O que é a Voltswagen?



Saiba aqui o que é Voltswagen e porquê a montadora resolveu mudar de nome.

Quem não conhece a sigla “VW”? Você pode ter lido as duas letras, mas assimilou à Volkswagen, certo?

A empresa cujo nome significa “carro do povo” foi criada em 1937, onde parte dessa história se junta à história do fusca. Entre conflitos de nazismo, com a guerra e toda uma história de Adolf Hitler e Ferdinand Porsche criarem um carro resistente, e também com a vontade de modernizar a indústria de carro na Alemanha, por parte do engenheiro Josef Ganz, nasce uma empresa que hoje está por todo o planeta.



Aqui no Brasil ela chegou em 1.953, quando foi criada, na cidade de São Bernardo do Campo, a primeira fábrica da marca, fora do seu território de origem.

Não só a empresa, mas também os seus carros passaram por várias mudanças e melhorias ao longo dos anos, se tornando assim uma marca conceituada no ramo automobilístico.



Com toda essa inovação e sempre com constantes investimentos, a empresa agora entra numa nova era, a dos carros elétricos. Isso, no final, lá no futuro, a “Voltswagen” está pensando em “e-mobilidade”.

Estranhou a troca da letra “k”, pela letra “t”? Não foi um erro de digitação, se trata da “Voltswagen os America”, confirmado oficialmente por um release emitido pela empresa no último dia 30.

Em entrevista divulgada na internet, Scott Keogh, presidente e CEO da, vamos chamar, nova empresa, mencionou que trocaram letras, mas não vão mudar o compromisso da marca em fazer os melhores veículos, sendo para motoristas ou pessoas, em todos os lugares.

Ele explicou ainda que a idéia inicial da marca de ser um “carro do povo”, é a estrutura da existência da marca, e que eles irão construir carros elétricos, não mais para milionários, mas para milhões de pessoas. A mudança no nome foi um “tchau” para o passado e é, segundo Keogh, a “firme convicção” do “carro elétrico do povo” no futuro.

Leia também:  Mercedes-Benz AMG GT3 destinado a competições será lançado no Salão de Genebra

A explicação que a empresa deu para o novo nome, é que “Volts” se deriva de potenciais elétricos entre dois pontos. A empresa ainda completa mencionando que o novo nome e a nova marca simbolizam, o que eles chamaram de, “ímpeto de avanço altamente carregado” que empresa colocou em prática, visando mover pessoas.

Sendo apenas para o EUA, a empresa já anunciou o lançamento do ID.4 para este mês de abril, sendo o primeiro carro da “Voltswagen” a andar pelas estradas americanas, já que a nova realidade tem um enorme potencial de vendas por lá.

Em pesquisas, se acha a ficha técnica, que mostra um SUV, que na versão básica, traz um motor de 204 cv e 31,5 kgfm de torque com tração traseira, fazendo de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos, chegando a velocidade máxima de 160 km/h. Outra versão divulgada tem tração nas quatro rodas e chega aos 306 cv de potência.

Eles serão alimentados por baterias que estão sob o assoalho e a versão mais simples pode passar de 400 quilômetros de autonomia com uma única carga completa. Segundo a fabricante, usando uma estação de carregamento rápido, que é de 125kW, o nível de carga pode ir de 5% para 80% em aproximadamente 40 minutos.

Scott Keogh mencionou em entrevista que o ID.4 é a junção do propósito de um fusca, com um design de um Tiguan e a sensação de um Golf GTI.

O compromisso da empresa visa em colocar um milhão de carros com essa tecnologia no mundo todo até 2.025. Se estima mais de 70 (setenta) modelos diferentes que serão lançados no planeta até 2.029.

Para nós, brasileiros, fica apenas a esperança do tempo passar rapidinho para isso poder fazer parte da nossa realidade. Até lá!

Leia também:  Lamborghini Huracán terá versões com tração traseira

Por Fernando Dias

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *