Volvo passará a usar somente motores elétricos em seus carros a partir de 2019.

Parece que o fim dos carros com motores a combustão já tem data programada. A Volvo, uma das maiores montadoras de carros do mundo, de origem sueca, declarou no início deste mês de julho que a fabricação de carros a combustão deverá ser abandonada a partir de 2019.

O anúncio feito na última quarta-feira, dia 5 de julho, pelo atual presidente da empresa, Hakan Samuelson mostra claramente a preocupação da empresa com uma tendência mundial cada vez mais crescente: deverá investir pesado na fabricação de modelos de automóveis com motores elétricos.

A intenção inicial da fabricante com o anúncio feito é que todos os seus modelos passarão a contar com motores elétricos num prazo de dois anos.

De acordo com o dirigente mundial da marca, a preocupação da empresa com a preservação do meio ambiente partiu de uma demanda atual das pessoas em buscar alternativas mais limpas e econômicas dentro das grandes cidades e a busca por carros do tipo elétrico tem aumentado muito nos últimos tempos. Seguindo esta linha, o objetivo da empresa é a construção de um modelo novo de fabricação que emita cada vez menos dióxido de carbono para atmosfera.

Para se chegar a um modelo totalmente elétrico a partir de 2019, inicialmente, a marca deverá investir num tipo de motor do tipo misto, que seja capaz de utilizar uma arquitetura de propulsão única e ligada a um padrão de combustão primário. Este tipo de funcionamento já vem sendo empregado nos automóveis do tipo híbrido fabricados na atualidade.

O compromisso da fábrica de automóveis com os milhares de consumidores mundiais é trabalhar para que as populações urbanas possam desfrutar de cidades cada vez mais limpas em termos de qualidade do ar, sem abrir mão das facilidades que os avanços tecnológicos proporcionados pela indústria automobilística possam trazer a seus habitantes.

Entre 2019 e 2012, deverão ser lançados novos modelos que passaram a ser totalmente elétricos e assim a empresa possa ser a primeira marca mundial de peso a investir em carros que possam incorporar o conceito de um motor ecologicamente correto e que respeite a natureza.

Por Emmanoel Gomes

Carro elétrico da Volvo


Segundo a agência de notícias Bloomberg, o governo chinês pretende investir cerca de 16 milhões de dólares em financiamentos. O objetivo da China é obter estações de recarga e incentivar a demanda de consumidores pelos automóveis movidos a eletricidade. Desta forma o país reduziria significativamente a emissão de poluentes e ganharia ainda mais força no mercado de carros elétricos. Dentro de cinco anos, a China pretende tornar-se o maior mercado de automóveis deste segmento.

O governo do país, em breve, anunciará, com maiores detalhes, os projetos sobre as estações de carga. Elas deverão ser compatíveis com os automóveis fabricados pela Tesla Motors.  

Elon, Musk, sócio majoritário da Tesla Motors, visitou recentemente a China para discutir com autoridades do governo maneiras em que a montadora poderá incentivar, de maneira agressiva, o enorme potencial que existe no mercado de carros elétricos. O diretor da Intelligence Automotive Asia, Ashvin Chotai, disse que será "um processo gradual, que tem como objetivo aumentar tanto as vendas dos carros quanto o número de estações de carga". Ainda segundo o executivo, "os veículos verdes ainda não são muito atraentes quando comparados a carros convencionais". O governo pretende incentivar outras tecnologias verdes, como células de combustível e plug-ins híbridos.

O financiamento que será concedido pelo governo chinês ajudará as montadoras que se preocupam com o comportamento dos consumidores. Além do financiamento, haverá incentivos fiscais para que as fabricantes consigam trabalhar pesado no desenvolvimento dos automóveis elétricos.  

A China considera a possibilidade de inserir no programa várias empresas, até mesmo aquelas que ainda não fabricam carros elétricos. O objetivo é que elas ajudem a aumentar a produção e a competitividade do mercado, conforme anunciou o Centro de Pesquisa de Tecnologia Automotiva do país.  

A preocupação das autoridades chinesas é válida, visto que a China é a maior emissora de gases de efeito estufa. Tal medida irá diminuir consideravelmente a emissão destes gases por meio dos automóveis.

Por William Nascimento

Carro el?trico na China

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: