Informações completas sobre o modelo HR-V, da Honda.

O primeiro Honda HR-V desembarcou no mercado brasileiro ainda no primeiro semestre do ano de 2015, sendo comercializado como linha 2016, e no final do ano passado a marca anunciou o lançamento da linha 2017 do Honda HR-V.

Ficha técnica do novo Honda HR-V (linha 2017)

Confira abaixo a ficha técnica do modelo Honda HR-V em sua linha 2017:

O SUV possui um motor FlexOne de 1800 cc, com 16V SOHC i-VTEC, que gera uma potência de 140 cavalos com gasolina, e com etanol 139 cv para todas as suas configurações.

A transmissão do crossover é um câmbio manual com seis velocidades somente na configuração LX e, nas versões EXL, EX e LX o motor será acoplado a um câmbio automático do tipo CVT com sete velocidades.

Veja a tabela de dimensões do Honda HR-V:

Altura (em mm) – 1.586

Comprimento (em mm) – 4.294

Distância entre eixos (em mm) – 2.610

Largura (em mm) – 1.772

Capacidade do porta malas (em litros) – 431

Capacidade do tanque de gasolina (em litros) – 51

Consumo do Honda HR-V 2017

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) realizou a avaliação do consumo de combustível do referido modelo.

A versão testada foi a que possui uma transmissão automática com câmbio CVT.

Veja abaixo as informações de consumo do veículo, circulando tanto em perímetro urbano como também na estrada:

Na cidade – com gasolina: 10,5 Km/l – com etanol 7,1 Km/l.

Na estrada – com gasolina: 12,1 Km/l – com etanol 8,5 Km/l.

Preços do Honda HR-V 2017:

Confira abaixo a tabela dos valores atuais sugeridos para todas as versões do Honda HR-V em sua linha 2017:

  • Versão EXL 1.8 transmissão automática – R$ 99.200
  • Versão EX 1.8 transmissão automática – R$ 90.600
  • Versão LX 1.8 transmissão automática – R$ 84.900
  • Versão LX 1.8 transmissão manual – R$ 78.700

Todas as versões têm como opcional a pintura, podendo, o consumidor, fazer a escolha entre uma pintura perolizada ou então metálica, as quais possuem um custo de R$ 1.200 sobre o valor informado na lista acima.

Por Filipe Silva

Honda HR-V 2018


No mês de julho de 2016 a queda na venda do setor de automóveis e comerciais leves foi de 20,3%.

Como se sabe, a crise afetou consideravelmente vários setores no Brasil. Prova disso são os dados divulgados pelo Registro Nacional de Veículos Automotores, o Renavan.

Conforme este, no mês de julho de 2016, a queda na venda do setor de automóveis e comerciais leves foi de 20,3% no comparativo com o mesmo período do ano de 2015. Porém, na relação com o mês de junho deste ano, o crescimento apontado girou em torno de 5%.

Sendo assim, destaca-se que a General Motors (GM) foi a líder no setor no mês passado, com a venda aproximada de 29.580 carros. Em segundo lugar, a Fiat entrou no ranking com a comercialização de 28.711 unidades da montadora. Ainda, a Volkswagen (VW), que tem sofrido prejuízos por não estar conseguindo receber peças para fabricar e montar os seus veículos no Brasil, ficou com o terceiro lugar, com a venda de 21.509 carros da sua marca.

Conforme a montadora, a Volkswagen do Brasil possui quatro fábricas no país. Destas, três estão paralisadas por motivos de problemas no abastecimento das autopeças, fato este que prejudica a montagem de novos veículos da marca. Outro fato alarmante é que, até o final desta matéria, ainda não havia nenhuma previsão de retorno das operações de qualquer uma das unidades.

Continuando então, na relação e sequência das posições do ranking, a Toyota comercializou 16.855 automóveis, rendendo-lhe o quarto lugar. A mesma foi seguida pela Ford com 16.754 unidades e a Hyundai com 16.101 automóveis e comerciais leves.

Com isso, as vendas de carros totalizaram durante este ano, até o momento, 1.127.734 unidades. Na comparação com o mesmo período do ano passado, ou seja, de janeiro a julho de 2015, este valor representa um volume menor de veículos de 24,4%.

No quadro geral de todo o ano, portanto, a GM novamente ficou com o primeiro lugar, com 187.108 carros, seguida pela Fiat com 172.466 unidades da licenciada. Em terceiro lugar, a VW aparece com a comercialização de 148.284 veículos. A quarta posição é da Hyundai com 112.062 carros, seguida pela Toyota com 102.320 unidades.

Já a montadora Ford aparece com 97.521, seguida pela Renault com 83.227, a Honda com 71.331. A Jeep aparece, ainda, com 31.101 automóveis e comerciais leves.

Por Kellen Kunz

Venda carros


Modelos como a Ford F-150 Raptor, Chevrolet Silverado 1500, Toyota Tundra TRD PRO e Dodge RAM 1500 são as conhecidas “Tug-of-war”, vulgo cabo de guerra, em rachas ou desafios 4×4.

Se você é uma pessoa que acha que o motor 3.0 da Hilux é assustadoramente forte, cuidado! Esse post irá lhe revelar um mundo das picapes desconhecido para a maioria dos brasileiros.

Comumente encontrado na América do Norte, as “Super Caminhonetes” são tão grandes e pesadas quanto caminhões, mas com uma diferença básica: os motores.

Algumas podem ser encontradas com certa dificuldade nas cidades brasileiras, como a Dodge RAM 1500 ou a Ford F-150 Raptor.

Esses “monstros” batalham entre se, basicamente em “Tug-of-war”, vulgo cabo de guerra, em rachas ou desafios 4×4. Cada uma delas com seu tamanho específico e potência.

Irei lhes falar sobre 4 dessas máquinas em suas versões mais simplórias.

1 – Ford F-150 Raptor:

A versão Off-Road da Ford F-150 é a mais “esguia” dessas picapes. É uma das menores tendo tamanho parecido com as médias fabricadas no Brasil, como a Ranger e Frontier.

O novo, twin-turbo, intercooler DOHC de 24 válvulas, de alto desempenho 3.5 L EcoBoost com injeção direta de combustível é projetado para proporcionar ainda mais poder que o 6.2L V8 anterior. Uma transmissão automática de 10 velocidades com modo de comutação manual envia esse poder para todas as quatro rodas.

E o novo Terrain System Management permite ao condutor escolher entre seis modos predefinidos para otimizar a dinâmica de condução às condições ambientais. As configurações disponíveis incluem rua, Baja, lama e areia.

Confira mais AQUI – www.ford.com/trucks/f150raptor/.

Ford F-150 Raptor

2 – Chevrolet Silverado 1500:

O legado da Silverado é elevado por um novo para-choque muscular, esculpido no capô e com assinatura de LED no farol dá acentos de iluminação modernos. Você também vai encontrar uma combinação de poder comprovado com os motores de classe mundial EcoTec juntamente com uma impressionante capacidade de economia em uma motor V8. Se você está procurando luxo robusto em um sistema totalmente direcionado ao Off-Road a nova Silverado é a caminhonete certa.

A 5ª geração dos motores GM de bloco pequeno, lendários, utilizam de três tecnologias de economia de combustível comprovada – Active Fuel Management, injeção direta e cronometragem de válvula continua – para entregar eficiência sem precedentes, com desempenho em que o proprietário pode confiar. Para um melhor equilíbrio entre potência e aceleração a Silverado oferece uma transmissão automática de 8 velocidades.

Confira mais AQUI – www.chevrolet.com/silverado-1500-pickup-truck.html.

Chevrolet Silverado 1500

3 – Toyota Tundra TRD PRO:

Sob a poeira, sujeira e lama essa caminhonete se comporta de uma forma centrada, sem permitir erros.

O desempenho da TRD com um sistema de dupla saída de escape ajuda a maximizar o poder e também equipa o motor V8 com 5.7L com um rugido incrível. Escapamento construído a partir de aço inoxidável 304, este sistema de escape é projetado para ajudar a melhorar o desempenho em baixa rotação. Com um para-choque construído em skid plate, o motor fica bem guardado e protegido, além de um visual moderno para um carro tão bruto.

Confira mais AQUI – www.toyota.com/tundra/.

Toyota Tundra TRD PRO

4 – Dodge RAM 1500:

Com uma impressionante combinação de poder e Fuel Saver Tecnologia, o 5.7L HEMI motor V8 é o motor mais potente disponível para a Ram 1500. Fazendo jus ao seu legado, este motor HEMI V8 da à caminhonete potência e músculo para lidar com praticamente qualquer carga.

Oferecendo capacidade de carga impressionante e conforto, o modelo Quad Cab oferece características como reverter portas traseiras para dar uma maior abertura para o carregamento de cargas tornando a RAM uma picape bastante conveniente para todos os seus usuários.

Confira mais AQUI – www.ramtrucks.com/en/ram_1500/#laramie_longhorn.

Dodge RAM 1500

Fotos: Divulgação

Essas foram algumas das fortes concorrentes no mercado internacional de grandes picapes, mas ainda assim foram versões pequenas perto de algumas “feras” com motores Big Blocks V10.

O que vocês acharam, essas máquinas com motores V8 fariam sucesso no Brasil?

Por Wendel Dias Quaresma


Modelo pesa mais de duas toneladas e consegue ir de 0 a 10 km/h em 5,5 segundos.

A Volvo apresentou recentemente uma de suas últimas novidades: um SUV híbrido que conta com um peso de mais de duas toneladas e que consegue ir de 0 a 10 km/h em 5,5 s. Essas são apenas algumas das particularidades do novo XC90 T8. O modelo foi “obra” da Polestar, a divisão da marca que é responsável pelo desenvolvimento dos carros de competição pertencentes à montadora além das versões dos modelos esportivos topo de linha. Então, vamos ver alguns detalhes dessa novidade do setor automobilístico.

Sobre a motorização do carro:

A novidade vem com um motor 2.0 sendo quatro cilindros e com injeção direta. O bloco é um turbo supercharger. Além dele ainda vamos encontrar um motor auxiliar, elétrico. Na opção mais simples batizada de T8 Twin Engine o XC90 entrega 406 cv de potência com 65,2 kgfm de torque. Como a Polestar entrou no projeto nada mais natural do que esperar um upgrade e foi exatamente isso que ocorreu. O SUV ganhou de quebra mais 20 cavalos e 4,1 kgfm. Em todas as opções com tração integral.

As alterações necessárias:

A divisão esportiva da marca ainda fez algumas alterações com relação às respostas do acelerador. A transmissão automática de oito velocidades também teve a sua vez. Agora há a retenção da marcha no caso do veículo fazer uma curva com força G (lateral) muito grande. De acordo com as informações dadas, as modificações feitas nesse sentido tem uma importância fundamental uma vez que evita o fato do câmbio trocar de marcha sozinho. No caso disso ocorrer, o carro eventualmente poderia perder a estabilidade.

Para fechar ainda temos alguns aspectos que são interessantes de serem destacados. Um deles diz respeito aos bons números que a marca conseguiu manter para o carro em especial se o assunto a ser tratado for o consumo de combustível. De acordo com as informações divulgadas o XC90 T8 conseguiu manter esses “bons números” em parte graças a presença do já citado motor elétrico. Segundo a Volvo com ele o veículo passa a contar com uma autonomia de cerca de 43 km.

Disponibilidade:

O novo modelo da Volvo já está disponível, inicialmente apenas no mercado europeu. Porém, há a expectativa de que a perua V90 e também o sedã S90 sejam os próximos a irem para o mercado com o mesmo motor apresentado nessa versão.

Por Denisson Soares

Volvo XC90 T8

Volvo XC90 T8

Volvo XC90 T8

Fotos: Divulgação


Cupê esportivo traz nova linha de motores turbo e tração nas quatro rodas.

A montadora alemã de Stuttgart apresentou um de seus novos modelos – o 911 Carrera 4 – no Tokio Motor Show 2015. O cupê esportivo possui uma nova linha de motores com turbo – em detrimento do aspirado – e tração nas quatro rodas.

O veículo levou à capital japonesa uma potência de 370CV a 420CV – dependendo da versão – em seis cilindros. Essa força faz o novo Porsche acelerar a 100km/hora em 3,9 segundos, segundo a empresa. A velocidade máxima é de no mínimo 285km/hora.

O teto pode ser removido para o uso de um conversível. No interior, uma tela touchscreen de sete polegadas, fazendo parte do novo pacote multimídia do carro, que contará com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto. A navegação do GPS apresentará dados em tempo real ao usuário. 

O câmbio manual de sete marchas foi mantido, porém há alternativa para quem preferir a versão automática. A suspensão ativa é capaz de rebaixar o veículo em até um centímetro para estradas em boas condições e aplicação de maior velocidade. O exterior teve leves mudanças no capô, nos faróis e na traseira em relação ao exemplar anterior, mas manteve o design. 

Entre os opcionais, está o esterçamento das rodas traseiras. Os demais itens facultativos oferecidos são alerta de carro em ponto cego, aviso de troca de faixa e ajuste de velocidade conforme o fluxo da via.

O lançamento global será em dezembro. O carro estará à venda no Brasil por valores de aproximadamente R$ 625 mil – modelo de entrada – a R$ 1,25 milhão pelo modelo top de linha.

Anteriormente, a apresentação do novo veículo havia sido feita no Salão de Frankfurt.

Juntamente ao 911 Carrera 4, a empresa do Grupo Volkswagen apresentou seu novo modelo SUV – o Macan GTS no Japão. As versões do Porsche Macan têm chegada prevista para janeiro de 2016 no Brasil.

Por Bruno Klein

Stuttgart 911 Carrera 4

Foto: Divulgação


Modelo receberá nova linha 2016 em breve e versão atual está sendo vendida com descontos de até R$ 7 mil.

O Cobalt, sedan compacto da marca, deverá ter sua nova linha – 2016 – lançada entre o final deste mês e o início do próximo. Por conta disso, as concessionárias estão concedendo descontos que chegam a R$ 7 mil na compra dos modelos 0km que sairão de linha.

A versão atual do veículo de maior valor é a Graphite 1.8 8V Econoflex de câmbio automático, valendo aproximadamente R$ 64 mil. Encontra-se o modelo por cerca de R$ 57 mil à vista. O Cobalt LTZ 1.8 8V também automático está sendo oferecido, para queima de estoque, na faixa de R$ 52 mil; o preço de tabela fica em torno de R$ 58 mil, aproximadamente R$ 6 mil de desconto. A versão LS 1.4 8V Flexpower de câmbio manual, a mais barata, pode ser encontrada de R$ 44.765 – valor de tabela – por preços em torno de R$ 38 mil e R$ 39 mil, mais de R$ 5 mil a menos.

Os valores dos novos modelos do Chevrolet Cobalt ainda não foram revelados. As estimativas vão de R$ 45 mil, pelo mais básico, a R$ 54 mil – versão mais completa e potente.

Na dianteira, o Cobalt terá faróis com mudança no tamanho e no formato; grade e para-choques também serão redesenhados e redimensionados. O sistema de iluminação traseiro mudará tanto quanto os faróis. E o interior tende a ser melhorado. O atual motor 1.4 Econoflex será substituído pelo já em uso no Prisma e no Onix – 1.4 SPE.

Os modelos 2015 novos não estão mais sendo vendidos sem juros a prazo. Os usados são comercializados dentre R$ 42 mil a R$ 49 mil sem desconto e também com taxas de juros no parcelamento. Isso ocorre porque os descontos atuais, de mais de 10%, apenas são rentáveis à montadora para queima de estoque na venda de veículos 0km e à vista.

Por Bruno Klein

Chevrolet Cobalt 2016

Foto: Divulgação


Modelo, que ganhou atualizações em um design mais ousado, será lançado nos Estados Unidos e em breve no Brasil.

O país escolhido para o lançamento do Mitsubishi Lancer 2016 foi os Estados Unidos. Foi por lá que o Mitsubishi Lancer 2016 se apresentou com todas as suas curvas no design, potência no motor e inovações tecnológicas, com a finalidade de atrair não apenas aos norte-americanos como também a clientes de todas as partes de mundo.

O primeiro Lancer foi apresentado ao mercado automobilístico em 2007, desse ano até aqui, muitas mudanças foram feitas e esse modelo da Mitsubishi só fez ganhar boas aceitações no mercado. No entanto, a montadora asiática sempre via a necessidade de fazer novas repaginações nesse modelo, objetivando conquistar novos clientes e manter fieis os que sempre foram trocando seu carro por versões mais atualizadas do Lancer.

Para 2016, os olhos americanos contemplaram um Mitsubishi Lancer ainda mais ousado, no seu modelo sedan – já para causar toda a imponência que o carro tem a proposta de passar. O carro ganhou luzes LED com capacidade de serem destacadas até mesmo durante dia. Imagina então a beleza que essas luzes em LED não poderão causar durante a noite.

A carroceria está com mais opções de cores e as rodas de liga-leve de 18 polegadas também ganharam novos formatos. O motor é o 2.0 a gasolina, nas versões GT, HLE e HL, de quatro cilindros e 16V com 160 cv em transmissão manual de cinco velocidades, somente na versão de entrada.  O ar-condicionado é automático, bancos de couro inteligentes (que se aquecem à medida da temperatura exterior); sistema de áudio com tela integrada; câmera para quando o motorista for usar a marcha ré e o sistema Fuse para quando o motorista for usar o comando de voz. 

Seguindo com as novidades, o Lancer 2016 contará com suspensão para acerto esportivo, aerofólio traseiro, retrovisor interno eletrônico, sensores de chuva, teto solar e discos de freios com maiores dimensões. Não se pode esquecer que o Lancer 2016 também ganhou uma maior quantidade de detalhes cromados, tendo como proposta passar mais requinte ao carro.

Tudo indica que logo no primeiro mês de 2016 o novo Mitsubishi Lancer 2016 já estará circulando pelas ruas do Brasil. Ele pode ser adquirido com preços entre R$ 68.990,00 e R$ 89.490,00. É só ficar no aguardo e esperar para ver, mais de perto, tudo em conforto, velocidade e tecnologia que esse carro tem a oferecer.   

Por Michelle de Oliveira

Mitsubishi Lancer 2016

Mitsubishi Lancer 2016

Fotos: Divulgação


Versões irão custar entre R$ 110 mil e R$ 120 mil e serão lançadas em novembro no Brasil.

A Citroën informou durante a última sessão do evento Salão de Frankfurt, no dia 16 de setembro de 2015, que novas versões do C4 Picasso chegam no próximo mês de novembro no Brasil com um preço com acréscimo de 20% em relação às versões anteriores, que vai de R$ 110 mil até R$ 120 mil.

As versões que serão importadas da cidade de Vigo, que fica na Espanha, referem-se ao C4 Picasso com capacidade para 5 pessoas e também ao Grand C4 Picasso que comporta exatamente 7 pessoas e elas estão vindo ao Brasil, pois para a empresa esse é um dos mercados mais promissores quando se trata dessas minivans familiares. No passado foram registradas histórias de sucesso com relação às vendas de SUVs e fora que o nosso país também consome demais modelos de empresas rivais como, por exemplo, outros tipos de minivans e também peruas.

Agora o que tem de extraordinário nessa linha?

Ela foi reformulada e com isso temos ainda a inauguração da plataforma EMP2, pertencente do grupo PSA no Brasil, que segue uma linha de porte global e modular, que já nos próximos meses vai ser colocada em prática no mercado europeu diretamente no modelo Peugeot 308 e depois esse mesmo veículo vai também ser importado para o território brasileiro.

Agora com relação a essa linha do C4 Picasso, ela apresenta as seguintes características:

  • Uma base modular;
  • Monovolumes que estão mais leves, ou seja, com um peso de até 140 kg a menos dos modelos anteriores;
  • Motorização que chega a 165 cv (THP) em um 1.6 turbo, no lugar da versão anterior que chegou no mercado com 2.0 a gasolina e ainda com 143 cv;
  • Câmbio automático que registra agora 6 marchas;
  • Direção e também os freios elétricos que serão acionados por botões;
  • Dupla de telas do tipo táteis multifuncionais que podem ser de 7 ou senão 12 polegadas;
  • Abertura automática para a tampa que fica no porta-malas;
  • Conjunto óptico que é formado justamente por LEDs;
  • Lanternas que apresentam uma iluminação 3D, que também é de LED.

Esses elementos expostos mostram que esses veículos vêm para o mercado brasileiro proporcionando para o público mais segurança, conforto e também firmeza para rodar pelas nossas ruas e estradas.

Por Fernanda de Godoi

Novo Citroen C4 Picasso

Novo Citroen C4 Picasso

Fotos: Divulgação


Novo modelo mescla carro e moto em somente um veículo. Ele será apresentado no Salão de Frankfurt.

Conforme é de conhecimento geral, a renomada fabricante de veículos automotores Honda cresceu bastante e no mundo contemporâneo é uma referência global tanto na produção de automóveis quanto na produção de motocicletas.

E foi pensando neste contexto que os engenheiros da empresa tiveram a ideia de mesclar os dois tipos de veículos produzidos pela empresa em somente um, junção esta que deu origem ao protótipo 2&4 concept, que será apresentado oficialmente ao público no Salão de Frankfurt durante esta semana.

Quem olhar este veículo pela primeira vez, de imediato vai conseguir distinguir essa característica mista dele, que apesar de possuir quatro rodas, não há cabine. A ideia inspiradora da criação deste veículo foi originada a partir RA272, veículo que foi utilizado pela Honda no decorrer da temporada do ano de 1965 da Fórmula 1.

O que chama bastante atenção neste carro é a sua dimensão, haja vista que o seu cumprimento de apenas 3,04 metros é mais semelhante ao de uma motocicleta do que de um carro.

E por falar em motocicleta, vale a pena ressaltar que o bloco que foi utilizado no 2&4 concept é derivado da RC213V, motocicleta utilizada pela Honda nas competições, tais como a MotoGP.

O propulsor deste veículo é 1.0 V4, o qual tem a capacidade de ofertar uma potência máxima de 215 cavalos e um torque de 12 mkgf, motor este que foi instalado na parte central do modelo. O sistema de transmissão tem a presença de duas embreagens e seis velocidades. Convém ressaltar também que este motor tem a capacidade para chegar ao limite de 14 mil rotações por minuto.

O espaço que foi destinado ao piloto/motorista foi o menor possível, a título de exemplo, como nos veículos convencionais há a presença de painel de instrumentos ou para-brisa, neste carro somente tem um vidro pequeno logo acima do volante, local onde são projetadas as informações em tempo real.

O fator que mais aguçou a curiosidade de todos foi o peso deste protótipo que é de apenas 405 Kg.

Por Adriano Oliveira

Honda 2&4 concept

Honda 2&4 concept

Fotos: Divulgação


Modelo será lançado oficialmente no Salão de Frankfurt e virá com um visual muito semelhante ao do último lançamento da Renault, o Talisman.

Seguindo a tendência das demais fabricantes de veículos automotores, a fabricante francesa Renault foi mais uma a projetar uma linguagem de design padronizada para os seus principais modelos. A mais recente prova dessa nova investida da fabricante é o novo Renault Mégane, veículo este que apesar do fato de sua apresentação oficial ter sido marcada para ocorrer somente no Salão de Frankfurt, contudo houve uma antecipação e as primeiras imagens oficiais deste carrão foram divulgadas nesta última segunda-feira, dia 7 de setembro.

A Renault, ultimamente, tem trabalhado dessa forma, antecipando os seus lançamentos, estas investidas começaram a partir do lançamento da nova geração da minivan Espace, veículo que teve o seu lançamento oficial no Salão de Paris no ano de 2014.

Conforme as imagens que foram divulgadas, o novo Mégane tem um visual muito semelhante ao do último lançamento da Renault, o Talisman, que é sedan. Este veículo foi lançado com a missão de substituir de uma só vez dois modelos, o Laguna e o Longitude.

Até o presente momento, poucos dados técnicos a respeito deste veículo foram repassados pela montadora, mas a principal alteração já foi divulgada que foi a alteração nas suas dimensões. O que sabemos é que nesse novo modelo o Mégane ficará 2,5 cm mais baixo em relação ao solo, detalhe este que apesar de parecer pequeno e não fazer diferença, faz com que a condução do carro seja mais esportiva.

Com relação à largura o veículo também teve acréscimo de 4,7 cm na dianteira e 3,9 cm na traseira. E no espaço do entre-eixos foram acrescentados 2,8 cm, aumento este que irá fazer com que haja um espaço ainda maior para os ocupantes.

As expectativas são muitas em relação a este lançamento e os consumidores já podem se preparar, uma vez que versões de performance já estão garantidas, inclusive a versão GT já teve as suas imagens divulgadas, sendo que no futuro a versão mais apimentada, a RS, será divulgada.

Por Adriano Oliveira

Renault Megane

Renault Megane

Fotos: Divulgação


Novo modelo DS4 da Citroen ganhou novas características off-road e será lançado no Salão de Frankfurt.

A nova tendência que virou febre no meio automobilístico, os SUVs, chegou também à linha DS, divisão de luxo da Citroën. A montadora revelou uma nova versão com uma pegada off-road do modelo DS4. O modelo receberá o sobrenome de “Crossback”, e será oficialmente apresentado ao público durante o próximo Salão de Frankfurt, que acontecerá no mês de setembro. As vendas do novo modelo começarão em novembro, no Reino Unido.

Apesar de chegar com um visual mais próximo dos carros com pegada mais aventureira, o novo modelo vai seguir a linha mais luxuosa da Citroën. Prova disso é que a campanha publicitária do modelo foca mais na tecnologia utilizada no carro do que em seu desempenho em terrenos acidentados, por exemplo. O novo SUV será comercializado juntamente com a versão hatch, também reestilizada recentemente. A versão anterior do modelo é atualmente vendida no Brasil com preço a partir de R$ 100.900.

Dentre as mudanças do novo SUV está a altura: o modelo ficou 3 centímetros mais alto que o modelo hatch e também tem diâmetro maior de aro, ainda não divulgado pela montadora. Fora isso, as mudanças são somente nos para-lamas que agora são pretos e no rack de teto. Na mecânica não há diferenciais. O DS4 Crossback promete agradar a quem deseja um carro mais alto, mas sem tanta robustez.

O interior do carro tem o luxo como prioridade. Com revestimento de couro e volante com comandos especiais do sistema de som. Uma das inovações tecnológicas é a partida, que é feita sem chave, apenas por um botão atrás do câmbio.

A tela multimídia do modelo, sensível ao toque, fez com que o modelo eliminasse cerca de 12 botões no painel central. O modelo tem também uma inovação inédita: a tecnologia Play Car, desenvolvido pela empresa Apple e que facilita a conexão de iPhones com o carro, a fim de deixa-lo mais seguro e de uso mais fácil para o motorista.

Sensores que monitoram o ponto cego, câmera de ré e teto panorâmico são outras atrações do modelo.

Quanto ao motor, o DS4 contará com até seis diferentes escolhas de motorização. Três deles movidos a gasolina e outros três a diesel estes últimos possivelmente não chegarão ao mercado nacional. Dentre os modelos a gasolina destaca-se o 1.2 turbo que possui injeção direta e um propulsor três cilindros que vem com a promessa de diminuir a emissão de poluentes e reduzir o consumo de combustível em até 21%. O câmbio é manual e tem seis velocidades.

Estas e outras inovações prometem agitar o mercado de SUVs ainda este ano. Luxo e potência andando lado a lado é a aposta da Citroën. Será que os desenvolvedores acertarão?

Por Patrícia Generoso

Citroen DS4 Crossback

Citroen DS4 Crossback

Fotos: Divulgação


Novo motor é 1.6 e é movido a gasolina. Montadora também se preocupou em oferecer um novo motor que estivesse dentro do regulamento Euro6 de consumo de combustível e de emissões de poluentes.

Na última terça-feira (dia 25), a montadora Dacia lançou um novo modelo de motor para o seu Duster. O novo modelo tem 1.6 de capacidade cúbica e é movido a gasolina. A montadora se importa com o meio ambiente, e fez questão que o novo motor estivesse dentro do regulamento Euro6 de consumo de combustível e de emissões de poluentes, o que, aliás, foi uma das motivações para o desenvolvimento do novo modelo. A exigência para a adaptação dos carros ao novo modelo de emissões de poluentes vai até o próximo dia 1º, e a montadora já se antecipou ao prazo.

O novo modelo não chega aos mercados somente como uma evolução do bloco anterior, mas vem com a força de um modelo completamente novo. Seu motor desenvolve-se a 115 cv de potência e possui 15,91 mkgf de torque.

O motor vem equipado com a novidade da transmissão manual com apenas 5 marchas. A aceleração do Dacia Duster é de 0 a 100 km/h em apenas 11 segundos, marca considerável se comparada a outros do mesmo estilo. A versão com tração integral perde um pouco no arranque, e chega à mesma velocidade em 12 segundos.

As emissões de poluentes, como o CO2, tiveram uma redução de cerca de 30 g/km e chegaram à marca de 155 g/km na versão 4X4 e 145 g/km na versão 4X2. Para os motoristas mais tradicionais, a Duster possui uma opção que possui transmissão manual de seis marchas.

O Dacia Duster já é comercializado na Inglaterra, onde pode ser encontrado pelo preço de 9.495 libras, o que equivale em nossa corrente moeda a R$ 52.700. Preço razoável, se compararmos todas as funcionalidades que o modelo nos oferece.

Aqui no Brasil, o modelo disponível agora está ultrapassado, o 1.6 16V que conhecemos é flex e tem potência parecida com o modelo lançado na Europa. A principal diferença é que o modelo deles só roda a gasolina, já o nosso, quando abastecido com etanol, chega a 115 cv e torque de 15,9 kgfm a 3.750 rpm.

Por Patrícia Generoso

Dacia Duster

Dacia Duster

Fotos: Divulgação


Novo SUV será lançado em 2016 na Indonésia e tem um ar de ousadia. O diferencial do modelo é sua capacidade de transportar até 7 ocupantes.

A modelo do HR-V ainda lidera as vendas do segmento de SUVs no Brasil, mas a Honda já se adiantou e apresentou na última quinta-feira (dia 20) uma novidade para o segmento.

O novo modelo, denominado de BR-V foi apresentado ao público ainda como protótipo. O modelo foi revelado na Indonésia onde as vendas do novo modelo começam já no começo do próximo ano.

A empresa revelou que o motor utilizado será o 1.5i-VETEC, que tem 120 cavalos de potência, combinado a um câmbio manual de 6 marchas. Há também a opção do câmbio automático.

Uma das características que o novo modelo traz para se diferenciar do seu antecessor HR-V é a possibilidade de transportar até 7 ocupantes. O modelo possui também possui freios ABS, frenagem com distribuição eletrônica, assistência de estabilidade e também de rampas.

Embora alguns fãs da marca no Brasil estejam empolgados com a sigla BR-V, imaginando que poderia ser uma homenagem ao País, a Honda deixa bem claro que a sigla não tem nada a ver com o Brasil, mas seria uma derivação do nome de Bold Runabolt Vehicle (em tradução seria algo do tipo: “veículo de carroceria ousada”). Nome bem sugestivo para o modelo, já que seu design realmente tem um ar de ousadia.

A princípio, a Honda não divulgou quais os mercados que deseja explorar com o novo modelo, mas deixou bem claro que o lançamento não se restringirá à Indonésia, local onde começará as produções do modelo.

Embora o modelo não seja exclusivo da Indonésia, a Honda afirma que este foi desenvolvido para o mercado asiático, portanto não há grandes expectativas do modelo ser lançado no Brasil, o que deixa os fãs brasileiros da marca decepcionados.  Por enquanto, por aqui, o modelo mais barato de sete lugares que pode ser encontrado continua sendo o Chevrolet Spin LTZ, que é comercializado a R$ 65.750. 

Por Patrícia Generoso

Honda BR-V

Honda BR-V

Fotos: Divulgação


Novo modelo está à venda no Brasil pelo preço inicial de R$ 78 mil.

Não faz muito tempo que ele chegou ao mercado, mas, como já era grande a expectativa em torno da sua chegada, o novo Renault Fluence GT Line já pode ser considerado um grande sucesso em vendas, superando até mesmo a meta em margens de venda da sua fabricante, a Renault no Brasil.

As razões de tanto sucesso, mesmo em tempos de baixa nas vendas de carro, argumentada pela crise econômica brasileira, está no conjunto perfeito entre beleza e economia que o Fluence GT Line traz.

Em se tratando de beleza, a parte externa, o novo Renault Fluence GT Line ganhou mais robustez, passando um aspecto de ser mais imponente, mais forte e ganhando o respeito de um sedan com para-choques de ar emoldurado, um detalhe de alto luxo, charmoso, colocado para destacar ainda mais a proposta do carro: ser um esportivo respeitado no mercado. Os faróis ganharam mais largura e também aspectos mais escurecidos – que realmente dá um toque esportivo ao lançamento da Renault. Os pneus com suas jantes originais; rodas de aro de 17 polegadas, o que complementa ainda mais essa proposta da esportividade. Tudo isso, pelo preço, em nível de Brasil, de R$ 78.000,00.  

Abordando o assunto potência, já que se trata de um esportivo, o novo Renault Fluence GT Line tem motor 2.0 com 190 cv, com câmbio automático do modelo CVT, alcançando velocidade de até 220 Km/h. Tudo isso com opcionais como sensor de estacionamento, regulagem automática de altura, câmera de ré, ar condicionado digital, sistema multimídia R-link, reconhecimento de voz e GPS, além de controle de estabilidade e de tração.  

Se você está com projeto de comprar o seu, é necessário estar informado de que ainda há opções de comprar o Fluence GT Line nas cores Branco Glacier, Preto Nacré e Vermelho Fogo, estas duas últimas metálicas. Para quem optar pelas cores metalizadas terá que pagar um acréscimo de R$ 1,6 mil, deixando o novo Renault Fluence GT Line pelo total de R$ 79.600,00.  

Por Michelle de Oliveira

Renault Fluence GT Line

Renault Fluence GT Line

Fotos: Divulgação


Modelo conta com novidades e itens interessantes em suas versões.

A Chevrolet, montadora de veículos renomada aqui no Brasil, anunciou oficialmente, nesta quinta-feira, dia 13 de agosto de 2015, o lançamento da nova Montana edição 2016. Dentre as novidades trazidas por esta nova versão estão o novo material de revestimento dos assentos na versão LS e outra opção de cor de carroceria a cor metálica Cinza Graphite.

Como já havia sido sugerida por especialistas e proprietários da picape, dessa vez a montadora atendeu às sugestões e inseriu novos acessórios na picape, tais como, tapete para caçamba confeccionado em E.V.A e capa automotiva,  bem como suporte para o transporte de bicicleta.

O veículo ainda trouxe de série sensor de estacionamento, módulo para ativação da função ilt Down, capota marítima e santo antônio.

Mesmo na versão mais básica, a LS, a picape já conta com direção hidráulica, sendo que ela vem com itens de série bastante interessantes como, cinto de segurança e banco do condutor com ajuste de altura, alerta para que o motorista não esqueça os faróis acesos, para-choques da mesma cor que a carroceria, freios ABS dotado de sistema auxiliar de frenagem de emergência o EBD, ar-condicionado, proteção no vidro traseiro por meio de uma grade, retrovisores, travas e vidros acionados por comandos elétricos são os opcionais.

Já a versão topo de linha, a Sport, a montadora investiu na versatilidade dos dois assentos a mais para que o proprietário possa utilizá-lo durante o seu cotidiano e para o lazer, esta versão além de vir completa traz um acabamento muito mais refinado. Nessa versão o cliente terá de série rodas de liga leve no tamanho 16 polegadas, luzes de neblina, faróis com máscara negra, adesivo de coluna e rack  são os itens que fazem a distinção entre as duas versões, dentre alguns outros detalhes mais.

Com relação à motorização, o propulsor continua sendo o motor 1.4, o qual é capaz de produzir uma potência máxima 99 cavalos e 13 Kgfm de torque juntamente com uma transmissão de cinco velocidades manual.

O consumidor que for adquirir a picape nas concessionárias da Chevrolet de todo o país irá encontrá-la, com as seguintes opções de cores: Cinza Graphite, Vermelho Pepper, Cinza Astec, Preto  Carbon Flash e Branco Summit.

Apesar de já ter sido feito o lançamento oficial, a fabricante deixou para divulgar os valores de comercialização dessa novidade somente durante esta semana.  

Por Adriano Oliveira

Chevrolet Montana 2016

Chevrolet Montana 2016

Chevrolet Montana 2016

Fotos: Divulgação


Novo modelo contará com novo motor 1.0 turbo e será lançado no dia 15 de setembro no Salão de Frankfurt.

Mostrado pela primeira vez como ik.2 Concept, no Salão de Genebra, o novo hatchback da Suzuki, o Baleno, será apresentado ao público em setembro.

Com esteia marcada para o dia 15 de setembro no Salão de Frankfurt, o novo hatch compacto da Suzuki irá combinar “design estiloso, amplo espaço interno e novas tecnologias”, nas palavras da marca.

Ainda sem muitos detalhes divulgados, o que se sabe é que o Baleno será uma alternativa mais racional ao Swift, graças às dimensões um pouco maiores (4,02 metros de comprimento e 2,52 metros de entre – eixos) e maior versatilidade. Sob o capô, o compacto vai estrear o novíssimo motor 1.0 litro com turbo compressor e injeção direta. As diferenças ficam por conta de detalhes como para-choques, rodas e acabamentos.

Os conjuntos óticos também mudam nesta versão de produção, num modelo que deverá manter as medidas do iK-2, modelo que tinha 4,0 metros de comprimento, 1,92  metro de largura, 1,45 metro de altura e 2,52 metros de distância entre eixos.

A Suzuki promete para este motor força e eficiência suficientes para as melhores prestações e economia de combustível. Para ficar ainda mais interessante, o Baleno seguira o novo conceito de construção leve da Suzuki.

O lançamento vai ao encontro de legislações, principalmente na Europa, que exigem propulsores que gastem menos combustível e emitam menos gás carbônico na atmosfera.

Embora o turbo compressor dê mais torque e potência ao veículo, a ideia é tornar os veículos mais sustentáveis. Essa onda, chamada de "downsizing", começa a chegar ao Brasil com o lançamento do Volkswagen Up! TSI.

A novidade estreia no novo hatch Baleno. O nome já é conhecido, inclusive no Brasil, mas o formato é inédito, derivado do conceito iK-2, que foi mostrado no Salão de Genebra, em março deste ano. Ainda não há informações sobre comercialização do modelo no Brasil.

Por Guido Michel Macris

Suzuki Baleno

Suzuki Baleno

Suzuki Baleno

Fotos: Divulgação


Novo modelo já está à venda no Brasil e conta com ótimas características.

Sonho de consumo de todos os apaixonados por carros com suas inovações tecnológicas, beleza e velocidade, o Porsche 911 Carrera chegou para “tirar o sono” de quem sonha em tê-lo, mas, não tem como desembolsar R$ 549 mil – sim, esse é o valor dessa máquina, assim como chegou para ser a alegria de milionários que podem pagar essa quantia pelo carro e cobiça tê-lo como um dos seus brinquedinhos na garagem.

É possível o leitor se perguntar o que leva um carro a custar R$ 540 mil. Para os outros carros talvez não exista explicação, mas para o Novo Porsche Carrera S fica mais fácil de explicar. Primeiro, o carro tem uma mecânica de colocar inveja em qualquer outro tipo de automóvel que possa ser comparado a ele. O motor é de 6 cilindros em disposição boxer com nada mais nada menos que 400 cv de potência, sendo que essa composição vem com o sistema de injeção direta de gasolina (Direct Fuel Injection – DFI) e VarioCam Plus. O que significa esse sistema? Que o motorista dessa máquina vai conseguir obter toda a potência que esse carro tem para oferecer, com consumos bem menores em relação a carros potentes.

O novo Porsche 911 Carrera tem uma caixa manual de 7 velocidades e ainda falando em sistemas, ele tem o sistema Porsche Torque Vectoring (PTV), que chega com um diferencial a mais, já que auxilia na boa dinâmica do carro para os motoristas, dando ao motorista uma direção precisa tanto nas retas quanto nas curvas. O Porsche 911 Carrera é todo projetado no aço e no alumínio, afinal, para aguentar a velocidade que pode chegar, de até 304 Km/h, a estrutura desse carro tem de ser forte.

Na sua parte interna, nada se compara ao conforto que ele pode oferecer. Bancos de couro e, por sinal, esse mesmo couro envolve todo o volante, a caixa de marcha e, sem exageros, toda a parte interior do carro. O painel de instrumentos tem um tom na cor ecrã, mas a resolução das cores vai de acordo com o uso do controle de velocidade de cruzeiro ou do sistema de áudio.

Criado para também proporcionar interação, o novo Porsche 911 Carrera vem com o Porsche Communication – o que possibilita ao motorista usar todas as formas de comunicação dentro do carro; com pré-instalação para celulares e sistema de som High- End Sorround (som da mais alta qualidade).

Quer mais novidade? O Novo Porsche 911 Carrera também oferece aplicação Aha Radio, onde o motorista poderá reproduzir Web Rádio, Podcasts e Audio Magazine no PCM, além de poder fazer consultas sobre as condições meteorológicas. Tudo através de um smartphone. Será que com tanta informação, tecnologia, beleza e potência dá para se compreender o super valor de mercado do Novo Porsche 911 Carrera? E, para finalizar, outra boa notícia: a máquina já está à venda no Brasil.

Por Michelle de Oliveira

Porsche 911 Carrera

Foto: Divulgação


Novo modelo traz como itens de fábrica rádio, ar-condicionado, alarme, vidros e travas elétricos e faróis de neblina. Preços variam de R$ 45.990 a R$ 62.890.

O novo Peugeot 208 do ano de 2016 já está à venda no Brasil. A montadora lançou a nova linha mantendo os preços do modelo em 2015, que variam entre R$ 45.990 para a versão Active e R$ 62.890 para a versão Griffe, que possui câmbio automático.

O novo hatch que chegou ao mercado brasileiro não possui ainda a atualização dos modelos europeus, anunciados no Salão de Genebra, em março.

Segundo o diretor de marketing da Peugeot, o modelo ainda não tem as inovações no visual, pois a montadora no Brasil possui um cronograma diferente da europeia. Se o visual não é inovador, o interior do novo modelo não deixa a desejar: os modelos mais básicos (Active) já vêm de fábrica com itens como rádio, ar-condicionado, alarme, vidros e travas elétricos e faróis de neblina. Nesse modelo, a central multimídia é item opcional.

Ao modelo Active Pack há o acréscimo de airbags laterais, ar-condicionado digital, volante de couro e sistema multimídia já incluso. A versão intermediária do modelo tem atrativos como teto solar panorâmico, sensor de ré e piloto automático.

A versão mais completa de todas, a Griffe, tem além de todos os itens já citados, airbags de cortina, sensor para estacionamento dianteiro. O modelo está disponível somente com o motor 1.6. O modelo Griffe vem com o aplicativo exclusivo para celulares, MyPeugeot. Este aplicativo registra informações do percurso do carro, na tela do seu celular outros controles, como o nível do combustível e alertas de revisões também são exibidos pelo aplicativo.

Ao mesmo tempo em que o modelo 208 torna-se o mais equipado da Peugeot, seu concorrente, o Citroen C3, deve de destacar no preço, e conseguir disputar o gosto dos clientes, com suas versões de entrada.

Com a nova linha 2016, a Peugeot tem a expectativa de aumentar suas vendas em cerca de 30%.

Por Patrícia Generoso

Peugeot 208 2016

Peugeot 208 2016

Peugeot 208 2016

Fotos: Divulgação


Modelos como o Duster Oroch da Renault e o Qashqai da Nissan estão na lista dos lançamentos mais aguardados pelos brasileiros para o próximo semestre de 2015.

Embora a crise tenha chegado também no setor automobilístico, algumas novidades ainda atraem os clientes, e o próximo semestre promete algumas boas inovações para os apaixonados pelo mundo automobilístico. 

As montadoras prometem algumas boas novidades para seus clientes, e dentre os modelos mais esperados estão a picape Duster Oroch da Renault e o SUV Qashqai da Nissan.

Ao prometer novidades para o próximo semestre as montadoras criam todo um clima de mistério e acabam impulsionando suas vendas, mesmo em um cenário não tão favorável, como o que a economia brasileira enfrenta.

Uma pesquisa da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores aponta para uma queda nas vendas de automóveis no país. Até o mês de maio, por exemplo, houve queda de 20% se comparado ao mesmo mês do ano passado. Se o cenário não é otimista para as vendas espontâneas, então essa é a hora de investir em novidades para o setor. 

Os oito carros mais esperados para o próximo semestre estão listados abaixo:

– Picape da Fiat (ainda sem nome);

– Sandero RS (esporte), da Renault;

– Qashqai (SUV), da Nissan (SUV);

– Duster Oroch (picape), da Renault;

– A3 sedan flex, da Audi;

– Hilux (picape), da Toyota;

– C4 Picasso, da Citroën;

– Ranger, da Ford.

Resta descobrir se o setor automobilístico terá aumento de vendas, ou manterá o cenário de queda registrado no primeiro semestre desse ano.

As montadoras estão apostando todas as fichas numa característica muito conhecida dos brasileiros: o gosto pelas novidades. Alguns modelos como os citados acima foram guardados no começo do ano para serem usados como "coringa" das vendas caso a crise, como a que vivemos atualmente, continuasse. Mas se a novidade atrai o gosto do consumidor brasileiro, se esta vier aliada com bom preço, o resultado sempre será positivo.

Vamos aguardar para ver se as montadoras farão o conjunto preço-inovação e conquistarão novamente os índices de venda positivos.

Por Patrícia Generoso

Renault Duster Oroch

Nissan Qashqai

Fotos: Divulgação


Montadora aposta em novo modelo esportivo com 7 lugares e sistema de tração integral.

Um SUV esportivo com sete lugares. É nisso que apostam os engenheiros da montadora Honda. A montadora está se preparando para promover mudanças importantes em seu próximo modelo, previsto para ser lançado no mercado no ano de 2017.

A ideia da montadora é distanciar o novo modelo do seu último lançamento o HR-V, lançado este ano no continente europeu. Para que isso aconteça, o próximo modelo terá aumento em suas dimensões, o que o aproximará de modelos como o Volvo XC60 e a Land Rover Discovery Sport, por exemplo.

Além dos sete lugares, que seriam item de série, o novo modelo adotaria também um sistema de tração integral, como os outros modelos semelhantes.

O CR-V será a quinta geração do SUV esportivo japonês e está previsto para ser lançado daqui a dois anos. Com o aumento das dimensões, o modelo passa a ser considerado um produto mais luxuoso e atraente segundo alguns críticos. No seu interior, o CR-V traz o mesmo design do HR-V, com algumas inovações tecnológicas. A tecnologia do modelo fica garantida pela inclusão de um novo sistema de infotainment que apresenta uma tela sensível ao toque do motorista. Os motores também manterão o padrão lançado pelo HR-V. 

Chegará ao fim a escolha entre o esportivo e o funcional, entre família e aventura. Quem tem a família grande ou mesmo muitos amigos poderá desfrutar da funcionalidade de mais lugares no carro, aliada com o design e motor imponentes de um bom esportivo, o que pode lhe proporcionar bons momentos em viagens mais longas e em terrenos mais acidentados. Embora a maioria das pessoas não utilize esses trajetos com muita frequência, o modelo proporciona enorme versatilidade para o motorista. 

Embora o modelo apresente versatilidade e funcionalidade, algumas pessoas acreditam que o modelo deixa a desejar na aparência.

E você, o que acha? É importante aliar um bom design com a funcionalidade? Qual dos dois aspectos pesa mais na hora da escolha por um bom carro?

Por Patrícia Generoso

Honda CR-V

Honda CR-V

Fotos: Divulgação


Modelo será lançado em breve e teve pequenas alterações no design.

A montadora italiana Fiat confirmou o lançamento do modelo 500 reestilizado. O modelo recebeu pequenas alterações quanto ao design, preservando sua identidade. Segundo a empresa, ao todo foram realizadas 1.800 modificações no pequeno utilitário.

O design externo do modelo sofreu algumas alterações. A grade, as lanternas e os faróis receberam design moderno, que chama bastante atenção. Além disso, o modelo recebeu lanternas diurnas com tecnologia LED.

O modelo possui o novo sistema de entretenimento Uconnet, que garante acesso seguro as mídias, display sensível ao toque e comando por voz. O sistema promete proporcionar uma experiência única ao motorista, graças à interação que o mesmo oferece. Além disso, o sistema possui outras funcionalidades, tais como: GPS de série, Rádio AM/FM, CD/DVD, conexão USB e compatibilidade com sistema Android.

É possível adquirir como item opcional o computador de bordo, que conta com display de 7 polegadas. O item é utilizado para fazer cálculos sobre a quantidade de combustível gasta, quantidade de combustível disponível, estado do veículo, pressão dos pneus, entre outras funcionalidades.

 O modelo deverá ser lançado em três versões: Pop, Popstar e Lounge. Todas as versões devem possuir sistema de segurança Airbag, controle de estabilidade do veículo e assistente de partida em rampa.

A motorização do veículo recebeu poucas alterações em relação às versões anteriores. O motor 0.9 alimentado a gasolina pode gerar potência máxima de 104 cv. Já a versão com motor 1.3 abastecido a diesel possui 94 cv de eficiência. Segundo a empresa, a versão com motor 1.3 polui menos a atmosfera terrestre, emitindo apenas 99 g/km de dióxido de carbono. As três versões contam com cambio manual de cinco ou seis velocidades.

Infelizmente, o Fiat 500 reestilizado não deverá ser produzido e comercializado no Brasil, pelo menos por enquanto. Os modelos vendidos do Fiat 500 vendidos no país são de origem do México e por lá o modelo ainda não sofrerá mudanças. O preço máximo do compacto no Brasil chega até R$ 81.710.

Por Wendel George Peripato

Fiat 500 reestilizado

Fiat 500 reestilizado

Fotos: Divulgação


Novo modelo terá a capacidade de gerar 350 cv.

Foi anunciado oficialmente pela fabricante de veículos automotores Ford que o novo Focus modelo RS irá chegar às concessionárias com um propulsor EcoBooster 2.3, o qual terá a capacidade de desenvolver uma potência máxima de nada mais nada menos que 350 cavalos e um torque de 44,9 Kgfm que surge entre 2.000 e 4.500 rpm, sendo que o corte de giro ocorre nas 6.800 rotações, o surpreendente é que este motor é o mesmo que é utilizado no famoso Mustang.

Este hatch apimentado já havia sido apresentado pela montadora na edição 2015 do Salão de Genebra, evento este que ocorreu na Suíça no mês de março. As novidades são muitas e não param por aqui, este veículo ainda conta com a função overboost, a qual tem acionamento feito mediante o aperto de um botão, a finalidade desta função é a de fazer com que o torque deste veículo seja aumentado de 44,9 Kgfm para 47,9 Kgfm durante o período 15 segundos, período este que o carro fica ainda mais potente.

Outros pontos de destaque que a Ford detalhou foi o sistema de vetorização de torque e tração deste carro que para este modelo será integral.

A estreia oficial deste veículo foi feita pela Ford recentemente no Festival de Goodwood, evento este que ocorreu na Inglaterra. Essa estreia foi tão festejada pela Ford que teve direito até a uma exibição feita pelo piloto Ken Block dirigindo o possante.

Este novo Focus RS, quando chegar às concessionárias, virá com câmbio manual de seis marchas, direção elétrica, suspenção do modelo multilink, a qual permite a realização de ajuste de pistas, bem como rodas no tamanho 19 polegadas que terão pneus de perfil 235/35, todos estes itens já serão inseridos de série.

Ainda não há nenhuma especulação a respeito de que a Ford possa comercializar este novo Ford Focus RS aqui no Brasil. Então, enquanto isso não acontece, os consumidores daqui terão que se contentar com a versão convencional do hatch que é comercializada em todo o país com um propulsor 1.6 e 2.0 Flex, sendo que, respectivamente, eles possuem uma potência de 135cv e 178cv, motores estes que tem como opcional o câmbio de cinco marchas manual ou um câmbio de seis velocidades com o sistema de embreagem dupla.

Por Adriano Oliveira

Ford Focus RS

Ford Focus RS

Ford Focus RS

Fotos: Divulgação


Modelo foi lançado com preço sugerido de R$ 529.950. Sua potência máxima pode chegar a 575 cv.

A fabricante de veículos automotores mundialmente conhecida BMW anunciou oficialmente nesta segunda-feira, dia 22 de junho de 2015, a chegada do novo BMW X6M ao Brasil, este veículo já está disponível nas concessionárias da marca. Em princípio, ele está sendo disponibilizado em sete cores, inclusive a nova cor que é bastante charmosa a Blue Long Beach, o preço sugerido desse carrão é de R$ 529.950.

Para quem ainda não conhece este veículo, a sua principal característica é a alta performance, haja vista que o veículo foi equipado com um propulsor V8 4.4 litros, o qual é capaz de gerar uma potência máxima de nada mais menos que 575cv e um torque máximo de 76,5 Kgfm obtidos entre as 2.200 e 5.000 rpm.

Este carro foi todo construído com materiais leves e devido a este fator este motor possante consegue garantir ao veículo uma aceleração de 0 a 100 Km/h em nada mais nada menos que 4,2 segundos, apesar da velocidade ser controlada eletronicamente, ele consegue atingir uma velocidade máxima de 280 km/h.

A função Launch Control ainda ajuda o veículo nas arrancadas, pois a principal atribuição dessa função é proporcionar a entrega da dose correta de potência, bem como torque para que a arrancada deste veículo seja ainda mais ágil.

A tecnologia utilizada neste veículo foi tão grande que ele possui até um sistema de visão noturna batizado com o nome de Night Vision com Dynamic Light Spot, sistema este que é composto por uma câmera infravermelho que através do lançamento de um facho de luz sobre animais ou pedestres, a fim de ajudar os condutores a identificá-los com maior facilidade quando eles estiverem à margem da pista. O farol que foi utilizado nessa máquina traz tecnologia adaptiva Full Led, a qual já vem com assistente de farol alto.

Para aproveitar o ensejo do lançamento do X6M aqui no Brasil a BMW já aproveitou e apresentou também o novo X6 xDrive35i.

Por Adriano Oliveira

BMW X6M

BMW X6M

BMW X6M

Fotos: Divulgação


Com o novo modelo a montadora voltou a apostar no mercado de pequenos crossovers.

A montadora japonesa Mazda resolveu investir novamente no mercado de pequenos crossovers, onde a companhia estava afastada há algum tempo. Nos últimos meses, a fabricante asiática atualizou muitos de seus veículos, em uma atitude ousada de ganhar espaço, principalmente no eixo Europa-Ásia.

O seu novo carro, o CX-3 já chegou à Europa com pompa arrojada e de possível sucesso no mercado.   A Mazda deposita grandes esperanças neste modelo, não somente pelas características do automóvel, mas também pela recuperação do setor automotivo. No mercado europeu, por exemplo, os pequenos crossovers tiveram um aumento nas vendas de 56% comparado 2014 com 2013. É esperado que até o final de 2017, o volume total de veículos deste segmento vendidos por ano seja de 800 mil unidades.   

Apesar da forte concorrência de outras montadoras neste segmento, a companhia japonesa espera aumentar sua participação de mercado em 3,1%. Cerca de 38 mil unidades do CX-3 serão destinados ao mercado europeu. A Mazda pretende produzir 150 mil unidades do modelo para suprir todos os mercados em que atua.   

O CX-3 compartilha de diversos componentes do Mazda2, com dimensões bastante compactas e um estilo arrojado e moderno. Seu jeito esportivo e dinâmico o deixa atraente e bem afeiçoado ao mercado europeu. A versão do modelo com motorização a gasóleo Skyactiv-D 1.5, que será vendido em Portugal, tem baixas taxas de emissões, além de apresentar 105 cv de potência e um binário de 270 Nm.  O motor também oferece aos usuários uma agradável experiência em trechos urbanos, apresentando também uma resposta bastante eficiente na estrada.   

A Mazda resolveu não modificar muito o CX-3 em relação aos seus "irmãos". O automóvel conta com recursos interessantes, mas comuns em mercados desenvolvidos. Alerta de saída involuntária de faixa, travagem automática em cidade, faróis adaptativos, alerta de ângulo morto, regulador de velocidade adaptativo, entre outros recursos estão presentes no novo veículo da Mazda. Há ainda pacotes específicos que poderão incrementar as características do modelo: Alta Segurança (HS) e Alta Tecnologia (HD) por 1.085 e 1.310 euros, respectivamente.   

O CX-3 dispõe do mesmo sistema multimídia dos modelos anteriores da marca asiática. O dispositivo multimídia é dotado de um comando central rotativo que permite conexão à internet e acesso a aplicações de redes sociais e navegação. Conexão Bluetooth também faz parte do pacote multimídia disponível no automóvel.   

O Mazda CX-3 está disponível no mercado em dois principais modelos, o 4×2, que custa entre 22.970 euros e 27.740 euros. e o 4×4, que é avaliado entre 28.461 euros e 32.736 euros.

Por William Nascimento

Mazda CX-3

Mazda CX-3

Mazda CX-3

Fotos: Divulgação


Modelo, que foi lançado no final do ano de 2013, teve sua produção encerrada em 19 de junho de 2015.

Foi anunciado pela Porsche, na manhã desta última sexta-feira, dia 19 de junho de 2015, o encerramento da produção do Posrche 918 Spyder. A produção deste veículo já era feita há 21 meses, em Stuttgart, na Alemanha.

A fabricante, quando desenvolveu este veículo, o destinou exclusivamente para ser um carro superesportivo plug-in híbrido. Ele apareceu pela primeira vez durante o evento denominado Geneva International Motor Show no ano de 2010, ainda como um conceito, a empresa gostou tanto do modelo que no verão do mesmo ano deu a luz verde para que o desenvolvimento desse carro e a sua produção se iniciasse de maneira imediata.

Este veículo foi lançado oficialmente no final do ano de 2013, o seu lançamento foi feito para representar uma verdadeira continuação de uma série de supercarros dos modelos esportivos que estavam sendo lançados por esta montadora alemã. Os modelos pioneiros desta série foram o 904 Carrera GTS, o 959, o 911 GT1 e o Carrera GT.

Não há como negar que o lançamento do Spyder no mundo automobilístico foi um grandioso impulso para o desenvolvimento de tecnologias inovadoras voltadas para os supercarros esportivos do futuro.

O Spyder Porsche encarnou as virtudes clássicas e foi um definidor de pilares para o futuro, uma vez que este veículo é sinônimo de bom desempenho, um exemplo disso é o fato de que no ano de 2013, este carro foi o responsável por definir um recorde, o de dar a volta somente com pneus de produção em Nürburgring com a incrível marca de nada mais nada menos que 6 minutos e 57 segundos, recorde este que jamais foi igualado por qualquer outro veículo até o presente momento. O consumo de combustível deste carro é de cerca de apenas três litros de gasolina por 100 km.

Portanto, é uma lamentável perda o encerramento da produção desse veículo, o qual sem sombra de dúvidas ilustra com muita propriedade o grande potencial da tecnologia plug-in híbrido.

Por Adriano Oliveira

Porsche 918 Spyder

Porsche 918 Spyder

Fotos: Divulgação


Modelo sedan de luxo vem equipado com motor V8 e design mais atlético.

A fabricante de veículos automotores Bentley fez a revelação nesta última quinta-feira, dia 18 de junho de 2015, de uma novíssima versão do seu modelo Flying Spur. Essa versão foi batizada com o nome de Beluga. O desenvolvimento dessa versão foi feito, segundo a montadora, exclusivamente para este modelo que é equipado com motor do tipo V8, ainda o outro objetivo foi o de dar a este sedan de luxo um design mais atlético.

O Flyng Spur Beluga será trazido ao mercado com a presença de rodas de liga leve no tamanho 20 polegadas com acabamento na cor preto brilhante ou a opção de escolha pelo tamanho 21 polegadas no pacote Mulliner, este veículo irá trazer a barra da sua grade inferior dianteira da mesma cor que a carroceria, sendo que os acabamentos da grade serão na cor preto brilhante no entrelaçado.

Na parte interna deste veículo o que chama atenção são as costuras que foram feitas em cores contrastantes com as cores das costuras que feitas nos assentos, outros detalhes bem interessantes ficarão por conta dos tapetes e das manoplas de câmbio que foram desenvolvidas exclusivamente para este modelo.

No que diz respeito à motorização do veículo, a montadora preferiu não realizar nenhum tipo de modificação com relação à versão anterior. Desse modo, o veículo foi equipado com um propulsor 4.0 V8 biturbo, o qual tem a capacidade de oferecer ao carro uma potência máxima de nada mais nada menos que 507 cavalos. Nos testes de aceleração, esse motor conseguiu atingir incrível marca de conseguir acelerar de 0a 110 Km/h em apenas 5,2 segundos, no quesito autonomia, os testes realizados pela montadora inglesa revelaram que, com o tanque cheio, este veículo possui uma autonomia de 804 quilômetros.

O certo é que o lançamento desse veículo foi feito por esta empresa inglesa a fim de sublinhar o lado mais desportivo dessa berlina luxuosa.

Por Adriano Oliveira

Bentley Flying Spur Beluga

Bentley Flying Spur Beluga

Bentley Flying Spur Beluga

Fotos: Divulgação


Modelo traz ótimas características e será vendido por, aproximadamente, R$ 190 mil.

A Mitsubishi apresentou o novo modelo, o facelit do Outlander PHEV. Este novo lançamento teve sua exibição no dia 18 de junho de 2015. E pode-se descrever que o carro vem com adicionais totalmente cromados na parte que vem na grade direita, rodas de liga leve com 18 polegadas, novos tipos de bancos, para-choque e volante. O carro ainda dispõe de um eficiente sistema híbrido, que evita a possibilidade de dar atrito e ainda proporciona uma economia de até 8%.

O veículo também passou por novas adaptações no sistema de segurança, como também oferece um moderno sistema de monitoramento com multivisão que fica no entorno do carro, vem com freios ABS, airbags nas laterais e varias outras inovações. E ainda possui dois tipos de motores conduzidos a gasolina. A primeira opção com 2.4 litros com quatro cilindros para uma produção de 166 cv e 22,3 kgfm de torque e caixa de câmbio CVT. A outra opção com 3.0 litros para produzir 224 cv com potência de 29,7 kgfm de torque através da transmissão automática com seis velocidades.

Não há como negar que a nova versão apresenta alta tecnologia e padrão de qualidade, pois a marca japonesa sempre trabalhou com veículos que sempre ganharam grandes destaques no mercado automobilístico. E para esse utilitário, o destaque está no modelo esportivo, que possui cinco lugares e quatro portas. E pelo bom desempenho que oferece, pode alcançar até 180 km/h e aceleração de 100 k/h em 11 segundos. Na cidade o carro proporciona uma economia de 12 km por litros, na estrada pode ganhar até 13 km por litro.

E pensando no conforto, o veículo possui bancos de couro, o volante é multifuncional, vem com apoio de braço para o motorista, teto solar e muitas outras comodidades. E com tantos detalhes, o preço do Mitsubishi Outlander PHEV 2.0 está em torno de R$ 190.000,00, mas é preciso levar em consideração todas as opções de segurança, comodidade e beleza do carro.

Agora, falta saber apenas a opinião das pessoas sobre o que acharam do Mitsubishi Outlander PHEV 2.0. Não deixem de postar seus comentários.

Por Jaqueline Mendes Rodrigues dos Santos

Mitsubishi Outlander PHEV

Mitsubishi Outlander PHEV

 

Mitsubishi Outlander PHEV

Fotos: Divulgação


Modelo superesportivo foi lançado no Brasil e em breve a versão WRX STI também desembarcará por aqui.

Um dos grandes destaques do Salão do Automóvel de São Paulo na edição 2014, o Subaru WRX foi anunciado oficialmente no Brasil. A versão WRX STI também já está com data prevista para chegar ao mercado, de acordo com a montadora oriental. Ambos os modelos devem desembarcar em terras tupiniquins ainda em agosto deste ano.

Os dois modelos são superesportivos, e com boas configurações mecânicas. O WRX vem com um bloco de quatro cilindros contraposto, de 2.0 litros. Esse motor, que é turbo e possui injeção direta, gera uma potência de 268 cavalos e tem torque de 37 kgfm. Essa versão possui duas opções de transmissão: manual, com 6 velocidades, e automática, com 8 velocidades.

Mas para quem quer mesmo potência, o WRX STI é o ideal, pois ele aparece com um bloco de 2.5 litros, também com quatro cilindros. Como era de se esperar, seu rendimento é melhor, gerando torque de 40 kgfm e potência de 305 cv. O único detalhe é que ele possui apenas uma opção de câmbio, que nesse caso é de 6 marchas.

Para quem quiser adquirir um carro desses, obviamente os valores não são dos mais acessíveis: a versão WRX custa inicialmente R$ 147.900,00, enquanto a versão top de linha, a WRX STI parte do preço de R$ 194.400,00. Os interessados já podem fazer suas reservas a partir dessa semana, em uma concessionária Caoa, porém a entrega começará apenas em agosto desse ano.

De uma maneira geral, a Subaru está tendo um bom rendimento esse ano no Brasil, sobretudo em meio à crise. Em relação aos quatro primeiros meses do ano passado, a marca aumentou em 73% a quantidade de venda de seus modelos no país, passando de 280 unidades vendidas nesse período em 2014, contra 484 unidades para o mesmo período em 2015. Com a chegada desse modelo, a tendência é aumentar ainda mais as vendas.

Por Felipe Villares

Subaru WRX

Subaru WRX STI

Fotos: Divulgação


Novo modelo terá design totalmente esportivo e será 91 kg mais leve que a versão anterior.

A nova geração do Audi A5 está ganhando várias novidades e a previsão é que ela chegue ao mercado ainda este ano. Um dos destaques é o design totalmente esportivo, presença de peças em alumínio para deixar o carro mais leve e o uso da plataforma Modular MLB. Outra novidade é que a nova versão deve ser 91 quilos mais leve que a antiga.

Além disso, o Audi A5 deve ter faróis em LED, interior futurista o motorista vai poder ter acesso às principais informações do veículo diretamente no para-brisa por meio de uma tecnologia chamada head-up display (HUD). A nova versão também deve contar com motor turbo de 2.0 Litros de quatro cilindros. A versão top de linha do Audi A5 será a RS5 e a previsão é que o carro tenha as vendas iniciadas na Europa ainda este ano, como modelo de 2016.

Você conhece o RS Q3, também da Audi? Atualmente, o veículo ganhou uma reestilização na Europa e a previsão é que o carro chegue ao Brasil somente no próximo ano. O carro se destaca pelo design esportivo e diferenciado e conta também com motor de 2.5 cilindros com turbo e consegue desenvolver até 310 cavalos. O carro é rival do GLA 45 AMG e o preço médio dele, a linha de 2015, é de R$ 273,6 mil.

Entre outras características, o RS Q3 conta com câmbio S-tronic, automatizado de dupla embreagem e tem 7 velocidades. Além disso, o carro foi considerado pelo quinto ano consecutivo o melhor entre 2 e 25 litros, e devido a isso ganhou em premiação internacional.

Além do design esportivo e futurista, o RS Q3 da Audi tem 7 marchas, mede 184 m de largura, 1,58 m de altura e pesa 1.655 Kg. O RS Q3 chega ao mercado apenas no próximo ano, mas o Audi ainda deve chegar em 2015.

Gostou das novidades? Deixe o seu comentário!

Por Babi

Audi A5

Audi A5

Audi A5

Fotos: Divulgação


Novo modelo sedan será lançado na Europa.

O novo modelo sedan CTS-V da fabricante Cadillac estará disponível para ser vendido inicialmente na Europa, mas é para o próximo outono de 2015. O carro vem com motor super equipado e permite aceleração de até 100 km/h em aproximadamente 4 segundos. A máquina ainda possui 649 cv de potência e 64,24 mkgf de torque, acoplamento automático de transmissão automática com oito marchas controlada pelo volante. E ainda permite tração traseira.

Com toda essa potência, o carro também tem grandes concorrentes no mercado, pois os modelos das linhas Audi, BMW e Mercedes também são altamente potentes e luxuosos. Retomando sobre o estiloso CTS-V da Cadillac de origem norte-americana, o veículo vai estrear no mercado com o valor inicial de 98.500 euros, mas o preço pode abaixar na época do verão para um valor em torno de 75.000 euros.

Comentando novamente que o CTS-V ainda tem capô com fibra de carbono, a parte interna apresenta um modelo esportivo sendo o acabamento com tecido de couro e os bancos em microfibra, além do painel sensível com tela de 12.3 polegadas, duas saídas duplas de escape e difusor traseiro, um audacioso para-choque e spoiler traseiro bem mais agressivo.

E baseado nessa tecnologia avançada, a Cadillac acredita que o CTS-V será um modelo que vai agradar muito o futuro dono. Pois, a empresa tem grande reconhecimento e boa referencia no mercado de automóveis no estilo sedan de luxo, como também sempre apresentou todo o marketing publicitário neste tipo de segmento.

Percebe-se que o modelo CTS-V da Cadillac ganhou novas características, perdeu mais o tradicional para um estilo arrojado e irreverente. Lembrando que a tecnologia está bem avançada, pois o sedan pode chegar a uma velocidade aproximada de 322 km/h, um grande avanço na aceleração.

Portanto, o moderno sedan CTS-V da Cadillac brevemente vai desfilar pelas ruas do mundo inteiro. E assim todos poderão conferir os detalhes do veículo e postar futuros comentários da super máquina.

Por Jaqueline Mendes Rodrigues dos Santos

 

Cadillac CTS-V

Cadillac CTS-V

 

Cadillac CTS-V

Fotos: Divulgação


Modelo será comercializado nas versões Attraction, Ambiente e Ambition.

Agora é a vez dos brasileiros! Após o novo Audi Q3 ser eleito na Europa como o sporty utility compacto mais seguro, ele finalmente chega ao Brasil, e já tem os preços das três versões divulgados: o modelo Attraction tem preços a partir de R$ 144.900,00, o modelo  Ambiente, com preços a partir de R$ 159.900,00 e também o modelo Ambition cujos preços serão a partir de R$ 179.900,00. Os valores foram anunciados no dia 1º de junho durante o seu lançamento oficial.

Segundo detalhes divulgados o modelo pode vir equipado com um sistema de MMI, navegação e também comando de voz ativo, ou seja, o veículo irá interagir com a voz do seu motorista.

O chassi do novo Audi A3, oferece opções especiais ao motorista: o sistema Audi drive select permite ajustes nas preferências pessoais com pequenos ajustes nos módulos tecnológicos. Por exemplo, os amortecedores ativos podem ter a rigidez alterada, dependendo do tipo de piso.

As rodas do novo Audi têm 17 polegadas na versão Attraction e 18 nas demais. A suspensão também foi melhorada, sendo levemente afinada para proporcionar melhor conforto ao dirigir.

O design do novo Audi pode ser considerado premium e foi refinado e ganhou detalhes das linhas, inspirados em cupês. O design conta ainda com linhas horizontais dominantes na parte frontal e na traseira dão a impressão de largura ao SUV e conferem a ele uma aparência ainda mais expressiva.

A grade dianteira em formato de trapézio é o que define a sua parte frontal. Seus faróis foram redesenhados e agora vem de série com tecnologia xênion plus, além de possuírem também luzes de condução diurna com a tecnologia de LEDs.

Essas e outras atrações fazem do novo Audi um sonho de consumo para qualquer motorista. São tantas inovações e tecnologias exclusivas que o Audi tem todos os pré-requisitos para ser o queridinho dos brasileiros no próximo ano.

Audi Q3

Audi Q3

Fotos: Divulgação


Nova edição especial traz rodas de 18 polegadas de liga leve e para-choque com soleiras mais evidenciadas.

A Volkswagen, gigante alemã do setor automotivo, disponibilizou ao seu público uma nova edição especial do seu cupê CC. Chamado de CC Dynamic Black, o veículo está inovando principalmente pelo design considerado um tanto “agressivo” (para não dizer, exclusivo), pelo novo acabamento, a abrangência no padrão e pelos itens diferenciais de série.

Fazendo jus ao próprio nome, o novo CC vem na cor negra e com um conjunto de atualizações que o farão desde logo um grande sucesso: na parte exterior, as rodas são de 18 polegadas de liga leve na concepção da marca Talladega, e um para-choque com as soleiras mais evidenciadas.

Os faróis são bi-xenon, com possibilidade de focar em luz de neblina. Há um bom sistema de geolocalização por GPS e também a conectividade Bluetooth.

Interiormente, modelo da Das Auto tem assentos de couro Nappa, na cor cinza, assim como em toda a cabine, com detalhes na costura decorativa, no estilo chamado Grey Art, bem como acentos Art cinza em toda a cabine.

E não param por aí essas novidades, pois o VW CC Dynamic Black possui um motor a gasolina 150PS ETI ou a diesel 150PS e 184PS TDI, junto com um motor manual de seis ou sete velocidades, com transmissões de dupla embreagem.

O preço atualmente praticado pela Volkswagen na Alemanha está na casa de 38.200 euros a 45.500 euros, a depender da configuração desejada. Comparado com modelos da Audi, como por exemplo, o TFSI Audi TT 2.0 quattro S Tronic, que custa cerca de 40.000 euros, o apaixonado por carros pode acabar se convencendo a investir em um VW desse porte.

Vale ressaltar que, embora se chame CC Dynamic Black, a perspectiva é de que a VW lance o modelo em cores diferentes do preto. O último detalhe é que esse ótimo automóvel só pode chegar ao consumidor brasileiro se for feita uma encomenda prévia.

Por Alberto Vicente

Volkswagen CC Dynamic Black

Volkswagen CC Dynamic Black

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: