Novo Sentra deverá ser lançado no Brasil em 2017



  

Modelo está com um visual mais moderno e ganhou novo pacote de itens.

Há alguns anos a briga dos veículos automotores sedãs médios, aqui no mercado brasileiro, tem sido bastante acirrada. Nesta perspectiva, na nova geração desses sedãs não poderia ser diferente.

Após a renomada fabricante Honda ter confirmado os primeiros passos do Civic 10 (veículo este previsto para chegar ao mercado brasileiro até o segundo semestre do ano de 2016) e da promessa da Chevrolet em lançar o Novo Cruze no próximo ano, agora é o momento da fabricante japonesa Nissan anunciar a atualização do Sentra, veículo lançado mundialmente no ano de 2012.

Como a concorrência no setor é bem grande, ainda correm por fora o recém modificado Peugeot 408, o Ford Focus Fastback, o Renault Fluence, o Citroën C4 Lounge e o Volkswagem Jetta.

Este novo Sentra foi anunciado como modelo 2016 no Salão de Los Angeles (EUA), sendo que chegará às lojas Norte Americanas no final do mês de Dezembro com um visual mais arrojado e interessante, visual este que seguirá os preceitos da nova identidade da Nissan.





As primeiras novidades ficarão por conta da substituição daquela antiga carinha oriental e cansada que possuía grandes pontos de LED, que faziam referência aos modelos chineses e que agora foi substituída por guias de luz e faróis de xénon, detalhes estes comumente encontrados nos veículos europeus.

Para atrair os consumidores, as mudanças não ficarão somente na parte externa, tendo em vista que o veículo foi contemplado com um novo pacote eletrônico composto pelos seguintes acessórios: freio automático nas versões mais caras, alertas de trafego cruzado e ponto cego na traseira, bem como piloto automático inteligente.

Nesta primeira análise, os equipamentos e o visual deste novo Sentra conseguem responder a altura o seu principal concorrente aqui no Brasil, que deverá ser o novo Honda Civic. A única notícia desanimadora a respeito deste novo Sentra é que fontes ligadas à Nissan já garantiram que por enquanto a fabricante não possui planos imediatos para a inserção deste veículo no mercado nacional.

Por Adriano Oliveira



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *