Chegou ao mercado automobilístico o novo Aston Martin Vulcan, este novo veículo chega com uma série limitada que contém apenas 24 exemplares. Devido ao motivo de ser exclusividade serão comercializados por valores exorbitantes, a proposta dos engenheiros que projetaram este veículo é a de oferecer aos consumidores que o adquirirem de ter na garagem um veículo no melhor estilo G3, categoria dos amantes da velocidade e colecionadores, bem como um superesportivo de muito bom gosto.

O nome deste veículo, apesar de um pouco diferente, é originário do antigo avião bombardeiro de nome Avro Vulcan da RAF, o qual esteve presente na guerra das Falklands/Malvinas.

A ideia dos projetistas em batizar o veículo com este nome foi a criação de uma metáfora, haja vista que este veículo foi projetado para “bombardear” os seus rivais nas pistas.

O veículo ficou muito bonito e a sua estética realmente impressiona, com uma frente totalmente exclusiva o veículo tem grades frontais de tamanho exuberante e duas entradas de ar em suas laterais em tamanhos bastante avantajados, outro detalhes que chama bastante a atenção é a presença de projetores de LED nas laterais em tamanho diminuto.

A maior parte da carroceria desse carro foi construída com fibra de carbono, esse material composto em seu visual expõe o bólido e lhe dá maior leveza para alcançar altas velocidades.

Quando olhamos este carro lateralmente o que mais chama atenção é o escape lateral que é totalmente cromado e na traseira uma inusitada asa também compõe o estilo desse carro, para facilitar as manutenções, bem como as trocas de pneus nos boxes há neste veículo um volumoso difusor de ar o qual contém um discreto bico que serve para fazer o acionamento dos macacos internos.

E na parte interna do veículo não precisa nem dizer que este carro é simplesmente radical, os acabamentos de carbono estão presentes por todos os lados, o volante tem um design bem diferente do que estamos acostumados ver devido ao fato de ter sido projetado para competições, ele tem um fundo achatado e é aberto na em sua parte posterior.

Com o seu motor V12 7.0 aspirado com capacidade de produzir mais de 800cv o veículo realmente é uma lenda do automobilismo mundial. 

Por Adriano Oliveira

Aston Martin Vulcan

Aston Martin Vulcan

Aston Martin Vulcan

Fotos: Divulgação


A marca inglesa de veículos Aston Martin está novamente envolvida em um processo de venda. Isso ocorre porque há 5 anos ela foi vendida pela Ford por significativos US$ 925 milhões para um consórcio de empresas do ramo automotivo.

E agora, em 2012, uma das empresas integrantes deste consórcio A Investment Dar – que possui 64% dos direitos da Aston Martin – está com dificuldades financeiras e quer vender suas ações desta organização.

E agora a Aston Martin será leiloada entre a Mahindra e a Investmentindustrial que ofereceram cerca de US$400 milhões que equivalem a aproximadamente metade do valor pedido inicialmente pela Investment Dar.

Em decorrência desta situação, a Investment Dar irá vender apenas 50% do seu global de ações da Aston Martin e, segundo o Financial Times, a grande favorita desta disputa é o grupo de investidores privados da Itália – Investmentindustrial – que comprou a Ducati em 2006 e obteve um lucro de 300% na venda de sua marca de motos para a Audi neste ano de 2012.

O anúncio da empresa ganhadora deve ser feito em breve e especula-se que a Investmentindustrial já esteja em contato com a Mercedes-Benz para adquirir a tecnologia da AMG para os modelos da Aston Martin.

Por Ana Camila Neves Morais


Mais uma boa notícia chegou ao mundo automotivo de todo o mundo, pois a montadora Aston Martin apresentou o seu mais novo modelo: o V12 Vantage Roadster, que está disponível para compra por encomenda e possui unidades limitadas.

Este veículo esportivo possui um motor 6.0 V12 com 517 cavalos de potência e um câmbio manual equipado com seis marchas, além de alcançar a velocidade máxima de 305 km/h e conseguir chegar a 100 km/h em apenas 4,5 segundos, sendo assim, é o Vantage mais potente já feito pela montadora inglesa.

O novo Vantage Roadster possui como novidades em relação ao modelo do tipo cupê a sua nova tampa para o porta-malas, um novo esquema de suspensão e a entrada de ar na parte dianteira do veículo é mais baixa.

Com relação à sua estética, este automóvel possui fibras de carbono no difusor traseiro e no defletor dianteiro, duas saídas para escape e inovações nas caixas dos retrovisores e faróis.

Para este novo conversível existem duas versões disponíveis: a normal, que pode ser utilizada para a vida diária, e a versão sport, que possui uma maior capacidade de aceleração e torque aumentando, assim, a potência do veículo.

Para aqueles que gostaram desta novidade e suas inovações, o novo V12 Vantage Roadster já pode ser encomendado e possui preços a partir de R$ 645 mil.

Por Ana Camila Neves Morais


O ano de 2010 foi marcado pela grande produção e vendas de automóveis em todo o Brasil. Para 2011 a perspectiva dos especialistas no mercado automobilístico é de que essa boa fase continue a todo vapor, impulsionada pelo Salão do Automóvel 2010.

O país é hoje o 4º maior fabricante de automóveis, ficando atrás apenas de potências como a China, os Estados Unidos e o Japão. Um dos lançamentos que promete balançar as estruturas do país vem da Aston Martin, que deu uma prévia do que viria para o Brasil no Salão do Automóvel.

Considerado um compacto de luxo, o Cygnet chegará em agosto de 2011. Com linhas arrojadas, design que acompanha as tendências atuais, estilo e espaço para toda a família (desde que você não tenha filhos), o carro ainda não teve seu valor divulgado, mas de acordo com o fabricante, a máquina não sairá por menos de R$ 100 mil e entra no Brasil para disputar mercado com o Mini Cooper e o Audi A1.

Por Vivian Fiorio


Tradicional fabricante de carros esportivos que por sinal possuem preços bastante elevados, a Aston Martin também investirá em modelos mais urbanos como o seu subcompacto Cygnet, que de acordo com sites especializados deverá chegar ao Brasil a partir de Outubro deste ano. Mas enquanto ele não chega, vai estrear primeiro no Reino Unido com duas versões em edições limitadas, com produção prevista para ser iniciada em Abril.

Com preço a partir de £ 30.995, algo em torno de R$ 82.135, sem incluir taxas e impostos de importação, o simpático modelo de linhas bem compactas e desenho leve e ágil será produzido em parceria com a montadora Toyota e montado com base na mesma plataforma do modelo Toyota iQ. Esta parceria gerou uma versão moderna, de linhas bem trabalhadas e perfeitamente adaptadas ao trânsito das grandes cidades.

As duas versões especiais possuirão câmbio de série manual, mas com opcional de um CVT, além de outros itens de conforto e segurança que tornam o Cygnet uma boa opção para quem gosta de carros compactos.

Foto: Dream Car

Por Mauro Câmara

Fonte: Carro Online


Com a primeira loja da marca inaugurada no Brasil este ano e logo no primeiro mês tendo um volume de vendas surpreendente, a Aston Martin é sem dúvida nenhuma a fabricante dos carros mais charmosos e mais caros do mundo.

Mas engana-se quem pensa que modelos, apesar de deslumbrantes e sedutores, que são caríssimos, vivem de um baixo volume de vendas que se sustenta pelo seu auto custo. Pelo contrário, e a prova é o novo modelo da marca, o One-77. Um modelo exclusivo que terá apenas 77 unidades produzidas e que custa, em reais e sem incluir taxas de importação e impostos, a quantia de R$ 3,14 milhões e que já vendeu 60 das 77 unidades a serem produzidas, de acordo com matéria do site Carro Online.

De acordo com a matéria citada e informações do site Motor Authority, outro modelo da Aston Martin que está fazendo sucesso e atraindo os consumidores que necessitam de um veículo para uso em centros urbanos no dia-a-dia é o minicarro Cygnet.

Quanto ao exclusivo One-77 sua frente de linhas arredondadas já impressiona pela imponência de sua esportividade. E fora o design vigoroso o modelo também é sedutor por seu propulsor 7.3 V12 que produz fantásticos 750Cv de potência com transmissão de seis marchas manual. Seu chassi é composto inteiramente à base de fibra de carbono completado com vários componentes de alumínio. E um detalhe que o torna ainda mais exclusivo, de acordo com a matéria citada: o carro é completamente feito a mão.

Por Mauro Câmara





CONTINUE NAVEGANDO: