A empresa Fisker divulgou recentemente que irá interromper a produção de seu modelo Karma.

Esta paralisação se deve à falência do fornecedor A123 Systems que vende as baterias para o veículo e para realizar um novo contrato irá demandar um tempo maior que poderia ocasionar atrasos importantes já que testes devem ser feitos.

Fonte: Noticiadiaria.com

Por isso, até a definição pela Fisker do novo fornecedor de baterias o seu modelo Karma não será produzido. 

Por Ana Camila Neves Morais


Com as inovações dos modelos de diversas marcas para a linha 2013, a Toyota, empresa japonesa, fez o anúncio dos novos preços do modelo Corolla e de diversos modelos 2013. Já famoso no mercado, o popular sedã teve seu preço aumentado em 1,3%.

Com valor a partir de US$17.025, o veículo da Toyota acabou ficando US$239, em média, com o valor mais elevado para todas as versões. Este preço equivale a R$34.683 – com o frete – e está abaixo dos R$59.080 referentes ao XLi 1.8 Flex.

Diversos outros veículos tiveram, da mesma forma que o Corolla, seus valores anunciados com inclusão do frete. Por exemplo, o Matrix custará US$20.070, um aumento de US$521 em relação ao modelo do ano passado.

Já a picape Tacoma, em sua linha 2013, ficou U$150 acima do valor anterior, ficando agora com o valor de US$18.365. No caso do Land Cruiser 2013, o valor vai para US$79.100, um acréscimo de US$300.

O modelo da minivan Sienna 2013 passa a ter o preço de US$27.295, ficando US$466 mais caro que o modelo do ano anterior. Fora isso, os veículos Scion xD e iQ tiveram elevação de US$400 e US$120, respectivamente, chegando ao valor de US$16.500 e US$16.140.

Por Marcelo Araújo.


O segmento do mercado automobilístico dos cupês está prestes a aumentar a sua oferta, pois a Volvo está planejando expandir os seus modelos neste ramo disponibilizando além do C70 – que já está disponível no mercado – o novo modelo C90 o qual será o topo de linha da marca sueca para este tipo de carro.

O C90 possui a carroceria cupê – típica deste modelo – e terá ainda uma versão conversível e consiste em uma estratégia da montadora sueca em se consolidar enquanto marca premium neste segmento do mercado automobilístico.

Este novo cupê foi feito com base na plataforma SPA (Scalable Platform Architecture – Plataforma de Arquitetura Escalável) e irá usar novos motores com quatro cilindros VEA (Volvo Environmental Architecture – Arquitetura Ambiental Volvo ) que terá as opções de combustível a gasolina e a diesel.

Além disso, o novo C90 terá uma versão híbrida plug-in a qual fará a ligação de um motor que funciona à gasolina com potência de até 280 cavalos – que move as rodas dianteiras – com um motor elétrico que tem uma potência de 70 cavalos – o qual movimenta o eixo traseiro do veículo.

Portanto, este charmoso nicho do mercado automobilístico, em pouco tempo terá mais uma boa opção de compras para aqueles que são apaixonados por cupês e suas funcionalidades.

Por Ana Camila Neves Morais


A fabricante de automóveis Jaguar está lançando no Festival de Velocidade de Goodwood (Reino Unido) o seu novo modelo de veículo. A fabricante usou o seu sedan de luxo XJ para criar uma versão híbrida, conhecida por XJ_e.

Como sempre acontece nas versões híbridas, o foco do automóvel não é a potência, mas sim o fato de ser sustentável.

Mesmo assim, o motor do XJ_e é um 2.0 turbo que funciona a gasolina e tem 240 cavalos de potência. Junto ao propulsor elétrico, o motor rende 334 cavalos de potência. O automóvel ainda tem um câmbio automático com oito velocidades.

O consumo médio é de 31,2 km/l, sendo que a autonomia do XJ_e é de 1.092 km. A aceleração de 0 a 100 km/h acontece em 6,5 segundos e a velocidade máxima é de 250 km/h. Se for usado somente com o recurso elétrico, o automóvel consegue rodar cerca de 40 km. Quanto às emissões de gás carbônico, o índice é de 75 g/km se o veículo funcionar a gasolina e não há emissão alguma no caso de se usar a bateria elétrica.

Por Matheus Camargo


Leves mudanças que fazem toda a diferença, é o que descreve a linha 2013 da Mitsubishi, que agora conta com uma nova suspensão e outras versões.

Desde 2007 não foram feitas muitas alterações no design desse veículo, mas a versão HPE, está com novos faróis, com alguns contornos cromados, além dos parachoques dianteiros que também passaram por mudanças. Outra novidade está no belo acabamento dos bancos da picape.

Também há a versão Savana, mais esportiva e com uma estrutura mais agressiva, a qual possui bancos com revestimento removível de neoprene, snorkel, protetor de cárter de aço-carbono, rack de teto, caixa de ferramentas, pranchas de desencalhe e para facilitar a limpeza do automóvel, os carpetes são de borracha.

Já as versões mais casuais, como GL, GLS e GLX continuam com o mesmo visual, a única coisa que modificada foi uma caçamba alongada, com 1,50m.

O fator mais relevante na nova linha da Mitsubishi é a suspensão, denominada de Sport Dynamic Suspension, agora com amortecedores Full Displacement, que dão total conforto ao condutor sem contar a estabilidade.

Segundo informações da empresa, a L200 Triton 2013 chegará ao mercado já no fim desse mês, enquanto que a versão Savana estará disponível apenas no fim de julho. Os valores variam entre  R$ 83.990 e R$ 121.490.

Por Camila Caetano


Como diz o velho e conhecido ditado, “gosto, cada um tem o seu”. As palavras, que podem ser emplacadas em vários assuntos, desde preferências por um segmento de literatura até outras relacionadas a modelos de celulares, carros, entre outros, revelam a disparidade existente entre os seres humanos.

No setor de veículos automotores, por exemplo, são vários os modelos que atendem aos interesses do público. Os tradicionais exemplares 1.0 contemplam realidades distintas ante pessoas com possibilidades de adquirir carros luxuosos. Mesmo nesses as opções são variadas, que depende da montadora, da motorização, do porte e de suas funcionalidades.

De acordo com John Krafcik, responsável pela montadora Hyundai nos Estados Unidos, a fabricante tem considerado três opções para prosseguir com suas atividades, entre as quais criar espaço exclusivo para clientes de luxo dentro da própria concessionária, comercializando os exemplares luxuosos de modo separado em relação a outros modelos, contando, portanto, com vendedores destinados especificamente a esse público.

Mesmo assim, antes de levar esse projeto adiante, sendo necessária a alteração de algumas estruturas na marca, Krafcik assegura que a Hyundai analisará, primeiramente, a comercialização dos modelos Genesis e Equus nos Estados Unidos, já apresentados ao público brasileiro na última edição do Salão do Automóvel de São Paulo.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Quatro Rodas





CONTINUE NAVEGANDO: