Fiat Palio é o carro mais vendido no Brasil e tira a liderança do Volkswagen Gol



  

O Gol foi considerado por 27 anos como o carro mais vendido do Brasil. Mas, agora, após quase 10 mil dias na liderança, foi derrotado pela comercialização do Palio. Nesta semana, de acordo com dados da Fenabrave, a Fiat superou a Volkswagen com 153.600 unidades contra 153.443.

A mudança de patamares começou há aproximadamente seis meses. Segundo análises, o modelo Gol 5, ao utilizar componentes provenientes do Polo passou a apresentar quedas na venda após a chegada de modelos na mesma faixa de preço, contudo, mais modernos.

Até então, somente uma única vez o Gol correu o risco de perder a liderança por alguns dias. Em 2007, o Palio iniciou com uma vantagem de menos de 500 veículos. Entretanto, depois a diferença se rompeu e a VW retornou com ampla comercialização.

Nas demais temporadas, o Gol se manteve bem, quando assumiu o elevado nível em 1987, após perder por quatro anos para a Chevrolet. Esta ganhou em 1983 com o Chevette e por três anos consecutivos com o Monza. Já anteriormente, o Fusca era o carro que dominava todas as vendas de automóveis no país. Isso acontecia desde 1959.

Hoje, o mercado no geral, quando levado em consideração os compactos, é dominado pela Fiat e Volkswagen. Com alta comercialização também dos demais modelos, como Fox, Polo, Uno e Up!.

Entretanto, os gostos e as condições financeiras dos consumidores têm alterado. O Onix e o HB20, em São Paulo, têm alcançado muitas vendas, apesar de serem mais caros. Essas marcas estão comemorando, pois elas mantêm as vendas, mesmo com modelos com o valor mais elevado. Tudo isso, porque investem em novidades.





Dados mostram que em cinco anos, até o mês de outubro de 2014, a Fiat havia perdido 3% de mercado e a Volkswagen, 7%.

Enquanto isso, as oscilações continuam. Novos lançamentos tentam balançar o mercado. O Gol, por exemplo, lançou uma versão ainda mais em conta, por apenas R$ 27 mil.

Por Camila Caetano

Fiat Palio

Foto: Divulgação

 



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *