Veja aqui mais detalhes sobre o recall do Toyota Corolla.

Para entender o recall da Toyota, é bom que se saiba primeiramente o que é um recall, o próprio nome já sugere a um “chamado” (call), que as empresas fazem quando após seus analistas comprovarem que em algum modelo fabricado, pode estar contido algum erro em alguma parte da composição do carro, então são chamados os portadores dos modelos contidos com chassis que tem numeração fornecida pela empresa, que fez o recall. Ter segurança para as empresas é essencial, para manter seu padrão de fábrica, que tem importância com seus compradores.

O problema contido é denominado de problema na transmissão, e atualmente está contido em 65.963 veículos. Já a troca de airbags considerados “fatais” atingem 53.635 unidades.

Foram convocados pela Toyota nesta terça feira (3 de abril de 2018), os portadores dos modelos da atual geração do Corolla.

Feita de forma organizada, primeiramente a convocação é feita para proprietários do Corolla 1.8 que contém câmbio automático, esses terão reprogramação na unidade de transmissão eletrônica da CVT. As 65.963 unidades envolvidas nesse processo foram fabricadas todas entre 7 de outubro de 2013 e 11 de agosto de 2017. Abaixo seguirá os intervalos alfanuméricos que não estão em sequência dos chassis:

Do Corolla GLi Automático 1.8

O Alfanumérico: 9BRBL3HE*. Os chassis serão de J0104446 até J0125110

Alfanumérico: 9BRBLWHE*; Já os Chassis vão de F0001003 até H0104445

Foi dito pela fabricante que pode existir uma possibilidade de ocorrer um mau funcionamento da válvula solenoide da transmissão CVT, isso faz com que a unidade de controle eletrônico acenda uma luz de advertência no painel de instrumentos, isso pode limitar a velocidade do veículo em até 60 km/h. Diferente de alguns outros recalls onde pode ser oferecido os riscos materiais e físicos aos ocupantes do veículo, a Toyota assegura aos seus passageiros que não vai haver a possibilidade desses danos ocorrerem por esse problema na válvula solenoide.

A partir do dia 16 de Abril de 2018, os veículos serão chamados para a reprogramação da unidade de controle eletrônico da transmissão CVT e pode ser necessário efetuar o reparo do componente, porém, não é em todas as possibilidades que isso vai ser de grande necessidade, talvez possa ser evitado, assim, menos um problema.

Agora sobre o problema nos airbags, que são “fatais”, dessa vez foram chamados 53.635 unidades que foram produzidas entre Janeiro e dezembro de 2013, para a substituição da bolsa de Airbag do passageiro, pois será necessário o serviço. A troca acontecerá em uma etapa única, que se iniciará em 4 de abril de 2018. Porém, relembrando que apenas será necessário nos carros que foram produzidos entre Janeiro e dezembro de 2013, carros diferentes dessas datas não serão chamados.

A empresa montadora de veículos visa a preocupação com a segurança de seus passageiros, sendo assim, o investimento nessa segurança pode lhe trazer um retorno de verba, pois a confiança dos passageiros em poder comprar um produto em que se sentem seguros resulta em uma maior compra e uma maior demanda de veículos no mercado. Desta vez, pela Toyota, não foi oferecido riscos físicos, porém, para o passageiro é de extrema importância estar em um veículo onde ele não ocorrerá a riscos físicos e saber que a empresa se importa com esses riscos, então ele se assegura de manter a compra de veículos na mesma linha, pois sabe que lá mesmo quando se parece seguro são feitas análises para que sejam melhorados cada vez mais os carros que estão sendo vendidos para todos, e é um fato chave em relação a quem tem famílias, que visam primeiramente preservar a vida de todos.

Gustavo Martins dos Santos


Modelo ganhou novos motores mas manteve o design antigo.

O Toyota Etios a mais de três anos foi o primeiro modelo compacto a ser vendido no mercado brasileiro pela marca japonesa. Devido a qualidade que a montadora emprega em seus veículos, os consumidores aguardavam ansiosamente este modelo, porém, ele não agradou como se esperava, pelo fato de possuir um visual polêmico e na parte interna o painel de instrumentos ser centralizado, com isso teve uma queda diante de seus concorrentes. Agora vem aí o Etios 2017, mas com poucas novidades.

Em um evento ocorrido recentemente, executivos da marca informaram que o modelo 2017 do Toyota Etios irá sofrer algumas mudanças, ganhando assim novos motores com mais potência e eficiência, além de serem econômicos de 1300 e 1500 cilindradas.

A Toyota disse que apresentaria outras novidades para o Etios 2017, como novo design e alterações na parte interna do veículo, porém, isso não ocorreu, a montadora não inovou no desenho, que se manteve o mesmo. No final das contas, as novidades ficaram por conta somente pelo quadro de instrumentos no painel central (que foi trocado por uma tela digital de TFT 4,2 polegadas), pelos novos motores e pela transmissão automática.

Hoje o modelo é vendido no mercado brasileiros nas seguintes versões: X 1.3, XLS 1.5, XS 1.5, sedan XS 1.5, sedan X 1.5, sedan XLS 1.5, Cross 1.5 e sedan Platinum 1.5. O modelo mais básico tem seu preço iniciando em R$ 43.990 na versão de entrada, já na versão topo de linha o valor chega a R$ 60.295.

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, mais conhecido como Inmetro é um instituto que realiza avaliações com boa parte dos carros que são comercializados em território brasileiro e como de praxe, não deixou esse modelo de fora e também fez o mesmo procedimento com o consumo de combustível do novo Toyota Etios, avaliando o mesmo nas rodagens em estrada e também na cidade. Abaixo é possível conferir as médias de consumo em ambos os locais, utilizando gasolina e também álcool.

  • Motor 1300 cc – 12,7 km/l com gasolina e 8,7 Km/l com álcool.
  • Motor 1500 cc –12,9 Km/l com gasolina e 8,9 Km/l com álcool.

É possível observar que o motor mais forte é um pouco mais econômico. O motor 1.3 gera 98 cavalos de potência e o 1.5 gera 107 cavalos, ambos com etanol.

Preços do Novo Etios 2017:

Os seguintes preços estão atualizados e incluem versões com câmbio automático.

  • X 1.3: R$ 43.990
  • X 1.3 AT: R$ 47.490
  • XS 1.5: R$ 48.995
  • X 1.5 Sedan: R$ 48.495
  • XS 1.5 AT: R$ 52.495
  • XLS 1.5: R$ 53.895
  • XLS 1.5 AT: R$ 57.395
  • Cross 1.5: R$ 57.395
  • Cross 1.5 AT: R$ 60.895
  • XS 1.5 AT Sedan: R$ 55.195
  • XS 1.5 Sedan: R$ 51.695
  • X 1.5 AT Sedan: R$ 51.995

FILIPE R SILVA


Nova geração terá preços a partir de R$ 114.860, e contará com um visual mais moderno e despojado.

Certamente a Toyota Hylux deve ter esgotado os seus estoques. O veículo estava sendo encontrado com abatimentos de mais de R$ 16 mil de desconto e teve alto fluxo de movimentação de compradores querendo correr para fazer um bom negócio. O motivo? É que estava por vir a nova geração, totalmente reformulada, trazendo versões para agradar diversos estilos. Quem não se importou em obter um modelo antigo teve a oportunidade de fazer um grande negócio.

Para quem preferiu esperar, a chegada da nova geração da Toyota Hilux 2016 após expectativas já tem data marcada para vir ao Brasil. O modelo foi confirmado nesta quinta-feira, dia 05, e tem previsão de apresentação no dia 17 de novembro, com lançamento para consumo até dezembro deste ano.

A picape Toyota teve sua origem em 1968 e encontra-se hoje em sua 8ª geração.

O novo modelo teve sua primeira apresentação na Tailândia no início deste ano e vem para o Brasil através de importação, da Argentina, onde será produzida. Terá 5 versões e o preço será a partir de R$ 114.860.

A picape terá visual mais moderno e despojado, com mais cara de carro de passeio, será maior e mais larga, na parte interna terá mais espaço e visual mais elegante na cor preta, luzes diurnas de LED, os faróis, para-lamas e acessórios da dianteira e da traseira que antes eram arredondados, agora vem apresentando contornos achatados.  A Toyota garante que o veículo terá mais dirigibilidade e conforto, suspensão renovada, novo conjunto mecânico e dará mais segurança. Terá uma versão com chassi-cabine, apenas voltada para empresas que será vendido por encomenda.

A versão fabricada na Tailândia foi avaliada com 5 estrelas na proteção para adultos e 4 estrelas para crianças.

O site www.toyota.com.br/hilux-2016  traz informações sobre o produto, e vem com contagem regressiva para a sua chegada.

Por Lilian de Oliveira

Toyota Hilux 2016


Modelo ganha design mais moderno e itens de série.

A Toyota apresentou a sua novidade: a versão Special Edition para o seu modelo Etios. A divulgação foi realizada na Índia e o novo carro conta com vários diferenciais, principalmente em relação ao design, que pode ser encontrado em dois tons de cores, além de mudanças também no seu visual interno.

Porém, a mecânica do carro não sofreu alterações, ou seja, prevalece os motores 1.2 de 79 cv a gasolina e a versão a diesel que é a de 1.4 de 69 cv. Na parte externa, a mudança é notável, porque o carro conta com duas combinações de cores, em que a carroceria pode ser pintada. Assim, mesclam-se tons com vermelho e preto (teto) ou prata e preto (teto).

Além disso, outras mudanças podem ser notadas como a presença dos itens: aerofólio, rodas de liga leve que tem 15 polegadas, além da presença do acabamento especial no carro e grade frontal que acompanha desenhos e pinturas exclusivas, o que realça ainda mais o design externo da nova categoria do modelo.

O lado interno do carro também ganhou detalhes especiais como o painel que foi fabricado em acabamento de madeira e equipamentos como, por exemplo, o sistema de som que tem conectividade por meio do bluetooth.

Entre outras novidades anunciadas pela Toyota destaca-se o lançamento da versão Platinum, na Argentina. A série especial que é limitada a 1000 veículos pode ser encontrada para as carrocerias sedâ e também a hatchback.

Entre as mudanças na nova categoria está pequenos detalhes como o aplique de cromados na carroceria, bancos de couro, rodas que tem 15 polegadas, bancos de couro e central de multimídia com muitos recursos tecnológicos como, por exemplo, a televisão digital com 6,1 polegadas.

O preço do novo carro é de 207.300 pesos (equivale a quase R$ 86.800,00) para a versão hatch.

O que achou da novidade divulgada pela Toyota?

Por Babi


Novo modelo traz ótimas características, sendo inspirado nos modelos da versão sedan do Mazda2.

O novo Toyota Yaris R foi lançado no México e está chegando ao Brasil. Em nossa matéria, entretanto, o leitor e fã de carros ficará por dentro das novidades e características desse grande automóvel.

O carro já começou a ser vendido em terras mexicanas e foi inspirado nos modelos da versão sedan do Mazda2. Trata-se de um veículo confortável e estiloso, que tem tudo para agradar seus clientes. O motor é 1.5 SkyActiv, foi criado na fábrica de Salamanca e surge como uma opção mais barata em relação ao Corolla.

O Yaris R, contudo, tem 4,36 metros de comprimento, é compacto em sua forma, tem freios ABS, airbag duplo e muitas outras funções de bom porte e grande tecnologia.  O visual é semelhante ao modelo Mazda2, porém como um desenho mais sofisticado, e com desenhos também na grade e nos faróis.

Está sendo bastante esperada a chegada desse carrão em nosso país, mas a alta do dólar deixou esses  planos para mais tarde. No Brasil, o Toyota Yaris R viria para disputar terreno de mercado com o Honda City.

A Toyota, que cresce e inova a cada ano, sabe das potencialidades do mercado brasileiro e, por isso, quer muito lançar o Yaris R por aqui, sobretudo porque os brasileiros estão entre os principais consumidores de carros em todo o mundo. O carro vem com seis marchas e, em sua versão mais cara, vem com bancos de couro e com uma tela de sete polegadas em sua tela. Assim, com esse automóvel que é uma união entre a Toyota e a Mazda, o público pode esperar um carro compacto de bom uso e segurança. Os preços, no entanto, ainda não foram divulgados.

Este será um belo sedan. 

Por Madson Lima de Oliveira

Toyota Yaris R

Toyota Yaris R

Toyota Yaris R

Fotos: Divulgação


Nova Hilux Revo será lançada em 21 de maio e contará com uma nova linha de motores ESTEC.

Um misterioso com cara de invocado, mas que quer conquistar toda uma nova geração. Assim é nova Toyota Hilux, que finalmente ganhou seu primeiro teaser oficial. A montadora japonesa divulgou nesta semana materiais em foto e vídeo, depois de imagens não oficiais terem sido vazadas.

As imagens que foram divulgadas antes dos teasers foram reveladas por um site especializado na Tailândia, onde o modelo está sendo fabricado, e agora a própria divisão tailandesa da Toyota lançou os materiais de divulgação.

Além de revelar todo o material de mídia, a marca ainda aproveitou para divulgar a data de estreia mundial de seu novo veículo, assim como seu novo nome. A data de lançamento em todo o mundo está prevista para o próximo dia 21 de maio, e a nova picape foi batizada de Hilux Revo, sugerindo uma revolução, uma nova geração entre as picapes da Toyota.

Pelas informações divulgadas pela imprensa internacional, a grande mudança vem na parte de motorização, pois a Hilux ganhará uma nova linha de motores, batizada de ESTEC (Economy with Superior Thermal Efficient Combustion).

Isso significa que esses novos motores virão com modelo de 2.4 litros a gasolina com quatro cilindros, que gera uma potência de 160 cv; e uma versão de 2.8 litros a gasolina também com quatro cilindros e entregando 177 cavalos de potência. As especulações dizem que ainda haverá uma opção de motor a diesel, porém não foram divulgados os dados de configurações sobre ele.

Para o mercado brasileiro, as unidades devem ser fabricadas na planta da Toyota na Argentina. Informações não oficiais dão conta de que para o Brasil ainda poderá chegar uma nova versão da picape, o Hilux SW4, porém sua estreia deve ser apenas em 2016, e o estilo deve ser completamente diferente do Hilux Revo. Os possíveis valores do Hilux Revo ainda não foram divulgados pela montadora japonesa.

Por Felipe Villares

Teaser Toyota Hilux Revo

Toyota Hilux 2016

Fotos: Divulgação


Superesportivo poderá usar o motor BMW turbo de seis cilindros

Previsões apontavam que a Toyota poderia produzir uma versão híbrida do novo Supra, que poderá ser disponibilizado em 2017. Entretanto, a teoria já inicia a ser desconsiderada, já que o superesportivo poderá usar o motor BMW turbo de seis cilindros.

Segundo a revista Car and Driver, a variante híbrida que é estipulada para o novo BMW Z4, também será desconsiderada pela parceira alemã. Desta forma, o veículo poderia possuir motor de quatro e seis cilindros. A perspectiva é que o Toyota Supra, com base no FT-1 Concept, já esteja presente para comercializações em 2018.

Uma das disponibilizações mais aguardadas e também mais bem armazenadas da Toyota em 2015, a nova geração da Hilux já possui data para ser divulgada ao público. O novo modelo será anunciado no continente asiático na metade de junho. Totalmente reorganizada, o veículo implementa um novo design e poderá ter progressos consideráveis, sobretudo, em relação ao comportamento dinâmico. O início no território brasileiro poderá ocorrer ainda em 2015.

A próxima Hilux será produzida sobre uma plataforma totalmente nova e irá implementar os conceitos de visual mais atuais da Toyota. O modelo terá vantagens no refinamento e possuirá nas versões com valores maiores luzes diurnas de LED, vários detalhes cromados e faróis com projetor. A parte interior poderá ter progressos significativos como mais espaço para os ocupantes do banco de trás e acabamento mais perto do de veículos de passeio.

Os recentes motores poderão ser otimizados, com injeção direta no exemplo do recente 2.7 flex, e com mais eficácia no exemplo do recente 3.0 turbodiesel. Outro progresso aguardado poderá acontecer no câmbio automático, com o fim da caixa de somente quatro velocidades da Hilux flex atual, onde a diesel possui cinco velocidades. É importante recordar que, embora, o fim da carreira, a Hilux recente ainda está próxima da líder Chevrolet S10 nas comercializações, ultrapassando a concorrente em alguns meses.

Por Felipe Couto de Oliveira

Toyota Supra

Toyota Supra

Toyota Supra

Fotos: Divulgação


Sem muito alarde, a Toyota lançou nos últimos dias de dezembro do ano passado a linha 2015 do Camry no mercado brasileiro. Importado diretamente do Japão, a nova linha do sedan chega ao Brasil sem modificações mecânicas, mas contando, entre as principais novidades, com um visual atualizado e novos itens de série que anteriormente não eram oferecidos.

O Toyota Camry 2015 já está disponível nas concessionárias da marca japonesa com preços a partir de R$ 158.600.

Esteticamente, o Camry 2015 vendido no Brasil aproximou-se do modelo que foi apresentado durante a última edição do Salão de Moscou, afastando-se, portanto, da versão que é vendida no mercado estadunidense e canadense, que conta com linhas mais agressivas e esportivas do que o europeu.

Foto: divulgação

Mesmo assim, a linha 2015 do sedan grande traz um visual interessante e arrojado, com para-choque dianteiro com entrada de ar ampliada e acabamento cromado, faróis redesenhados, grade com filetes cromados, rodas de liga leve de 17 polegadas com novo desenho, para-choque traseiro levemente remodelado, refletores traseiros com novo formato e novas lanternas traseiras, que se integram através de um friso cromado que percorre a tampa do porta-malas.

No interior do veículo, a Toyota manteve o bom acabamento que o Camry tradicionalmente oferece. Entre as novidades, cabe destaque para o painel de instrumentos com novo grafismo e disposição, novo controle do sistema de ar-condicionado e o novo volante multifuncional.

Como de praxe, o sedan vem equipado com uma vasta lista de equipamentos de série, com destaque para os sete airbags, freios ABS com EBD e BAS, controle eletrônico de tração e estabilidade, sensores traseiro e dianteiro de estacionamento, ar-condicionado com três zonas com umidificador de íons com partícula de água, bem como o sistema de entretenimento com tela touchscreen de 7 polegadas que abrange diversas funções, como o sistema de navegação via satélite (GPS) e o leitor de DVD.  

Como dito anteriormente, mecanicamente não houve alterações. Sendo assim, o Toyota Camry mantém o já conhecido motor a gasolina 3.5 V6 Dual VVT-i 24V que entrega 277 cv e torque de 35,3 kgfm.

Trabalhando em conjunto ao propulsor está sempre uma transmissão automática com seis velocidades e opções de trocas sequenciais.

Por Caio Polo

Foto: divulgação


Mesmo com o aumento no preço, o Toyota Etios é uma opção que tem agradado bastante. Tanto que a empresa não tem mais ambições para o mercado brasileiro e continuará com o número que a fábrica consegue produzir anualmente: 70 mil unidades.

A montadora não tem muitas expectativas para o segmento a curto prazo e o aumento na produção que será de 14 mil carros a mais vai para outros países. O modelo 2015 chegou às concessionárias com novos itens de série e algumas mudanças.

Em 2013 foram vendidas 63 mil unidades do Etios no país e 7 mil unidades foram exportadas para a Argentina. O número de modelos destinados ao mercado nacional será o mesmo, restando 20 mil unidades com os 14 mil que serão produzidos a mais. A empresa afirma que não exporta o Etios apenas para o mercado argentino e busca aumentar as exportações para países do MERCOSUL.

A hatch linha 2015 conta com quatro versões: X, com motor 1.3 de 84 cavalos, XS, XLS e Platinum com motor 1.5, 16V de 92 cavalos. A versão Cross foi mantida como versão especial do modelo. A linha sedan também recebe a mesma nomenclatura, entretanto traz um motor 1.5 e 16V. Um fato curioso é que o motor 1.3 tem um desempenho de 12,5 km/l na cidade e 13 km/l, enquanto o 1.5 tem média de consumo 12,4 km/l na cidade e 13,4 km/l na estrada. Já todas as versões do sedan fazem 11,9 km/l na cidade e 14 km/l na rodovia.

Entre as novidades da versão de entrada estão a regulagem de altura do banco do motorista, novo tecidos dos bancos, alerta do farol, volante com o mesmo design do Corolla e outros. As versões X e XS contam com novo som com Bluetooth, cujos comandos podem ser acionados no volante e acabamento que imita couro nos bancos. As versões XLS e Cross vêm com novo acabamento do volante em couro, bancos com padrão “comfort drive” e outras novidades. 

Por Robson Quirino de Moraes

Toyota Etios

Toyota Etios

Toyota Etios

Fotos: Divulgação


A Toyota anunciou que começará a vender a série especial Platinum do seu modelo Etios, que começa a ser vendido na versão hatch (R$ 47.090) e sedan (R$ 49.790). Ambos são feitos com base no topo de linha XLS, mas com alguns itens exclusivos, como os bancos de couro. Segundo a montadora, a série especial “agrega novos itens de série destinados a consumidores que buscam mais conforto e sofisticação”.  Além disso, os dois vêm equipados com  direção com assistência elétrica, airbag duplo frontal,  ABS, pintura metálica, grade frontal cromada, lanternas traseiras com lentes escurecidas, sensor de estacionamento,  rodas de aro 15, entre outros equipamentos.

Em seu interior o Toyota Etios conta com acessórios detalhes de acabamento cromados,  travamento das portas e acionamento elétrico dos vidros, espelhos retrovisores com comando elétrico rádio AM/FM, CD player e entrada USB com comando no volante de base, o volante vem em couro com costura diferenciada, painel Total Black, velocímetro e tacômetro com grafia Black & Blue, maçanetas internas das portas em prata fosco.

O motor que impulsiona a novidade é o conhecido 1.5 16V, que entrega até 96,5 cv se abastecido com etanol, que funciona em conjunto com o câmbio que será disponível somente manual de 5 marchas. A montadora ainda não tem a intenção de lançar o modelo Platinum com o câmbio manual. O que pode acontecer é que futuramente a opção seja lançada no mercado, assim como foi com o Etios, que chegou para revenda somente com o câmbio manual, mas que atualmente também disponibiliza a opção do câmbio automático.

Por enquanto, as cores disponíveis do carro serão somente prata e preto. A montadora ainda não se pronunciou sobre aumentar o número de cores disponíveis para o carro, isso vai depender da procura do consumidor por cores diferentes, o que fará com que a Toyota adicione cores ao mercado.

Por Igor Lima

Toyota Etios Platinum

Foto: Divulgação


O Novo Corolla 2015 já estreou no Brasil. Apesar do comercial ainda não estar a todo vapor nos canais da TV aberta e fechada, o carro já está "brigando" com o novo Honda Civic SI.

Em três versões, o Corolla custa a partir de R$ 66.570 na sua versão mais simples, a GLi, com o câmbio manual. Já o preço passa para R$ 69.990 se você escolher o câmbio automático.

O veículo vem equipado com o motor 1.8 Dual VVT Flex, com 144,1 cavalos. Como itens de série, temos ar condicionado, acabamento interno com tecido na cor cinza, vidros frontais com películas antirruído e 5 airbags (sendo que dois são frontais, dois laterais dianteiros e um de joelho para o motorista).

Nas outras duas versões, o carro vem com motor 2.0. A primeira delas, a XEi, custa cerca de R$ 79.990. O motor desta versão também é Flex e conta com 153,6 cavalos de potência. O veículo possui ainda transmissão multidrive-s com modo sequencial de 7 velocidades e com modo de condução Sport. Já o acabamento interno é feito a couro e material sintético, também na cor cinza.  Entre os itens de série temos espelhos retrovisores externos com indicador de direção e regulagem elétrica, faróis de neblina dianteiros e ar-condicionado integrado automático e digital, tirando um sistema multimídia com tela de LCD sensível ao toque.

Na versão mais completa, a Altis, o carro custa R$ 92.900 e possui o mesmo motor que a versão anterior, mas oferece ao consumidor maior luxo e comodidade. O interior do carro é revestido com couro e material sintético na cor bege. O carro vem ainda com faróis baixos, luzes de posicionamento LED, banco do motorista com ajuste elétrico, controle de velocidade, Start Button (partida sem chave), destravamento das portas por sensores, dentre outros.

O carro que vem com um novo design totalmente renovado tem novas lanternas traseiras e dianteiras, possui rodas de liga leve com 16 polegadas e oferece o mesmo conforto interno já conhecido nas versões anteriores.

Todos os preços dados incluem pagamento à vista e o frete.

Por Mariana Caetano


A Toyota já definiu a data de apresentação da nova geração do Corolla para o mercado brasileiro. De acordo com a assessoria da marca japonesa, o sedan será mostrado nos dia 11 e 12 de março, o que leva a crer que a Toyota deve iniciar as vendas do modelo em meados de abril.

Completamente redesenhado, a atualização da geração chega em hora apropriada, já que o modelo não passa por uma atualização desde 2011 e agora poderá devolver a liderança do segmento para a Toyota.

O sedan, que já teve produção iniciada em Indaiatuba (SP), será praticamente idêntico à versão europeia, com perfil mais conservador e clássico em comparação ao visual mais esportivo da configuração norte-americana. No entanto, a versão estadunidense pode aparecer posteriormente no Brasil na versão esportiva XRS.

A décima primeira geração do sedan está cerca de 8 centímetros mais longo (4,620 metros), 1,5 centímetros mais largo (1,775 metros), 1,5 centímetro mais baixo (1,465 metros). Além disso, o carro agora dispõe de 2,7m de distância entre-eixos, 10 centímetros a mais que a versão atual. Com as novas medidas o sedan teve seu espaço interno ampliado, principalmente para os passageiros do banco traseiro.

O interior passou por algumas modificações, como nos bancos (que foram redesenhados para oferecer maior conforto), no painel de instrumentos e no console; Além disso, o veículo está mais silencioso, já que houve um aumento do material de absorção de som.

Mecanicamente a nova geração do Corolla manterá os motores 1.8 e 2.0, contudo, a principal novidade ficará por conta da transmissão automática CVT, que simula sete velocidades virtuais, substituindo a antiga caixa automática com quatro velocidades. O câmbio manual de seis marchas permanecerá nas versões mais simples. 

Por Caio Polo


As montadoras asiáticas entraram em uma concorrência entre si e quem agradeceu foi o mercado de autos do Brasil. O fim de 2013 mostrou a sul-coreana Hyundai e a japonesa Toyota como as marcas que mais se desenvolveram e ganharam participação de mercado no Brasil durante o ano.

Não bastasse, ainda tiraram uma parte do amplo domínio exercido pelas quatro empresas que atuam há mais tempo no mercado brasileiro. Fiat, Volkswagen, Chevrolet e Ford já concentraram 80% do mercado brasileiro, mas fecharam 2013 dividindo uma fatia de menos de 70%, números que mostram o crescimento da concorrência. A Hyundai fechou o ano em 6º lugar e a Toyota em 7º. A liderança permaneceu com a Fiat.

A Hyundai deve muito desse sucesso à linha HB20, que tornou a montadora sul-coreana a linha que mais cresceu e invadiu o mercado no último ano. As vendas tiveram uma expansão de nada menos que 96,5%. Já a Toyota teve um ano inteiro para colocar o Etios nas concessionárias e conseguir, desta maneira, ter um bom parâmetro de aceitação no mercado brasileiro. Trounou-se, desta maneira, a segunda marca com maior crescimento em 2013, alcançando uma expansão próxima dos 55%.

A Renault precisou ficar um pouco afastada da concorrência, já que as obras de ampliação da fábrica localizada em São José dos Pinhais (PR) levaram cerca de dois meses, o que provocou a paralisação total da produção durante o período. A inevitável queda nas vendas foi de 2%. Ainda assim, a montadora não perdeu a quinta colocação no mercado de leves.

Já a Honda comemora o crescimento de 3,2% nas vendas em 2013, mesmo sem oferecer nenhum lançamento durante o ano. Só que essa alta não foi suficiente para manter a sexta colocação no mercado. A Honda foi ultrapassada justamente por Hyundai e Toyota e caiu para a 8ª colocação no ranking geral. Já a francesa Citroën sofreu uma queda de 11,3% nas vendas e foi parar em 10º lugar, atrás da Nissan.

Por Chris Lino

Foto: divulgação


A Toyota divulgou recentemente o valor da chamada versão “aventureira” de seu compacto Etios, o Etios Cross.

De acordo com a montadora do modelo deverá chegar às lojas custando R$ 45.690. O carro que foi apresentado no dia 5 de novembro em São Paulo foi desenvolvido com base em uma versão topo de linha da marca, a do Etios Hatch – XLS. Não foram feitas mudanças em relação à parte mecânica do modelo. O diferencial ficou com a parte estética.

O Etios Cross tem um motor 1.5 16 V com 96,5 cavalos. A transmissão manual conta com cinco marchas. São 2,46m de distância entre eixos. Já o porta-malas conta com capacidade para 270 litros. Vale lembrar que essas são basicamente as mesmas medidas da versão tradicional do modelo hatch.

Apesar de o Etios Cross chamar um pouquinho de atenção para si é bom nos lembrarmos de que a Toyota não foi a primeira montadora a dar um “ar” mais off-road para com hatch urbano. A Renault com o Sandero Stepway, a Hyundai com o HB20X, a Volkswagen com o Gol nas versões Rally e Track e o Fox com o CrossFox já haviam se enveredado por estas áreas.

Essa versão cross lançado pela Toyota chega basicamente um ano depois do lançamento do Etios. Lembrando que este último foi o primeiro carro “popular“ da montadora e que acabou sofrendo algumas pequenas mudanças em seu interior recentemente para atender a pedidos solicitados pelos consumidores da marca. Entre tais mudanças temos o painel onde  a cor preta é predominante (anteriormente era o cinza claro), outra alteração é a iluminação azulada no lugar da branca no quadro de instrumentos. O Etios Cross já será vendido com tais “ajustes”.

Entre outros detalhes podemos destacar o tecido diferenciado nos bancos, apliques de plástico nas laterais e nos para-choques, faróis com máscara negra e também faróis de neblina. Já os retrovisores elétricos são exclusivos do modelo.

A Toyota também informou que deverá comercializar essa versão do Etios em terras argentinas em breve e que os problemas tidos na fábrica de Sorocaba em São Paulo não afetaram a produção do mesmo.

Por Denisson Soares

Toyota Etios Cross

Foto: Divulgação


A Toyota alerta sobre o fato de que teias de aranha podem fazer com que os airbags inflem acidentalmente e façam com que motoristas percam o controle do volante.

A razão dada foi que teias pegajosas podem causar um bloqueio, o que poderia, por sua vez, ativar os airbags do lado do condutor, bem como cortar a direção hidráulica dos carros, potencialmente resultando em um acidente desagradável.

A Toyota também explicou que as teias de aranha podem causar um bloqueio em um tubo de drenagem que vem do condensador do ar condicionado dos carros, o bloqueio faz com que a água escorra para dentro do módulo de controle do airbag, cause curtos-circuitos acionando uma luz de advertência preocupante no painel, ou fazer com que o airbag infle de repente.

A empresa alertou que há ainda um risco de perda completa da “direção assistida” e essa perda resulta em um aumento do esforço de direção.

A Toyota está no processo de notificar os proprietários dos veículos afetados e disse que suas concessionárias só precisam aplicar o selante e instalar uma tampa no ar condicionado condensador na  unidade costura habitacional localizado acima do módulo de controle do airbag, para corrigir o problema.

Um dos modelos que precisa de reparos é o Camry, que é o carro mais vendido nos Estados Unidos, já tendo vendido 318.990 veículos este ano. Do número enorme que precisa de fixação, 847 mil estão na América do Norte com o restante da Europa, Ásia e Oriente Médio.

Camry

Toyota Camry

Foto: Divulgação

De acordo com a Toyota, não houve nenhuma falha devido ao erro ainda. Um porta-voz da Toyota disse à CNN Money que a empresa está ciente de três casos de airbags que inflaram de repente e 35 casos de luzes de advertência acionadas.

A empresa disse que, nos casos que investigou, a causa foi as teias de aranha, mas não pode confirmar que todos os casos sejam de responsabilidade dos aracnídeos.

Por Jaime Pargan


O Corolla é sem dúvida alguma um ícone de estilo, charme e elegância. Esse carro sempre fez um grande sucesso, sobretudo, entre os motoristas de meia idade. O bom desempenho e o design diferenciado popularizaram o veículo e fizeram a sua fama no mercado mundial.

Buscando novos públicos e horizontes, a Toyota  está prestes a lançar o Corolla 2013/2014, prometendo  tecnologias inovadoras e alterações significativas no visual. As mudanças serão feitas com a finalidade de conquistar um público mais jovem e arrojado, sem perder os antigos admiradores.

O novo Corolla deve revolucionar a categoria dos sedans de porte médio. De acordo com a montadora, o carro terá o visual esportivo, a parte frontal contará com linhas dinâmicas e joviais, mas tudo isso, mantendo o shape clássico das versões anteriores.

O  Corolla 2013/2014 virá ainda com faróis frontais com lâmpadas de LED, lanternas traseiras amplas, detalhes com acabamento de fibra de carbono e rodas de aro 19”. Por conta da potência, visual e bom desempenho, o lançamento da montadora Toyota receberá o nome de Fúria Concept. Os preços de venda serão divulgados em pouco tempo.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


O Departamento de Transporte dos Estados Unidos informou nesta terça-feira, dia 18 de dezembro de 2012, que a concessionária Toyota será multada no valor de 17,35 milhões de dólares.

Esta multa milionária será paga ao governo americano por ter informado um recall fora do prazo determinado pelas autoridades americanas.

O defeito que ocasionou este recall consiste em um problema de segurança em mais de 150.000 unidades do Lexus RX 350 e Lexus RX 450h que poderia gerar força no acelerador.

Segundo a Toyota, não houve por parte da empresa nenhum tipo de desrespeito às regras de segurança dos Estados Unidos e que irá pagar o valor estipulado para a multa, pois pretende evitar longos processos judiciais.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


A Toyota, fabricante de automóveis de luxo e conhecida por comercializar carros de grande porte voltados à estrada e à família, está anunciando o seu primeiro carro de categoria mais “popular”, que recebeu o nome de Etios.

Partindo do preço inicial de R$ 29.990,00, na versão mais simples, o Etios chega ao mercado para concorrer com o novo HB20 da Hyundai, que está causando uma boa expectativa. Além disso, o HB20 chega apenas na versão hatch, enquanto o Etios será lançado diretamente nas versões hatch e, também, sedan. Esta foi uma das formas de agradar a diversos tipos de público, a fim de ganhar os consumidores potenciais.

Com relação às especificações técnicas do veículo, o Etios chega em versões com motor 1.3 l e 1.5 l, variando o preço até a topo de linha, no valor de R$ 44.690,00.

A informação é de que o Etios seja comercializado ainda neste mês de setembro, a partir do próximo dia 28.

Quanto aos aspectos externos, as versões podem ser escolhidas em diversas cores, tais como preto, branco, cinza, prata e azul. Para o modelo hatch está disponível também a cor verde e a vermelha.

Os principais atributos de série do veículo compreendem para-choques na cor do veículo, airbags frontais, alertas sonoros e visuais de abertura das portas e do cinto de segurança e porta-luvas ventilado.

Certamente, o Etios tem tudo para ser mais um sucesso de vendas no Brasil.

Por Anne A. Matioli Dias


A montadora Toyota, uma das mais consolidadas no mercado de veículos, por meio de sua subsidiária na Europa, tornou-se a mais nova parceira da PSA Peugeot Citroën. A decisão firmou o convênio para que a PSA fabrique para a Toyota novos veículos, mais leves para circular pelo mercado europeu para serem vendidos com a marca da Toyota.

No acordo, a PSP concorda em fornecer para a montadora os carros a partir de meados de 2013, que consiste em uma van de médio porte bastante parecida com a Peugeot Expert e com a Citroën Jumpy. A parceria também contempla a próxima geração dos carros, cujo processo de montagem, idealização e investimentos em equipamento sofrerá com a interferência da Toyota.

Segundo o CEO da subsidiária europeia da montadora, as duas já haviam fabricado um carro em conjunto, o Toyota Aygo, através de uma Joint-venture da República Checa. Para o representante da organização, a união tem como base atender os anseios dos compradores de carros europeus.

A Toyota é uma das maiores empresas produtoras de carros do planeta e tem como objetivo dedicar-se para produzir veículos que mantenham a harmonia com o meio ambiente e trabalhem para melhor a qualidade de vida das pessoas.

Por Tadeu Goulart

Fonte: IG


Com as inovações dos modelos de diversas marcas para a linha 2013, a Toyota, empresa japonesa, fez o anúncio dos novos preços do modelo Corolla e de diversos modelos 2013. Já famoso no mercado, o popular sedã teve seu preço aumentado em 1,3%.

Com valor a partir de US$17.025, o veículo da Toyota acabou ficando US$239, em média, com o valor mais elevado para todas as versões. Este preço equivale a R$34.683 – com o frete – e está abaixo dos R$59.080 referentes ao XLi 1.8 Flex.

Diversos outros veículos tiveram, da mesma forma que o Corolla, seus valores anunciados com inclusão do frete. Por exemplo, o Matrix custará US$20.070, um aumento de US$521 em relação ao modelo do ano passado.

Já a picape Tacoma, em sua linha 2013, ficou U$150 acima do valor anterior, ficando agora com o valor de US$18.365. No caso do Land Cruiser 2013, o valor vai para US$79.100, um acréscimo de US$300.

O modelo da minivan Sienna 2013 passa a ter o preço de US$27.295, ficando US$466 mais caro que o modelo do ano anterior. Fora isso, os veículos Scion xD e iQ tiveram elevação de US$400 e US$120, respectivamente, chegando ao valor de US$16.500 e US$16.140.

Por Marcelo Araújo.


Continuando na frente quando o assunto é venda de autos, a China apresentou um aumento de 17,9% em relação ao total de veículos comercializados no mesmo período referente ao ano de 2011. Na segunda posição, seguindo os chineses de perto, surgem os EUA, que tiveram aumento de 25,7 %, e o Japão, com o grande aumento de 65,4 %. Isso demonstra uma disputa acirrada em escala global.

Totalizando o número de vendas de 2012, percebe-se que a China vendeu 321.509 carros a mais do que em 2011. Já os EUA apresentaram um crescimento de 13,4 % nesse quesito, estando o Japão com 55,8 %. Apesar das estatísticas, vale citar que os números dos carros chineses se referem apenas a carros de passeio, ao contrário dos demais mercados, onde se encontram comerciais leves.

Após o Japão, encontra-se a Alemanha na quarta posição, mas o país apresenta queda nas comercializações. O Brasil está na quinta posição, seguido da Rússia, Índia, França, Grã Bretanha e Canadá, ambos países oscilando entre quedas e crescimentos.

Países tradicionais como a Itália e a Espanha destacam-se de forma negativa no panorama. Apresentam, respectivamente, quedas de 17,3% e 10,2%.

Por Marcelo Araújo


O Etios, da Toyota, agora está em versões hatchback e três volumes com o foco no mercado brasileiro. Possuem um estilo mais firme, mas com o mesmo tamanho, ainda compactos, com 3,78 metros de comprimento e 2,46 metros de entre-eixos, e o estilo continua clean, sem muitas linhas expressivas, prezando pela simplicidade. Mas agora devido ao novo consumidor, a empresa apostou em bancos mais firmes e espessos, com algumas comodidades, como apoios para a cabeça separados no banco de trás, além de detalhes bem mais trabalhados, como o plástico no interior do carro, que agora é mais resistente e o isolamento de ruídos de melhor qualidade.

Para aqueles que prezam pela potência do carro, a versão hatchback, terá motores 1.3 e 1.5, ambos com 16 válvulas. O veículo possui motor 1.3 e quando abastecido a álcool pode acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 11,9 segundos, e caso esteja com gasolina gastam 12,5 segundos para chegar nessa aceleração. O câmbio apresenta cinco marchas.

Já os equipamentos envolvem ar condicionado, freios com ABS, airbag duplo, bancos de tecido reguláveis, rádio com CD-Player e entrada USB.

A expectativa é que sejam vendidos pelo menos 70 mil Etios no país em apenas doze meses.

Por Camila Caetano


O modelo Etios, da Toyota, deverá ser lançado no Brasil no segundo semestre de 2012. A fábrica que será responsável pela produção do compacto localiza-se em Sorocaba, cidade do interior de São Paulo.

No Brasil, o Etios apresentará as versões hatch e sedã, que virão equipadas com motores 1.5 e 1.3 (Flex). De acordo com informações da Toyota, o modelo será mais econômico, com boa autonomia, além da garantia de 100 mil km ou três anos.

Segundo as fotos apresentadas no site da Toyota, houve apenas uma modificação de um detalhe da grade, que agora se mostra cromada apenas no friso superior. Além disso, há lanternas traseiras em relação ao modelo indiano. É provável que o veículo chegue ao mercado brasileiro com o preço de R$ 30.000, entrando na briga do segmento hatch com o Ka, Fiesta, Celta, Fox, Uno, Palio e Gol. Já na linha dos sedãs, o Etios irá disputar em vendas com o Logan, Versa, Cobalt e Siena.

O espaço interno do Etios oferecerá um porta-luvas com 13 litros e até 595 litros no porta-malas da versão sedã. Na versão hatch esse volume é de 263 litros.

   

          

Por Marcelo Araújo


A Toyota pegou o sedã mais famoso do Japão e trouxe para o Brasil, sem perder tempo, já no dia 15 de março.  Pertencente a nova geração do Camry, o automóvel importado irá custar, em território nacional, mais de R$ 150 mil.

Em abril, todos os clientes que desejarem ir a uma concessionária Toyota, poderão sair da garagem de Camry, já que ele chegará por aqui neste mês.

O modelo, inédito e luxuoso, com requintes esportivos, continua com o mesmo motor de sempre. O bom e velho 3.5 V6 de 277 cavalos e com 35,3 mkgf de torque inovador por ser do tipo recalibrado. Tudo isso para a nova geração dos três volumes.

O câmbio automático de seis marchas também permaneceu no Camry, mesmo sofrendo alguns pequenos reajustes. A mudança foi apenas na sexta marcha, que precisou ser alongada para melhorar a consumação de combustível ao longo das estradas.

Além disso, o carro foi aumentando em mais 10 cm de comprimento, mesmo estando 70 quilogramas mais leve do que o normal. Os bancos traseiros reclináveis deram a última ajuda para que seu preço ficasse justo.

Por Jéssica Monteiro

Fonte: Carro Online


A  Toyota não cansa de inovar e recentemente lançou um revolucionário propulsor  2.7 VVT-i Flex Fuel 16, fabricado especialmente  para  o SW4 e para a Hilux. Esse motor é uma das grandes investidas para a linha 2012. Com a nova versão, a expectativa é que a venda da picape e do utilitário aumentem significativamente nesse ano, atingindo a marca de mais de 1.200 unidades emplacadas.

A motorização em questão oferece um excelente desempenho e potência, chegando a gerar 163 cavalos se abastecido com etanol. Segundo a montadora, a tecnologia utilizada no motor conta com duplo comando de válvulas, fator que otimiza o desempenho, aumenta a economia e diminui a  emissão de CO2 no ambiente, o que se configura como um grande diferencial no mercado automotivo.

A Hilux será disponibilizada em duas versões (SR com cabine dupla  4 x 2 e SRV com cabine dupla 4 x 4). Em comum, as opções  possuem rodas de liga leve com aro de 16 polegadas e  transmissão automática com quatro marchas. O SW4 Flex, por sua vez, conta com rodas de 17 polegadas, câmbio automático e assentos confortáveis para cinco passageiros.

Itens de série como direção hidráulica progressiva, relógio digital, travas, vidros e retrovisores elétricos, completo sistema de som, conectividade USB,  painel com tela de LED, ar condicionado manual,  conexão Bluetooth e banco ajustável compõem as duas linhas lançadas pela Toyota.

O preço da Hilux varia entre R$ 88.730,00 e R$ 103.420,00. Já o SW4 custa em torno de R$ 114.150.

Por Larissa Mendes de Oliveira


A Toyota liberou oficialmente as primeiras informações e fotos da versão 2012 da Hilux, que vai estrear na Austrália, a partir de setembro, e estará disponível nas versões 4×2 e 4×4, com cabine simples, dupla ou estendida. 

Visualmente, as novidades são a grade frontal com barras cromadas; para-choque dianteiro diferenciado e com entradas de ar maiores; para-choque traseiro cromado; novos faróis duplos e capô renovado, para se adaptar às mudanças na dianteira, que deram um aspecto de “rosto sorridente” à picape.

Internamente, as alterações são em menor número, com destaque para alguns componentes que ganharam detalhes cromados, novo painel de instrumentos e principalmente para o sistema multimídia Toyota Touch, que conta com uma tela LCD de 6,1 polegadas, localizada no console central.

Na motorização, as opções continuam as mesmas, com os blocos turbodiesel 2.5 D-4D, que passou por alterações, para entregar 144 cv de potência e torque de 34,8 kgfm, e o propulsor 3.0 D-4D, que gera 171 cv de potência.

Cabe lembrar que as informações citadas referem-se ao modelo que será comercializado na Austrália e também na Europa. A versão “brasileira”, que chega no próximo ano, será produzida na Argentina, e vai oferecer um novo motor 2.7 flex.

Por André Gonçalves


Terremoto, tsunami e desastre nuclear. A tragédia tripla no Japão não poderia ter mesmo poucos efeitos na produção industrial daquele país. Tanto que o dano causado às fábricas na região de Sendai, aliado ao racionamento de energia devido ao desligamento de importantes centrais nucleares, como Fukushima-Daiichi e Onagawa, está trazendo transtornos para fabricantes de carros do país, como a Honda e a Toyota, com impacto sobre essas empresas no mundo inteiro, inclusive no Brasil e na Argentina.

Nesta segunda, 25 de abril, não houve produção de carros Toyota em Indaiatuba/SP, ou seja, cerca de 300 veículos deixaram de ser fabricados. A montadora também planeja reduzir a produção pela metade nos dias 13, 20 e 27 de maio em Zárate, na Argentina. Já na Honda, a produção será interrompida de 23 de maio a 3 de junho. Segundo informações divulgadas pelas montadoras à imprensa, não haverá demissões: a paralização visa apenas à normalização dos estoques de peças.

Os fornecedores dessas duas montadoras, notadamente aqueles da região de Sendai, não estão entregando adequadamente as peças. No Japão, a produção da Toyota chegou a cair a 1/3 do normal e ainda agora se encontra em cerca de 50% do que era antes do terremoto. Os números da Honda também não são muito diferentes.

Fora do Japão, segundo o Business Times de Singapura, a produção da Toyota está ainda menor, em apenas 40%. A expectativa da montadora é que a produção se normalize no fim do ano no Japão, e em agosto ao redor do mundo.

Por CG


O evento mais comentado da atualidade do setor de veículos automotores é o Salão de Genebra, na Suíça, que segue até o próximo dia 13 (domingo). As montadoras, apostando em inovações relacionadas aos designs interiores e exteriores, aproveitam cada dia para levar ao público o tema da moda do ramo: carros elétricos e híbridos.

A Toyota, por exemplo, decidiu exibir dois modelos híbridos, um deles é um carro conceito. O Prius + é considerado o primeiro híbrido europeu a oferecer sete lugares. O maior espaço interno, ilustrado pelo “+“de seu nome, propicia conforto e maior economia de combustível.

O Yaris HSD (Hybrid Synergy Drive) é o conceitual da marca e embora não esteja finalmente terminado, apresenta-se bem próximo daquilo que a fabricante pretende comercializar pela Europa. Um dos grandes focos desse modelo é justamente a aerodinâmica por meio de novos para-choques dianteiro e traseiro, maçanetas associadas às portas e rodas aro 18. Por enquanto, informações sobre  a motorização não foram divulgadas pela Toyota.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Assessoria de Imprensa


Imagine a seguinte situação: você entra num estacionamento e vê vários automóveis híbridos da Toyota, o Prius estacionados lado a lado. Ao descrever a cena para alguém, você diria que viu vários Priuses, Prium ou Prien? Afinal, qual é o plural de Prius?

Para a Toyota é Prii. Simplesmente Prii. A decisão não foi tomada ao acaso. Foi fruto de uma eleição promovida pela montadora, que iniciou no dia 10 de Janeiro no Salão do Automóvel de Detroit e terminou no último fim de semana durante o Salão de Chicago 2011.

O nome Prii recebeu 25% dos votos do público, cerca de 1.8 milhões. A decisão foi aclamada até mesmo pelo famoso site Dictionary.com, que incluiu a palavra em sua base de dados.

Portanto, dá próxima vez que você enxergar mais de um Toyota Prius juntos pode dizer que viu vários Prii.

 

Por Maximiliano da Rosa


A Toyota do Brasil está se preparando para lançar no primeiro semestre de 2011 um novo Corolla. A nova versão deverá ser apresentada já com o modelo 2012. A ideia é manter a mesma estrutura, com praticamente a mesma plataforma e a mesma carroceria.

Onde está a novidade, então? O novo Corolla receberá atualização no design traseiro e dianteiro. A traseiro vai ter o modelo europeu, como o anterior, mas sem o kit esportivo, enquanto a dianteira será, digamos, mais invocada.

Mecanicamente, as alterações serão mínimas: motor 2.0 16V flex.  A elegância tradicional do Corolla será mantida na nova versão: serão preservados o volante e o painel.

Uma boa novidade para os amantes do automóvel da Toyota: novos câmbios com 6 marchas estão reservados para a nova geração do sedã. O fabricante avisa que continuará disponível  no mercado o Corolla 1.8 VVT-I flex, nas opções manual com 5 marchas e automático com 4 marchas.

O novo Corolla 2012 tem previsão de ser lançado com o preço estimado a partir de R$ 60.000

Fonte: Motor Show jan/2011

Por Edson Nascimento


Quem não se lembra, no Brasil, do jipe Bandeirante e seu evoluído espírito Off Road? Pois é, o bruto eficiente está completando sessenta anos de vida e apesar da idade avançada parece mais vigoroso do que nunca. E para comemorar essa data marcante a Toyota, fabricante do SUV, resolveu produzir versões especiais do Land Cruiser, como hoje é conhecido no exterior. Denominada de 60th Anniversary esta edição especial vai comemorar a longevidade do modelo, que nasceu como veículo militar, mas que ao longo do tempo teve seu conceito aprimorado ganhando sofisticação, requinte e luxo para completar a eficiência de um veículo utilitário com tração 4 x 4.

Hoje o Land Cruiser é um utilitário imponente de linhas equilibradas, porte robusto e visual moderno que não lembra em nada o seu ancestral militar. E a versão de comemoração como não podia deixar de ser vem requintada incluindo entre outros itens de luxo, conforto e desempenho, suspensão adaptativa e um sofisticado sistema de navegação via satélite. O preço de partida é R$ 166.230 para o modelo de cinco portas V8 e a julgar pelo modelo de comemoração deste aniversário o utilitário mais antigo da Toyota ainda irá comemorar muitos outros aniversários.

Por Mauro Câmara

Fonte: Motor Dream


A pauta da vez na indústria de veículos automotores é, sem poucas dúvidas, a fabricação de carros híbridos e elétricos. O mote ambiental tem suscitado novos investimentos por parte das montadoras, que enxergam bom futuro nesse nicho.

Enquanto líderes mundiais não chegam a definições em relação a emissão de poluentes prejudiciais à natureza, a Toyota, que controla a marca Lexus, lançou ao mercado japonês o hatchback híbrido CT200h, exemplar que garante autonomia de 34 quilômetros por litro.

Com motor 1,81 movido a gasolina e eletricidade capaz de gerar 134 cavalos de potência, o modelo Lexus CT200h tem preço inicial estipulado em aproximadamente R$ 50 mil.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Terra


Sucesso e com muita ajuda para a preservação do meio ambiente são os diferenciais do Prius da marca japonesa Toyota.

O modelo é o mais vendido no mundo no segmento de híbridos e muito disso se deve ao fato do modelo unir modernidade, estilo próprio e ótimo desempenho.

O Prius já atingiu a marca de quase 2 milhões de modelos vendidos em todo o mundo e o modelo já está em sua terceira geração.

A Toyota ainda estuda o lançamento do modelo no Brasil, porém as diversas adaptações às estradas e ao combustível fazem com que o Prius ainda demore um pouco até desembarcar em terras tupiniquins.

Por José Alberi


A Toyota não para de lançar seus novos modelos 2011. O último, lançado hoje dia 22 de novembro, trata-se do compacto Ractis: o primeiro carro da linha ecológica da empresa.

O modelo traz a novidade de ser mais econômico e é consideravelmente menor que outros modelos mas possui um agradável espaço interno. Possui quatro metros de comprimento e 1,6 metros de altura. Pequeno, né? Mas não se preocupe com suas malas, pois o porta malas é ajustável e conterá com folga bastante bagagem. A vantagem é que 1.3 litros de gasolina são mais do que suficientes para fazer 20 Km

Por Teresa Almeida

Fonte: Auto Esporte


O Toyota Lexus GX 460 não está mais na lista de automóveis que a revista americana Consumer Reports recomenda que os consumidores não comprem. A informação foi divulgada depois que a montadora tomou todas as providências para tornar o carro mais seguro. Segundo a revista, uma falha no controle de estabilidade dos veículos da linha poderia ocasionar o capotamento em certas situações.

Após a publicação da falha na revista, a Toyota parou as vendas e a fabricação do Lexus. E logo iniciou uma investigação para descobrir aonde estava o problema. Mesmo não tendo ocorrido nenhum acidente, a empresa chamou os clientes para corrigir a falha no controle de estabilidade. Quase dez mil unidades foram afetadas.

O interessante é que tudo o que a montadora fez foi atualizar o software do computador de bordo. Com isso a revista considerou o resultado satisfatório e cancelou recomendação para os clientes não adquirissem o veículo.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Autoesporte





CONTINUE NAVEGANDO: