenvolvendo um novo participante para a linha Range Rover.  

No que tange aos preços, tem se visto que há uma grande diferença entre os valores do pequeno Evoque e do Sport, também há visíveis diferenças entre os tamanhos dos veículos, caso aparecesse um novo integrante esse vazio entre um e outro automóvel seria preenchido. Este novo carro poderia estar composto por uma plataforma onde é refletido o estilo do Evoque e do Range Rover Discovery Sport, um modelo que por tamanho encaixa muito bem no espaço entre o menor dos modelos e o maior de todos eles.

Mesmo com as boas intenções de que este modelo fosse capaz de suprir a necessidade de incorporar um quarto componente nesta família, o plano não iria dar certo pois o Discovery não possui o posicionamento que se pretende encontrar para a próxima inovação da marca.

Estima-se que o novo modelo da família Range Rover chegue ao mercado no ano de 2018, no entanto, o conceito do modelo poderá ser antecipado por algumas características que vão ser divulgadas ao longo do tempo até a apresentação do novo veículo.  

Ainda no Salão de Frankfurt deste ano, a Land Rover apresentará novidades, este evento acontece em setembro. Tudo indica que o modelo que será mostrado neste Salão será o Evoque Cabrio, este será um modelo 2016 de série ou poderá ser uma versão com maior desempenho do Discovery Sport.  

Por Melina Menezes

Linha Range Rover

Foto: Divulgação


Confira as características do novo modelo

Durante o Salão do Automóvel 2015 de Nova York, o mundo conheceu a nova versão do Nissan Maxima, que apareceu em um visual bem diferente do que o modelo anterior, apresentando uma aparência mais esportiva e robusta.

Na parte frontal, o novo Maxima vem seguindo a linha de design dos novos modelos da montadora japonesa, com uma nova grade em formato V e faróis em LED. Ainda na parte visual, o Maxima 2016 vem com frondosas rodas de liga leve com aro de 18 polegadas e dupla ponteira de escapamento. As lanternas traseiras também são em LED, em formato de seta.

No lado interno, o novo veículo da Nissan é bem arrojado, com volante esportivo que tem a base achatada, todo revestido em couro Alcantara. O painel, as portas e os assentos também são revestidos no mesmo material, além de serem reguláveis eletricamente e climatizados.

Em termos tecnológicos, o Maxima 2016 vem com um painel de instrumentos com o sistema Advanced Drive, além de um sistema de multimídia em tela de sete polegadas. Os opcionais do novo modelo incluem controle de cruzeiro, sistema de áudio Bose, sistema de alerta para colisão frontal, e alerta de tráfego na parte traseira.

Na motorização não há nenhuma novidade, portanto, o Maxima 2016 chega com um 3.5 litros V6, com potência de 300 cv e torque de 35,9 kgfm, o que pode ser considerada uma boa configuração para um modelo como esse. De novidade, está a transmissão atualizada Xtronic, que faz o carro render de combustível, 12,75 km/l rodando na estrada, e 9,35 km/l andando na cidade. Tudo isso também graças a sua nova carroceria, que devido ao aumento de aço com uma resistência bem maior, deixou o veículo ainda 25% mais rígido.

O valor inicial do Maxima 2016 parte da casa dos 32.410 dólares, com previsão de chegada ao mercado norte americano no terceiro trimestre desse ano.

Por Felipe Villares

Nissan Maxima 2016

Nissan Maxima 2016

Nissan Maxima 2016

Fotos: Divulgação


Confira as características do novo modelo

A Lexus divulgou o novo RX no Salão de Nova York (Estados Unidos). O veículo torna a possuir o estilo ainda mais sofisticado, com base nas linhas do semelhante menor, o NX. Especificações como a grande grade dianteira e também o para-choque recortado por traços pontiagudos são atrativos, assim como as lanternas que estão presentes na parte lateral. As luzes do dia presentes nos para-choques e a linha dos frisos laterais na parte superior das janelas que cai a partir das colunas traseiras tratam-se de outros fatores atrativos.

Na parte interior, o grande visor de 12,3 polegadas, sendo sensível ao toque, mostra dados do sistema multimídia que também podem ser verificadas nos visores adicionais para os bancos de trás, fornecidos como opcionais. As pessoas que forem sentadas atrás também poderão ter assentos aquecidos e reclináveis de forma elétrica e também a iluminação do teto panorâmico.

No exemplo da versão RX 350, o motor presente é V6 de 300 cavalos, tendo a transmissão automática de oito velocidades. A RX 450h possui o propulsor idêntico, entretanto, tem funcionamento alternado com outro elétrico. Somado a isto, pela ocasião pioneira, o modelo poderá ter suspensão ativa, que possui adaptação com as condições do piso e uma lista de variáveis para possibilitar mais comodidade e estabilidade nas curvas, com base em cada situação que o veículo estiver presente.

A lista de itens podem ter rodas de aro 20 pintadas de cinza grafite, volante esportivo revestido de couro perfurado, cluster com mostrador TFT, hastes atrás do volante para trocar de marcha de forma sequencial, dentre outros componentes. No território norte-americano, o RX iniciará as comercializações a partir do final do ano. No território brasileiro, ainda não existe expectativa de quando o veículo será recebido nas lojas.

A Lexus também divulgou recentemente o NX 200t, que somado aos outros veículos da categoria, possui como objetivo o Range Rover Evoque.

Por Felipe Couto de Oliveira

Lexus RX

Lexus RX

Fotos: Divulgação


Superesportivo poderá usar o motor BMW turbo de seis cilindros

Previsões apontavam que a Toyota poderia produzir uma versão híbrida do novo Supra, que poderá ser disponibilizado em 2017. Entretanto, a teoria já inicia a ser desconsiderada, já que o superesportivo poderá usar o motor BMW turbo de seis cilindros.

Segundo a revista Car and Driver, a variante híbrida que é estipulada para o novo BMW Z4, também será desconsiderada pela parceira alemã. Desta forma, o veículo poderia possuir motor de quatro e seis cilindros. A perspectiva é que o Toyota Supra, com base no FT-1 Concept, já esteja presente para comercializações em 2018.

Uma das disponibilizações mais aguardadas e também mais bem armazenadas da Toyota em 2015, a nova geração da Hilux já possui data para ser divulgada ao público. O novo modelo será anunciado no continente asiático na metade de junho. Totalmente reorganizada, o veículo implementa um novo design e poderá ter progressos consideráveis, sobretudo, em relação ao comportamento dinâmico. O início no território brasileiro poderá ocorrer ainda em 2015.

A próxima Hilux será produzida sobre uma plataforma totalmente nova e irá implementar os conceitos de visual mais atuais da Toyota. O modelo terá vantagens no refinamento e possuirá nas versões com valores maiores luzes diurnas de LED, vários detalhes cromados e faróis com projetor. A parte interior poderá ter progressos significativos como mais espaço para os ocupantes do banco de trás e acabamento mais perto do de veículos de passeio.

Os recentes motores poderão ser otimizados, com injeção direta no exemplo do recente 2.7 flex, e com mais eficácia no exemplo do recente 3.0 turbodiesel. Outro progresso aguardado poderá acontecer no câmbio automático, com o fim da caixa de somente quatro velocidades da Hilux flex atual, onde a diesel possui cinco velocidades. É importante recordar que, embora, o fim da carreira, a Hilux recente ainda está próxima da líder Chevrolet S10 nas comercializações, ultrapassando a concorrente em alguns meses.

Por Felipe Couto de Oliveira

Toyota Supra

Toyota Supra

Toyota Supra

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: