Vendas de Carros Importados – Queda em Outubro de 2010



  

No primeiro trimestre de 2010 as concessionárias de veículos automotores novos agregaram grandes vendas devido ao benefício fiscal concedido pelo governo como medida para espantar a crise financeira mundial, ou seja, quando já fora determinada a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

Em novembro, embora em menor grau, a comercialização de carros voltou a contabilizar bons números, tanto que o mês foi considerado como o 2º melhor da história para o segmento. Uma tendência no Brasil (otimismo, em grande parte) tem regido a preferência de alguns consumidores pelos veículos fabricados no exterior.





Informações emitidas pela Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva) revelam que em outubro, porém, o emplacamento de carros importados recuou 11,1% em comparação a setembro, ou seja, 10.513 unidades no primeiro período contra 11.830 do anterior.

Para José Luiz Gandini, presidente da Abeiva, se os importadores tivessem conseguido suprir os brasileiros com as quantidades encomendadas para o final de 2010, possivelmente não haveria diminuição nos emplacamentos. Isso ocorreu, conforme menção emitida à Car Magazine UOL, em virtude da recuperação de inúmeros mercados globais, pungindo, portanto, o Brasil.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *