Vendas de veículos apresentaram queda no 1º semestre



  

Queda nas vendas de veículos foi de 20,7% entre os meses de janeiro a junho de 2015.

O fraco desempenho da economia brasileira está afetando profundamente o mercado de automóveis no país. Na comparação com 2014, as vendas de veículos neste primeiro semestre de 2015 sofreram uma queda de 20,7%, de acordo com o que informa a Fenabrave.

Os dados mostram que foram emplacados 1.318.985 carros, caminhões e ônibus entre os meses de janeiro e junho. Este número é o pior resultado para o período desde o ano de 2007, quando apenas 1.082.257 unidades foram comercializadas.  

No primeiro semestre de 2014, foram emplacados exatos 1.662.837 unidades de veículos no país. As previsões de queda de vendas para este ano estão aumentando à medida que os meses passam e os consumidores estão respondendo negativamente ao mercado de carros novos. Em janeiro, a estimativa era de uma queda de 10% nas vendas sobre 2014. No mês de maio, a projeção foi revisada para 18,9% e, agora, está em 23,9%. Isso significa que a expectativa é que sejam vendidos 2.662.857 veículos, cerca de 834 mil unidades a menos que o ano passado.   

Segundo o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção, o país "perde um México este ano, em relação ao volume de carros vendidos". Para os automóveis e comerciais leves – picapes e furgões – a baixa para o ano é prevista para 23%, totalizando 2.563.126. A comparação feita por Assumpção leva em conta o volume de automóveis que deixarão de ser vendidos no Brasil com o total de emplacamentos de carros no mercado mexicano em 2014. 

Na América Latina, Brasil e México caminham juntos na supremacia de produção de veículos. No quesito vendas, o mercado brasileiro ainda é bem inferior ao dos irmãos latinos.   Em relação aos veículos maiores, como caminhões e ônibus, a queda deve ser ainda mais acentuada e preocupante. É esperado que neste ano a queda neste segmento de veículos chegue a 41%. Caso a previsão seja confirmada no final do ano, também será o pior ano desde 2007.   





Neste primeiro semestre de 2015 o Fiat Palio continuou como o domínio do mercado, sendo o mais vendido. Foram 62.757 unidades vendidas, contra 55.789 do segundo colocado, o GM Onix. O Volkswagen Gol que liderou o mercado brasileiro por muitos anos e é considerado o principal rival do Fiat Palio, conseguiu vender 44.900 unidades até o momento.   

Em relação às marcas, a Fiat segue como a principal montadora do país com 18,64% de participação. GM com 16,07% e Volkswagen, com 15,5%, completam os três primeiros. A Jeep, que está investindo pesado no país, apareceu pela primeira vez entre as 15 marcas mais emplacadas entre os automóveis, com 8.664 unidades vendidas de janeiro a junho.   

Devido ao fraco ritmo de vendas, foram cortados 12 mil empregos nas concessionárias neste primeiro semestre. Cerca de 242 lojas foram fechadas. A expectativa é que até o final do ano, mais 8 mil vagas sejam cortadas.

Por William Nascimento

Compra veículos



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *