Pequenos, leves, agradáveis, divertidos e agregando luxo e alguma sofisticação aos modelos, os minicarros ou compactos, agora denominados de Premium, parecem ser um filão a ser explorado pelas montadoras no Brasil. E elas parecem estar entusiasmadas, pois o mercado consumidor cresce alimentado pelo bom momento econômico do país com ascensão social e pelo sucesso que este tipo de carro já faz na Europa, onde o Mini Cooper é um ótimo exemplo disso.

E aqui no Brasil nada melhor do que aproveitar este bom momento, popularizando os modelos pequenos, mas sem perder a característica de “Premium”. Sem uma data específica para a chegada do Fiat 500 que será fabricado no México e que será comercializado no Brasil, a BMW sai na frente e já em maio lançará o Mini One com preço em torno de R$ 70 mil.

Com seu design característico, seu visual um tanto “retrô” chique e certa classe graciosa, o Mini One mantém o charme do desenho e a característica de leveza do modelo. Com motor que pode render até 98 CV de potência e menos opcionais que outros modelos da marca, o que o torna o modelo de entrada e também garante o preço mais acessível, a BMW espera uma grande demanda para o simpático carrinho, levando-se em consideração ainda o potencial do mercado que apenas em três meses deste ano já teve vendidas 556 unidades do Mini no país.

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


Na agenda dos salões de automóveis que se sucedem praticamente um logo após o outro, mês a mês, a próxima atração será o salão de Xangai, na China, que terá inicio a partir do dia 20 de abril. E entre os vários lançamentos que ocorrerão no evento está a apresentação do SUV compacto Q3 da Audi.

Com um design agradável cuja concepção privilegia o aspecto esportivo do modelo, dando-lhe um visual de elegância e ao mesmo tempo de despojamento casual bem moderno, este SUV compacto foi baseado na plataforma de um modelo da Volkswagen, o Tiguan, mas parece ter personalidade própria. O modelo também consegue aliar o requintado padrão de acabamento da montadora com conforto e espaço, pois o Q3 poderá transportar até cinco pessoas com capacidade total em seu porta-malas de 460 litros.

Reconhecida não apenas pelo luxo de seus modelos, a Audi oferece também boa motorização e neste SUV isto irá ocorrer. O Q3 trará propulsores com injeção direta de combustível de 2.0 litros equipados com transmissão de sete velocidades e embreagem dupla. Nessa configuração o Q3 poderá render de 140 a 211 CV de potência. Mas de acordo com a montadora fará parte da família uma versão com tração na dianteira que poderá produzir 170 CV de potência.

Na Europa o novo SUV da Audi deverá estar à venda a partir de junho deste ano custando inicialmente o equivalente a R$ 69 mil.

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


Pensando no mercado de veículos compactos, a montadora de veículos japonesa Honda apresentou nesta quinta-feira (17) o veículo Brio, que será lançado mundialmente.

A apresentação do carro foi realizada na fábrica da Honda na Tailândia, local onde no ano passado, a montadora exibiu o protótipo final do modelo. No Brasil, o veículo será fabricado em Sumaré – SP.

O Brio será equipado com motor 1.2 i-VTEC com 90 cv de potência, conforme divulgado pela empresa, terá uma autonomia de 14 km/l rodando na cidade. Em dimensões, o veículo confirma seu status de compacto com 3,61m de comprimento, 1,48 m de largura e 1,68 m de altura.

O preço final do veículo ainda não foi confirmado pela Honda, mas especula-se que o Brio deverá custar aqui no Brasil valores acima de R$ 30 mil.

Por Henrique Pereira


Tradicional fabricante de carros esportivos que por sinal possuem preços bastante elevados, a Aston Martin também investirá em modelos mais urbanos como o seu subcompacto Cygnet, que de acordo com sites especializados deverá chegar ao Brasil a partir de Outubro deste ano. Mas enquanto ele não chega, vai estrear primeiro no Reino Unido com duas versões em edições limitadas, com produção prevista para ser iniciada em Abril.

Com preço a partir de £ 30.995, algo em torno de R$ 82.135, sem incluir taxas e impostos de importação, o simpático modelo de linhas bem compactas e desenho leve e ágil será produzido em parceria com a montadora Toyota e montado com base na mesma plataforma do modelo Toyota iQ. Esta parceria gerou uma versão moderna, de linhas bem trabalhadas e perfeitamente adaptadas ao trânsito das grandes cidades.

As duas versões especiais possuirão câmbio de série manual, mas com opcional de um CVT, além de outros itens de conforto e segurança que tornam o Cygnet uma boa opção para quem gosta de carros compactos.

Foto: Dream Car

Por Mauro Câmara

Fonte: Carro Online


Enquanto o Salão do Automóvel de Detroit se desenvolve apresentando diversas novidades da dinâmica indústria automobilística, as novidades já para o Salão de Genebra, na Suíça, que vai ocorrer em Março já começam a surgir. Uma delas é a nova geração do hatch da Kia Motors, o Rio 2012 Sketch, cujas primeiras imagens do desenho do novo modelo já foram divulgadas pela montadora coreana.

E pelo esboço a nova geração do hatch compacto promete, pelo menos visualmente, manter a ousadia que vem caracterizando os modelos da Kia. De linhas levemente arredondadas que se complementam em uma frente aerodinâmica, equilibrada e agressivamente bela, que consegue unir elegância concreta e esportividade latente, como define o próprio chefe de design que encabeça o projeto deste novo modelo.

Sucesso de vendas no exterior o modelo vendeu mais de duzentas mil unidades no ano passado e sua comercialização no Brasil deverá ocorrer apenas no ano de 2012.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carros IG


Poucos talvez conheçam a marca Buick como fabricante de carros e os que conhecem talvez não saibam que ela nada mais é do que a marca da General Motors que fabrica carros de luxo, principalmente para o mercado norte-americano. Talvez os mais experientes lembrem que a Buick fabricava, lá pelos anos quarenta e cinquenta, carros extremamente luxuosos e que era o sonho de consumo de qualquer milionário da época.

Mas a marca, talvez pela excelência e requinte de seus modelos, continua firme e inclusive com aumento de vendas graças a modelos como o Regal e o sedã grande de alto luxo, mania incorrigível dos norte-americanos, chamado Lacrosse. E para tentar mudar um pouco o que acabou se tornando quase uma característica da marca, a de produzir carros para uma faixa etária avançada, a divisão de luxo da GM lançou no Salão do Automóvel de Detroit, que começou no último dia 10 de Janeiro, o seu primeiro modelo compacto de luxo, o Buick Verano.

Este sedã compacto terá a missão de atrair o público jovem, oferecendo um modelo atraente, atual, mas mantendo o luxo e o requinte que caracteriza a marca.

Partindo do Chevrolet Cruize, a Buick chegou a um modelo remodelado, com mudanças na mecânica e na aerodinâmica do carro, melhorando itens como isolamento acústico e criando um interior mais sofisticado, capaz de atrair o gosto dos mais jovens. Esteticamente suas linhas são modernas, bem equilibradas compondo um desenho ao mesmo tempo moderno, clássico e agressivo.

As vendas no mercado norte-americano estão previstas para começarem a partir do mês de Outubro deste ano.

Foto: MobyDee

Por Mauro Câmara

Fonte: GM


A indústria automobilística mundial parece realmente estar um passo a frente no tempo. 2011 ainda nem começou, embora falte pouco para isso, trazendo os seus vários lançamentos e várias montadoras pelo mundo já planejam lançamentos para 2012 e até 2013.

A Renault através de uma das empresas do grupo planeja um monovolume, os russos planejam a produção em série de um modelo híbrido também compacto e a Lótus, tradicional marca da Fórmula 1, que já apresentou um projeto de carro urbano, confirmou que deverá iniciar a produção do seu Citycar em 2013.

O desenho é ultra moderno e o veículo será compacto e arrojado, com design basicamente cosmopolita e urbano, como o próprio nome já diz. E além de tudo contará com o charme de oferecer ao seu futuro motorista a chance de dirigir um modelo Lótus, que deverá carregar toda a tradição da famosa equipe.

Com a confirmação da produção do Citycar, falta agora confirmar a outra parceira, que provavelmente poderá ser a Nissan, que poderia ceder à base do seu Micra para a criação do novo modelo. De qualquer forma a prioridade da marca para este projeto é de produzir um compacto de baixas emissões de poluentes e com isso se adequar as atuais regras da Europa e poder disputar mercado.

Por Mauro Câmara

Fonte: Revista Auto Esporte


O Cooper, modelo fabricado pela montadora inglesa Mini já é por si só talvez o mais extremado exemplo de carro pequeno do mercado mundial. Seu desenho compacto e suas dimensões reduzidas lhe conferem esta característica. E um carro com estas qualidades tem realmente um segmento de mercado interessante. Principalmente para o trânsito caótico e a falta de espaço das grandes cidades do mundo. Mas agora a Mini esta planejando, um modelo ainda menor que o Mini Cooper, que iria concorrer com outros modelos também reduzidos como o Smart Fortwo.

Para conseguir esta proeza de quase miniaturização de um carro, a Mini deverá construir o novo modelo somente com dois lugares, conseguindo fazer um mini ainda mais mini do atual Cooper. Acima de tudo deverá ser um carro extremamente prático, de fácil manobra e com pouquíssima dificuldade para estacionamento. Embora muitos possam questionar sua estética, se for mantido o estilo do Cooper.

Além deste projeto de um carro menor ainda, a Mini planeja outros lançamentos como um Cupé, um Roadster e variações do atual Cooper e também um utilitário esportivo baseado no Beachcomber, um crossover seu cuja característica principal é ter o teto, tampa do porta-malas e portas removíveis.

Por Mauro Câmara

Fonte: Carros IG


Principal marca da identidade de um carro, o seu nome muitas vezes supera, em termos de popularidade e empatia com o público, a própria marca do fabricante. Por isso é tão importante escolher o nome certo para o veículo certo. Fazendo um casamento perfeito e criando um símbolo que é o primeiro requisito para atrair a atração e o carinho do futuro comprador.

Por isso talvez a Chevrolet tenha modificado o nome do seu futuro modelo compacto. Originalmente batizado de Aveo, um nome um tanto sério demais e sem sentido para um carro compacto de linhas graciosas e desenho jovial, e conforme definição da própria montadora, com proposta de direção divertida, de acordo com matéria do site Carro Online.

O novo nome escolhido para o compacto agora é Sonic. Realmente este nome tem muito mais a ver com a proposta do modelo e muito provavelmente completará a química de um carro que terá tudo para agradar, inclusive um nome atual, simpático, simples e sonoro.

Inicialmente o novo modelo Sonic será vendido nos Estados Unidos, México e Canadá, mas de acordo com a matéria citada, a montadora ainda não divulgou a data em que a produção será iniciada.

Por Mauro Câmara


Segmento de mercado que cresce significativamente, o de carros compactos vem cada vez mais atraindo consumidores pela qualidade dos modelos oferecidos e também por serem perfeitamente adaptáveis ao trânsito caótico das grandes cidades. E também, é claro, geralmente pelo seu baixo custo de aquisição. O mercado comprova que compactos de baixo custo são realmente muito atrativos e os fabricantes de veículos tem uma atenção especial com este segmento de mercado. E de acordo com matéria do site Carros IG, a Mitsubishi também está atenta e vai investir neste segmento.

Conforme a matéria citada a montadora japonesa divulgou os primeiros desenhos do seu compacto que terá o inicio de produção no ano que vem na Tailândia. O veículo, em seus primeiros esboços tem desenho extremamente moderno, linhas arrojadas, contornos curvilíneos que se fecham em uma frente pequena, mas muito bem equilibrada. Visualmente, se o projeto seguir a tendência dos desenhos, será um carro que além de compacto terá um forte aspecto de agilidade e jovialidade.

O modelo não tem nome ainda definido, mas a fabricante informou que o carro terá duas versões de motorização. Um propulsor 1.0 e um 1.2 a gasolina. E inicialmente deverá custar o equivalente a R$ 22.000. Um custo realmente pequeno por um carro perfeitamente urbano e moderno.

Por Mauro Câmara





CONTINUE NAVEGANDO: