O T-Cross, um SUV inédito da fabricante Volkswagen, deverá ser lançado em breve no mercado brasileiro.

A montadora alemã Volkswagen já está colhendo os frutos no Brasil por meio de um processo de reestruturação, o qual a empresa iniciou ainda no ano de 2017 ao realizar um investimento na ordem de R$ 7 bilhões até o ano de 2020. Modelos como Virtus, Polo, Jetta e Tiguan recebem a companhia, em breve, do T-Cross, um SUV inédito da fabricante.

Em uma conversa com o CEO e presidente da marca germânica, Pablo Di Si informou que o modelo T-Cross é um veículo pensado totalmente para que atenda a vontade do consumidor no mercado brasileiro. Ainda comentou que este segmento de SUV, onde a VW está entrando cria-se muitas expectativas, o qual irá ser um divisor de águas no conceito da fabricante.

Ainda é válido lembrar que o modelo VW T-Cross com fabricação nacional possui modificações importantes com relação ao modelo que é comercializado no mercado europeu, incluindo desde o design que é robusto até a distância de seu entre-eixos que possui 2,65 metros, já no modelo da Europa o mesmo possui 2,56 metros.

Di Si ainda destacou que a marca aprendeu bastante com a fabricação do novo modelo VW Polo e que muito mais aprendizado foi adquirido no desenvolvimento do VW Virtus. Desta forma, a montadora somou todo esse conhecimento, aprimorando o processo na produção do VW T-Cross.

O novo VW T-Cross, que possui seu lançamento esperado para o mês de abril, contará com propulsores TSI de 1.0 litros com capacidade de gerar uma potência de 128 cavalos e um outros TSI de 1.4 litros com potência de 150 cavalos, ambos com tração no eixo dianteiro. A transmissão será manual com 6 velocidades na versão de entrada, já nas demais variantes será um automático com 6 relações. Ainda é provável que uma versão seja lançada com um propulsor MSI de 1.6 litros, porém apenas irá atender outros mercados da América Latina.

Com um visual arrojado e imponente, o carro atende bem as exigências dos consumidores do Brasil. Seus faróis e lanternas traseiras são de full LED, possui uma exclusiva paleta de cores com oito opções de pintura. O modelo ainda conta com teto solar, retrovisor rebatível eletronicamente, central multimídia arrojada e diversos itens altamente tecnológicos.

Di Si ainda afirmou, após ser questionado com relação à liderança do mercado, que o objetivo da montadora é exatamente este após o ciclo atual de investimentos, porém a marca só irá atingir esta colocação caso seja uma liderança de forma saudável não forçando assim o aumento do volume de vendas diretas.

A Volkswagen, agora um pouco mais dinâmica, já vem surpreendendo por sua sequência de produtos lançados no mercado e pela autonomia conquistada pela filial do mercado brasileiro.

A concessionária digital teve seu nascimento aqui no Brasil e irá ser implantada nas demais lojas da montadora pela América Latina no primeiro trimestre deste ano. Uma caminhonete do tamanho da Toro é o conceito Tarok que é um projeto totalmente nacional que irá ganhar uma vida logo, possuindo um grande potencial, devendo até desembarcar em outros mercados, principalmente no europeu. Um SUV novo e maior que o VW T-Cross, porém menor que o VW Tiguan, o Tarek, a ser fabricado na Argentina desembarcará no ano de 2020, buscando reforçar ainda mais o portfólio da montadora.

Tendo o cenário econômico e político menos traumático, se comparado com o ano passado, os clientes passaram a ficar mais confiantes neste mercado, de acordo com Di Si. O mesmo ainda disse que a montadora irá sentar novamente para conversar sobre os investimentos a partir do ano de 2020, sendo que nesse ciclo, a marca deverá contemplar modelos famosos da montadora como Voyage, Saveiro e Gol, que deverão ser renovados.

Por Filipe Silva

Volkswagen T-Cross 2019

Volkswagen T-Cross 2019


Linha 2019 do Volkswagen Polo chega ao mercado brasileiro com valores a partir de R$ 50.490.

O modelo Polo, daVolkswagen, em sua linha 2019 chegará em breve às concessionárias do Brasil. A montadora alterou os pacotes opcionais e juntamente foram alterados os valores. Sofreram aumento em todas as versões. O VW Polo 2019 iniciará em R$ 50.490 na versão mil cc e poderá chegar a até R$ 72.990 na versão top de linha, que seria a 1.0 TSI Comfortline.

Itens de série

A fabricante não realizou alterações na lista de equipamentos de série do modelo na versão 2019. Sendo assim, iniciando na versão de entrada o modelo hatch já conta com ar condicionado, direção com assistência elétrica, vidros elétricos nas quatro portas, faróis com dupla parábola, chave do tipo “canivete” dotado de controle remoto e travas elétricas.

Versão Comfortline

A linha Comfortline ainda soma coluna de direção ajustável tanto na distância quanto na altura, banco traseiro bipartido, Controle Eletrônico de Estabilidade, sistema de infotainment Composition com display sensível ao toque de 6,5 polegadas, faróis de neblina com “cornering light”, rodas em liga leve com 15 polegadas “Viper” e pneus 185/65, ajuste elétrico dos retrovisores, sensores de estacionamento traseiros, descanso de braço na dianteira com porta-objetos, volante multifuncional, lanternas traseiras escurecidas e vários outros itens.

Versão Highline

A versão top de linha, chamada de Highline, possui todos os equipamentos citados anteriormente e ainda soma: um sistema chamado de “Kessy” que realiza a ignição do motor através de um botão na parte central do console e também abre as portas sem utilizar a chave, ar-condicionado “Climatronic”, controlador automático da velocidade de cruzeiro, banco do passageiro na dianteira rebatível, duas portas USB para carga, faróis de neblina também com “cornering light”, porta-luvas refrigerado, luz de condução diurna juntamente com faróis de neblina, sobretapetes, volante multifuncional com revestimento em couro dotado de “shift paddles”, detalhes, na cabine, em preto brilhante e rodas em liga leve com 16” polegadas “Avalanche” e pneus 195/55.

Itens opcionais

Na lista de equipamentos opcionais modelo acabou sendo modificado tanto no preço quanto nos itens. Nas variantes 1.6 MSI e 1.0, a VW adicionou ao pacote Connect o sensor de estacionamento na traseira e ajuste elétrico dos retrovisores. Na variante 1.0, o valor do pacote custava R$ 2.670 na geração de 2018 e a partir de agora equipado com os novos itens custa R$ 3.799. O modelo Polo linha 2019 na versão 1.0 possui ainda o Safety pelo valor de R$ 1.377.

Para a versão 1.6 MSI, o mesmo pacote adiciona ainda sensor de estacionamento na traseira e ajuste elétrico de retrovisor também. De forma curiosa, o valor é menor que o da versão 1.0, sendo que para a 1.6 o mesmo é comercializado pelo valor de R$ 3.405 oferecendo a mesma lista de equipamentos. O preço sugerido para o pacote Safety é de R$ 1.377.

Para a versão 1.0 TSI Comfortline, a montadora retirou o pacote de opcionais conhecido como Tech III. Sendo assim, o modelo possui o Tech 1 pelo valor de R$ 1.865 o qual continuou com os mesmos itens da linha do ano passado e o pacote Tech II sai pelo valor de R$ 3.860 sem alterações nos itens também. Na versão Comfortline a novidade fica por conta da roda em liga leve de 16 polegadas que passou a ser opcional livre por R$ 1.260.

A versão 1.0 TSI Highline subtraiu os pacotes Technology e Space e contará com três diferentes pacotes opcionais. Como opcional livre ainda continua a roda de 17 polegadas pelo valor de R$ 1.243. Sofreu um pequeno reajuste também o revestimento em couro sintético Native por R$ 828. Por fim, o pacote Tech High foi dos R$ 3.380 para o valor de R$ 4.819.

Por Filipe Silva

Volkswagen Polo 2019

Volkswagen Polo 2019


O novo Virtus será lançado no Brasil em 2019 e terá motor 1.4 TSI.

A notícia se espalhou rapidamente nos portais de notícias automotivas. Sites nacionais e internacionais deram a notícia! Até mesmo sites automotivos da Índia noticiaram a novidade do Salão de São Paulo. Era o Volkswagen Virtus GTS conceito, que estava em exposição no Salão do Automóvel 2018 em São Paulo. Foi confirmado o lançamento do Virtus no Brasil no ano de 2019.

O carro deve estrear em terras tupiniquins ainda antes de julho de 2019 e tem visual inspirado no GTI da Europa. Equipado com câmbio automático e motor 1.4 L o modelo promete força e conforto na medida certa.

Vamos a alguns detalhes e características do sedan:

Frente

Começando pela parte de fora, o Virtus conta com para-choque exclusivo e faróis com a tecnologia LED. Temos uma grade no estilo colmeia, com o logo GTS. Um detalhe que vale a pena observar é que o para-choque está com visual esportivo. Podemos ver também um esforço da marca para dar um ar elegante e exclusivo em retrovisores e para-choques com a aplicação da cor preta a essas peças.

Rodas

A versão mostrada no Salão tem rodas de 18 polegadas (45,7 cm) e pneus 215/40 (21,5 cm de largura). Essa configuração será provavelmente a mesma na versão que será produzida em massa.

Traseira

Na parte de trás, há um defletor na tampa do porta-malas.

Interior

A parte que muita gente valoriza mais por razões estéticas e gosto por tecnologia é o interior dos veículos. Se você é apaixonado por painéis modernos e bonitos o Virtus 2019 não vai te decepcionar.

No acabamento interno, o veículo vem equipado com painel digital, chamado de Active Info Display iluminados com luzes vermelhas. Todo o interior do sedan tem detalhes em cores escuras. O volante tem design exclusivo com a sigla GTS na base.

Na versão que será produzida em massa os bancos terão tecido aveludado com detalhes na cor vermelha. O logo GTS vai ficar no encosto dos bancos.

Motor

Agora vamos à parte preferida daqueles apaixonados por potência, cavalos, torque e ronco: o motor!

Quando acelerado a 4.500 rotações por minuto o motor de 1,4 litro do Virtus GTS vai entregar 150 cavalos de potência (111 quilowatts) abastecido tanto com etanol quanto com gasolina. A partir das 1.500 rotações por minuto o carro vai entregar um torque de 25,5 kgfm. O motor estará acompanhado da transmissão automática de 6 velocidades.

Mais sobre o Virtus

Apesar de ter sido oficialmente anunciado como um carro conceito, a versão de produção deve ser praticamente a mesma. O Virtus é essencialmente uma versão sedan para a América Latina do extremamente popular Polo supermini disponível na Europa, enquanto o “GTS” é um GTI diluído.

Bonito. Mas e o Motor?

Enquanto o estilo segue fielmente o estilo “hot hatch”, não podemos dizer a mesma coisa sobre o que está sob o capô. O Polo GTI europeu vem com um motor a gasolina de 2.0 litros turbo, produzindo 200 cavalos (149 quilowatts) de potência, enquanto o Virtus GTS tem que se contentar com o conhecido motor TSI de 1,4 litro, com 150 cavalos (111 quilowatts). Este motor também pode ser adquirido na Europa nas versões mais básicas do Polo.

Só automático?

Outra grande diferença entre os dois modelos fortemente relacionados está nas opções de caixa de velocidades. A Volkswagen dá aos compradores europeus a liberdade de escolher entre um modelo manual de seis velocidades e um modelo automático também de seis velocidades, enquanto o Virtus GTS no Brasil terá apenas a opção automática disponível.

Para mais informações sobre o Volkswagen Virtus diretamente no site da Volkswagen clique aqui www.vw.com.br/pt/carros/virtus.html.

Volkswagen Virtus GTS 2019

Volkswagen Virtus GTS 2019


O novo modelo Polo GTS chega com grandes novidades e algumas mudanças que prometem conquistar cada vez mais os admiradores e fãs do novo veículo.

O ano de 2018 está chegando ao fim e, com ele, várias novidades estão sendo anunciadas para o próximo ano pelo mercado automobilístico em todo o mundo.

Para quem acompanha as novidades no mundo dos veículos de quatro rodas, uma das notícias mais aguardadas já confirmadas pela própria Volkswagen é a chegada da nova versão 2019 do Polo às concessionárias da marca em todo o país.

O novo modelo, o Polo GTS, chega com grandes novidades e algumas mudanças que prometem conquistar cada vez mais os admiradores e fãs do novo veículo.

Na tentativa de manter a sua marca de vendas tanto no mercado nacional quanto internacional, a Volkswagen mais uma vez se reinventa e traz ao público brasileiro os novos conceitos que foram incorporados à versão 2019 de um dos seus maiores sucessos de vendas no mercado europeu.

Numa tentativa de repetir o sucesso de comercialização do veículo lá fora, a Volkswagen apostou mais uma vez na famosa fórmula de sucesso: o binômio tecnologia e conforto.

As novidades do novo Polo GTS para o seu visual

Os consumidores que valorizam o aspecto externo, o novo Polo GTS 2019 chega com algumas mudanças.

O novo visual ganhou um desenho mais que exclusivo para o novo modelo. As linhas de grade frontal receberam um novo desenho externo, o que dá ao novo modelo um ar mais esportivo sem perder a sofisticação.

Para compor este visual mais esportivo e luxuoso, o novo modelo ganhou também um conceito em formato de colmeia para a sua frente e ele chama a atenção para um simples detalhe: tudo é exclusivo desde o design do novo para-choque até o estilo de desenho dos faróis em LED e quem fazem da nova dianteira.

O conceito de exclusividade pode ser explorado ao máximo para o novo Polo com a adoção de linhas de desenho exclusivo nas portas e soleiras do novo modelo na cor preta e uma linha vermelha nos faróis de LED que continuam pela grade da frente e abrigam o logotipo da marca.

Os detalhes na cor preta e brilhante também podem ser vistos no defletor da tampa traseira do novo veículo.

Para os menos avisados, o novo modelo já tinha sido mostrado neste ano de 2018 no último Salão do Automóvel, sendo que uma data ainda não tinha sido definida para a sua estreia. Desta vez, a montadora resolveu oficializar o lançamento do novo modelo que deverá entrar no circuito de vendas do mercado brasileiro logo no primeiro semestre de 2019. Portanto, para quem quiser garantir o seu modelo, é preciso ficar atento logo a partir de janeiro deste ano.

Polo GTS 2019 – Mecânica e Transmissão

Tanto o novo Polo GTS 2019 quanto o seu ‘primo’ da mesma categoria, o novo Virtus 2019 deverão chegar às lojas da Volkswagen em todo o Brasil com um motor 1.4 do tipo 250 TSI e transmissão automática de seis velocidades. A potência de novo sistema pode chegar até 150 cv independente do tipo de combustível: gasolina ou etanol.

Para quem adora sofisticação e conforto, o novo modelo 2019 promete trazer boas novidades em seu interior. Todo o desenho do painel interno e da direção também adotam um design exclusivo e a iluminação de primeiro adotou a cor vermelha. Os bancos foram concebidos para adotarem um revestimento em veludo com o logotipo GTS estampado em cada encosto, todos na cor escura, assim como os demais detalhes que fazem parte do conjunto.

O novo modelo traz também todos os detalhes que sempre compõem os veículos para este tipo de categoria como ar-condicionado digital, painel central digital e uma série de opcionais que deverão fazer parte da nova versão e que poderão ser melhores conhecidas quando ele estiver disponível para venda em todo o país.

Por Emmanoel Gomes

Volkswagen Polo GTS 2019

Volkswagen Polo GTS 2019


Novo modelo da Volkswagen será lançado no Brasil em 2020.

Toda estreia de um novo automóvel, sobretudo em uma das grandes companhias automotivas em todo o mundo, constitui um evento à parte, que atrai tanto os consumidores, quanto a própria mídia.

Assim, a companhia Volkswagen fez estrear novo modelo por meio de apresentação realizada no Salão de Guangzhou, na China, que constitui um evento de exibição dos dois novos SUVs para aquele país. O primeiro deles é o intitulado Tharu, que consiste em um modelo cuja linha será comercializada no Brasil, a partir do ano de 2020, junto do título de Tarek, sendo que a produção se dá nas esteiras industriais da Argentina. Esta estreia, já efetuada na China, para a versão R-Line, vasada em um visual mais esportivo, e equipado de um motor 1.4 TSI com desempenho de 150 CV, também deverá munir a versão da argentina.

Vamos a mais detalhes:

Produzido sobre a plataforma chamada MQB, o novo Volkswagen Tarek foi elaborado nas seguintes dimensões: são 4,45 metros de comprimento; 1,84 metros de largura; são 1,63 metros na altura e mais 2,69 metros no entre eixos.

É importante frisar que essas medidas tornam esse novo veículo sutilmente maior que o seu principal rival no mercado, o Jeep Compass, que chega a medir 4,42 metros de comprimento e mais 2,64 metros no entre eixos. A meta da empresa é a de que este modelo alcance um bom posicionado entre o modelo T-Cross, que estreará nas concessionárias no mês de maio, e o modelo Tiguan, que está faixa de preços entre 100 mil e 130 mil.

Deste modo, com a chegada efetiva do veículo, é muito provável que a popular versão equipada com cinco lugares, a do Tiguan, hoje comercializada na faixa de 125 mil, tenha a sua comercialização suspensa.

Entretanto, na China, o SUV em questão, de porte médio, será comercializado munido de dois tipos de motores. O SUV inicial está aparelhado do motor 1.4 TSI com 150 CV de desempenho, e mais um conjunto de câmbio DSG, com dupla embreagem e sete marchas, para o Brasil. Alguns especialistas especulam que os consumidores brasileiros poderão esperar por uma equipagem de transmissão Tiptronic em seis marchas.

Entretanto, as versões mais incrementadas e, por conseguinte, mais caras, estarão aparelhadas de um motor de 2.0 TSI, com 186 CV de desempenho, também munida de um câmbio tipo DSG, porém, equipado com a tração integral em 4-Motion. Este é um modelo que, por ser de menor potência, não será causa de disputa interna com o novo modelo Tiguan, o qual ainda mantém uma capacidade para até sete ocupantes como qualitativo diferencial.

Portanto, a produção do novo Volkswagen Tarek, que ocorrerá na unidade industrial de fabricação na região de Pacheco, na Argentina, está pré-programada para iniciar no ano de 2020, sendo o fruto de um imenso investimento, no custo de US$ 650 milhões.

Este modelo pretende, e certamente vai ocupar o patamar de prestígio que hoje ocupa a perua famosa intitulada SpaceFox, que é uma carro família, grande, confortável e seguro, a qual deixará ser der comercializada. O Volkswagen Tarek se posicionará, certamente, entre o modelo T-Cross, programado para estrear oficialmente no mês de abril de 2019 e o modelo Tigual AllSpace, o qual já está à venda, oriundo do México.

A companhia automotiva Volkswagen consiste em uma grande empresa alemã, que é parte integrante do Grupo Volkswagen. É, atualmente, o maior fabricante de automóveis em todo o mundo e possui a sua sede principal estabelecida na cidade de Wolfsburg, na Baixa Saxônia.

Por Paulo Henrique dos Santos

Volkswagen Tarek

Volkswagen Tarek


Modelo custa na faixa de R$ 37.990 e traz mudanças no visual, contando, ainda, com mais conteúdo e conectividade.

Você já deve ter conhecido todas as novidades do modelo Volkswagen Up! 2018 em sua prévia realizada para a imprensa especializada. Agora, o subcompacto da montadora alemã chega com o detalhe mais importante que faltava, os seus preços. O modelo custará na faixa de R$ 37.990, trazendo algumas mudanças importantes na parte de seu visual, obtendo maior conteúdo e uma conectividade bem melhorada.

Além de que, o Volkswagen Up 2018 recebeu algumas alterações em sua composição nas novas versões, agora basicamente não terá a opção de duas portas mais, reunindo sua gama ao redor dos modelos take up, move up, high up e o cross up completando a série. A segunda opção pode trazer ainda um pacote Connect, acrescentando um visual totalmente bem mais interessante.

O novo modelo continua com motores 1.0 e 12V sendo MPI com até 82 cv apenas nos modelos Take e também o Move e o 1.0 TSI com no máximo 105 cv, exceto o Take. Seu câmbio automatizado pelo I-Motion é também oferecido com o modelo apenas no seu Move Up. Os outros modelos possuem apenas transmissão manual de até cinco velocidades somente.

Feito através da plataforma PQ12, o novo Volkswagen Up 2018 fica um pouco maior, agora medindo 3,68 m no seu comprimento e o entre eixos medindo 2,42 m. Essas mudanças visuais estão na frente e no painel, destacando o seu para-choque que possui desenhos mais modernos e um spoiler integrado. Seus faróis foram atualizados de maneira sutil e sua traseira recebeu um aplique preto nos seus faróis, ganhando aspecto totalmente inovador. O seu protetor traseiro foi totalmente modificado. E suas novas rodas de aros 14 e 15 polegadas estão inseridas nessa nova versão.

Na versão TSI, o seu para-choque dianteiro recebe uma parte do acabamento na cor preto brilhante, que já está presente também na sua tampa traseira. O seu teto preto é uma opção no pacote do Connect. E as colunas B recebem um acabamento na mesma tonalidade e com um logotipo TSI, indo na sua tampa. Outra novidade interessante são os faróis de neblina recebendo função curva. Umas faixas decorativas com friso vermelho na sua grade e rodas que são diamantadas no modelo exclusivo do Connect.

Por dentro do seu o painel ganhou algumas novas tonalidades, assim como uma parte central totalmente repaginada, adicionando seu novo sistema de áudio, Composition Phone, integrando ao smartphone. Contando também com um suporte de espelhamento no veículo, obtendo um computador de bordo o Maps & More e um aplicativo possuindo atualização gratuita. Além de possuir também um navegador GPS da marca Tom Tom com seus dados de tráfego integrando o novo modelo. Apps como o Waze e Spotify podem ser utilizados.

A instrumentação nova e muito mais completa, possuindo um display maior para o seu computador de bordo. Já o volante é do mesmo modelo que o do Golf e possui todas as suas funcionalidades. O modelo também dispõe agora de um sensor crepuscular e outro de chuva, bem como uma luz ambiente sob o acabamento da frente no modelo TSI. Incluindo bancos que podem ser couro native e outras opções de tonalidade. No pacote Connect inclui também um retrovisor preto e um interior escurecido dando um charme único no veículo. O seu preço é no valor de R$ 2.200 ou até R$ 3.600 com seu teto preto. E uma tonalidade laranja Habanero que foi adicionada à sua paleta de cores.

Com certeza uma ótima opção de compra para quem procura um carro luxuoso e potente. Além de ser espaçoso e bem econômico. Não deixe de fazer um test-drive e conferir pessoalmente esse excelente modelo da Volks.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Volkswagen Up 2018

Volkswagen Up 2018


Linha 2018 traz 3 versões e muitos itens de série.

O Polo 2018 vem nas seguintes versões: Polo 2018 (1.0 MPI), 1.6 MSI, Comfortline TSI e Highline TSI. Sendo que a versão 1.0 MPI sairá pelo valor de R$ 49.990, a versão 1.6 MSI pelo valor de R$ 54.990, a Comfortline TSI por R$ 65.190 e a versão Highline TSI por R$ 69.190.

Os modelos 2018 vêm nas seguintes cores: preto ninja, cinza platinum, prata sirius, azul night, branco cristal, vermelho tornado e amarelo kurkuma

Segue abaixo a lista de equipamentos de cada versão:

Polo 1.0 MPI 2018:

Motor 1.0 MPI

Transmissão manual de 5 marchas

Parte interna clara

Painel Cinza Paladium

Ajuste de altura no banco do motorista

Direção elétrica

Ar-condicionado

4 portas com vidros elétricos

Travas elétricas

Padronagem exclusiva nos bancos

Rodas de aço c/ calotas aro 15”

Pneus 185/ 65 R15

Controle de tração M- ABS

Luz de frenagem de emergência

Freios ABS c/ EDB

Sist. de controle do freio motor (MSR)

Sist. de rádio Media Plus (USB, Bluetooth, SD).

Pacotes de Itens Opcionais:

1º: Safety

Display multifuncional no painel

Controle de estabilidade

Controle de tração

Bloqueio eletrônico do diferencial

Quem tiver interesse em adquirir esse pacote de itens opcionais, poderá compra-lo por R$ 1.050.

2º opção: Connect Pack

Vem com os Itens do pacote Safety,

Sist. de áudio Composition Touch com App-Connect

Display multifuncional específico

Volante multifuncional

Rodas de liga leve com aro 15”

Esse pacote poderá ser adquirido por R$ 2.600.

Polo 1.6 MSI:

Possui os itens opcionais do Polo 1.0 MPI

Motor 1.6 16V MSI

Transmissão manual de 5 marchas

Polo Comfortline 1.0 TSI Tiptronic:

Essa versão possui alguns dos itens citados acima

Motor 1.0 TSI

Transmissão automática de 6 marchas

Altura da coluna de direção ajustável

Profundidade da coluna de direção ajustável

Retrovisores elétricos

Padronagem exclusiva nos bancos

Parte interna em preto Titan

Painel Cinza Paladium

Rodas de liga leve com aro 15”

Freios a disco nas 4 rodas

Airbag duplo

Airbags nas laterais

Controle de estabilidade

Assist. de partida (em rampa)

Assist. de frenagem de emergência

Bloqueio do diferencial (eletrônico)

Bloqueio do diferencial (eletrônico) c/ atuação do ESC

Limpeza dos discos de freio

Controle de momento de giro das rodas

Pacotes de Itens Opcionais:

1º: Tech I:

keyless go

Sensor dianteiro de estacionamento

Controle de cruzeiro

Luz temporizada

Retrovisor eletrocrômico,

Rodas de liga leve com aro 16”

Pneus 195/ 55 R16

Sensor de chuva

Sensor crepuscular

Volante multifuncional c/ paddle shifts

O pacote citado acima sai por R$ 2.200.

2º: Tech II:

Possui os Itens do Pacote Tech I

Monitoramento de pressão dos pneus

Frenagem pós- colisão

Refrigeração no porta-luvas

Assoalho do porta-malas c/ variação de altura

Rede no bagageiro

Câmera de ré

Ar-condicionado (automático)

Sensor de fadiga

Esse 2º pacote sai por R$ 3.500.

Polo Highline 1.0 TSI Tiptronic:

Detalhes preto brilhante

Painel Cinza Tungstênio

Padronagem exclusiva nos bancos

Rodas de liga leve com aro 16”

Pneus 195/ 55 R16.

Pacotes de Itens Opcionais:

1º: Native:

Bancos

Portas e laterais c/ couro sintético

Os itens citados acima saem pelo valor de R$ 800.

2º: Tech high:

Sensores dianteiro e traseiro de estacionamento

Monitoramento de pressão dos pneus

Assoalho do porta-malas com variação de altura

Antena

Câmera de ré

Sensor de fadiga

Discover Media c/ navegador GPS (SD, USB, Android Auto, Bluetooth, Car Play, MirrorLink)

Retrovisor eletrocrômico

Farol c/ facho automático e com temporizador

Frenagem pós-colisão

Sensor de chuva

Sensor crepuscular

Rede no bagageiro

O 2º pacote sai por R$ 2.800.

3º: Technology pack:

Active Info Display

Rodas de liga leve com aro 17”

pneus 205/ 50 R17

Sensor dianteiro e traseiro de estacionamento

Monitoramento de pressão dos pneus

Assoalho do porta-malas com variação de altura

Antena

Câmera de ré

Sensor de fadiga

Discover Media c/ navegador GPS (SD, USB, Bluetooth, Car Play, Android Auto, MirrorLink)

Retrovisor eletrocrômico

Farol c/ facho automático e com temporizador

Frenagem pós- colisão

Sensor de chuva

Sensor crepuscular

Rede no bagageiro

O 3º pacote sai no valor de R$ 4.500.

Em relação ao consumo do veículo, a versão c/ motor 1.0 MPI faz 8,8 km/ l usando o etanol e 12,9 km/ l usando gasolina, na cidade.

Já em estrada ele faz 10,0 km/ l usando etanol e 14,3 km/ l usando gasolina.

O modelo com motor 1.6 MSI 16 V faz 8,2 km/ l usando etanol e 12,0 km/ l usando gasolina, na cidade.

Em estrada ele entrega 9,5 km/ l usando etanol e /13,9 km/ l usando gasolina.

Os modelos com motor 1.0 TSI fazem 8,0 km/ l usando etanol e 11,6 km/ l usando gasolina, na cidade.

Em estrada fazem 9,8 km/ l usando etanol e 14,1 km/ l usando gasolina.

Segue abaixo a Ficha Técnica do Polo 2018:

Motor

Motor: 1.0 TSI/ 1.6 MSI

Tipo: Dianteiro transversal, Turbo Etanol e Gasolina

Número de cilindros: Motor 1.0 TSI – 3 em linha/ Motor 1.6 MSI 4 em linha

Cilindrada em cm3: Motor 1.0 TSI 999/ Motor 1.6 MSI 1598

Válvulas: Motor 1.0 TSI 12/ Motor 1.6 MSI 16

Taxa de compressão: Motor 1.0 TSI 11,2:1 / Motor 1.6 MSI 11,5:1 / Motor 1.0 TSI 10,5:1

Injeção eletrônica de combustível: Multiponto

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484): Motor 1.0 TSI – Potência de 75 Cv a 6350 rpm com uso de gasolina e 84 Cv a 6350 rpm com o uso de etanol.

Motor 1.6 MSI – Potência de 110 Cv a 5750 com o uso de gasolina e 117 Cv a 5750 rpm com o uso de etanol.

Motor 1.0 TSI – Potência de 116 Cv a 5500 rpm com o uso de gasolina e 128 Cv a 5500 rpm com o uso de etanol.

Potência Máximo Líquido (ABNT NBR 5484): Motor 1.0 TSI – 9,7 kgfm a 3.000 rpm com o uso de gasolina e 10,4 kgfm a 3.000 rpm com o uso de etanol.

Motor 1.6 MSI – 15,8 kgfm a 4.000 rpm com o uso de gasolina e 16,5 kgfm a 4.000 rpm com o uso do etanol.

Motor 1.0 TSI – 20,4 kgfm a 2.000 rpm com o uso de gasolina e 20,4 kgfm a 2.000 rpm com o uso do etanol.

Tipo de transmissão: Motor 1.0 TSI e Motor 1.6 MSI – Manual 5 marchas/ Motor 1.0 TSI – Manual 6 marchas.

Tipo de freios: Motor 1.0 TSI e Motor 1.6 MSI – Disco ventilado / Tambor/ Motor 1.0 TSI – Disco ventilado / Disco.

Tipo de direção: Elétrica

Suspensão dianteira: McPherson (independente com barra estabilizadora)

Suspensão traseira: Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas: Motor 1.0 TSI – Aço / Liga Leve com aro 15”

Motor 1.6 MSI – Liga Leve com aro 15”

Motor 1.0 TSI – Liga Leve com aro 16”

Pneus: Motor 1.0 TSI e Motor 1.6 MSI – 185/65 R15

Motor 1.0 TSI – 195/55 R16

Capacidades

Tanque: 52 Litros

Porta Malas: 300 Litros

Dimensões

Comprimento: 4.057mm

Largura: 1.751 mm

Altura: 1.468 mm

Distância entre eixos: 2.565 mm

Por Lorena Ruiz

Volkswagen Polo 2018


Novo modelo será uma versão brasileira do Polo.

Quem é um verdadeiro fã da Volkswagen e está sempre de olho nos lançamentos da montadora, já pode se preparar, pois vêm por aí um grande ano para a marca, uma vez que essa anunciou quatro novos carros. E entre as novidades, há de se destacar o Novo Volkswagen Gol.

Sendo desenvolvido e fotografado na Europa com o disfarce do VW Polo, esses disfarces são as chamadas mulas, em que carros são criados e baseados no modelo de um e na carroceria do outro. Porém, o que se espera para 2017 por lá é que esse conceito já tenha sido ultrapassado e o projeto seja outro.

Esperado no Brasil somente um ano depois, ou seja, em 2018, o novo veículo coloca Gol e Polo como um mesmo carro. Tal fato é ressaltado, inclusive, por fontes internas.

Sendo assim, o novo Gol terá muito mais atribuições do que as encontradas no carro hoje, uma vez que será caracterizado como um modelo de padrão no mundo todo, guardando sempre algumas diferenciações que são reservadas para veículos feitos para países considerados de primeiro mundo e aqueles de mercados emergentes.

Ressalta-se que os carros incluídos nesses últimos precisam ser produzidos com tecnologias e materiais específicos e diferentes, de maneira que atendam às legislações que são distintas. Além disso, também são necessárias essas alterações por causa da demora na obtenção de retorno de investimento para as empresas nesses países.

Porém, pela incrível semelhança dos dois, a VW europeia pensou como estratégia a adoção do nome Polo para ambos os modelos, independente de onde fosse vendido. A ideia, todavia, não vingou no Brasil, devido à força do nome Gol no mercado brasileiro.

Sendo assim, o novo Gol deve vir com o acabamento do Polo europeu, reposicionando seus carros no topo da tabela de mais vendidos, com preços acima da média dos demais vendidos no país.

Com diferentes texturas e materiais, portas laterais espelhadas e outros recursos com iluminação diferenciada, com lâmpadas em pontos estratégicos como teto, puxadores e no painel, a sofisticação falará por si. Pode-se esperar, com toda a certeza, um modelo top de linha.

Portanto, resta aguardar o ano de 2018 e ficar de olho nesse lançamento que vai dar o que falar por aqui.

Por Kellen Kunz

Novo Gol 2016


Modelo traz novidades que animaram os fãs da marca.

Muita gente esperava por este momento, ele voltou! A Volkswagen encerrou sua produção há 15 anos, sendo o último produzido, o Gol G3 GTI com motor 2.0 16V de 145 cv. Até o momento, não houve outro veículo que foi lançado e pudesse ser chamado de esportivo.

Apresentado no Salão do Automóvel em São Paulo, o Gol GT Concept, vem com grandes expectativas pelos amantes da Volkswagen. Acredita-se que pode ser muito mais do que um carro esportivo.

História:

Em 1984, a Volkswagen lançou o Gol GT com motor 1.8 de 99 cv, fazendo concorrência com o esportivo da época o Escort XR3. O modelo deste tempo tinha grade na cor do carro e faróis auxiliares.

Pedido dos Fãs:

Foram longos anos de pedidos, os fãs demoraram para ver a Volkswagen voltar a se animar em fabricar novamente o Gol com um estilo esportivo.

O estúdio de design da Volkswagen no Brasil que assina este conceito, sendo responsável José Carlos Pavone. O destaque vem por conta do para-choques alargados e entradas maiores de ar. Os faróis são novos, full leds e projetores, os de neblina foram alterados por LEDs.

Pintura:

Gol duas portas com pintura cinza volcano e detalhes vermelhos. O teto foi pintado de preto brilhante e o acabamento do porta-malas com aplique preto fosco no meio da porta. As rodas de liga leve com aro 18” e os discos de freio com pinças vermelhas.

Interior:

Realmente o tom esportivo está de volta, com bancos do tipo concha, digno de carros de corrida. O painel conta com um aplique preto com logo “GT” que o divide. As saídas de ar fabricadas em alumínio e o volante é do Golf GTI.

Capas Esportivas:

Este detalhe foi aplicado nos pedais, assim como na alavanca do câmbio, ambas em alumínio. As portas contam com soleiras com o logo “GT”.

Mecânica:

Não foram divulgados dados sobre a mecânica deste novo veículo. A fabricante não falou em motorização, nem em comercialização, porém é possível sonhar com um novo Gol esportivo com motor 1.0 TSI de três cilindros e 125 cv. Em relação ao modelo anterior é menos potência, no entanto o torque é maior 20,4 mkgf contra 18,5 mkgf.

Por Marcio Ferraz

Volkswagen Gol GT Concept

Volkswagen Gol GT Concept

Fotos: Divulgação


Modelo deverá ter 7 lugares e motor V6 3.0 TDI.

Conforme publicações na revista Motoring, o diretor de veículos comerciais da montadora na Austrália, Carlos Santos, teria anunciado um interesse da empresa germânica em produzir um SUV que será derivada do seu próprio modelo, a picape média Amarok.

Carlos também disse que apesar do anúncio, nada foi confirmado até o momento, porém, existem estudos desde que a picape Amarok foi lançada. Além disso, alguns rumores e especulações dizem que apesar da caminhonete não ser comercializada nos EUA, um modelo SUV baseado nela poderia chegar à terra do Tio Sam.

O novo veículo da marca deverá contar com um espaço para sete passageiros (contando o condutor) e teria uma linha robusta e off road se comparada com as outras opções que serão ofertadas pela montadora. O nome de tal modelo ainda não foi divulgado, porém, sabe-se que o propulsor V6 3.0 TDI seria um dos que faz parte de uma lista para fazer parte do mercado estadunidense.

O diretor também falou sobre uma certa preferência pelo motor V6 3.0 TDI, pelo fato do mesmo ser inserido no mercado americano em sua versão Euro 6, sem qualquer tipo de problema, ao contrário do 2.0 TDI, que apesar de ter sido redesenhado ainda iria gerar uma certa desconfiança nos consumidores.

Para a empresa alemã, neste mercado há um grande volume para que o investimento seja realizado. Fora o 3.0 TDI, este SUV baseado na Amarok deverá também contar com V6 3.6 movido à gasolina, acoplado com um câmbio de transmissão automática de oito velocidades ou então manual, possuindo seis marchas, além de dispor de tração 4×4. Nos Estados Unidos é muito provável que apenas as versões com 280 e 224 cavalos, respectivamente com gasolina e diesel, deverão ser comercializadas.

Aqui no Brasil este SUV receberia só uma segunda opção, alterando o motor 3.0 TDI pelo propulsor 2.0 TDI, já utilizado no modelo. A VW com este utilitário esportivo iria emplacar uma gama boa de veículos, pois ainda chegarão os novos Touareg, Teramont e Tiguan (LWB), isso sem falar do provável Polo SUV, que iria rivalizar com o Renegade, HR-V e o Trax/Encore.

Volkswagen Amarok 2017

FILIPE R SILVA


Volkswagen revelou que lançará o novo modelo do Santana no Brasil em 2017.

Quando todos os apreciadores de automóveis já haviam desacreditado deste lançamento, a montadora alemã Volkswagen tomou a decisão de reaver o projeto do Novo VW Santana, modelo esse que está previsto para chegar em território brasileiro no ano de 2017.

É válido lembrar também do grande alvoroço que teve o mercado automotivo no momento em que Volkswagen anunciou que lançaria o novo Santana nos anos de 2014 e 2015. Contudo por motivos que não foram divulgados, a empresa decidiu deixar o projeto de lado. Naquele momento a informação acabou sendo frustrante para diversos consumidores que pretendiam adquirir o sedan a ser relançado. Porém, agora, está claro que a VW está determinada em seguir com o projeto.

Como já foi informado acima, a empresa germânica pretende lançar o novo Santana aqui no Brasil em 2017 e será posicionado no segmento dos sedans médios. O veículo será comercializado no valor aproximado de R$ 58 mil na versão mais completa. O mercado desta categoria está bem movimentado e tem como seus principais concorrentes o Honda City, Ford Fiesta Sedan, Nissan Versa, Renault Logan, Fiat Grand Siena e também o Chevrolet Cobalt.

Já é possível encontrar na internet, diversas fotos do Novo Volkswagen Santana, porém é o modelo que foi lançado na China. Este é fabricado sobre a plataforma PQ-35, esta é a mesma utilizada no Jetta, porém conta com dimensões um pouco menores.

Tratando da parte mecânica do veículo, o Volkswagen Santana 2017 terá motores 1.4L TSI, o qual é vendido na China e também o 1.6L MSI. Esses propulsores, no mercado brasileiro será bi combustível. Além dessas duas variantes, o veículo em sua versão nacional também deverá ser equipado com um motor 1.0L TSI Flex, que gera até 105 cavalos de potência, isto é, o mesmo utilizado no VW Up! TSI.

O Volkswagen Santana apesar de ter tido ótimos momentos nas suas gerações passadas, foi considerado um veículo que gastava muito combustível, isso fez com que muitos consumidores não tivessem o desejo de adquiri-lo. Apesar disso, alcançou bons números de vendas, pois caiu no gosto dos taxistas, tendo assim um aumento significativo na sua comercialização.

Por Filipe Silva

Volkswagen Santana

Foto: Divulgação


Veículo sofreu alterações em sua frente e custará entre R$ 43 mil e R$ 70 mil.

A Volkswagen anda correndo (literalmente) para não perder mercado. Uma prova disso é o fato de que nem sequer faz um mês da apresentação do Voyage e do Gol para a linha 2017 e a companhia resolveu apresentar a linha 2017 de sua picape Saveiro. A nova linha chegará ao mercado com as mesmas atualizações já aplicadas nos sedãs compactos e no hatchback.

A Saveiro virá em sete versões. Já para as cabines teremos três opções (dupla, estendida e simples). Além disso, a picape estreará com algumas novidades exclusivas, entre elas podemos chamar a atenção para a frente do carro, que terá um design próprio. Serão duas opções para escolher no caso da central multimídia. Será possível, por exemplo, o espelhamento do smartphone na tela sensível ao toque, e nesse caso as plataformas que darão suporte ao sistema serão Google Android Auto, Apple CarPlay e MirrorLink. No mais ainda vamos ter a suspensão elevada. Vale destacar que esse último ponto é um dos principais aspectos da atual líder de mercado em termos de vendas, a Fiat Strada.

No caso da motorização não vamos encontrar mudanças. Os dois blocos 1.6 vão continuar presentes sendo o flex 8v para as versões intermediária e de entrada e o 16v MSI para a versão Cross.

Agora vejamos alguns dos valores. A opção mais simples que será chamada de Robust (cabine simples) sairá por R$ 43.530. Para a versão completa (Cross) o preço dá um salto para R$ 70 mil. É aí que entra a explicação do motivo da Voks lançar logo sua linha 2017. Com esses valores inevitavelmente a Saveiro ingressou no mesmo terreno da Renault Duster Oroch, que curiosamente é a nova concorrente da Strada. Para não ficar para traz a Volks tratou logo de trabalhar e marcar presença na categoria.

Uma curiosidade da linha 2017 que vale a pena destacar é o fato de que em 33 anos essa é a primeira vez que a Saveiro em sua história recebeu um identidade própria. O lançamento da primeira geração da Saveiro foi lá em 1982. A última alteração veio em 2014 com a chegada da opção de cabine dupla, que contava com o controle de estabilidade e trazia um motor 1.6 EA211 de 120 cv. Essa versão contava com espaço para cinco ocupantes.

De modelos produzidos na modalidade de série especial foram oito versões. A última foi a do Rock in Rio.

Por Denisson Soares


Nova Geração do Veículo chegará ao país em duas versões e custará de R$ 144 mil a R$ 151 mil.

Após ter sido feito a confirmação pela Volkswagen a respeito do lançamento da nova geração do Passat aqui no Brasil, alguns detalhes a respeito deste veículo já estão sendo divulgados.

Essa nova geração do Passat será fabricada na Alemanha, na unidade de Emdem. O veículo chegará aqui no país com duas versões de acabamento: a Comfortline e a Highline, sendo que estas custaram respectivamente R$ 144.500 e R$ 151.300.

O alto nível de tecnologia que a Volkswagen colocou nessa nova geração do Passat é um dos fatores que irão chamar a atenção de muitos consumidores, sendo que o principal foco da montadora com o lançamento deste veículo é o de concorrer com rivais de peso no mercado, tais como o Audi A3 Sedan 2.0 TFSI e A4, o Mercedes-Benz Classe C e BMW Série 3, veículos estes que são de luxo do mesmo modo que o Passat, porém, contam com status de suas respectivas marcas.

O novo Passat chegará ao Brasil com dez opções de cores, sendo estas as seguintes: Azul Havard, Azul Night, Bege Sund, Branco Puro, Cinza Indium, Marrom Oak, Prata Tungstênio, Prata Sargas, Vermelho Crimson e Preto Mystic. Já as cores de revestimento dos assentos terão como opções o marrom, o bege ou o preto.

A principal aposta da Volkswagen para entrar com força total na briga dos sedãs premium aqui no país é oferecer um veículo que seja bem equipado já de série e com poucos opcionais e é nessa proposta que chega o Passat. Para confirmar esta perspectiva, os únicos opcionais disponibilizados para os clientes neste veículo são o teto solar elétrico (que custa R$ 5.400) e o pacote premium (que é composto pela integração de uma tela de oito polegada sensível ao toque e o sistema de entretenimento Discover Pro).

A parte interna deste novo Passat ficou ainda mais sofisticada, haja vista que o seu interior foi projetado com materiais de excelente qualidade, um exemplo disso foi a inserção da textura emborrachada nos elementos de metal.

Com relação à motorização, o veículo chegará com um propulsor 2.0 turbo, o qual será capaz de produzir uma potência máxima de 220 cavalos a 4.500 rpm.

Por Adriano Oliveira


Nova versão do Fox chega às concessionárias com novos itens de série e custando cerca de R$ 45 mil.

Os consumidores da Volkswagen terão novidades, principalmente os futuros proprietários do FOX 2016. O modelo sucesso de venda chega ao mercado com uma versão chamada de Track e a montadora aposta com isso num visual mais aventureiro e com melhor custo benefício para seus clientes em relação ao modelo CrossFox, por exemplo.

A versão Track promete ser mais leve e com um motor de potência 1.0 e três cilindros, que é capaz de atingir até 82 cv de potência. O mínimo que um interessado deverá desembolsar pela nova versão são R$ 45.390.

Novato entre os modelos de Fox, o Track ficará entre as versões Trendline (bem aceita no mercado pelo preço acessível) e a Comfortiline (considerada intermediária). O modelo já é aguardado nas concessionárias para o início de novembro e pode ser uma das soluções para alavancar as vendas no momento de baixa na compra de carros.

Assim como acontece com o primo mais humilde, o Gol Track, o Fox também é diferenciado pela potência do motor 1.0  e, nesse caso, possui três cilindros capazes de gerar até 82 cv com etanol no uso do câmbio manual de cinco marchas.

Mas o modelo Track não mudou totalmente as características do Fox e recebeu uma forcinha da versão Cross. Do modelo aventureiro de verdade, o novo carro herdou as rodas de liga-leve de 15 polegadas, as capas plásticas nas caixas de rodas dianteiras e traseiras, além do rack de teto integrado. Mais uma novidade são os retrovisores, que ganharam repetidores de seta, lanternas traseiras mais escuras e quebra-sol luminoso. Nada mudou quando o assunto é a suspensão, que segue com a mesma altura.

Alguns itens de série são indispensáveis como o ar-condicionado, volante com ajuste de altura e profundidade em relação ao motorista, direção com assistência elétrica e vidros dianteiros com a tecnologia one-touch. O rádio conta com Bluetooth e entradas USB e SD.

Jocivalda Ferreira da Silva


Volks pretende usar um motor de 3 cilindros 1.0 TSI no Up!.

A Volkswagen vem inovando sua tecnologia para manter seus modelos no ranking dos veículos mais vendidos ao redor do mundo. A empresa alemã anunciou que irá investir cerca de R$ 460 milhões para deixar o modelo Up! mais veloz. O novo motor terá 3 cilindros 1.0 TSI, e deverá ser fabricado em São Carlos – interior do estado de São Paulo.

O Volkswagen Up! será o primeiro modelo produzido no Brasil que contará com motor 1.0 turbo, abastecimento bicombustível e injeção direta. Além disso, o novo Up terá um aumento em seu desempenho, passando de 82 cv para 105 cv com o uso do etanol. Já para quem prefere utilizar gasolina, o ganho passará de 75 cv para 101 cv de potência.

A nova tecnologia empregada nas versões Up! tem outros benefícios como, por exemplo, o menor consumo de combustível e um melhor desempenho. Isso ocorre, porque o modelo turbo administra melhor a queima de combustível garantindo que nada se perca.

A empresa alemã garantiu que os modelos nacionais Gol, Saveiro e Fox devem receber o motor 1.0 turbo flex logo mais. Tanto é que esses modelos já possuem tal tecnologia em suas versões 1.6.

A versão Volkswagen Up! terá outro diferencial em relação ao modelo atual, o porta-malas será pintado de preto. Isso deverá torná-lo semelhante ao modelo europeu que possui porta-malas em vidro, diferenciando da cor restante da carroceria.

O investimento no novo motor será concretizado até o ano 2018. A empresa estima que pelo menos R$ 900 milhões devem ser gastos em melhorias para a fábrica em São Carlos, que já chega à marca de 10 milhões de unidades produzidas.

Durante o evento para divulgação da nota um dos representantes da Volkswagen  no Brasil, garantiu que a empresa está preocupada em trazer qualidade e tecnologia internacionais para o Brasil. O investimento na unidade de São Carlos deverá reduzir a importação de peças da Alemanha, já que as mesmas serão produzidas no país.

Por Wendel George Peripato

Volkswagen Up!

Volkswagen Up!

Fotos: Divulgação


Nova edição especial traz rodas de 18 polegadas de liga leve e para-choque com soleiras mais evidenciadas.

A Volkswagen, gigante alemã do setor automotivo, disponibilizou ao seu público uma nova edição especial do seu cupê CC. Chamado de CC Dynamic Black, o veículo está inovando principalmente pelo design considerado um tanto “agressivo” (para não dizer, exclusivo), pelo novo acabamento, a abrangência no padrão e pelos itens diferenciais de série.

Fazendo jus ao próprio nome, o novo CC vem na cor negra e com um conjunto de atualizações que o farão desde logo um grande sucesso: na parte exterior, as rodas são de 18 polegadas de liga leve na concepção da marca Talladega, e um para-choque com as soleiras mais evidenciadas.

Os faróis são bi-xenon, com possibilidade de focar em luz de neblina. Há um bom sistema de geolocalização por GPS e também a conectividade Bluetooth.

Interiormente, modelo da Das Auto tem assentos de couro Nappa, na cor cinza, assim como em toda a cabine, com detalhes na costura decorativa, no estilo chamado Grey Art, bem como acentos Art cinza em toda a cabine.

E não param por aí essas novidades, pois o VW CC Dynamic Black possui um motor a gasolina 150PS ETI ou a diesel 150PS e 184PS TDI, junto com um motor manual de seis ou sete velocidades, com transmissões de dupla embreagem.

O preço atualmente praticado pela Volkswagen na Alemanha está na casa de 38.200 euros a 45.500 euros, a depender da configuração desejada. Comparado com modelos da Audi, como por exemplo, o TFSI Audi TT 2.0 quattro S Tronic, que custa cerca de 40.000 euros, o apaixonado por carros pode acabar se convencendo a investir em um VW desse porte.

Vale ressaltar que, embora se chame CC Dynamic Black, a perspectiva é de que a VW lance o modelo em cores diferentes do preto. O último detalhe é que esse ótimo automóvel só pode chegar ao consumidor brasileiro se for feita uma encomenda prévia.

Por Alberto Vicente

Volkswagen CC Dynamic Black

Volkswagen CC Dynamic Black

Fotos: Divulgação


Pelo visto a alemã Volkswagen não quis esperar até o Salão de Genebra para revelar a segunda geração do Passat Alltrack. Trata-se da versão aventureira produzida com base na Variant, chamada de Estate em alguns mercados.  O lançamento é uma perua com cara de SUV, que apresenta um estilo próprio e que promete agradar bastante.

O motor é o mesmo adotado nos demais modelos do Passat, contudo o trem de força, composto por motor e transmissão foi redesenhado para melhorar o desempenho em condições dentro e fora da estrada. Serão duas possibilidades a gasolina: um motor turbo 1,5 litro de 150 cavalos e um 2.0 TSI de 220 cavalos.

Os modelos europeus ainda vão contar com a opção a diesel, disponíveis nas potências de 150, 190 e 240 cavalos. As versões equipadas com os motores mais potentes, gasolina ou diesel, também serão equipadas com o sistema XDS+, responsável por diminuir a velocidade nas rodas internas para ajudar no contorno das curvas.

O lançamento irá contar com a tração integral 4Motion de série, além do novo sistema de freios ABS, que foi melhorado para responder bem mesmo em condições de tração limitada. As suspensões foram levantadas em 27,5 mm e as rodas de 17 polegadas dão um toque final, embora haja opções de 18 e 19 polegadas.

A previsão é que o modelo chegue ao mercado somente em setembro, mas muitas expectativas giram em torno do automóvel. O Passat Alltrack é uma versão mais equipada e reforçada do carrinho Passat, com intuito de oferecer comodidade também em viagens e não só no ambiente urbano. As diferenças entre as duas versões são bem perceptíveis, não se limitando apenas ao design.

Entre as diferenças estão na mecânica, sobretudo na tração integral, com o sistema 4Motion. A tecnologia ajuda na condução, na tração dianteira até que haja perda da força. O Passat Alltrack ainda conta com o modo adicional 'Off Road' que oferece uma resposta mais rápida do acelerador, dos travões e dos sistemas de arranque.

Por Ana Rosa Martins Rocha

VW Passat Alltrack

VW Passat Alltrack

Fotos: Divulgação


A Volkswagen já é conhecida por sua linha Cross, como no Cross Fox. Essa linha geralmente dá um visual mais esportivo ao carro sem alterações de performance. Geralmente é uma forma usada para atrair um público mais jovem. A Volkswagen é uma das marcas mais vendidas no território nacional e, desde sempre é conhecida por produzir carros populares, de boa qualidade e venda maciça. Com o lançamento do compacto Up! (muito semelhante ao Fox em várias instâncias) não podíamos deixa de prever a chegada de um Cross Up!.

Luiz Antonio Veiga, diretor de design da Volkswagen, disse de antemão: “seria quase piada chamá-lo de jipinho”. É como já foi dito anteriormente, apesar do visual, bem voltado para o mundo dos carros offroads e crossovers, o carro continua com a performance bem voltada para a cidade.

O brasão da marca foi posicionado na nova versão acima do para-choque frontal. A grade lembra o estilo da usada no Golf GTI, um estilo colmeia. As caixas de roda agora apresentam um arco preto que cobre as bordas dos para-lamas e um borrachão lateral com a inscrição Cross Up!. A traseira também conta com o brasão da marca. O estepe traseiro sumiu dessa versão Cross.

A versão também conta com um bagageiro semelhante ao do Audi Q3. Segundo Veiga o estepe foi retirado por estar meio ultrapassado para os padrões estéticos atuais esperados de um carro moderno. Os bancos ganharam nova textura e o volante é personalizável em Black, White e Red.

A versão mais básica do carro está disponível a partir de R$ 38 mil. O motor continua sendo um 1.0 litro moderno e bem decente. Não espere que o carro ganhe uma potência extra por causa do visual e seja capaz de se aventurar em estradas de barro, terra ou areia. O carro continua sendo essencialmente urbano apesar do visual mais despojado.

Por Nosf

Volkswagen Cross Up

Volkswagen Cross Up

Volkswagen Cross Up

Fotos: Divulgação


O Salão do Automóvel, em São Paulo, foi o centro de encontro para grandes montadoras nacionais e internacionais, as quais tiveram a chance de mostrar seus lançamentos de carros. O evento acontece de dois em dois anos no país, e a cada edição conta com um cenário diferente.

Aberto desde o último dia 30 de outubro, quinta-feira, o salão tem apresentando vários novos modelos de automóveis para seus visitantes.

Com mais de 30 expositores, o 28º Salão do Automóvel traz como novidade nesta edição a possibilidade dos participantes pilotarem os carros em exposição no evento. Durante os dias de programação, mais de 20 modelos distintos de automóveis estão disponíveis para serem dirigidos.

A Volkswagen, mais uma vez marca presença no evento, chega com muitas novidades que logo estarão disponíveis nas ruas. Alguns modelos lançados são o Cross Fox, o Golf Variant e o Saveiro Surf.

A marca possui o maior estande do Salão e seu destaque no evento é o novo Golf SUV, que chamou muito a atenção dos visitantes. O modelo tem a aparência mais compacta e é construído a partir da plataforma MQB. A VW pretende que o modelo seja ainda maior que o seu protótipo.

Foto: Newspress

O Golf SUV tem tração integral de 4motion e potência de 140 ou 220 cavalos, além das seis marchas e dupla embreagem.

Para os amantes de carro que desejam conhecer este novo modelo da VW, como também os novos lançamentos de 2015 das principais montadoras do mundo, o Salão do Automóvel é o lugar certo para visitar.

Até o dia 08 de novembro a entrada é permitida das 13 às 21 horas, sendo encerrada às 22 horas todos os dias. No último dia de apresentações, o Salão será aberto aos visitantes às 11 horas da manhã e fechado às 19 horas da noite, sendo que a entrada é permitida até às 17 horas.

Por Bruna Pereira

Foto: Aline Magalhães/Autoesporte


O ano de 2014 tem sido considerado de queda para a venda de automóveis em todo o Brasil. Sabe-se que para as montadoras não está sendo nada fácil superar as metas de vendas em relação ao ano de 2013. Especialistas afirmam que fatores ligados à instabilidade financeira, à consciência do consumidor em não comprometer a renda total da família e à alta da inflação no país têm afastado os clientes das lojas.

Conforme dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE), no 1º semestre de 2014, o mercado de automóveis no Brasil apresentou queda em cerca de 17,12% das vendas realizadas em relação ao semestre do ano passado, exceto no primeiro mês do ano em que se registrou um maior número de vendas, com cerca de 227,8 mil unidades vendidas. Porém, três meses após, o cenário mudou e houve uma queda em média de 25% nas vendas.

Ainda segundo os especialistas, os veículos que mais venderam no ano até o momento foram: o Volkswagen Gol, campeão de vendas, com modelos e opcionais entre 1.0 e 1.6, com preços variando entre R$ 32.490 e R$ 51.270; o Fiat Palio, sendo segundo modelo mais vendido no país, com motores de 1.0 e 1.6 e preços variando entre R$ 34.060 e R$ 43.680; o Fiat Strada, também um dos líderes de vendas com preços variando entre R$ 36.590 e R$ 59.360; o Chevrolet Onix, sendo o mais vendido da Chevrolet, na época do lançamento, com motores 1.0 e 1.4, e preços variando entre R$ 34.500 e R$ 48.850,00; e o Ford New Fiesta com motores 1.5 e 1.6 com preços das versões entre R$ 42.990,00 e R$ 59.990,00.

Nota-se, portanto, que mesmo com a baixa nas vendas, especialistas no setor afirmam que vale a pena pesquisar, considerando a chegada do final de ano e o giro que se faz na economia do país com a injeção do 13º salário, o período será um dos mais propícios para aqueles consumidores que sonham em adquirir um carro modelo 2014, obtendo bons descontos como IPI e taxa zero, além de brindes de série do modelo. Com a chegada, dos modelos 2015, as montadoras estão realizando diversos feirões com objetivo de zerar os estoques e fechar o ano com uma média melhor.

Por Valter Falinácio

Volkswagen Gol

Fiat Palio

Fiat Strada

Fotos: Divulgação


A fábrica da Volkswagen do Brasil localizada em São Carlos ganhou no ano passado um novo prédio de 28,9 mil metros quadrados e que custou um total de R$ 335 milhões. A construção foi necessária para possibilitar a produção eficiente do motor propulsor 1.6l de quatro cilindros e 16 válvulas (ou seja, quatro válvulas por cilindro). A novidade já pode ser conferida nos modelos Gol Rallye e Saveiro Cross da linha 2015.

É uma nova geração de motores da marca, que focou em maior eficiência energética e também em performance. Com bloco e cabeçote feitos de alumínio, o motor é mais leve e houve uma redução de atrito dos componentes. Se compararmos este motor com um de mesma cilindrada, mas feito com bloco em ferro fundido, a diferença é exorbitante: o novo motor 1.6l é até 15 quilos mais leve.

Outra vantagem deste motor é a capacidade de rodar tanto com gasolina, com etanol ou ainda com a mistura dos dois combustíveis, independente da proporção de cada um no tanque. Falando sobre a potência, se for abastecido com etanol, são 120 cv (88 kW) a 5.750 rpm. Quando abastecido com gasolina, a potência reduz um pouco – 110 cv (81 KW) -, mas a rotação se mantém.

O novo motor 1.6l MSI faz uso do sistema de partida a frio, o que dispensa a utilização do tanque auxiliar para gasolina. Além disso, ainda há redução no consumo e nas emissões devido à melhor posição de enchimento dos cilindros, que só foi possível graças ao comando de válvulas de admissão variável.

O torque máximo é de 16,8 kgfm (165 Nm) com etanol e 15,8 kgfm (155 Nm) com gasolina, ambos a 4.000 rotações. No entanto, a partir de 2.000 rpm mais de 85% do torque máximo fica disponível. Isso tudo aprimora o desempenho para quem roda na cidade e também dá um fôlego extra no momento de retomar a velocidade.

Por Nathália Sartorato

Foto: divulgação


A Volkswagen deve lançar neste mês de março o Novo Golf por R$ 66.990 (câmbio manual). A configuração do modelo será o Comfortline, que é a opção de entrada do hatch no Brasil.

Com a programação do aumento do IPI já para este mês, as outras versões do carro custarão R$ 70.360 (para a versão 1.4 Highline) e R$ 98.300 (para a versão GTI). A produção continuará sendo da Alemanha, com importação para cá.

O novo Golf virá com um motor 1.4 TSI (turbo) a gasolina, com capacidade de rendimento de 140 cavalos de potência e 25,5 kgfm de torque, entre 1.500 rpm e 3.500 rpm, com a tecnologia start-stop. O câmbio pode ser manual de seis marchas ou automática DSG de sete velocidades. O Golf Comfortline consegue alcançar de 0 a 100 km/h em apenas 8,4 segundos.

O veículo vem com faróis de lâmpadas halógenas e rodas aro 16. A parte interna tem revestimento em tecido e apliques em alumínio escovado. Apenas o volante e a alavanca de câmbio são revestidos em couro. Ar condicionado, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro e vidros com isolamento térmico são componentes de série.

Os itens que completam o carro são: retrovisores externos com ajuste elétrico, direção elétrica, coluna de direção ajustável em altura e profundidade, vidros elétricos nas quatro portas, descanso de braço com porta-copos para os passageiros de trás e regulagem de altura no banco do motorista. Os freios com ABS e sete airbags também estão inclusos.

Quem quiser colocar alguns opcionais no automóvel pode incluir uma tela tátil de 5,8 polegadas, CD Player compatível com MP3, Rádio AM/FM, alto-falantes dianteiros e traseiros, Bluetooth, interface para iPod/iPhone e entrada SD. Esses itens aumentam o preço do novo Golf em R$ 8 mil. O teto solar elétrico também é opcional, custando R$ 4.730 a mais. As tonalidades oferecidas são: branco, preto, vermelho, prata, azul e cinza.


No final de janeiro a Volkswagen atualizou o Polo, atualmente a montadora alemã se dedica a colocar as atualizações nas versões Cross, BlueMotion e BlueGT. A  versão Cross é a variante aventureira e urbana, o BlueGT é a versão esportiva e a Bluemotion a econômica.

O Polo Bluemotion está com o titulo de ser o modelo com capacidade para cinco pessoas que melhor consegue se desempenhar no que diz respeito à economia de combustível. O modelo está sendo oferecido na versão movida a gasolina e na Europa é possível obtê-lo também na forma abastecida com diesel, nesta última variante ele igualmente consegue alcançar excelentes níveis de economia de combustível. Outras características presentes na ficha técnica mencionam que a versão BlueMotion apresenta 25 km/litro de combustível, propulsor 1.0 de 3 cilindros turbo e pode percorrer 1.400 km sem a necessidade de abastecer.

O Polo BlueGT apresenta um torque de 15,3 kgfm determinado pelo sistema de desativamento de cilindros, o motor turbo 1.4 pode gerar até 89 cv de potência. Este modelo é 15 mm mais baixo que os outros do modelo Polo.

Por último e não menos importante, tem-se as alterações feitas pela Volkswagen no modelo Cross. As principais alterações na versão ficam por conta das novas cores na carroceria, o revestimento dos bancos, conjunto óptico traseiro mais escuro e rodas de 17 polegadas. Vale ressaltar que o tecido escolhido para revestir os assentos dos automóveis vem da Copo Têxtil Portugal, essa parceria que durará 4 anos, rendeu um contrato de 14 milhões de euros.

Ultimamente a venda do Polo tem estado estagnada, devido a isso a VW decidiu reduzir o preço do modelo até R$ 3.250, esta é uma estratégia de mercado para ver se as vendas são alavancadas. Embora haja a intenção de vender mais, especula-se que a montadora alemã esteja preparando os consumidores para a extinção da linha do portfólio da empresa. 

Por Melina Menezes

Polo Cross

Volks Polo Cross

Foto: Divulgação


Apresentada pela Volkswagen em setembro do ano passado, durante a realização do Salão de Frankfurt, a versão monovolume da nova geração do VW Golf segue as características atuais de design da marca e já começou a ser produzida na planta fabril de Wolfsburg, na Alemanha. Até então denominada como Golf Plus, a marca alemã resolveu alterar seu nome e o modelo recebeu nesta geração o sobrenome Sportsvan.

Trazendo um visual totalmente redesenhado, em sintonia com os mais recentes lançamentos da marca, o Volkswagen Golf Sportsvan chega ao mercado europeu e terá como principais rivais o Ford B-Max, o Opel Meriva e o Renault Scenic. 

Dotado de 4,338 metros de comprimento, 1,807 metros de largura, 1,578 metros de altura e 2,685 metros de distância entre-eixos (dimensões diferentes do hatchback), o estilo do monovolume fica nítido pelo teto mais alto (a minivan é 12,6 centímetros mais alta que o Golf hatchback), bem como pelo maior distância entre-eixos (4,8 centímetro a mais longo), proporcionando um espaço interno mais generoso. 

De acordo com marca alemã, o Golf Sportsvan oferece um porta-malas com 498 litros de capacidade. Os bancos traseiros possuem disposição 60:40 e podem deslizar para frente ou para trás, ampliando as medidas do porta malas em até 87 litros, além de serem totalmente rebatíveis.

Mecanicamente, a Volkswagen irá disponibilizar uma grande quantidade de opções, composta por propulsores movidos a diesel e a gasolina, sendo que todas as configurações serão equipadas com sistema Start&Stop, o que faz com que esses motores sejam até 19% mais eficientes em termos de consumo de combustível se comparado às versões anteriores.

Haverá quatro opções de blocos TSI com injeção direta de gasolina, com potências de 85 cv, 110 cv, 125 cv e 150 cv. O modelo poderá trazer também dois motores TDI a diesel, com 110 cv ou 150 cv de potência. Todas as opções, com exceção do propulsor a diesel menos potente, poderão ser equipados opcionalmente com transmissão automática DSG de dupla embreagem e seis velocidades, no entanto, o câmbio manual de seis marchas será o padrão.

Segundo a fabricante, a versão mais econômica é a equipada com motor 1.6 TDI de 110 cv, com autonomia de média de 27 km/L, com emissões de apenas 95 g de CO2/km. De acordo com a Volkswagen, esta é a melhor média entre os principais concorrentes.


A Volkswagen tenta manter sob total sigilo, mas já é de conhecimento que a marca alemã prepara a chegada do novo Tiguan. Camuflando o modelo através da “mula” de uma minivan Touran, a fabricante já realiza testes para a produção do novo SUV.

Mesmo usando a “mula” da minivan e com pouca camuflagem, há alguns detalhes que confirmam que o carro flagrado algumas vezes na Europa não é uma Touran e sim o novo SUV em testes. Além do estilo da carroceria e do tamanho ligeiramente mais curto, o novo Tiguan disfarçado de minivan apresentava suspensão levemente mais alta, caixa de rodas maiores que o normal, ausência de acabamento na traseira, vidro traseiro contendo adesivos e a distância entre-eixos foi alterada, assim como a tampa do tanque de combustível. Na dianteira, nota-se a grade maior e com dois frisos cromados, novos faróis duplos com formato mais arredondado, assim como o capô.

Com lançamento previsto para 2015, o novo Tiguan também irá utilizar a plataforma modular MQB, usada pelos mais novos lançamentos do Grupo Volkswagen, como o Audi A3 e a nova geração do Golf. Além disso, o SUV da marca alemã terá peso reduzido em 100 quilogramas, mesmo tendo uma distância entre-eixos maior que seu antecessor.

O modelo irá trazer um moderno sistema de rebatimento de bancos traseiros (EasyFold), similar ao da Sharan, e manterá a capacidade para cinco passageiros, deixando a opção de levar sete ocupantes para o SUV baseado no VW CrossBlue Concept.

A nova geração do Tiguan será vendido no mercado europeu com tração dianteira ou integral e terá a mesma gama de motorização do Golf. A fabricante deve incluir também versões equipadas com o bloco 1.2 TSI de 105 cv e 2.0 TDI, capaz de entregar até 150 cv. É provável que a Volks ainda ofereça variantes híbrida e alimentada com GNV.

Por Caio Polo


No último sábado (8), no Salão do Automóvel de Chicago 2014, a Volkswagen aproveitou o grande momento para apresentar uma bela novidade para os norte-americanos. O novo Passat Sport, que estará disponível em breve nas lojas dos Estados Unidos por um preço atraente para os ianques: 27.295 dólares. A apresentação acontece quase um ano após o lançamento do conceituado Passat Performance, durante o Salão de Detroit.

O carro, segundo a VW, foi idealizado para ocupar o espaço entre o Passat SE e o Passat SEL. O modelo Sport vem com alguns detalhes que encantaram, como os faróis de neblina, rodas de liga leve de 19 polegadas com desenho “Luxor”, retrovisores pintados na cor preta e um spoiler traseiro.

A marca alemã vai disponibilizar para os americanos três cores do modelo. O Tungsten Silver, que é o prata; o Candy White, que é o branco; e o encantador Urano Gray, que é o cinza. Este último é a cor mais esperada em vendas.

Para cumprir fielmente o seu nome, o Passat Sport vem também equipado com bancos esportivos, pedais de liga leve, painel com imitação de fibra de carbono e um acabamento exclusivo no estofado. E detalhe: os bancos dianteiros são aquecidos, o volante também conta com um recobrimento em couro, além das placas das portas que são de aço inoxidável e tapetes peculiares.

O automóvel só não atendeu as expectativas em relação ao seu desempenho. O Passat Sport atende bem em questão de equipamentos e revestimentos internos, contudo o motor não é tão esportivo assim. Ele é de quatro cilindros 1.8 turbo com 170 cavalos de potência e 25 mkgf de torque associado a uma transmissão de cinco velocidades ou automática de seis marchas.

O estilo do automóvel foi projetado para o gosto dos americanos, resta saber se o modelo terá uma boa aceitação no mercado estadunidense. É esperar para ver.

Por Carolina Miranda

Foto: divulgação


Foi lançado oficialmente em Gramado (RS) o modelo Up! da Volkswagen. A montadora alemã informou que o carro custará a partir de R$ 26.900 na versão duas portas. A versão de quatro portas sairá pelo preço de R$ 28.900. O Up! ocupará o lugar do Gol G4 como o modelo mais barato da marca vendido no Brasil. O novo Gol sairá por pouco mais de R$ 34 mil e também receberá novidades em relação à versão antiga.

A versão de quatro portas do Up! chegará às concessionárias primeiro, ainda em fevereiro, enquanto que o modelo de duas portas só chegará em Maio, segundo o porta-voz da VW no Brasil. Ao todo são seis versões, todas com motor 1.0 de 3 cilindros, que foi estreado no Fox Bluemotion. A novidade fica por conta do sistema de partida a frio e a possibilidade de usar dois combustíveis: etanol ou gasolina.

O motor pode render até 75 cavalos de potência quando abastecido com gasolina e 82 cavalos quando usado etanol. Ele possui um câmbio manual de cinco marchas nas primeiras versões e logo sairá o modelo com câmbio I-Motion. De série o Up! conta com freios ABS com distribuição de frenagem eletrônica, alerta de frenagem de emergência, banco do motorista com regulagem milimétrica de altura, encosto nos bancos traseiros, suporte para fixação de cadeirinha para crianças batizado de Isofix, alerta sonoro de faróis, desembaçador traseiro, porta malas com tampa de abertura elétrica, rodas de 13 polegadas, entre outros.

O modelo será concorrente direto do VW Gol, do Fiat Uno, do Fiat Palio, do Chevrolet Onix, do Hyundai HB20, do Renault Sandero, do Peugeot 206, do Ford Ka e dos modelos chineses que estão cada vez mais ganhando o mercado.

O Up! marca o início de uma nova era da montadora alemã, que passa a usar uma nova estrutura para sua fabricação. A prova disso foram os mais de R$ 1,2 bilhão gastos na modernização e reestruturação da fábrica de Taubaté.

Por Robson Quirino de Moraes


O Volkswagen Up está para ser lançado no Brasil e com ele vêm atualizações em outros modelos da marca alemã. Entre os modelos que receberão atualizações internas e externas estão o Gol e o Fox, produzidos sob a plataforma PQ24, que também está chegando ao país. Eles receberão atualizações tanto no estilo quanto na mecânica e isso ainda esse ano. Contudo, a principal novidade fica por conta do novo motor desenvolvido pela Volks, o EA211 1.6 16V ficará no lugar do EA111 1.6 8V.

O novo motor EA 211 1.4 16V terá uma versão exclusiva para o Brasil, deixando os modelos com este motor mais distante dos padrões adotados para o Up, que será equipado com motor 1.0 três cilindros e será produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR).

Os dois motores se diferem muito pouco, entretanto, no Golf ele está mais equipado, com turbo, intercooler e injeção direta de combustível. Dessa forma, o motor 1.4 16 V terá um desempenho parecido com o EA 111 1.6 8V, de 104 cv. Isso deixará uma lacuna em relação ao 1.6 16V, com potência de 120 cv quando abastecido com etanol.

As mudanças são para o futuro da VW na América Latina, que planeja novas plataformas também para o Gol, mas somente em 2016, quando ambos serão produzidos sob a plataforma NFS do Up. O Fox será produzido a partir da nova arquitetura e plataforma MQB do Golf 7, só que mais simples, apresentando suspensão traseira e eixo de torção. Ainda há planos para um novo modelo, contudo, o lançamento é um mistério. Apenas há informações que se tratará de um utilitário esportivo médio derivado do Fox, que ainda não tem data para lançamento, mas que já está a caminho.

Por Robson Quirino de Moraes


O Brasil é um país de apaixonados por carros e cheio de veículos andando por aí. Alguns escolhem os veículos mais avançados, outros os intermediários e alguns escolhem os populares, aqueles mais básicos. A maioria fica na nossa história e também se torna um marco no país.

Quem não se lembra da velha Brasília, idolatrada pelos Mamonas Assassinas e que ganhou até música. Ou então do Fusca, que marcou gerações e também ficou conhecido por todos até mesmo em músicas. Quem nunca cantou com Almir Rogério o sucesso Fuscão Preto?

A maioria se lembra da Kombi. Um veículo usado por muitos como relíquia, por outros por paixão e por alguns para serviço. E para estes apaixonados pelo veículo com mais de 50 anos de estrada, a Volkswagen lançou um novo modelo de Kombi, chamada de Kombi Last Edition.

A série foi criada para marcar com grande classe a despedida do veículo tão amado por muitos e que ficou na história. Para você ter uma ideia de quanto os brasileiros amam este veículo, somente o Brasil fabricava a Kombi que tanto conhecemos. Sim, você não leu errado, o Brasil ainda segurava as pontas do carro cinquentão.

E a velhinha Kombi ganho um bom upgrade, diga-se de passagem. A nova versão possui um motor 1.4 Flex e oferece 80 cv de potência. Para você ter uma ideia, o carro é capaz de atingir os 100 km/h em 20,2 segundos.

Mas se o leitor pensa que é fácil adquirir uma destas, está enganado. O veículo chega a custar R$ 85 mil. Sim, essa edição fez o carro popular virar artigo de luxo, isso porque serão apenas 1.200 unidades à venda em todo o Brasil. A Volkswagen teve uma boa sacada e colocou em cada Kombi uma plaqueta numerada acima do rádio. Nada mais justo para quem sempre vai amar o carro popular.

Por Leandro de Souza


Aproveitando os holofotes do Salão de Frankfurt, a Volkswagen apresentou o protótipo do modelo E-load Up! Baseado na versão elétrica do Up!, o modelo é feito especialmente para o transporte de mercadorias.

O E-load Up! é equipado com revestimento de plástico na carroceria, possui janelas traseiras travadas e conta com banco de passageiros rebatível, que faz com que o espaço para carga seja superior a 1.400 litros.

Em termos mecânicos, o modelo possui motor elétrico com 82 cv de potência e 21,4 mkgf de torque. Sua aceleração é de 0 a 100 km/h em 12,4 segundos, com velocidade máxima de 130 km/h. A autonomia das baterias, sem recarga, é de 160 quilômetros.

O lançamento de um novo modelo elétrico mostra o mercado que a Volkswagen tenta dominar. A marca tem pretensões de se tornar a maior montadora de veículos elétricos do mundo. Para isso, anunciou que investirá 32 milhões de euros (em torno de R$ 96 milhões) no desenvolvimento de tecnologias eficientes em veículos, o que dá a perspectiva de que a Volkswagen crie cerca de 40 novos automóveis com propulsão elétrica.

Por Jorge Souza


Golf 7ª geraçãoA 7ª geração do Golf, da VW, foi introduzida no mercado europeu no final do ano passado e apresentada no Salão de Paris. Desde sua primeira aparição, o modelo tem sido muito aguardado pelos brasileiros, mas a espera terminou. A montadora afirmou que a sétima geração do Golf chegará ao mercado nacional em 2 versões neste ano.

A versão mais em conta virá com o nome de Highline. Será equipada com motorização 1.4 TSI, chegando a 140 cavalos de potência, 4.500 rpm e torque de 25,5 kgmf. O veículo ainda oferece câmbio do tipo manual (6 marchas) ou automático apresentando embreagem dupla (DSG – 7 marchas).

No que se refere aos itens de série, o modelo Golf Highline apresenta:

– 7 airbags; sistema de rádio com CD Player, tela de 5,8” com sensibilidade ao toque; sistema Cruise Control adaptativo (ACC); controles de estabilidade do tipo ESP; tração (ASR); sistema start-stop; freios ABS; distribuição de frenagem (EBD) e ar condicionado bizona do tipo digital.

De acordo com informações da VW, "a sétima geração do Golf entra no mercado brasileiro para competir com os principais concorrentes da categoria, além de oferecer mais opções aos consumidores e alavancar a média de emplacamentos até o final de 2013".

Por Marcelo Araújo


Após anunciar mudanças no designer dos veículos, a montadora Vokswagen anunciou a nova cara do utilitário Saveiro 2014. Com a mesma aparência do também reformulado Gol, o modelo foi o ultimo a ser lançado devido a uma estratégia de marketing planejada para não ofuscar o impacto da novidade principal, já que por ser o quarto modelo mais vendido pela marca, o veículo é tratado com carinho pela Volks.

Após quatro anos sem trocar de roupa, a Saveiro ganhou uma versão Cross inspirado no sucesso do CrossFox e na boa aceitação da versão Trooper. Sem muitas alterações nas versões,  as opções são compostas pela Saveiro 1.6, Trend, Trooper e Cross, sendo a última a mais cara. Detalhada por dentro e por fora, sua lista de equipamentos de série conta com o sensor de ré, computador de bordo, sistema de som com Bluetooth, comandos no volante e roda de liga leve de 15 polegadas.

O motor é o já conhecido EA-111 1.6, mas sofreu alterações na arquitetura eletrônica. Com memória maior, a central de processamento está mais rápida e integrada a outros componentes. Apesar das altarações, a nova eletrônica não trouxe benefícios no desempenho dos modelos de 2011 a 2013.

Por Marcos Junior


Novo Gol Track 2014 Uma versão inédita foi apresentada pela Volkswagen do Gol 1.0 quatro portas, é o Gol Track tendo como principais características para-choques, adesivos, suspensão elevada e apliques igualmente da atualizada versão Rallye, que vem com o propulsor 1.6. 

O Track é o modelo mais simples que custará RS 33.060 e o Rallye, que é mais equipado, custará R$ 45.850 com o câmbio manual e R$ 48.580 com o câmbio automático. 

O Track é feito para quem não tem condições de pagar por um Rallye ou para quem não gosta de apliques aventureiros mas quer passar por buracos e pelas lamas sem problemas. 

O Gol Track destaca-se pelos seus pneus mistos que andam na terra e asfalto e na parte interna do carro o revestimento foi todo modificado, pois os bancos e portas receberam o tecido de PET reciclado e o restante é revestido de carpete incluindo o porta-malas e para-sóis. O banco do motorista está com a regulagem de altura e a carroceria está 23 mm mais elevada. 

O Gol Track vem com o sistema que orienta o motorista para dirigir de uma forma mais econômica através de uma mensagem no painel, esse sistema chama-se ECO Confort.

Por Mariana Rodrigues


A montadora Volkswagen, acaba de confirmar o lançamento do novo Tiguan. O carro integrará a família R-Line e contará com inúmeros atributos pautados na beleza, conforto e bom desempenho.

Ao primeiro contato, o que mais chama a atenção é o design do Tiguan R-Line. As linhas são elegantes e joviais, sem perder de vista um toque de esportividade. O modelo contará com rodas de aro 18”, bancos elétricos ajustáveis, para-choques redesenhados, pedais de alumínio, soleiras personalizadas, volante com paddle-shifts, revestimento moderno e excelente acabamento interno.

O novo Tiguan R-Line chega mais imponente que o antecessor. Mérito da  Volkswagen que fez uso de detalhes inusitados tanto no visual, quanto na parte mecânica. Um bom exemplo é a pintura arrojada do modelo. A fim de sugerir um visual rebaixado, a parte de baixo do modelo recebeu a mesma cor da lataria.

Em termos mecânicos, o Tiguan vem equipado com motor 2.0 turbo, que oferece velocidade, estabilidade e boa dirigibilidade. O conjunto conseguiu aliar modernidade e funcionalidade, sem abandonar o estilo.

O carro custará entre R$ 140.000,00 e R$ 149.900,00. O preço será estabelecido de acordo com os itens opcionais escolhidos pelo motorista.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


A Volkswagen anunciou o lançamento no mercado brasileiro do seu modelo CC 2013 que foi um dos destaques da montadora durante o Salão do Automóvel de São Paulo.

Este veículo consiste em um cupê de quatro portas com novo estilo exterior, mas sem mudar a silhueta de sua carroceria.

Ainda em seu exterior, o Volkswagen CC 2013 vem com faróis bi-xenônio, para-choque remodelado, porta-malas com capacidade para até 452 litros de bagagem, luzes de curva dinâmicas com 15 lâmpadas de LED em cada lado, dentre outros.

No seu aspecto interno, o lançamento da concessionária possui bancos dianteiros esportivos, assistente de estacionamento, detector de fadiga, Keyless Access que dispensa o uso de chave para o travamento das portas, encostos de cabeça com ajuste horizontal, sistema Easy Open com o qual é possível abrir o porta-malas com um movimento embaixo do para-choque traseiro.

Fonte: Netcarshow.com

 

Com relação à parte mecânica, este carro vem com um motor V6 3.6 litros movido à gasolina com transmissão automática do tipo DSG com seis marchas alcançando uma potência máxima de 300 cavalos e um torque de até 35,6 kgfm.

O VW CC 2013 pode ser comprado em oito opções de cores por preços a partir de R$208.024,00.

Por Ana Camila Neves Morais


Na semana passada, a Volkswagen apresentou a nova geração da família Golf. Contrariando a expectativa de que o carro seria lançado no final de setembro,  no Salão de Paris, na França, a montadora se antecipou e não decepcionou.

Para começar, o novo Golf passou por uma série de expressivas mudanças. O carro, por exemplo, é o primeiro da Volkswagen a contar com a moderna plataforma modular MOB, já vista e testada em modelos como o A3 da Audi.

As dimensões também mudaram, afinal, o novo carro teve seu tamanho ampliado, ficando 5,6 cm maior no comprimento, cerca de 3 cm mais baixo e com a distância  entre eixos 5,9 cm maior que o modelo anterior. O porta-malas também ficou mais amplo e na nova geração conta com 30 l a mais.

De acordo com informações da Volkswagen, apesar de maior, o carro ficou mais leve 100 kg. Esse fato se deve à utilização de alumínio na composição do novo Golf. Como se não bastasse, o lançamento apresenta sistema com acionamento elétrico para frenagem de estacionamento. Vale acrescentar que a última mudança expressiva (reestilização) que feita no Golf no Brasil havia ocorrido há 4 anos.

Por Larissa Mendes de Oliveira

 


A Volkswagen comemora a produção de 7 milhões de carros da marca Gol no mercado de autos brasileiro.

Há 25 anos, o veículo é o mais vendido no país e sua fabricação teve início na década de 80. A versão mais tradicional foi, em um primeiro momento, produzida na unidade fabril da cidade de São Bernardo do Campo, São Paulo. É o famoso Gol quadrado, com carroceria branca e o motor com potência 1.0, até hoje visto em ruas e avenidas de todo o Brasil.

Para comemorar este marco histórico, as celebrações contaram com a participação do Conselho Mundial do Grupo VW juntamente com os funcionários que atuam na linha de montagem do chão de fábrica.

Segundo informações da marca, um Gol é fabricado a cada 47 segundos em uma das duas unidades onde é produzido.

Fora a unidade de São Bernardo do Campo, o carro é feito também em Taubaté (SP). Para se ter uma ideia da aceitação do modelo da Volks, de todos os veículos produzidos até hoje, seis milhões estão no país e um milhão foi exportado.

Por Marcelo Araújo

Fonte: Estadão


Vem novidade para os apaixonados por carros. O novo Santana deve chegar ao Brasil no próximo ano, já como linha de 2014. Para o lançamento do veículo no país, a fabricante já conseguiu inclusive um empréstimo de mais de R$ 300 milhões. Esse valor será usado para desenvolver o Up! e o Santana.

O novo Santana é mais um projeto global da Volkswagen. O veículo deve ser comercializado em vários países europeus, asiáticos e também da América do Sul. O lançamento promete ser um forte concorrente para entrar na briga dos sedãs, que além de terem um design mais estético são também compactos, como o Nissan Versa, o Chevrolet Cobalt e também o Renault Logan.

O lançamento da Volkswagen será montado sobre a plataforma PQ25, que é a mesma usada na montagem do Polo Sedan brasileiro, porém com uma carroceria nova.

O novo Santana será comercializado primeiro em território chinês, com motores 1.4 e 1.6. No Brasil, o veículo deve seguir uma tecnologia de produção parecida.

O lançamento do novo Santana está previsto para o próximo Salão do Automóvel de Guangzhou, na China, ainda no mês de novembro.

Por Flaviane Diniz


Mais uma novidade interessante surge no mercado automobilístico, pois a Volkswagen renovou a sua linha de picapes e lançou neste segmento a nova Amarok SE. Este veículo pode ser obtido por pessoas físicas e frotistas, sendo o modelo principal das picapes desta montadora com dois lugares.

A nova Amarok SE tem um motor biturbo 2.0 litros com potência de 180 cavalos e um torque de 40,8 kgfm a 1.500 rotações por minuto, além de um câmbio automático ou manual com seis marchas.

Além disso, este motor possui um propulsor com dois turbos e uma tração integral, a qual permite o bloqueio eletrônico do diferencial traseiro do carro que melhora o seu desempenho enquanto off-road.

No seu aspecto estético, a Volkswagen Amarok SE possui rodas de liga leve de 16 polegadas, pára-choque na cor do carro, pneus mais largos, ar-condicionado, airbags frontais, direção hidráulica, freios ABS, vidros/travas elétricas, dentre outras.

Para aqueles que desejam adquirir uma Amarok SE os seus preços serão a partir de R$94.927,00 e tem como principais concorrentes no mercado a Chevrolet S10, Toyota Hilux, Ford Ranger e Nissan Frontier.

Por Ana Camila Neves Morais


A Volkswagen lançou em Florianópolis, no último dia 17 de julho (terça-feira), as novas versões do Gol G5 e do Voyage. Os novos veículos, que foram totalmente reformulados, ganharam itens adicionais em seu interior, além de um melhor acabamento.

De acordo com a montadora, os novos modelos chegarão às concessionárias no mês de agosto.

Segundo a empresa, a transformação da linha veio como uma tendência mundial da marca, que visa alinhar os carros à nova identidade visual da Volkswagen.

A principal novidade do novo Gol está em sua parte frontal. Agora, o veículo possui linhas mais elegantes no capô. Além disso, a grade frontal e o para-choque também foram modificados e ganharam um aspecto diferenciado, prezando o requinte da marca.

Já o Voyage 2013, se parece bastante com o Gol, porém a traseira do veículo possui lanternas que vão até a tampa do porta-malas. A cabine também sofreu alterações no painel central, que recebeu um acabamento superior ao encontrado nas versões anteriores do veículo.

Veja abaixo a tabela de preços para as duas linhas, fornecida pela montadora:

  • Gol 1.0: R$ 27.990.
  • Gol 1.6: R$ 31.890.
  • Gol 1.6 I-Motion: R$ 34.490.
  • Gol Power 1.6: R$ 38.290.
  • Gol Power 1.6 I-Motion: R$ 40.890.
  • Voyage 1.0: R$ 29.990.
  • Voyage 1.6: R$ 34.590.
  • Voyage 1.6 i-Motion: R$ 37.190.
  • Voyage 1.6 Comfortline: R$ 40.890.
  • Voyage 1.6 Comfortline I-Motion: R$ 43.490.

Por Tadeu Goulart


O California Special Edition, da Volkswagen, foi recentemente apresentado no Salão de Düsseldorf, um dos mais tradicionais da Alemanha. O veículo possui características que são ideais para as áreas de camping.

Os visitantes do salão puderam conferir as novidades e as principais características do veículo. Entre os elementos que compõe o modelo, os destaques estão nos vidros filmados, rodas aro 17 e carroceria com detalhes na cor do veículo. Além destes, há os já conhecidos itens de série, como pia, mesa retrátil, teto móvel com cama, entre outros.

Além dos detalhes que compõe o visual do veículo, o VW California possui motores a gasolina com potência de 150 a 204 cavalos.

Para quem quiser adquirir o veículo, os valores começam com €42.370.

Para obter mais informações sobre o automóvel, acesse o site www.volkswagen-vans.co.uk.

Sobre a Volkswagen:

No ano de 2012, a Volkswagen completou 59 anos de atuação no mercado brasileiro. O início da história da marca no país foi em 1953, quando alugaram um galpão no bairro do Ipiranga, em São Paulo (SP). O reconhecimento da empresa veio com a produção de carros com longa durabilidade, o que gerou a confiança do mercado nacional.

Por Marcelo Araújo


A nova versão do Beetle para os Estados Unidos já teve seu valor divulgado pela Volkswagen. A fabricante afirma que o modelo será vendido a 23.295 dólares na versão básica (em reais, o valor é de aproximadamente 48.071,00). O novo Beetle tem motor 2.0 TDI com 140 cavalos de potência e câmbio de seis marchas manual. O combustível a ser usado é o diesel.

Uma versão mais cara do veículo custa 24.895 dólares (cerca de 51.373,00 reais) e possui mais itens de série do que o modelo de entrada. Além disso, este modelo tem teto solar e utiliza o sistema de som Premium VIII.

A versão top de linha tem valor de 26.195 dólares (54.056,00 reais) e possui todas as características do que os outros modelos anteriores, mas ainda tem sistema de navegação e áudio Fender. Qualquer uma destas duas versões pode conter câmbio automático de seis marchas pelo valor de 1.100 dólares (ou 2.063,00 reais).

O novo Beetle estará disponível para comercialização nos Estados Unidos a partir de agosto. Por utilizar o motor turbodiesel, a Volkswagen anunciou que o carro terá autonomia de 13 km/L na cidade e de 17,35 km/L na estrada.

Fonte: Site do Beetle

Por Matheus Camargo


O mês de abril foi escolhido pela montadora Volkswagen para o lançamento da tão esperada versão automática da picape Amarok. O modelo contará com câmbio automático de oito marchas, que tem como grande vantagem, a precisão na direção e o desempenho mais eficiente do motor, que acaba operando com um regime ideal de rotação.

A primeira marcha do carro foi projetada para utilização em casos extremos, como situações de reboque. A oitava marcha, por sua vez, foi intitulada de “overdrive”, idealizada para atuar com rotação reduzida, viabilizando assim, uma redução considerável no consumo de combustível.

Além das novas configurações de transmissão, a picape de porte médio teve sua motorização potencializada com a chegada do propulsor 2.0 TDI Biturbo, com 180 cavalos de potência, 7 a mais do que a versão convencional.

De acordo com a montadora, a nova Amarok atinge de 0 a 100 km/h em apenas 10,9 segundos, chegando a uma velocidade máxima de 179 km/h. Como se não bastasse, a sua capacidade de reboque aumentou consideravelmente.

O carro deve chegar ao Brasil no segundo semestre de 2012.

Por Larissa Mendes de Oliveira


A Volkswagen revelou as primeiras imagens e informações sobre o novo Passat CC 2012, que será mostrado de forma definitiva durante o Salão do Automóvel de Los Angeles, programado para a segunda quinzena de novembro. O renovado cupê, de 4 portas, ganhou a nova identidade visual da fabricante e também herdou algumas das novidades que já haviam aparecido em outros veículos da VW lançados neste ano.

Entre os destaques, podemos citar a grade dianteira com detalhes cromados, os novos para-choques, o conjunto óptico cheio de lâmpadas de LED e com faróis bi-xenon e um novo pacote de itens tecnológicos. O pacote é composto pelo sistema detector de fadiga, que emite um alerta sonoro ao condutor, quando são detectados sinais de cansaço; Side Assist Plus, para alertar sobre outros carros localizados em pontos cegos; e o Lane Assist, que detecta mudanças involuntárias de faixa. Também há novas opções para o acabamento interior e um sistema de áudio diferenciado, com tela sensível ao toque e grande variedade de funções.

Para movimentar o cupê, serão oferecidos os motores TDI, movidos a diesel, nas opções de 140 cv e 170 cv de potência, e os propulsores TSI, a gasolina, com potências de 160 cv, 210 cv e 300 cv. Estas são as versões europeias, que devem estar à venda no início de 2012. Para o Brasil, a expectativa é de que o Passat CC 2012 chegue até o final do primeiro semestre do próximo ano.

Por André Gonçalves

Fonte: ZerCustoms


A Volkswagen lançou o Novo Tiguan 2012 no mercado brasileiro, o primeiro veículo importado que chega ao país após o aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A medida fez com que o preço inicial da nova linha do utilitário esportivo alemão subisse para R$ 110.000, ante os R$ 106.000 anunciados anteriormente.

O modelo apresenta novidades tanto no visual quanto nos acessórios. Na parte estética, ele carrega a renovada identidade visual adotada pela Volkswagen, com grade frontal de barras duplas e cromadas, novos para-choques e um conjunto de faróis redesenhados, com opção de lanternas de LED e bixenônio, além das rodas de liga leve “Philadelphia” aro 17 de série, ou as opcionais aro 18 “New York”.

Com relação aos equipamentos, os destaques são os sistemas detector de fadiga, que analisa a forma de dirigir do condutor e emite um alerta sonoro caso detecte sinais de cansaço; Park Assist II, para auxiliar nas manobras de estacionamento; Auto Hold, freio eletrônico de estacionamento; e o Kessy, que permite acessar o carro e dar a partida sem utilizar a chave. Há ainda volante multifuncional, computador de bordo e rádio com CD, tela touchscreen, leitor de cartões, Bluetooth e entrada para iPod.

Sob o capô está o motor TSI 2.0, que desenvolve 200 cv de potência, acoplado ao câmbio Tiptronic de 6 velocidades, capaz de gerar uma velocidade máxima de 207 km/h. Completam a parte mecânica do Novo Tiguan a tração integral 4MOTION e o controle de estabilidade.

Fonte: Volkswagen

Por André Gonçalves


Durante o 64º Salão Internacional do Automóvel de Frankfurt, na Alemanha, a montadora Volkswagen apresenta o up! que introduz uma nova série, a New Small Family, com carros conceituais que podem chegar em breve no mercado.

A linha é formada pelo buggy up! e o  up! azzurra sailing team projetados para as praias. Já para o uso urbano há o cross up!, o GT up! – esportivo, para as rodovias alemãs e também o eco up! com motor elétrico, que utiliza gás natural e possui operação limpa.

Desses, a Volkswagen já promete lançar em 2013 a versão do modelo ecológico, já que no Salão de Frankfurt deste ano, foi apresentado um estudo aproximado do modelo final. O conceito trabalha com gás natural e Blue Motion Technology (sistema que regenera a bateria), emite 79g/Km de gás carbônico. Seu motor é de um litro e três cilindros e desenvolve 50k W/68 cv. O gás é armazenado em dois tanques abaixo do assoalho.

No interior, os assentos são em tecido “lorno” e as bordas externas são feitas em amarelo neon. O painel, console central e os painéis das portas são pintados da mesma cor da carroceria.

O veículo atinge até 135 km/h e tem um propulsor silencioso com torque máximo de 210 Nm. As marchas são escolhidas através de um botão no console. Sua bateria permite percorrer até 130 Km, o suficiente para o dia a dia.

Por Danielle Santos


As versões Sedan do Volkswagen Polo 2012 ganharam alterações visuais e itens semelhantes aos oferecidos nas versões hatch. As mudanças tiveram como base a atualização realizada no VW Polo comercializado na África do Sul.

Com relação aos itens de série, o modelo passa a sair de fábrica com duplo airbag frontal e freios ABS em toda a gama, que se somam ao antigo pacote (direção hidráulica, sensor de estacionamento traseiro e ar condicionado). Opcionalmente, o comprador pode adicionar teto solar, controlador eletrônico de velocidade e faróis de neblina, entre outros acessórios. Já na parte estética, as novidades incluem grade com frisos cromados, para-choque redesenhado, faróis com lentes escuras na dianteira, e lanternas em tom cereja e para-choques com retro-refletores, na traseira.

A motorização é composta pelos propulsores Total Flex 1.6 (de 104 cv de potência e 186 km/h de velocidade máxima) e Total Flex 2.0 (de 120 cv, que alcança 200 km/h de velocidade máxima, movidos com etanol). O câmbio pode ser manual de 5 marchas ou o automático I-Motion.

O Polo 2012 Sedan tem preços sugeridos de R$ 47.770 (1.6); R$ 50.500 (1.6 I-Motion); R$ 53.920 (1.6 Comfortline); R$ 56.650 (1.6 Comfortline I-Motion); e R$ 57.330 (2.0 Comfortline).

Por André Gonçalves


O novo modelo da Volkswagen, batizado de Space Cross, tido como a nova versão para “adventure” do Space Fox, deverá chegar às concessionárias nacionais na segunda metade deste ano.

A confirmação foi dada pela montadora neste mês, durante o Salão de Buenos Aires, que aconteceu na Argentina. Sem dúvida, será mais uma opção para o gosto do mercado consumidor brasileiro, onde já existem modelos similares, como o Palio Adventure, o Ecosport, o Aircross, da Citroën, e alguns outros.

Com um motor flex e câmbio manual iMotion com cinco marchas, o Space Cross vem também com uma suspensão um pouco mais alta que o padrão usual, além de detalhes em preto e prata no para-choques e na carroceria.

O preço do novo aventureiro da VW estará girando em torno de 60 mil reais, para a versão de linha, um pouco acima do preço médio de outros da mesma categoria, porém de outras marcas.

Por Alberto Vicente

Fonte: Carro Online


Foram apresentadas as novas versões do Passat Sedã, Passat Variant e Passat Touareg, na quarta-feira (25/5), em Campos do Jordão (SP).

A Volkswagen investiu em inovações e os modelos ganharam uma série de itens opcionais com foco em tecnologia e segurança, como o Park Assist, recurso que ajuda o condutor a estacionar, além de sistema GPS e do ACC, capaz de estabelecer uma velocidade para o carro e distância a ser mantida em relação ao veículo da frente.

A sétima geração do Passat Sedã chegará às concessionárias da montadora custando a partir de R$ 106,7 mil, na versão com motor 2.0 TSI com potência de 211 cavalos e câmbio automático de 6 marchas.

O Passat Variant, versão Station Wagon do modelo, será vendido por R$ 113.130 mil e virá também equipado com motor 2.0 TSI e transmissão automática.

Custando a partir de R$ 220.990 mil, o Passat Touareg contará com motor 3.6 V6 com 280 cavalos de potência e transmissão automática de 8 velocidades. Já na versão com motor 4.2 V8, que desenvolve 360 cavalos de potência, o Touareg sairá por R$ 267.990 mil.

Por Andrea Gomes


A nova geração desse SUV da Volkswagen ficou mais leve e dinâmica; além de ser considerado um dos carros mais seguros de todos os tempos.

O novo Touareg alia luxo e conforto com a capacidade de enfrentar caminhos difíceis. Mais dinâmico e elegante, apresenta uma estrutura mais robusta e leve ao mesmo tempo, com sistema de segurança de última geração. Ele chega com duas versões de motores: V6 e V8; além de ser o primeiro automóvel da categoria com câmbio automático de oito marchas, sendo que a sétima e a oitava marcha são utilizadas como overdrive, o que traz uma economia de combustível.

Esta nova versão, por ser comercializada em todo o mundo, atende algumas especificações mais exigentes de proteção ao ciclista e ao pedestre. Em caso de atropelamento, o modelo tem um elemento deformável incluído no para-choque dianteiro para amortecer o impacto.

O Touareg vem com um novo teto solar panorâmico constituído por um módulo de vidro móvel na parte frontal e um segmento traseiro fixo. Seu vidro ainda é isolante e assim reduz a transmissão de calor e a passagem de luz solar, trazendo conforto térmico. 

O automóvel ainda dispõe de DVD player, comando de voz e tela sensível ao toque de oito polegadas que pode exibir mapas em 3D. Seu disco rígido pode armazenar música ou vídeo carregados de CD, DVD e cartão SD; além de possuir cabo para conexão de iPod.

Para mais informações, acesse: www.volkswagen.com/br.

Por Danielle Vieira


A integração das mais diferentes formas de comunicação é uma realidade que jovens e adultos precisam e devem compreender. Atualmente, não basta ter acesso à rede mundial de computadores por meio de netbooks, notebooks e desktops; conexão integral através de aparelhos móveis aproxima mais os cidadãos de suas relações pessoais e profissionais.

Algumas montadoras apostam nesse nicho móvel para alavancar suas vendas e suporte aos usuários. A Volkswagen, um bom exemplo, acaba de anunciar o lançamento de uma versão singular de sua página de ofertas. O acesso, que pode ser realizado por qualquer celular e smartphone através do endereço m.vw.com.br, permite ao consumidor verificar os modelos de veículos disponíveis, além do endereço de mais de 600 concessionárias da fabricante.

De acordo com a Volks, a plataforma tem por função principal prestar uma pré-venda de carros, sistema ainda inédito no país. É possível também traçar rotas do local em que o usuário atualmente está situado para uma das concessionárias mais próximas.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Volkswagen (Assessoria de Imprensa)


Criado como homenagem e revitalização de um dos modelos de maior sucesso e longevidade da indústria automobilística, o New Beetle se redesenha e se transforma na nova geração que foi lançada mundialmente no último dia 18 de abril.

Com um desenho menos inclinado, acréscimo em suas dimensões, mas mantendo as linhas modernas, ousadas e um design conceitualmente audacioso o Beetle mantém o charme que caracteriza o modelo aliando este conceito visual atual a uma motorização potente e eficiente.

Esta nova geração contará com três versões de propulsores: a 2.0 l TFSI que poderá produzir 200 CV de potência e a 2.5 l com cinco cilindros com produção de potência na casa dos 140 CV, ambas movidas a gasolina. Além destas duas motorizações a nova geração contará também com uma versão movida a diesel com motor turbodiesel 2.0 l TDI que produzirá 140 CV de potência.

Esse novo modelo será produzido na planta da Volkswagen localizada no México e muito provavelmente será também comercializado no Brasil.

Detalhe: entre as mudanças ocorreu uma no nome do carro, que não terá mais o New, passando a se chamar apenas Beetle.

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


A nova versão de entrada da VW Amarok acaba de chegar ao mercado brasileiro, custando a partir de R$ 88.990, com tração 4×2, ou R$ 92.990, com tração nas quatro rodas, lembrando sempre que estes são os valores sugeridos pela montadora.

O modelo está disponível na configuração de cabine dupla, nas cores verde tropical, branco cristal, prata vegas, prata sargas, cinza iron, azul island, marrom safári e preto mystic. Sob o capô, a nova Amarok básica tem o propulsor TDI 16V turbodiesel, de 2.0 litros, capaz de atingir 122 cv de potência a 3.750 rpm e 34,7 kgfm de torque, combinado com o câmbio manual de seis marchas. Completam a parte mecânica os freios ABS, controle de tração, bloqueio do diferencial e controle eletrônico de frenagem.

Com relação aos itens de série, a nova picape média traz direção hidráulica, ar condicionado Climatic, rodas aro 16, protetor do cárter, para-choque dianteiro na cor da carroceria e traseiro em preto, banco do motorista com ajuste de altura, entre outros.

Segundo a Volkswagen, alguns dos opcionais são airbags para motorista e passageiro, rodas de liga leve e trio elétrico.

Por André Gonçalves


Velho conhecido do consumidor brasileiro, o Passat, modelo da Volkswagen, renova-se e se aprimora e já está em sua sétima geração. E cada vez mais robusto e potente. Lançado primeiramente na Índia, no último dia 29 de março, o novo Passat ganhou linhas mais atuais, design forte, mas ao mesmo tempo gracioso, com uma frente de linhas equilibradas de discreta, mas marcante elegância.

O emergente mercado de automóveis indiano receberá a versão movida a diesel com câmbio automático de embreagem dupla ou transmissão manual de seis marchas. Mas além desta versão movida a diesel, a sétima geração do Passat vem com quatro versões de motores alimentados a gasolina, a 1.4 TSI de 122 Cv, a 1.8 TSI que produz 160 Cv de potência; a versão 2.0 Litros e ainda um propulsor V6 de 3.6 Litros que chega a 300 Cv de potência. Nas versões a diesel os propulsores são 1.6 TDI de 105 Cv e 2.0 TDI que pode produzir 140 Cv ou 170 Cv. Os modelos do novo Passat movidos a diesel contam ainda com a possibilidade de serem equipados com o pacote de opcionais que inclui o sistema Star&Stop, que ajuda na economia de combustível.

Para o Brasil a chegada do novo Passat está prevista para próximo trimestre e enquanto ele não chega aqui, na Índia, a versão apresentada para comercialização custa a partir de US$ 46.222

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


O Jetta 2012 da Volkswagen vem pronto para bater seus concorrentes no Brasil, principalmente o Corolla da Toyota e o Civic da Honda. Em contrapartida, a montadora alemã tirará do mercado o Bora para dar espaço a dois modelos do novo Jetta. Assim, a versão Comfortline, com câmbio manual ou automático, terá os preços de entrada e intermediário dos sedãs médio, a R$65.755 e R$66.990, respectivamente. Já a versão Highline, topo de linha, será vendido a R$89.520. A Volkswagen do Brasil pretende vender 2 mil unidades do Jetta por mês.

O motor do Comfortline é 2.0 flex com 120 Cv de potência e 18,4 kgfm de torque, enquanto o motor do Highline é TSI movido a gasolina com 200 Cv e torque de 28,5 kgfm.

O desenho do carro teve ajuda de dois brasileiros: José e Marco Pavone. A carroceria tem traços horizontais e capô em formato de “V”. No entanto, o destaque do carro fica por conta do acabamento interno, onde os materiais utilizados foram escolhidos minuciosamente. As cores são neutras, o que traz mais luxo ao sedã, e os instrumentos do painel ficam bem distribuídos. Há também mais espaço tanto para o motorista quanto para os passageiros, que podem deixar as pernas posicionadas confortavelmente.

Por Flávia Yoshitani


As montadoras já preparam estratégias para as novas linhas (2012) de seus variados modelos, sobretudo as fabricantes de renome no país. A Volkswagen do Brasil, uma delas, além de veículos apresenta outras novidades como opcionais I-Trend  e os kits de personalização para o Fox, o SilverFox e o BlackFox.

Voltado ao público mais jovem e antenado a visuais diferenciados, os pacotes SilverFox e BlackFox propiciam cores exclusivas aos motoristas – prata Sargas, perolizado e preto Magic. Com um desses o Fox passa a ser aprovisionado com rodas de liga leve de 15 polegadas. Os revestimentos dos bancos são em tecido Spacer cinza, com design diferenciado ao volante.

De acordo com a VW, ambos os pacotes para o Fox podem ser equipados juntamente ao módulo I-Trend. Com ele são acrescentados ao veículo CD Player com interface voltada a iPod, quatro alto-falantes, dois tweeters, I-System e volante multifuncional.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: VW


Em abril irá chegar ao mercado automotivo as versões especiais BlackFox e SilverFox, da Volkswagen. Eles virão equipados com o pacote de interatividade e tecnologia I-Trend que contém o I-System, CD player para acoplar o iPod, volante com várias funções, 4 alto-falantes e 2 tweeters. Os carros vêm em cores exclusivas: preto Magic perolado e prata Sargas.

Pronto para abocanhar uma fatia do mercado de consumidores jovens, a Volkswagen apostou na esportividade dos carros: rodas especiais cor chumbo para a versão preta e rodas pretas na prata. Elas são feitas de liga leve 15” “SPA”. O acabamento interno é diferenciado, com revestimento dos bancos na cor cinza e a manopla de arranque do câmbio tem desenho especial. O teto e as laterais são escuros.

Os novos Fox têm como equipamentos de série as setas nos retrovisores, a antena de teto, faróis duplos com máscara negra, lanternas traseiras com lentes escuras e faróis de neblina. O motor é 1.0 e os carros têm 4 portas. Os preços ainda não foram divulgados. 

Por Flávia Yoshitani


Mais comuns aos finais de semana, embora amplamente utilizados nos dias úteis, os carros esportivos são febre entre o público mais acalorado por veículos automotores. As concessionárias da Volkswagen em todo o território brasileiro receberão, em breve, o Passat CC R-Line, desenvolvido por uma subsidiária da fabricante, a R Gmbh.

Os detalhes no esportivo começam em seu exterior, com rodas de liga leve Mallory de 18 polegadas, spoilers nas laterais e dianteira do veículo, pintados na cor da carroceria, Controle Automático de Velocidade e Distância (ACC) e o sistema que tem caído cada vez mais no gosto dos consumidores, o Park Assist.

No interior do modelo os itens de série chamam atenção, entre eles volante esportivo em couro e soleiras de portas personalizadas. Ao lado do volante estão afixadas teclas de trocas de marcha. O veículo também conta com seis airbags.

Com motor de 3,6 litros com 300 cavalos de potência, o Passat CC R-Line chegará ao mercado brasileiro com valor de R$ 189.130.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Volkswagen


Os carros mais caros da Volkswagen não têm muita tradição no Brasil, pois a empresa baseia suas vendas e comerciais no Gol e no Golf. No entanto, a montadora alemã está apostando em um novo mercado com a sexta geração do sedã Jetta, produzido no México.

Porém, o carro tem previsão de chegar ao país somente em março ou abril, mas para quem está curioso, há um link no site oficial da montadora (www.volkswagen.com/br) mostrando o novo automóvel, com esboços e papéis de parede para serem baixados.

O modelo é baseado na plataforma do Golf e tem 9 cm a mais que a presente versão. Ele deve vir com motor de quatro cilindros 2.0 litros flex, com transmissão automática DSG de seis relações. Para os interessados, é só fazer o cadastro no site e receber novas notícias sobre o carro. 

Por Flávia Yoshitani


Segundo informações do site americano Auto Express, a Volkswagen pode estar planejando fabricar um novo utilitário esportivo para ser vendido, num primeiro momento, em terras americanas. Um aspecto destacado nas informações é que este veículo teria capacidade de abrigar sete pessoas. Esta iniciativa se daria ao fato de que o preço do utilitário Touarege, estaria muito elevado, fugindo dos padrões dos cidadãos norte-americanos.

O novo modelo chegaria com um preço mais acessível, assim tentando alavancar as vendas, suprindo a baixa comercialização do Touareg. O novo veículo deverá ter a sua fabricação feita na fábrica de Chattanooga, em Tennessee.

O que resta por agora é esperar para ver se esta aposta da Volkswagen será concretizada, e também se irá atrair a atenção dos consumidores, conquistando um melhor lugar no mercado.

Por Oscar Ariel


Da Alemanha vem a notícia, através da revista Wirtschaftswoche, de que a Volkswagem irá apresentar no Salão do Automóvel do Qatar, que vai ser realizado no final deste mês na cidade de Doha, a versão do seu futurista L1. Um carro que promete uma revolução tanto no quesito economia quanto no design, e aliás, no próprio conceito de carro.

Começa pelo design totalmente inovador. Compacto e completamente fechado na traseira e retilíneo e equilibrado na frente aerodinâmica. De acordo com a montadora o L1 faz 100 Km com somente um litro de diesel. Belo consumo para o seu conjunto mecânico, que na versão conceito foi montado com um motor 300 Cm³ bicilindrico e outro com propulsor elétrico e, para completar este conjunto mecânico, virá com câmbio automático de seis marchas.

Com a carroceria construída em fibra de carbono, o que lhe garante leveza e também ajuda na economia de combustível, o L1 edita um novo conceito na ocupação do interior. Com espaço para dois ocupantes, que ao contrário de ficarem lado a lado, tem suas poltronas dispostas uma atrás da outra e a entrada na cabine é feita por uma abertura na parte superior do modelo, da mesma forma como se acessa a cabine de aviões de guerra.

Totalmente novo, econômico e conceitualmente inovador com certeza o L1 deverá fazer sucesso quando chegar aos mercados do mundo em 2013.

Foto: DKR88

Por Mauro Câmara

Fonte: Carros IG


O mundo de carros apresenta uma série de curiosidades e os verdadeiros amantes não precisam necessariamente observar uma novidade ao vivo e a cores; basta saber que determinado exemplar existe, nem que somente na imaginação de algum designer. Os afeiçoados pelos filmes da década de 1980 certamente assistiram a trilogia “De volta para o Futuro”, que contava com o veículo DeLorean, que durante anos aguçou as mentes criativas.

Embora sem confirmação de produção ou, caso havendo, disponibilidade no mercado, a montadora Volkswagen revelou a versão futurista dos tradicionais táxis londrinos, o Taxi Concept, fundamentado no veículo-conceito Up!

Arquitetado por Klaus Bischoff, líder da equipe de design da VW, o automóvel é aprovisionado com motor elétrico de 113 cavalos e bateria de 45kWh, podendo ser recarregada parcialmente em casa por cerca de uma hora, o que dá possibilidades de o veículo percorrer até 300 quilômetros. As medidas do Taxi Concept são estreitas: 3,73 metros de comprimento, 1,68 metro de largura e 1,6 metro de altura.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Quatro Rodas


A Volkswagen está com promoções imperdíveis para quem quer comprar o seu carro neste mês em São Paulo.

O lote é especial de fábrica e conta com modelos como Novo Gol 1.0 2011 com parcelas de R$ 399,00 com direção Hidráulica e pacote Trend inclusos, Voyage 1.0 2011 com parcelas a R$ 359,00 com IPVA 2010 totalmente grátis, Novo Fox 1.0 2011 saindo a R$ 30.990,00 com o IPVA 2010 totalmente grátis e o novo Saveiro 2011 saindo a R$ 31.390,00 com a nova suspensão RCS (Robust Cargo Suspension) inclusa.

Procure um endereço perto e aproveite esses preços!

Por Teresa Almeida


Depois de divulgar o novo Jetta para 2011 na Europa e EUA, a Volkswagem mostrou a configuração dos motores para o veículo. Serão quatro os motores nos EUA, todos a gasolina.

O Modelo  2.0 de 115cv, pode alcançar uma velocidade de 193 km/h. O mais potente é o 2.0 TSI de 200cv, chega aos 209km/h, e seu consumo médio é de 14,4km/l. Há esperança que podemos ter algo similiar aqui no Brasil, já que o Jetta americano é produzido no México.

O salão de São Paulo irá mostrar o sedã que é fabricado em terras mexicanas e terá quatro motores, a gasolina, que chegarão a Europa.

O grande destaque é o 1.2TSI que alia economia e rendimento. Segundo a montadora, o bloco faz 18,8km/l, e chega aos 100km/h em apenas 10,9 segundos. Ainda se encontra os modelos 1.4 TSI e a diesel com os blocos 1.6 e 2.0 TDI.

Oscar Ariel


Depois de apresentar em maio deste ano o protótipo Blue-e-motion, a Volkswagen mostrou o modelo definitivo para a produção a partir de 2013 do Golf elétrico. A montadora afirmou que no ano de 2011, uma frota de aproximadamente 500 Golfs deste tipo serão testados na Europa.

Poucas unidades serão produzidas, e provavelmente a VW não fará outros modelos equiparados com o motor elétrico. Os tradicionais combustíveis gasolina e diesel vão continuar como opções para os consumidores.

Uma das características desse hatch é a presença de um sistema que desacopla o motor elétrico quando o motorista para de pressionar o pedal de aceleração, o carro se movimenta por inércia e poupa eletricidade. Com um motor de 117 cv e 27,6 kgfm de torque, o Golf pode gerar uma potência máxima de 85 KW, sendo equipado com um propulsor movido a eletricidade.

O veículo atinge uma velocidade máxima estimada em 140km/h. 

Por Oscar Ariel





CONTINUE NAVEGANDO: