Mensurado inúmeras vezes neste espaço e pela imprensa especializada, o segmento de veículos automotores conquistou ótimos resultados no ano passado. O primeiro trimestre de 2010, por exemplo, foi muito bom devido à exoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A outra ocasião, no final do ano, se deu por uma série de características, entre elas determinação do Banco Central (BC) no concernente às modificações das condições de crédito ao consumidor, incitando cidadãos a correrem às concessionárias.

Dados divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) revelam que os emplacamentos do segmento avançaram 12,83% em janeiro de 2011 em comparação ao mês análogo de 2010. Os números integram automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões, motos, implementos rodoviários, entre outros.

Com o resultado, o número de automóveis vendidos chegou a 386.782 unidades, que, em comparação a dezembro, caíram 34,80%. Segundo Sergio Reze, presidente da federação, o arrefecimento no setor já era esperado, pois o desempenho de dezembro tende a ser sempre superior ao de janeiro. Além disso, os carros comercializados no mês passado foram emplacados em dezembro.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Fenabrave





CONTINUE NAVEGANDO: